E T A R Z

2,634 views

Published on

Trabalho

Published in: Travel, Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,634
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
32
Actions
Shares
0
Downloads
72
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

E T A R Z

  1. 1. ETAR Estação de Tratamento de Águas Residuais
  2. 2. Visita de Estudo <ul><li>No passado dia 16 de Janeiro de 2008, todas as entidades escolares de 10º ano da Escola Secundária Frei Heitor Pinto, que leccionam a disciplina de Biologia e Geologia, foram visitar a ETAR da Boidobra, da cidade Covilhã. </li></ul><ul><li>Foi então que a nossa visita começou.. </li></ul>
  3. 3. O que é uma ETAR? <ul><li>ETAR significa Estação de Tratamento de Águas Residuais. Esta estação tem como objectivo receber, de canais e tubos, as águas provenientes das cidades para poderem tratá-la. Após alguns processos mecânicos, esta água, já tratada, é enviada para um caudal de um rio, a fim que possa ser consumida. </li></ul>
  4. 4. Recepção das águas <ul><li>Inicialmente, a água, após sua utilização nas estruturas da cidade, escorre pela rede de tubos subterrâneos, no qual se encaminha para a ETAR, mais propriamente para a câmara de chegada. Esta água vem para a ETAR através de força motorizada ou gravítica. </li></ul>
  5. 5. Tratamento preliminar <ul><li>Ao chegar à estação, a água sofre apenas processos físico-químicos, no qual é feita a remoção de objectos flutuantes, através a utilização de grelhas e de crivos grossos, e a partir da utilização de canais de areia, a água residual é separada da areia. </li></ul>
  6. 6. 1º Tratamento – componente líquida <ul><li>Após serem retirados alguns objectos flutuantes da água, esta encaminha-se para o tratamento primário. É feito o pré-arejamento, equalização do caudal, neutralização da carga do efluente, no qual se mede o nível de acidez da água, e depois o seu teor é estabilizado se os valores não corresponderem aos desejados. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Após o controlo do teor de acidez, procede-se à separação de partículas líquidas ou sólidas através de processos de foculação, floculação e sedimentação, ou seja, as partículas coaguladas no líquido se juntam para se sejam retirados mais facilmente. Neste processo é utilizado um sedimentador ou sedimentador primário. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>De seguidas as areias são limpas pelos classificadores de areias, e após esta etapa, as mesmas vão para os aterros. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>As lamas resultantes deste tratamento são sujeitas a um processo de digestão anaeróbico num digestor anaeróbico ou tanque séptico. Se houver tratamento de lamas em excesso, estas vão para um espessador para concentrar a lama. E por sua vez essa lama é aproveitada para fins agrícolas. </li></ul>
  10. 10. 2º Tratamento – Componente sólido <ul><li>Este tratamento é constituído por tratamentos biológicos seguidos por processos físico-químicos. Existem dois tipos de tratamentos biológicos: </li></ul><ul><li>Aeróbicos são utilizados os processos, no qual depende a característica do efluente, que através de tanques de lamas activadas, em que o ar é insuflado com arejadores de superfície. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Ainda são utilizadas as lagoas arejadas com macrófitos, leitos percoladores ou biodiscos. Por sua vez ainda são utilizados os supressores, que são utilizados para ditarem o ar atmosférico, os pequenos supressores que servem para facilitar a decantação das areias e a flutuação das gorduras, e ainda as cubas que tiram o ácido fórmico permitindo a limpeza das membranas. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Nos biológicos ainda há o tipo anaeróbico, no qual podem ser utilizadas lagoas ou digestores anaeróbicos. Por outro lado, o processo físico-químico é constituído por um ou mais sedimentadores secundários, no qual sedimentam-se flocos biológicos, ao saírem do líquido. As lamas resultantes deste tratamento são secas em leitos de secagem, sacos filtrantes ou filtros de prensa. </li></ul>
  13. 13. 3ª Fase – Tratamento Terciário <ul><li>Esta etapa é unicamente realizado por processos físico-químicos, onde se procede À remoção de microrganismos patogénicos por processos de utilização de lagoas de maturação e nutrificação. Ainda são aplicadas as máquinas de preparação de polímero, que vai ajudar a agregar as partículas da biomassa. Por fim a água é filtrada e desinfectada através da absorção. </li></ul>
  14. 14. ETAR Boidobra <ul><li>Esta ETAR serve toda a cidade da Covilhã, no qual tem aproximadamente 65 000 habitantes. O caudal diário médio que a ETAR ir tratar, após as obras de melhoramento, deverá ser 11 411 m 3 /dia, que na actualidade é de 7772 m 3 /dia. </li></ul>
  15. 15. Trabalho realizado por: <ul><li>Guilherme Carlos , nº14 </li></ul><ul><li>Madalena Freire, nº16 </li></ul><ul><li>Rita Dias ,nº20 </li></ul><ul><li>Turma 10ºB </li></ul>

×