Cirurgia pré protética 2013

16,428 views

Published on

Cirurgia Pré-protética 2013

Published in: Education
0 Comments
22 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
16,428
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
36
Actions
Shares
0
Downloads
578
Comments
0
Likes
22
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Cirurgia pré protética 2013

  1. 1. Cirurgia Pré-Protética e Prótese imediata Prof. Ms. Guilherme T. C. Terra
  2. 2. ConceitoÉ o conjunto de procedimentos cirúrgicos para que a arcada dentária tenha condições de receber uma prótese. Guilherme T. C. Terra
  3. 3. Características ideais dos tecidos Ausência de patologias; Espessura e altura do rebordo; Ausência de espículas Ósseas; Ausência de hiperplasias de tecido mole. Guilherme T. C. Terra
  4. 4. Avaliação do tecido ósseo Visual (Presença de irregularidades); Palpação (Presença de irregularidades); Exames radiográficos (Verificação de irregularidades); Estudo dos modelos. Guilherme T. C. Terra
  5. 5. Avaliação do tecido mole Visual (observar as estruturas; presença de variações); Palpação (Presença de irregularidades); Tencionamento dos tecidos (avaliara presença de freios, bridas, tecidos com mobilidade excessiva). Guilherme T. C. Terra
  6. 6. Plástica de tecido ósseo Remoção de tecido ósseo irregular com limas para osso, instrumentos rotatórios e alveolótomos.  Aveoloplastia associada ou não à extrações múltiplas.  Remoção do septo inter radicular;  Plástica da porção vestibular óssea (Exostoses). Guilherme T. C. Terra
  7. 7. Aveoloplastia Guilherme T. C. Terra
  8. 8. Aveoloplastia Guilherme T. C. Terra
  9. 9. Remoção do septo inter radicular Guilherme T. C. Terra
  10. 10. Exostoses Guilherme T. C. Terra
  11. 11. Redução de Tórus Realizado com brocas, cinzel e martelo; Quando o tórus atrapalha a estabilidade da prótese. Guilherme T. C. Terra
  12. 12. Redução de Tórus Maxilar Guilherme T. C. Terra
  13. 13. Redução de Tórus Maxilar Guilherme T. C. Terra
  14. 14. Redução de Tórus Maxilar Guilherme T. C. Terra
  15. 15. Redução de Tórus Maxilar Guilherme T. C. Terra
  16. 16. Redução de Tórus Maxilar Guilherme T. C. Terra
  17. 17. Redução de Tórus Maxilar Guilherme T. C. Terra
  18. 18. Redução de Tórus Mandibular Guilherme T. C. Terra
  19. 19. Redução de Tórus Mandibular Guilherme T. C. Terra
  20. 20. Remoção de tecido com hipermobilidade Atrapalha a estabilidade da prótese. Remove-se com bisturi. Reembasar prótese para facilitar a reparação Guilherme T. C. Terra
  21. 21. Aprofundamento do vestíbulo Inserção muscular muito próximo à crista alveolar. Incisão em fundo de sulco. Deixa-se tecido conjuntivo exposto. Guilherme T. C. Terra
  22. 22. Aprofundamento do vestíbulo Aspecto clínico pré- operatórioIncisão emmucosa labialsem atingir o perióstio Guilherme T. C. Terra
  23. 23. Aprofundamento do vestíbulo Divulsão submucosaIncisão no periósteo Guilherme T. C. Terra
  24. 24. Aprofundamento do vestíbulo Retalho mucoso posicionado sobre o osso vestibularPós-operatório de 90dias Guilherme T. C. Terra
  25. 25. Remoção de hiperplasia fibrosa inflamatória Causada por prótese mal adaptadas. Remoção realizada com pinçamento da lesão com pinça Allis e incisão com bisturi em forma de “V”. Reembasar a prótese para não ocorrer recidiva. Guilherme T. C. Terra
  26. 26. Remoção de hiperplasia fibrosa inflamatória Guilherme T. C. Terra
  27. 27. Remoção de hiperplasia fibrosa inflamatória Guilherme T. C. Terra
  28. 28. Remoção de hiperplasia fibrosa inflamatória Guilherme T. C. Terra
  29. 29. Remoção de hiperplasia fibrosa inflamatória Laser de Neodímio Guilherme T. C. Terra
  30. 30. Remoção de hiperplasia fibrosa inflamatória Laser de Neodímio Guilherme T. C. Terra
  31. 31. Frenectomia e bridectomia Pode causar instabilidade funcional na prótese. Desinserção do freio ou brida. Remover a brida ou reposicioná-la. Guilherme T. C. Terra
  32. 32. Frenectomia Labial Guilherme T. C. Terra
  33. 33. Frenectomia Labial Guilherme T. C. Terra
  34. 34. Frenectomia Labial Guilherme T. C. Terra
  35. 35. Frenectomia Labial Guilherme T. C. Terra
  36. 36. Frenectomia Labial Guilherme T. C. Terra
  37. 37. Frenectomia Labial Guilherme T. C. Terra
  38. 38. Frenectomia Labial Guilherme T. C. Terra
  39. 39. Frenectomia Lingual Guilherme T. C. Terra
  40. 40. Frenectomia Lingual Guilherme T. C. Terra
  41. 41. Frenectomia Lingual Guilherme T. C. Terra
  42. 42. Frenectomia Lingual Guilherme T. C. Terra
  43. 43. Frenectomia Lingual Guilherme T. C. Terra
  44. 44. Frenectomia Lingual Guilherme T. C. Terra
  45. 45. Frenectomia Lingual Guilherme T. C. Terra
  46. 46. Prótese imediata É a prótese realizada para ser instalada logo após o procedimento cirúrgico.  Após exodontias;  Após remoção de tecido ósseo em excesso;  Após remoção de tecido mole em excesso ou com hipermobilidade. Guilherme T. C. Terra
  47. 47. Prótese imediata Vantagens  Desvantagens  Cicatrização  Custo  Reabsorção uniforme dos  Impossibilidade de provas antes rebordos da instalação  Manutenção do tônus muscular  Necessidade de reembasamento logo após a cirurgia  Alimentação  Necessidade de reembasamento  Preserva estética nas seções subsequentes à cirurgia  Importância psicológica  Necessidade de substituição da prótese em curto tempo  Preserva função  Auxilia no tamponamento e na hemostasia Guilherme T. C. Terra
  48. 48. Avaliação clínica e radiográfica Definir qual procedimento cirúrgico será realizado. Definir quais elementos serão removidos. Planejamento protético cirúrgico. Guilherme T. C. Terra
  49. 49. Planejamento Cirúrgico Avaliação Clínica Avaliação Radiográfica Confecção de Modelos de Estudo Exodontia dos Dentes Posteriores Confecção de Modelos de Trabalho Tomada de Relações Guilherme T. C. Terra
  50. 50. Sequência clínica Avaliação clínica e radiográfica Exodontia dos elementos posteriores; Confecção de base de prova e rolete de cera; Montagem em articulador; Prova da montagem dos dentes; Cirurgia no modelo; Montagem de dentes final e acrilização Procedimento cirúrgico; Reembasamento e instalação da prótese. Guilherme T. C. Terra
  51. 51. Fase Cirúrgica Anestesia Exodontias Alveoloplastia Sutura Reembase da prótese Instalação da Prótese Guilherme T. C. Terra
  52. 52. Pós-operatório Imediato  Orientações de medicação e alimentação de rotina pós-exodônticas  Não utilizar a prótese nas 1ªs 24 horas, se possível  Inspeção do sítio cirúrgico  Ajustes necessários nos flancos  Ajuste oclusal Guilherme T. C. Terra
  53. 53. Pós-operatório Mediato  Retorno em 72 horas  Remoção da sutura em 5-7 dias  Avaliação periódica  Reembasamento periódico  Confecção de prótese nova Guilherme T. C. Terra
  54. 54. Avaliação clínica e radiográfica Guilherme T. C. Terra
  55. 55. Avaliação clínica e radiográfica Guilherme T. C. Terra
  56. 56. Montagem em articulador Guilherme T. C. Terra
  57. 57. Montagem dos dentes Guilherme T. C. Terra
  58. 58. Prova da montagem dos dentes Guilherme T. C. Terra
  59. 59. Prova da montagem dos dentes Guilherme T. C. Terra
  60. 60. Caso Clínico Guilherme T. C. Terra
  61. 61. Cirurgia no modelo Guilherme T. C. Terra
  62. 62. Montagem de dentes final Guilherme T. C. Terra
  63. 63. Acrilização e Reembasamento Guilherme T. C. Terra
  64. 64. Caso Clínico Guilherme T. C. Terra
  65. 65. Instalação da Prótese Guilherme T. C. Terra
  66. 66. Prof. Ms. Guilherme Teixeira Coelho Terra drguilhermeterra@yahoo.com.br Guilherme T. C. Terra

×