Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

CTM2 - aula 2 - MOTIVAÇÃO: A liderança do Grupo Pequeno

131 views

Published on

Segunda Aula do CTM2 - Revisão do CTM - Centro de Treinamento Ministerial como forma de atualização do conteúdo aprendido.
Veja mais em: http://imcataguases.com/pagina/784883/ctm2-revisao/

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

CTM2 - aula 2 - MOTIVAÇÃO: A liderança do Grupo Pequeno

  1. 1. MOTIVAÇÃO: ALiderançadoGrupo Pequeno ■ www.imcataguases.com ■ CTM2 – Reciclagem para líderes (aula 2)
  2. 2. CTM2 Reciclagem para líderes Objetivo: Capacitação contínua dos líderes de Grupos Pequenos. Justificativa: Necessidade de refrescar o conhecimento a respeito do discipulado. Estratégia: quatro encontros: Domingos 4 a 25 de Novembro Abordagem: CTM2 Aula 1 - FUNDAMENTAÇÃO: O discipulado na História CTM2 Aula 2 - MOTIVAÇÃO: A liderança do Grupo Pequeno CTM2 Aula 3 - AÇÃO: Reuniões dinâmicas e atraentes CTM2 Aula 4 - REALIZAÇÃO: Valores da Igreja em Grupos Pequenos Critério de participação: já ter concluído o CTM e participar de todas as aulas. Avaliação: prova com valor de 100 pontos e mínimo de 80 pontos para aprovação. www.imcataguases.com
  3. 3. MOTIVAÇÃO: ALiderançadoGrupoPequeno CTM2 (aula 2)
  4. 4. A influência dos supervisores como discipuladores de líderes de GP Supervisor é líder de uma rede formada por vários GPs GRUPOS Supervisão Pastoreio Pastores Supervisores GP GP Supervisores GP GP Pág 15
  5. 5. LIDERANÇA de Grupo Pequeno Líder é a pessoa estratégica em uma igreja com Grupos Pequenos, pois é quem está verdadeiramente na linha de frente. É ele quem dá atenção personalizada aos membros de seu Grupo Pequeno. Pág 15
  6. 6. Responsabilidade do/a Líder de Grupo Pequeno Sua responsabilidade principal é gerar novos líderes: perceber a potencialidade das pessoas, envolvendo-as no dia-a-dia do Grupo Pequeno, acompanhando-as e treinando-as para transformá-las em novos líderes. Para ser um líder de Grupo Pequeno é preciso: - Ser nascido de novo - Ter bom testemunho - Ser membro da igreja - Estar comprometido - Capacitar-se pelo CTM Pág 15
  7. 7. 7 HÁBITOS ESSENCIAIS PARA O/A LÍDER DE GRUPO PEQUENO Pág. 16
  8. 8. 1º hábito: VIDA DEVOCIONAL CONSISTENTE O tempo com Deus é o princípio mais importante por trás de um líder de Grupo Pequeno bem- sucedido. Um líder cheio do poder e do amor de Jesus Cristo sabe como ministrar a um membro de Grupo Pequeno problemático Pág. 16
  9. 9. Na vida de um líder de Grupo Pequeno bem sucedido, a família tem primazia. Deus deseja maximizar nosso trabalho como líderes de Grupo Pequeno, mas não às custas da vida de nossa família. 2º hábito: VIDA FAMILIAR EQUILIBRADA O ministério da Grupo Pequeno é um assunto da família e isso significa aproximar a sua família . O melhor é colocar sua família dentro do propósito do Grupo Pequeno e vice-versa. Pág. 16
  10. 10. Sim, é excitante liderar um Grupo Pequeno. Mas, como será seu grupo quando você o deixar nas mãos de seu atual auxiliar? Ele continuará a existir ou terminará? 3º hábito: DESENVOLVER A LIDERANÇA O sucesso da liderança de uma Grupo Pequeno é claro: quantos líderes têm sido destacados, treinados e iniciado um trabalho? O Senhor tem trazido futuros líderes ao seu grupo. Você os está desenvolvendo?
  11. 11. 4º hábito: CONVIDAR PESSOAS A maneira de ganhar pessoas é convidando para a reunião e continuar sempre convidando. Não permita que a rejeição o desencoraje. Convide pessoas novas constantemente. Líder: você deve responsabilizar-se, pessoalmente, pelo convite de novas pessoas.. Pág. 16
  12. 12. 5º hábito: ACONSELHAMENTO Se você deseja que sua Grupo Pequeno cresça e se multiplique, uma chave fundamental para o evangelismo eficaz é o contato imediato com os visitantes. Quando alguém novo vier para o grupo, agende uma conversa logo em seguida. O/a líder deve estar aberto para ouvir as pessoas e ajudar quando precisarem de um conselho. Pág. 16
  13. 13. 6º hábito: EVANGELISMO NATURAL Você deseja atrair não-cristãos ao seu grupo? Evangelizar é um processo pessoal de compartilhar as Boas Novas sobre o perdão dos pecados e a nova vida em Jesus. Pág. 17 Devido à atmosfera de intimidade e cuidado dos pequenos grupos, o evangelismo acontece naturalmente.
  14. 14. 7º hábito: DELEGUE RESPONSABILIDADES Grupos Pequenos que se multiplicam, são formados por pessoas participativas e que têm oportunidade de colaborar. A liderança do Grupo Pequenos deve ser compartilhada, para se tornar leve, engajando pessoas, de forma que todos possam ajudar. As tarefas precisam ser divididas de forma clara onde cada um saiba qual é o seu papel. Pág. 17
  15. 15. Requisitos da liderança de Grupo Pequeno:  Ter um forte compromisso com o seu Grupo Pequeno, não faltar às reuniões, ser pontual e diligente no cuidado dos membros (telefonemas, visitas e discipulado).  Participar dos encontros pastorais e do seu GD – Grupo de Discipulado, cumprindo os desafios que forem colocados, repassando-os aos membros de seu Grupo Pequeno. Pág. 17
  16. 16. Responsabilidades do/a líder de Grupo Pequeno: ■ Orar pelos membros do Grupo Pequeno. ■ Participar das reuniões de discipulado. ■ Discipular o líder em treinamento. ■ Motivar ao evangelismo. ■ Orientar a consolidação de novos convertidos. ■ Planejar atividades com o Grupo Pequeno. ■ Envolver todos delegando responsabilidades. ■ Enviar o relatório do Grupo Pequeno ■ Comunicar-se com todos do Grupo Pequeno. Pág. 17
  17. 17. Dicas práticas para liderar o Grupo Pequeno:  Sonhe em liderar um Grupo Pequeno saudável que cresce e se multiplica  Ore diariamente pelos membros do Grupo Pequeno  Convide semanalmente pessoas novas para visitar o Grupo Pequeno  Prepare-se para o encontro do Grupo Pequeno  Mentoreie um líder em treinamento  Planeje atividades de comunhão do Grupo Pequeno  Comprometa-se com o crescimento pessoal de cada discípulo. Pág. 18
  18. 18. Líder de Grupo Pequeno, lembre-se:  Você trabalhará melhor, se planejar. Planeje as atividades de sua Grupo Pequeno no começo de cada mês. Planeje os alvos do Grupo Pequeno.  Ame os membros do seu Grupo Pequeno! Jamais fale de seu grupo de forma negativa ou desdenhosa; trate-os como vencedores e eles responderão como tais!  O seu sucesso como líder de Grupo Pequeno não depende do que você é, mas do que você faz. Quem visita e consolida, se multiplica.  Valorize a reunião do seu Grupo Pequeno! Ore para que seja forte e inspiradora. Reuniões vivas são explosivas e tocam no coração dos visitantes. Pág. 18
  19. 19. Concluindo... ■ Delegue funções e responsabilidades para cada membro de seu Grupo Pequeno, mesmo que seja algo bem simples! Isto produz compromisso e seriedade entre todos. ■ A maneira de treinar um auxiliar é simples. Você faz e ele vê. Depois você o ensina a fazer. Depois ele faz e você observa. Por fim, você o envia para fazer sozinho. ■ Líderes de Grupo Pequeno eficazes procuram conhecer cada pessoa que entra no Grupo Pequeno. Ele dá atenção a todos, indistintamente, e não se limita a um pequeno grupo. ■ Não se preocupe em primeiro lugar com a reunião do Grupo Pequeno; antes, priorize as vidas. Alimente-as e proteja-as, e o seu Grupo Pequeno crescerá saudável. Pág. 18
  20. 20. Tarefa ■Fazer a Atividade da página 19 ■Ler a apostila até a página 33
  21. 21. Prossiga o caminho da liderança!

×