Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula t02 colheita e manipulação de amostras biológicas

8,656 views

Published on

  • Be the first to comment

Aula t02 colheita e manipulação de amostras biológicas

  1. 1. VirologiaAno Lectivo 2011/12 Colheita e manipulação de Amostras biológicas
  2. 2. AMOSTRAS PARA ANÁLISE Etapas: 1. Selecção 2. Colheita 3. Transporte 4.Processamento
  3. 3. SELECÇÃO DAS AMOSTRASDepende de:  Tipo da doença  Etiologia viral suspeita
  4. 4. COLHEITATipos de colheita São realizados de acordo com a amostra pretendida.Material Biológico Sangue Urina Lavados Secreções Líquidos Biopsias Raspagens
  5. 5. COLHEITA Sangue  Influenza A e B Urina  Citomegalovírus (CMV) Fezes  Rotavírus Exsudados  JCV Lavados  HPV Secreções  Adenovírus (AdV) Líquidos  HIV 5
  6. 6. COLHEITA Sangue  Pesquisa de genoma viral;  Pesquisa de antigénios e/ou anticorpos;  Obtenção de sangue:  Punção Venosa  Punção Arterial  Punção CapilarAula 2 6
  7. 7. COLHEITA  Punção venosa  Veias cefálica e basílica;  Outras opções: veias jugulares, veias do dorso da mão, veia femoral, etcAula 2 7
  8. 8. COLHEITA Urina  5 a 10ml da primeira urina da manhã;  Colheita do jacto médio;  Contentor estéril tampa de rosca;  Detecção de genoma ou antigénios virais.  Outros métodos de colheita  Punção de cateter urinário  Punção supra-púbica  Saco colector em criançasAula 2 8
  9. 9. COLHEITA Lavado Brônquico e Bronco-Alvelolar  Tracto respiratório inferior  Colhidos durante broncoscopia  Diminuição das contaminações do tracto respiratório superior  Contentor estéril tampa de rosca Em alternativa faz-se a colheita de expectoraçãoAula 2 9
  10. 10. COLHEITA Líquido cefalorraquidiano (LCR)  Suspeita de meningites virais e encefalites  Punção Lombar  Recipiente estéril  Pesquisa de genoma viralAula 2 10
  11. 11. COLHEITA Biopsia  Colo do útero  Pele  Gástrica  Nasofaringe  Recipiente estéril  Requerem pré-tratamento (maceração???)  Pesquisa de genoma viralAula 2 11
  12. 12. COLHEITA Raspagens Cervico-vaginais  Células conservadas por meio apropriado  Pesquisa de agentes infecciosos do tracto genital  Citologia cervico-vaginal Colheita Médica Auto-colheitaAula 2 12
  13. 13. COLHEITA Raspagens Cervico-vaginais  Colheita Médica  Rastreio do Cancro do colo do útero • Teste Papanicolau • Detecção HPVAula 2 13
  14. 14. COLHEITA Raspagens Cervico-vaginais  Auto-colheita  Detecção HPV  A própria mulher é quem faz a colheita  Rastreio mais abrangenteAula 2 14
  15. 15. COLHEITA Zaragatoas  Orofaringe  Nasal  Nasofaringe  Ocular  Pele  Passar a zaragatoa nas zonas inflamadas, vesiculadas ou purulentas Podem ser: - Usadas directamente - Colocadas em meio de transporteAula 2 15
  16. 16. MEIOS DE TRANSPORTE - Pequenos volumes de amostras líquidas - Pequenas amostras de raspagens - Amostras colhidas com zaragatoa  Contém solução salina (iões), tampão (ph), proteínas (estabilidade) e agentes antimicrobianosAula 2 16
  17. 17. TRANSPORTE E ARMAZENAMENTO Processamento o mais rapidamente possível Processar 12-24h após colheita (conservar refrigerado) Congelar a -80ºC Ter atenção às indicações de cada técnica e kit comercial
  18. 18. VirologiaAno Lectivo 2011/12 Colheita e manipulação de Amostras biológicas

×