Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Metodos de medição e representação espacial para cidades sustentaveis

111 views

Published on

4ª Palestra - Painel III Indicadores e Certificação Sustentabilidade
Evento Cidades em Transformação
08 e 09 de maio de 2017
Flores da Cunha - RS

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Metodos de medição e representação espacial para cidades sustentaveis

  1. 1. Métodos de medição e representação espacial para as cidades sustentáveis M. Augusta Hermida Universidad de Cuenca Abril/2017 Logo da instituição
  2. 2. ¿Cómo abordar os estudos da cidade?
  3. 3. • A cidade é uma criação humana, e é parte da natureza, pois, como é uma colmeia ou um cupinzeiro. • Na cidade, um conjunto de aspectos se superpõem pelo que devem ser direcionados desde uma perspectiva inter, multi e de transdisciplinaridade. Felipe Cobos
  4. 4. Bill Hillier. Space Is the machine
  5. 5. A escala da cidade
  6. 6. 1. Definição de modelo conceitual 2. Generação de Sistema de indicadores 3. Dimensão espacial para comparar tecidos urbanos 4. Caixa de ferramentas para a densificação urbana sustentável
  7. 7. Que tipo de cidade que queremos construir? Que ferramentas devemos usar para conseguir isso? Quais são as áreas em que temos de trabalhar para alcançar uma cidade sustentável? COMPACIDADE DIVERSIDADE DE USOS METABOLISMO URBANO COESÃO SOCIAL 1. Definição de modelo conceitual
  8. 8. 2. Geração de Sistema de indicadores
  9. 9. 3. Dimensão espacial para comparar tecidos urbanos
  10. 10. COMPACIDADE La compacidade está relacionada com a realidade física, ao cheio-vacío urbano, à relação entre o apoio e o grau de presão exercida pelo construido e o tipo de ocupação: relação entre densidade de construção, porcentagem de espaço público, accesibilidade do cidadão a pé, e proximidade com o transporte alternativo. Densidade A maior densidade menor território A menor densidade mais território População Equador: 14.483.499 hab. Àrea do Azuay : 830.958 há Com a densidade de 120 hab/há , aproximadamente a 1/7 do território do Azuay conteria toda a população do Equador População Equador: 14.483.499 hab. Àrea do Azuay : 830.958 há Com a densidade de 120 hab/há , aproximadamente a 1/7 do território do Azuay conteria toda a população do Equador
  11. 11. COMPACIDADE La compacidade está relacionada com a realidade física, ao cheio-vacío urbano, à relação entre o apoio e o grau de presão exercida pelo construido e o tipo de ocupação: relação entre densidade de construção, porcentagem de espaço público, accesibilidade do cidadão a pé, e proximidade com o transporte alternativo. Percentagem de condomínio fechado Livre acesso Mais espaço público Acesso restrito Menos espaço público
  12. 12. COMPACIDADE La compacidade está relacionada com a realidade física, ao cheio-vacío urbano, à relação entre o apoio e o grau de presão exercida pelo construido e o tipo de ocupação: relação entre densidade de construção, porcentagem de espaço público, accesibilidade do cidadão a pé, e proximidade com o transporte alternativo. Repartição de via Pública pedestre Relação òtima Relação Atual em Yamuncay Mais opções de transporte Somente veículos privados como opção Proximidade ao transporte alternativo
  13. 13. COMPLEXIDADE La complexidade o diversidade de usos refere-se à organização e mistura de usos de serviçõ. Está ligada a una determinada mistura de ordem e desordem, derivada do conceito de complexidade urbana, promovendo a proximidade deserviços e locais de trabalho e contribuindo para a autoatendimento e autocontenção. Alta diversidade de usos Baixa diversidade de usos Menos deslocamento veicular Mais cidadãos a pé Mais deslocamento veicular Menos cidadãos a pé Continuidade espacial da rua corredor Continuidade para cidadãos a pé, bicicleta, transporte público e carro particular Continuidade só para carro particular
  14. 14. METABOLISMO URBANO O metabolismo urbano trabalha os sistemas urbanos ou fluxos, como energía, agua, residuos, red de verde urbano. Este último estuda a presença de arvores e superficie verde, a accesibilidade a estes espaços, e certas características tais como permeabilidade, volume e proximidade. A cidae é analisada como un ecossistema de biodiversidade onde o verde urbano resulta decisivo. Permeabilidade do solo público Mais verde Mais absorção Mais concreto menos absorção
  15. 15. METABOLISMO URBANO O metabolismo urbano trabalha os sistemas urbanos ou fluxos, como energía, agua, residuos, red de verde urbano. Este último estuda a presença de arvores e superficie verde, a accesibilidade a estes espaços, e certas características tais como permeabilidade, volume e proximidade. A cidae é analisada como un ecossistema de biodiversidade onde o verde urbano resulta decisivo. Área verde por habitante 15m² verde òtimo Cuenca precisa construir mais 10 parques “El Paraiso” para atingir os 15 m²/hab Parque “El Paraiso” 19 ha Maior parque urbano de uso público da cidade de Cuenca Cidade de Cuenca possui apenas 3,16 m²/hab (segundo INEC)
  16. 16. METABOLISMO URBANO O metabolismo urbano trabalha os sistemas urbanos ou fluxos, como energía, agua, residuos, red de verde urbano. Este último estuda a presença de arvores e superficie verde, a accesibilidade a estes espaços, e certas características tais como permeabilidade, volume e proximidade. A cidae é analisada como un ecossistema de biodiversidade onde o verde urbano resulta decisivo. Volume de verde no espaço público Proximidade ao verde mais perto Mais árvores Mais sombra Mais fauna Maior conforto térmico e acústico Sem árvores Sem sombra Sem fauna Problemas de conforto térmico e acústico Menos verde Mais longe Mais tempo investido Maisverde Mais perto Menos tempo investido
  17. 17. COESÃO SOCIAL A coesão social ou integração sócioespacial refere-se à mistura social em vários aspectos, tais como a cultura, idade, renda, ocupação, etc., para evitar a segregação social e marginação. Percentual de moradias com carências Mais coesão Mais segregação
  18. 18. COESÃO SOCIAL A coesão social ou integração sócioespacial refere-se à mistura social em vários aspectos, tais como a cultura, idade, renda, ocupação, etc., para evitar a segregação social e marginação. Segregação espacial Mais interação Menos interação
  19. 19. • 4. Caixa de ferramentas para a densificação urbana sustentável Situação Atual
  20. 20. A escala do bairro
  21. 21. 1. Bairros compactos sustentáveis 2. BACS montagem. Academía e Empresa
  22. 22. ¿O Que é o bairro? É a unidade básica de estruturação urbana. “… unidade mínima que morfológicamente entrega forma e sentido à ciudad, que dizer, um ambiente que permita desenvolver as relações sociais entre seus moradores”
  23. 23. Plataforma única com faixade árvores Faixa pedestre Calçada mínima Calçada mínima Faixa de circulação veículos leves Faixa de redes de infraestrutura e vegetação
  24. 24. Visibilidade desde a rua ajuda à percepção de segurança Localização em zonas de alta concentração pedestre, de preferência em interseções Seções das ruas circundantes serão idealmente em plataforma única Acesso aos prédios adjacentes da praça local Locais de sombra e mobiliário urbano Conexões a outros parques de maior tamanho por médio de ruas arborizadas Permite o uso de afastamentos à praça para implementação de serviços como cafés ou comercios Diversidade na organização e plantação das espécies para gerar diferentes configurações espaciais
  25. 25. Circulação no térreo Faixa de frente da moradia Rua elevada de circulação pedestreEscada coletivaVia elevada pela estancia
  26. 26. Situação Atual Proposta
  27. 27. ¡Muchas Gracias! PhD. Arq. M. Augusta Hermida augusta.hermida@ucuenca.edu.ec @augustahermida llactalab.ucuenca.edu.ec

×