Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces

184 views

Published on

Trabalho apresentado na III Jornadas de Pesquisas em Tecnologias Comunicacionais Contemporâneas - FABICO-UFRGS

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces

  1. 1. Problemas de/na pesquisa e a memória das/nas interfaces Gustavo Daudt Fischer UNISINOS PPGCC
  2. 2. webshot
  3. 3. Código-fonte Youtube – abril 2005: • <PARAM NAME="movie" VALUE="youtube.swf?video_id=LTnHMRwRLrA&video_title =Dr.+J+Reincarnated&video_length=12&user_id=0&my_ge nder=m&gender=a&age_min=18&age_max=45&counter=1 908316035&author_id=4&author_username=Kaizenamaze n&author_profile=I+like+videos.++When+I%27m+not+watc hing+videos%2C+I%27m+working%2C+running%2C+eating +out%2C+and+scheming+to+take+over+the+world.++Pleas e+share+your+videos+with+me%21&author_description=H i%2C+I%27m+Kaizenamazen%21+I%27m+a+26+year+old+s traight+male+from+California+&author_lastlogin=13+hours +ago" codebase="http://download.macromedia.com/" WIDTH="690" HEIGHT="475" id="player">
  4. 4. 1994 2010
  5. 5. 2004 2010
  6. 6. 1999 2001 2003 2005 2006
  7. 7. Wendy Chun • Mídias digitais nem sempre estão lá, nos esperando com o conteúdo. Sofremos frustrações diárias com nossas fontes digitais que simplesmente desaparecem. Mídias digitais são degenerativas, esquecíveis, apagáveis. (...) O dispositivo e seu conteúdo são assíncronos, não se esvaem juntos. (p. 192-193).
  8. 8. Arqueologia da mídia – construir histórias alternativas • Segundo Huhtamo e Parikka (2011), os arqueologistas da mídia, baseados em suas descobertas, começaram a construir histórias alternativas das mídias suprimidas, negligenciadas e esquecidas “vasculha arquivos textuais, visuais, sonoros; assim como coleções de artefatos, enfatizando tanto as manifestações discursivas como materiais da cultura.”
  9. 9. Arqueologia da mídia – recorrência e escavação • Erikki Huhatmo (1997) • Dois objetivos: 1) estudo dos cíclicos e recorrentes elementos e motivos que subjazem e guiam o desenvolvimento da cultura da mídia. 2) “escavação” de formas nas quais essas formulações e tradições discursivas foram marcadas em máquinas de mídia específicas, em diferentes contextos históricos. Esse tipo de aproximação, segundo Huhtamo, daria ênfase a um desenvolvimento cíclico e não cronológico e também reforçaria a ideia de recorrência ao invés de “inovação única”.
  10. 10. • I don´t wanna be buried in an app cematary – reflexões sobre arqueologia da mídia online entre histórias de aplicativos derrotados.
  11. 11. “Ok, Google...” • Where apps go to die? • http://www.geek.com/apple/where-iphone- apps-go-to-die-689422/ • http://boredzo.org/killed-iphone-apps/
  12. 12. Mr. Jobs replied : Even though my personal political leanings are democratic, I think this app will be offensive to roughly half our customers. What’s the point? Steve
  13. 13. Duas escavações e ressurreições • Peter Hosey – o “coveiro” • Eu tentando “reencontrar” o cemitério.
  14. 14. Há uma memória da web (e de outros objetos técnicos, midiáticos, comunicacionais), inserida na própria web. Como ouvi-la? O que ela diz sobre a nossa tecnocultura? O que ela diz sobre nossas imagens da memória/memória das imagens? O que ela lembra e esquece?
  15. 15. Memória das/nas interfaces web: do audiovisual às audiovisualidades soterradas. [gracias, CNPq]
  16. 16. One Terabyte of the Kilobyte Age (Olia Lialina and Dragan Espenschied) • Geocities (1995 – 26/10/2009) • O “Archive Team” salvou quase 1 TB de páginas do Geocities antes de seu “falecimento”. • Lialina e Espenschied resolveram fazer download deste material e criaram um blog e depois um tumblr para reunir os achados de sua escavação (outras exibições se seguiram). • http://contemporary-home-computing.org/1tb/ • http://oneterabyteofkilobyteage.tumblr.com/
  17. 17. Equipamentos • Camtasia Studio • Internet Download Manager • Snag-It
  18. 18. Possíveis soterramentos, primeiras pistas. • Imagens-coleção • Devir preservacionista • Arquivo / Banco de dados • Scroll infinito e a biblioteca “total”. • Sites zumbis (Wayback Machine) • Regeneração / Degeneração (Chun) • Interfaces tecnoculturais
  19. 19. Algumas questões e desafios nos procedimentos metodológicos • Ironizar a busca (“Where do apps go to die?”) • Efeito Bob Dylan (“I´m not there”) • Ler as camadas de código? Como? • Printscreens, Plug-ins, Wayback, como salvar? • Condição de usuário-pesquisador, – usuário-cartógrafo-dissecador
  20. 20. obrigado • @gusfischer • gfischer@unisinos.br • Slideshare.net/gusfischer • Academia.edu/gfischer • www.gustavofischer.com.br • www.tcav.com.br
  21. 21. Referências BERGSON, Henri. Matéria e Memória. São Paulo: Martins Fontes, 2010. CHUN, Wendy Hui Kyong. On software, or the persistence of visual knowledge. In: grey room, n. 18, p. 26-51, 2004. CHUN, Wendy Hui Kyong. The Enduring Ephemeral, or the Future Is a Memory. In: Huhtamo, E. & Parikka, J. (orgs). Media Archeology: Approaches, Applications, and Implications. Berkeley, California: University of California Press. 2011. DAMASCENO, Alex. _________________. Da imagem-lembrança à imagem-recordação. In: X Congresso Intercom norte, 2011, Boa vista. Intercom norte 2011, 2011b. FISCHER, G. D. Tecnocultura: aproximações conceituais e pistas para pensar as audiovisualidades. In: Kilpp, Suzana; Fischer, Gustavo Daudt. (Org.). Para entender as imagens: GALLOWAY, Alexander R. The interface effect. Polity, 2012. HUHTAMO, E., JUSSI, Parikka. Media Archeology: Approaches, Applications, and Implications. Berkeley, California: University of California Press. 2011. HUHTAMO, E. From Kaleidoscomaniac to Cybernerd: Notes Toward an Archaeology of the Media. Leonardo, vol. 30, 3/1997. KILPP, Suzana. Panoramas televisivos. UNIrevista (UNISINOS. Online), v. 1, p. 1-11, 2006. MANOVICH, Lev. The Language of New Media. Massachusetts: The MIT Press, 2001. ______________. Database as a Genre of New Media. AI & Soc (2000)14: p.176-183. MCPHERSON, Tara. Reload: Liveness, mobility and the web. In: Chun, Wendy; Keenan, Thomas. New Media, Old Media. New York, Routledge, 2006. (versão para Kindle) PIERRE, NORA. Entre memória e história: a problemática dos lugares. In: Les Lieux de Mémorie. I La Republique, Paris, Gallimard, 1984, pp. XVIII-XLII. Tradução Yara Aun Khoury. SHAW, Debra Benita. Technoculture: The Key Concepts. New York: Berg. 2008. Versão para Kindle.

×