Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Gotico introducao

3,257 views

Published on

  • Be the first to comment

Gotico introducao

  1. 1. O GÓTICO
  2. 2. O GÓTICO  O gótico nasce na Europa entre os séculos XI a XIII.  Este estilo arquitectónico surge quando o abade Suger resolveu criar um modelo de construção novo e original para a basílica de S. Denis, em Paris.
  3. 3. O GÓTICOCatedral de Chartres
  4. 4. O GÓTICO Catedral de Notre Dame de Paris
  5. 5. O GÓTICO
  6. 6. O GÓTICO ROSÁCEASVERTICALIDADE COBERTAS COM GRANDES VITRAIS GRANDES GRANDES ABERTURAS ABERTURAS
  7. 7. O GÓTICOCatedral de Winchester
  8. 8. O GÓTICO
  9. 9. O GÓTICOOS VITRAIS (VIDROSCOLORIDOS) PARA ALEM DEILUMINAREM AS CATEDRAISCONTAM TAMBÉM UMA HISTÓRIA(FUNÇÃO DIDÁCTICA)
  10. 10. O GÓTICO ROSÁCEAS TÍMPANOS ARQUIVOLTAS ARCOS QUEBRADOS OU EM OGIVA
  11. 11. O GÓTICOPINÁCULOS VERTICALIDADE ROSÁCEA ARCOBOTANTES ARCOS EM OGIVA ARCOS EM OGIVA
  12. 12. O GÓTICOABÓBADA EM CRUZARIA DE OGIVAS ABÓBADA EM CRUZARIA DE OGIVAS
  13. 13. O GÓTICO  Os vitrais são formados por pedaços de vidro ligados por chumbo. Representam geralmente cenas do Antigo e Novo Testamento e vida dos Santos. Os diversos tons criam um ambiente irreal.VITRAIS
  14. 14. PINÁCULOS ARCOBOTANTES ROSÁCEAS CONTRAFORTES
  15. 15. O GÓTICO A escultura é de granderiqueza decorativa. Noexterior das igrejas,sobretudo nos portais,surgem figuras humanase motivos floraisrepresentados de formamais natural e maispróxima da realidade.
  16. 16. O GÓTICO  A pintura gótica também, obras de grande beleza e dramatismo.PINTURA GÓTICA
  17. 17. CARACTERÍSTICAS DO GÓTICO Verticalidade, grandes aberturas, luminosidade proporcionada pelos vitrais; Arcos em ogiva ou arcos quebrados; Utilização de arcobotantes e contrafortes, abóbada em cruzaria de ogivas e vitrais; Escultura e pintura ao serviço da religião (função didáctica).
  18. 18. O GÓTICO EM PORTUGAL Desenvolveu-se a partir do séc. XIII, em construções monásticas (relativo a monges) das ordens medicantes (ordens religiosas que fazem voto de pobreza, vivendo apenas de esmolas) e militares.A ARQUITECTURA GÓTICA EM PORTUGAL
  19. 19. O GÓTICO EM PORTUGAL (sécs. XIII e XIV)Até ao séc. XV, seguiram-se os princípio técnicosinternacionais, embora com as seguintescaracterísticas:•Dimensões modestas•Verticalidade menos acentuada•Estrutura (em planta e em volume) mais simples•Janelas mais pequenas e em menor número•Uso de contrafortes românicos•Decoração menos rica, menos exuberante demotivos vegetalistas (quase sem figuração)
  20. 20. O GÓTICO EM PORTUGAL (séc. XV) Apogeu no séc. XV, com a construção do Mosteiro de santa Maria da Vitória (Batalha) Serviu de escola aos artistas nacionais e MOSTEIRO DA BATALHA de modelo para numerosas construções
  21. 21. O GÓTICO EM PORTUGAL (finais do séc. XV e início do séc. XVI) Nos finais do séc. XV, o gótico português encontrou uma expressão própria, dando início ao Manuelino. Implementação coincidente com o período de expansão marítima (sensivelmente entre 1490 e 1540).
  22. 22. MANUELINO (finais do séc. XV e início do séc. XVI) Arte feita de muitos estilos (influências do gótico flamejante, do plateresco espanhol, da arte mudéjar, conjugados com novas influências locais e novos gostos) Original sentido de ornamentação Gramática decorativa profundamente imaginativa
  23. 23. MANUELINO (arquitetura) Elementos estruturais inovadores: tipos de arcos, abóbadas e portais variados, ricamente decorados (imagem desta arte) Para além da arquitetura religiosa, estabeleceu-se em edifícios civis e militares
  24. 24. MANUELINO (arquitetura: decoração) Decoração marca a sua identidade: escultórica profusa e exuberante, concentrada nos portais, janelas e abóbadas Elaborada em finos cinzelados e rendilhados na técnica do relevado. Motivos naturalistas inspirados em: • Fauna e flora marítima e ultramarina (palmeiras, corais, conchas, animais exóticos, etc.) • Símbolos da pátria (cordas, âncoras, velas das caravelas, cruz de Cristo, bandeira das quinas • Heráldica régia (coroa real, brasão do rei, esfera armilar)
  25. 25. MANUELINO (principais edifícios)Religiosos Civis e MilitaresMosteiro Palácio Real de Sintra dos JerónimosMosteiro da Batalha Paços de D. Manuel, ÉvoraMosteiro de Alcobaça Solar de Sempre Noiva,Convento de Cristo Arraiolos Solar Água de Peixe, AlvitoSé de Elvas Torre de BelémIgreja de Nossa Senhora daGraça (Santarém)Igreja de Jesus (Setúbal)
  26. 26. MANUELINO (principais arquitetos) Diogo de Boitaca (francês): Mosteiro dos Jerónimos Mateus Fernandes: Mosteiro da Batalha (Portal das Capelas Imperfeitas) Diogo Arruda: arquiteto das reformas manuelinas, Convento de Cristo (Sala do Capítulo, cujas janelas ficaram como ex-libris desta arte) Francisco Arruda: Torre de belém, Sé de Elvas

×