Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
ETV – 18092012 - TSUAlternativas e impacto
2 Alternativas e Impacto da redução da TSU – Noticias Relacionadas (Sources)• http://porto24.pt/porto/17092012/menezes-alt...
3Contribuições agregadas em Percentagem do PIB até2010 - UE                     20.00                     18.00           ...
4 Medidas do Governo (TSU e SS) – O quê? Qual o impacto?• Medidas:    • Redução da TSU para as empresas (em 5,25 pontos pe...
5Medidas do Governo (TSU e SS) – O quê? Qual oimpacto? Efeito esperado: • Esta medida deve ajudar a suportar as contas da ...
6Reacções – Investidores (Gov Bonds 10Y)                                                                             • Dif...
7 Reacções - Portugal• Estas medidas abriram uma crise politica no seio da coligação CDS/PSD e dentro  do próprio governo....
8 Reacções - Estrangeiro• O chefe da delegação do FMI em Portugal já admitiu que a redução da TSU e  aumento das contribui...
9 Reacções - Macrometria• O Governo mostra muita determinação em continuar o programa de  ajustamento, embora a um alto cu...
10 Alternativas ao aumento da TSU – Resumo• Alternativas ao aumento das contribuições para a Segurança Social por parte do...
11 Inovação e TSU• Este pode ser o momento apropriado para que as empresas invistam em  projectos inovadores.• Aquilo de q...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Impacto da TSU

226 views

Published on

Published in: Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Impacto da TSU

  1. 1. ETV – 18092012 - TSUAlternativas e impacto
  2. 2. 2 Alternativas e Impacto da redução da TSU – Noticias Relacionadas (Sources)• http://porto24.pt/porto/17092012/menezes-alternativas-a-tsu-podem-passar- pelo-irs-e-pelo-iva/#.UFh8VI2PUrg• http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO059450.html• http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO059412.html• http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Portugal/Interior.aspx?content_id=2772848&refe rrer=FooterOJ• http://www.portugal.gov.pt/pt/os-ministerios/ministerio-da-economia-e-do- emprego/mantenha-se-atualizado/20120914-mee-tsu.aspx• http://www.ionline.pt/dinheiro/impacto-fmi-defende-baixar-tsu-nao-promover- emprego• http://www.businessweek.com/news/2012-09-07/portugal-raises-social-security- charge-paid-by-workers• http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=5786 21• Comentário do Report Semanal da Macrometria.
  3. 3. 3Contribuições agregadas em Percentagem do PIB até2010 - UE 20.00 18.00 16.00 14.00 12.00 10.00 8.00 6.00 4.00 2.00 .00 EU (12,9%) Portugal (9%) Espanha (12,3%) Reino Unido (7,8%) Itália (13,41%) França (16,7%) Grécia (10,9%) Source: Eurostat
  4. 4. 4 Medidas do Governo (TSU e SS) – O quê? Qual o impacto?• Medidas: • Redução da TSU para as empresas (em 5,25 pontos percentuais) e aumento das contribuições para a segurança social pelos trabalhadores (em 7 pontos percentuais).• Para: • Estimular a criação de emprego. • Controlar o défice de acordo com os novos targets já conhecidos.• Impacto: • Redução da TSU: • Vitor Gaspar anuncia que medida vai criar mais 1 a 2% de emprego até 2015. http://sol.sapo.pt/inicio/Economia/Interior.aspx?content_id=58912 • Estudo da Universidade do Minho aponta para um aumento de 68 mil desempregados com esta medida. http://www.ionline.pt/dinheiro/estudo-revela-tsu-pode-gerar-68-mil- desempregados • Contraditórios os 2 impactos.
  5. 5. 5Medidas do Governo (TSU e SS) – O quê? Qual oimpacto? Efeito esperado: • Esta medida deve ajudar a suportar as contas da segurança social (introduzir numeros) , que estão a sofrer muito devido ao aumento do desemprego. • A meta do défice que foi alterada á pouco tempo também pesa na aplicação destas medida. • O governo espera que esta medida apoie o emprego e ajude a aumentar a competitividade das empresas, pois reduz os custos para os empregadores. • No entanto, estes efeitos não são susceptíveis de ter um impacto significativo no curto prazo, como o cenário económico permanece em forte recessão para Portugal, e apenas ligeiramente mais positivos para os parceiros comerciais de Portugal.
  6. 6. 6Reacções – Investidores (Gov Bonds 10Y) • Difícil de isolar efeito das medidas apresentadas dia 7. • Reacção negativa numa primeira análise. • Reacção positiva e óbvia dia 5 ao anúncio do BCE de comprar dívida soberana aos países em dificuldades.Source: CMVM - http://www.cmvm.pt/cmvm/estatisticas/indicadores%20fundos/pages/agosto2012.aspx
  7. 7. 7 Reacções - Portugal• Estas medidas abriram uma crise politica no seio da coligação CDS/PSD e dentro do próprio governo.• Empresários em geral consideram a medida de baixa da TSU desnecessária e sem sentido.• Esta medida é muito má para empresas não exportadores segundo Paulo de Azevedo (Director executivo da Sonae).
  8. 8. 8 Reacções - Estrangeiro• O chefe da delegação do FMI em Portugal já admitiu que a redução da TSU e aumento das contribuições para a Segurança Social não foi exigido pela “troika”.• Bruxelas já admitiu que pode deixar o governo voltar atrás com estas medidas se arranjar alternativas que permitam cumprir o Programa de Ajustamento.• FMI á um ano avisou dos perigos desta medida e defendeu que “não é óbvio que a promoção do emprego seja um bom substituto do aumento da eficiência”.
  9. 9. 9 Reacções - Macrometria• O Governo mostra muita determinação em continuar o programa de ajustamento, embora a um alto custo em termos de perspectivas de curto prazo da economia. A margem de manobra dada pelo FMI, CE e BCE é uma boa notícia, dado o forte impacto que o programa de ajustamento teve sobre a economia, e neste caso especifico, sobre o emprego, mas não é um sinal de enfraquecimento da determinação para continuar o programa de ajustamento, como mostram as medidas de austeridade adicionais anunciadas para o próximo trimestre.• O Governo tentou domar a deterioração do mercado de trabalho, através de um corte nos custos do trabalho. No entanto, dadas as perspectivas de crescimento sombrio, estas medidas são susceptíveis de ter um impacto no curto prazo, pois as empresas não irão voltar as contratar tão cedo nestas condições económicas actuais. O Governo espera que a economia comece a recuperar no segundo semestre de 2013, mas isso pode ser muito optimista dado o panorama de enfraquecimento do crescimento económico global.
  10. 10. 10 Alternativas ao aumento da TSU – Resumo• Alternativas ao aumento das contribuições para a Segurança Social por parte dos trabalhadores passam por um aumento do IVA, um aumento da progressividade do IRS ou uma redução dos custos do Estado.• Quanto ás 2 primeiras alternativas, o governo já tem muito pouca margem de manobra no que toca a aumentos de impostos e 2 aumentos de IVA em tão pouco tempo será bastante nocivo para a economia.
  11. 11. 11 Inovação e TSU• Este pode ser o momento apropriado para que as empresas invistam em projectos inovadores.• Aquilo de que a economia precisa neste momento é de actividade e exploração de novos mercados com produtos e serviços inovadores. Em vez de tentar manter postos de trabalho, as empresas devem investir neste projectos para que possam ter melhores perspectivas de crescimento e assim criarem emprego a longo-prazo.• Ao aplicar esta medida sem controlo do que as empresas irão fazer com a poupança gerada, reserva-se uma ineficácia da própria medida com consequências imprevisíveis.

×