Aula Buzz1pa4

606 views

Published on

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Aula Buzz1pa4

  1. 1. PA4 – Novas Tecnologias e Inovação
  2. 2. DESIGN ESTRATÉGICO serviço produto mercado cultura experiência comunicação
  3. 3. DESIGN ESTRATÉGICO Comunicação E m R
  4. 4. DESIGN ESTRATÉGICO
  5. 5. DESIGN ESTRATÉGICO
  6. 6. DESIGN ESTRATÉGICO 1
  7. 7. DESIGN ESTRATÉGICO DiscutirComunicação dentro do Sistema-produto significa enxergá-la como componente da “vida da mercadoria”, dando mais ênfase à idéia de “narrativa da/sobre a mercadoria” como ponto de partida.
  8. 8. DESIGN ESTRATÉGICO A Comunicação daria corpo ao produto.
  9. 9. DESIGN ESTRATÉGICO Portanto, da perspectiva do design estratégico, quando tenta-se perceber (e projetar) a vida da mercadoria antes e junto da sua existência tangível, isso nos remete a noção de desenvolvimento de uma marca e a projetação de sua comunicação.
  10. 10. DESIGN ESTRATÉGICO serviço produto experiência comunicação Meios de comunicação Outros canais
  11. 11. DESIGN ESTRATÉGICO  Quando as soluções de Comunicação compõem a Marca a partir da elaboração de posicionamento pela construção de discurso através de narrativas, visuals. Usando ou não a mídia como forma de circulação.  Layout, título, texto, cor, tipografia, roteiro são elementos para se criar (levar em consideração) visando o desenvolvimento de uma solução de comunicação.
  12. 12. DESIGN ESTRATÉGICO serviço produto experiência comunicação Meios de comunicação Outros canais
  13. 13. DESIGN ESTRATÉGICO
  14. 14. DESIGN ESTRATÉGICO  No primeiro modelo, o “contexto”, ainda que aponte para um tipo específico de comunicação e designer através da imagem-dinâmica, é muito de projetação através de canais (mídias, por assim dizer), mas o segundo coloca a outro comunicação dentro de um conjunto de significados, ainda mais dentro da experiência do “retail” pelo caso descrito.
  15. 15. DESIGN ESTRATÉGICO  “Direction of space” é entendido como a projetação com objetivo de comunicar, informar e dar ao cliente emoções, construindo uma experiência memorável e pessoal.
  16. 16. DESIGN ESTRATÉGICO • ManteroMood– movie design aplicado para uma concept-store, “La Tessitura”.
  17. 17.  (vídeo)
  18. 18. http://www.youtube.com/user/ydreams
  19. 19. DESIGN ESTRATÉGICO  Quando as Soluções de Comunicação compõem a experiência presente no serviço. O designer projeta a solução de comunicação de forma integrada com o serviço, há quase uma “confusão” dessas fronteiras, quem sabe proposital para construir uma narrativa que passa pela solução de comunicação, mas não começa ou termina nela necessariamente.
  20. 20. DESIGN ESTRATÉGICO serviço produto experiência comunicação A comunicação apóia, constitui a experiência que se dá no serviço
  21. 21. DESIGN ESTRATÉGICO 3
  22. 22. DESIGN ESTRATÉGICO Projeta-se experiência serviço produto para comunicar. A experiência É experiência comunicação o canal (“mídia) da comunicação
  23. 23. DESIGN ESTRATÉGICO  Quando a solução de comunicação compõe a experiência, mas essa não se dá necessariamente no ponto de venda.
  24. 24. DESIGN ESTRATÉGICO  Projeta-se uma “visão 2” que não fica apenas no caráter material da comunicação (audiovisual, visual, textual, imagética) mas constitui uma narrativa aos moldes da visão mas fora do ambiente 1, de consumo do produto ou serviço. Este tipo de solução é a que conseguimos perceber em trabalhos ligados ao chamado buzz marketing, marketing de guerrilha, etc.
  25. 25. DESIGN ESTRATÉGICO
  26. 26.  Evento ou atividade que gera divulgação, entusiasmo/empolgação e informação para os consumidores.  Quase sempre é alguma coisa que combina um evento ou experiência “de cair o queixo” e inusitada com branding puro, com alguma característica do produto.  Se o "buzz" é bem feito, pessoas escreverão sobre ele e ele se torna um veículo de relações públicas.  o buzz marketing inclui uma baita dose de adrenalina com rápida informação sobre o produto
  27. 27.  Tentativa de entregar uma mensagem de makreting que se espalha rápida e espontaneamente entre os consumidores.  Hoje em dia, em forma de e-mail ou vídeo (ou ambos).  Ao contrário dos comunicados alarmistas, o viral não é maligno. Não é desonesto ou artificial.  Se muito bom, torna-se um boca-a-boca perfeito, na pior das hipóteses, é só mais uma mensagem de marketing interruptivo.  www.subservieantchicken.com
  28. 28.  O mais poderoso veículo no planeta  É a verdadeira opinião compartilhada sobre um produto ou serviço entre dois ou mais consumidores.  Acontece quando pessoas se tornam advogados naturais da marca.  É o cálice sagrado dos profissionais de marketing e empreendedores, pois pode consagrar ou destruir um produto/serviço  A chave do sucesso: honesto e natural  www.segway.com  Iphone
  29. 29.  As promoções/situações/mensagens apelam para os seguintes aspectos:  Entretenimento  Alegria, humor, jogos, perguntas, vídeos, músicas...tudo que possa ajudar a passar o tempo no trabalho  “Egoísmo” (vontade de ser referenciado)  Coisas grátis e concursos.  Caridade, solidariedade: “você pode ajudar”.
  30. 30.  Consumidores cansaram da publicidade  A mesma razão pela qual a colocação de produtos em filmes, clips e novelas é relevante.  Uma forma de colocar a marca em um contexto que o consumidor se sinta bem e não queira tirar da frente.  Sobressair-se em um mar de informação  O exclusivo/único agrada ao olhar.  Posicionar o produto de forma criativa (diferente de fazer um anúncio criativo)  A possibilidade de alcance exponencial.
  31. 31.  1. Faça as pessoas rirem  2. Recomende alguma coisa  3. Competição (participe)  4. Ganhe ou economize $$$  5. Causas nobres  6. Abaixo-assinado  7. Sexo  8. Pegadinha  9. Elevar auto-estima  10. “Corrente”  Não necessariamente todas juntas, mas alguma pode ser o caminho para a ação pensada.
  32. 32.  Astroturfing (ver case Eu amo a Lapa)  Blogs corporativos (ver case Ócio 2007)  Emboscada (ver cases)  Marketing invisível  PR Stunt
  33. 33.  O astroturfing é comumente usado para tocar o sentimento das pessoas, podendo ser praticado utilizando um pequeno grupo de ativistas infiltrados em grandes manifestações de uma causa específica. Com a internet facilitando os meios de comunicação, fica muito fácil e barato organizar também pequenos grupos de pessoas, gerando entusiasmo por uma causa, associada a alguma marca.
  34. 34.  São Blogs mantidos ou patrocinados por empresas, marcas, etc.  O Blog Corporativo proporciona um poder de comunicação bidirecional instantâneo, com um alto valor agregado, porque:  Possui leitura agradável, rápida e fácil;  Sua manutenção custa muito pouco;  É de fácil atualização, personalização e navegação, prevalecendo sempre a agilidade na comunicação;  Disponibiliza a troca de comentários e links, fomentando o sentido de relacionamento e diálogo;  É personalizado e permite a criação de uma comunidade em torno de um tema.  Um blog não tem a função de tornar-se uma vitrine da loja, um quadro de avisos para os colaboradores ou um anúncio para apresentar um novo produto da companhia.
  35. 35.  Desta forma, a emboscada pode-se definir como um esforço planejado, para se associar indiretamente a um evento. O objetivo é ganhar ao menos algum reconhecimento, com um investimento muito menor, em contra partida aos esforços de um patrocinador oficial. Ou seja, basicamente dois fatores podem levar uma empresa a optar pela emboscada: os altos custos das cotas de patrocínios dos eventos e a eventual impossibilidade de participar como patrocinadora de um evento.
  36. 36.  Brahma na copa de 1994 (embosca Kaiser)  Botines de Palermo – Puma (embosca Nike) (vídeo)  Ariel e a Festa de San Genaro
  37. 37. Ariel e a Festa de San Genaro
  38. 38.  Tem como objetivo atingir os consumidores sem parecer ser uma informação comercial. Um exemplo é quando uma empresa contrata um ator ou uma pessoa influente dentro de um grupo para que o mesmo fale bem de um determinado produto naquele círculo de relacionamento, sem que as pessoas percebam que ele está sendo pago, ou recebendo algo em troca, para isso.
  39. 39. Ação de divulgação da Série "O Continente Gelado", da National Geographic, utilizando Marketing Invisível, onde foram espalhados envelopes com o nome do velejador e um número de telefone em vários lugares de São Paulo. Dentro, havia fotos da aventura. Julgando estar com um material importante, ou apenas por curiosidade, muitas pessoas ligaram para o telefone e ouviram uma mensagem de Amyr divulgando o novo programa. A ação foi uma das 11 escolhidas para o Prêmio Sacadas Criativas, realizado pela revista About, edição dezembro/2005.
  40. 40.  O objetivo do PR Stunt é a criação de situações inusitadas e surpreendentes que gerem mídia espontânea. Esses Stunts são potencializados por meio de um trabalho de relacionamento com a imprensa - ou como é conhecido no Brasil assessoria de imprensa. Para que isto aconteça de forma efetiva, é necessário realizar um trabalho em conjunto entre a agência de guerrilha e a agência de RP. A agência de guerrilha criará um conceito forte e, junto com a agência de relacionamento com a imprensa, construirá a ação de forma que gere mídia espontânea, além do boca a boca. Na operação, a agência de RP terá o objetivo de fazer sair no máximo de veículos possíveis, respeitando, é claro, o público-alvo da ação.
  41. 41.  Alfas, Abelhas, etc...
  42. 42.  http://www.sellingadifference.com/ebooks/W ordOfMouth.pdf http://www.slideshare.net/emakina/viral- marketing-theory/  http://www.blogdeguerrilha.com.br  http://www.adverblog.com

×