Clareamento 2012

11,347 views

Published on

Clareamento em dentes vitais e não vitais

Published in: Education
0 Comments
13 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
11,347
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
387
Comments
0
Likes
13
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Clareamento 2012

  1. 1. Dentística RestauradoraProf. Ms. Guilherme Terra
  2. 2. Pessoas com dentes mais claros apresentam maior saúde e atratividade Dent Today 17(4):38, 1998Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  3. 3. Clareamento Dental Equilibrio estético do sorriso Desarmonia mais notada Difícil resolução em apenas 1 elementoFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  4. 4. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  5. 5. Manchas Extrínsecas • Predisposição do paciente • Adquirida do meio bucal • Após a erupção • Precipitação de corante no biofilme dental • Exemplos: Café, Chá Preto, Vinho Tinto, Chimarrão, Shoyu, Curry, Cigarro, CharutoFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  6. 6. Manchas Intrínsecas • Coloração natural • Escurecimento natural • Medicamentos (tetraciclina) e fluoretos • TraumatismosFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  7. 7. Manchas Intrínsecas • Necrose pulpar • Contaminação da câmara durante tratamento • Iatrogenias • Material obturador e restauradorFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  8. 8. Escurecimento dental relacionadas à iatrogenias • ENDODONTIA • DENTÍSTICA – REMANESCENTE – AMÁLGAMA PULPAR – PINOS – MIC – RESINASFabiana Miura – Materiais COMPOSTASSilvana PerfeitoLarissa Tone obturadoresMembros da ABOE
  9. 9. Escurecimento Causa Prognóstico C. in C. ex Hipoplasia de esmalte Bom-ruim X Congênitos Dentinogênese Bom X imperfeita Fluorose Bom-ruim X Eritoblastose fetal Bom X Adquiridos Hepatite infantil Bom X Pré-eruptivos Porfiria Regular X Tetraciclina Bom-ruim X Trauma Ótimo X Necrose pulpar Ótimo X Adquiridos Pós-eruptivos Metais Ruim X XFabiana MiuraSilvana Perfeito MedicamentosLarissa Tone Ruim X X odontológicosMembros da ABOE
  10. 10. Mecanismo de Ação Os agentes clareadores são veículos de radicais de Oxigênio que, tendo grande instabilidade quando em contato com os tecidos dentais, promovem ora oxidação, ora redução do pigmento associado a ele Esses pigmentos, macromoléculas, acabam sendo fracionados em cadeias menores, até serem eliminadas por difusãoFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  11. 11. Peróxido de Carbamida CH4N20-H202 TECIDOS / SALIVA H2O2 + CO(NH2)2 AMÔNIA E CO2 URÉIAFabiana Miura OXIGÊNIO + ÁGUASilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  12. 12. Peróxido de Hidrogênio H2O2 OXIGÊNIO + ÁGUAFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  13. 13. Indicações Dentes amarelados Tetraciclina Manchas hipoplásicas Fluorose Desvitalizados Antes de iniciar o tratamentoFabiana Miura restauradorSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  14. 14. Contra-Indicações Pacientes grávidas Fumantes Hipersensibilidade a algum componente da fórmula Restaurações em resina e porcelana em excessoFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  15. 15. Home Bleaching Clareamento DomésticoFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  16. 16. Vantagens do clareamento doméstico • Técnica simples, fácil aplicação • Pouco tempo de atendimento clínico • Não promove alterações em dentes, periodonto ou restaurações • Pode ser usada em vários dentes simultaneamente • Custo reduzidoFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  17. 17. Agentes utilizados no clareamento doméstico • Peróxido de Hidrogênio – Diversas concentrações (6, 7 e 10%) • Peróxido de Carbamida – Diversas concentrações (10, 15, 16, 20 e 22%)Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  18. 18. Clareamento doméstico Técnica de aplicação • Aplicar o conjunto moldeira / clareador durante 1 hora a 1 hora e meia – Realizar o procedimento em dois períodos do dia • Avaliar a cada 7 dias • Suspender em caso de sensibilidade moderada ou severaFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  19. 19. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  20. 20. Sof TrayFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  21. 21. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  22. 22. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  23. 23. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  24. 24. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  25. 25. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  26. 26. Office Bleaching Clareamento de ConsultórioFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  27. 27. Vantagens do Clareamento de Consultório • Resultados mais acelerados • Conforto para o paciente • Melhor monitoramento do profissional • Ideal para pacientes não colaboradores, com bruxismo e desordens têmporo-mandibular • Manchas localizadasFabiana Miura • Marketing para o consultórioSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  28. 28. Clareamento de Consultório • Assisted (Peróxido de Carbamida) • Power (Peróxido de Hidrogênio)Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  29. 29. Clareamento de Consultório • Assisted (Peróxido de Carbamida)  Até 3 sessões de 3 aplicações de 15 minutos cada  Técnica não muito utilizada hojeFabianaem dia MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  30. 30. Clareamento de Consultório • Power (Peróxido de Hidrogênio)  Até 3 sessões de 3 aplicações de 6 minutos cadaFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  31. 31. Agentes utilizados no clareamento doméstico • Peróxido de Hidrogênio – Diversas concentrações (20, 35 e 38%) • Peróxido de Carbamida – Diversas concentrações (35 e 37%)Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  32. 32. Peróxido de Hidrogênio  Utilizado em clareamento clínico há mais de 75 anos H2O2 TECIDOSFabiana Miura Oxigênio + ÁguaSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  33. 33. Protocolo de Aplicação • Profilaxia prévia • Tomada de cor inicial • Afastamento e aplicação da barreira gengival • Aplicação do Peróxido  6 minutos por aplicação (Peróxido de Hidrogênio)  15 minutos por aplicação (Peróxido de Carbamida) • Remover o produto com sucção e gaze  Não lavar • Realizar 3 aplicações a cada sessão • Ao final de cada sessão lavar abundantementeFabiana Miura • TomadaSilvana Perfeito de corLarissa ToneMembros da ABOE
  34. 34. Protocolo de Aplicação • Caso o peróxido tenha entrado em contato com os tecidos moles, aplicar solução neutralizante (Ex.: Bicarbonato de Sódio) • Suspender a aplicação imediatamente caso o paciente reclame de sensibilidade durante o tratamento • Caso o paciente reclame de sensibilidade após o tratamento, aplicar algum agente dessensibilizante (Ex.: Nitrato de Potássio ). • Realizar polimento na superfície dental com pastaFabiana Miura diamantadaSilvana Perfeito e escova de Robinson maciaLarissa ToneMembros da ABOE
  35. 35. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa Tone Cortesia Ultradent Prod. Inc.Membros da ABOE
  36. 36. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  37. 37. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  38. 38. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  39. 39. • 6 Minutos de contato do gel com a superfície dentária.Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  40. 40. • Repetir o processo por 3 vezes. • Pode ser realizado até 3 sessões de clareamento, com 3 aplicações cada. • É necessário um intervalo de pelo menos 7 dias entre as sessões. • Uma quarta sessão só deve ser considerada caso necessite de pequenos ajustes.Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  41. 41. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  42. 42. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  43. 43. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  44. 44. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  45. 45. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  46. 46. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  47. 47. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  48. 48. Office Bleaching Repetir o processoFabiana Miura por três vezesSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  49. 49. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  50. 50. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  51. 51. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  52. 52. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa Tone InicialMembros da ABOE
  53. 53. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  54. 54. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  55. 55. Office Bleaching Aplicação do Peróxido Liberação do O2Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  56. 56. Office Bleaching Repetir o processoFabiana Miura por três vezesSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  57. 57. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  58. 58. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  59. 59. Office BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  60. 60. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  61. 61. Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  62. 62. Luz em Clareamento: A Polêmica Peróxido de hidrogênio puro não é fotosensível. Papel da lâmpada: fornecimento de calor – pode acelerar o a decomposição do peróxido, independente de ser Laser, LED, halógena ou plasma.Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  63. 63. Luz em Clareamento: A Polêmica Utilização de LED / Lasers em Clareamento Considerações: – Marketing para paciente insuperável – Efetividade pequena ou nula – Investimento alto – Possibilidade de sensibilidade – A decomposição acelerada do peróxido éFabiana Miura benéfico ao tratamento clareador?Silvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  64. 64. Sensibilidade • Flúor tópico neutro • Flor-Opal (Ultradent) • UltraEZ (Ultradent) • Flúor Gel (Discus) • Desensibilize (FGM) • Alternar os dias de aplicaçãoFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  65. 65. Office Bleaching X Home BleachingFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  66. 66. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  67. 67. Dentes Não-Vitais • Peróxido de Carbamida 37% • Perborato de Sódio 30% • Peróxido de Hidrogênio 35%Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  68. 68. Dentes Não-Vitais • Técnicas de aplicação – Técnica imediata – Técnica “Walking Bleach” ou mediataFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  69. 69. Dentes Não-Vitais • Técnica imediata – Peróxido de Hidrogênio 35 % • Idêntica à técnica para dentes vitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  70. 70. Dentes Não-Vitais • Técnica “Walking Bleach” ou mediata  Peróxido de Carbamida 37%  Perborato de Sódio + Peróxido de Hidrogênio 20%  Peróxido de Hidrogênio 35%Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  71. 71. Dentes Não-Vitais Avaliar a qualidade do tratamento endodôntico (retratar se houver necessidade) Isolamento absoluto Realizar acesso à câmara pulpar e limpar corretamente, removendo o material obturador entre 2-3mm abaixo da junção amelocementáriaFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  72. 72. Dentes Não-Vitais Colocar um cimento-base prevenindo qualquer infiltração do clareador em direção ao canal Realizar um máximo de oito aplicações com intervalo de 4 diasFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  73. 73. Dentes Não-Vitais 1) Retenção 2) Preenchimento temporário (IRM) 3) Clareador 4) Base do cimento 5) GutaperchaFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  74. 74. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  75. 75. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  76. 76. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  77. 77. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  78. 78. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  79. 79. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  80. 80. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  81. 81. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  82. 82. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  83. 83. Dentes Não-VitaisFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  84. 84. Existe Segurança no Tratamento Clareador? Quando realizado com a supervisão de um profissional, este procedimento é seguro como qualquer outro tratamento dental rotineiro. Haywood, VB Jada, vol 28 Special supp. April, 1997Fabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE
  85. 85. IMPORTANTE! Sempre se deve esperar aprox. 21dias antes de se restaurar um dente clareado. O Peróxido ainda permanece ativo “dentro” do dente: Pode haver mudança de cor Ainda há peróxido liberando oxigênioFabiana MiuraSilvana PerfeitoLarissa ToneMembros da ABOE

×