Introdução ao windows server

14,803 views

Published on

0 Comments
18 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
14,803
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
7
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
18
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Introdução ao windows server

  1. 1. Introdução ao Windows Server 2003 Trabalho realizado por: Guilherme Arsénio Telmo Carvalho Ricardo Ferreira
  2. 2. História do Windows Server  Ao longo dos anos a Microsoft tem desenvolvido diversos sistemas operativos para uso pessoal ou para servidores  Em 1988, a Microsoft formou um novo sistema operativo a 32 bit para o mercado empresarial, designado por Windows NT. Este novo sistema operativo teria de incorporar a possibilidade de trabalhar com sistemas cliente-servidor, suportar multiprocessamento, multiutilizador e incorporar sistemas de segurança, multitarefa preemptiva e multithreading. 1988 1993 1994 1995 1996 2000 2003 2008 Início do Windows Windows Windows Windows Windows Windows Windows Projecto NT 3.1 NT 3.51 NT 4.0 NT 3.5 2000 Server ServerWindows NT Advanced Server Server Server Server 2003 2008 Server
  3. 3. Planeamento da instalação Antes de instalar o Windows Server é preciso fazer alguns processos de preparação de algumas opções da configuração do sistema operativo. Antes de iniciar a instalação tem que se verificar se temos tudo o que precisamos, como uma checklist como esta:
  4. 4. Papel dos servidores Os servidores podem ter o papel de Controladores de Domínio(Domain Controllers) que é onde se encontra o directório do sistema. Uma rede que não tenha um Controlador de Domínio passa a ser um grupo de trabalho. Não é preciso configurar como DC durante o processo de instalação, pode ser convertido depois através do ficheiro dcpromo.exe.
  5. 5. Configurações de Server Novo Domain Controller  Este servidor irá funcionar como servidor de topo da floresta e como único Domain Controller da floresta, dado que, quando se promove este servidor a Domain Controller, ainda não existirá nenhuma floresta. Domain Controller pertencente a um domínio já existente  Este servidor fica com uma cópia do AD do Domain Controller já existente. Se o primeiro servidor estiver em desligado, o novo servidor poderá continuar a validar os utilizadores. Na prática, o segundo servidor não fica com uma réplica exacta do AD do primeiro servidor.
  6. 6.  Nova árvore em floresta existente  Nesta situação já tem de existir uma floresta criada e um Domain Controller. É possível criar um novo domínio totalmente autónomo do outro DC na floresta existente, embora se consiga ter acesso aos recursos do anterior domínio, dado que este novo vai ser criado dentro da floresta já existente. Member Servers  São servidores que estão associados a um domínio já existente, são apenas membros do domínio. Standalone Servers  São servidores que podem aderir a um grupo de trabalho existente ou criar um grupo
  7. 7. Domínios, árvores e florestas Um domínio Microsoft existe a partir do momento em que se instale o primeiro DC do domínio. Os servidores com o Server 2000 e 2003 podem trocar entre eles actualizações a isso chama-se Multimaster Replication. Uma árvore é um conjunto de domínios colocados de forma hierárquica, a partir de um domínio de raiz(DC). Uma floresta é um sistema de vários domínios (um conjunto de arvores associadas) que partilham recursos.
  8. 8. Tipos de licença Licença de utilização dos sistemas operativos  Esta licença vem em conjunto com um sistema operativo (SO) adquirido legalmente e até serve de prova de compra, por exemplo, com o Windows 9x, o NT Workstation, o 2000 Professional ou o XP Professional. Esta licença permite instalar e usas o sistema operativo adquirido. Licença per server  Neste tipo de licenciamento, o servidor deve ter um número de licença igual ou superior ao numero de clientes ligados em simultâneo ao servidor. Licença per seat  Este tipo de licença é necessária por computador-cliente e não pode ser utilizador. Se um utlizador aceder ao servidor através de um portátil, quando se encontra fora das instalações da empresa, então são necessárias duas licenças CAL, uma por cada PC.
  9. 9. PartiçõesUma partição de disco é uma forma de dividir o disco de modoque cada secção funcione como uma unidade separada. Épreciso decidir a quantidade de partições e o tamanhonecessário de cada partição do servidor, a longo prazo talvezse torne mais conveniente ter os dados numa partição e osistema noutra.
  10. 10.  Depois de seleccionada a partição deve-se escolher o sistema de ficheiros para se iniciar a formatação  NTFS – sistema de ficheiros mais fiável e recente. Com bom desempenho num disco grande, é o sistema de ficheiros mais recomendado  FAT(File Allocation Table) 32 – sistema de ficheiros que apareceu com a segunda versão do Windows 95, é utilizado em discos de maiores dimensões, oferece maior segurança e melhor aproveitamento do espaço útil em disco.  FAT– sistema de ficheiros mais antigo e simples. Não utilizados pelo Windows Server 2003 mas pode ser lidos:  CDFS – sistema de ficheiros usado em CD-ROM  UDF – sistema de ficheiros usado em DVD
  11. 11. Conversão para NTFS Caso se inicie uma instalação do Windows 2000 ou Windows Server 2003 num computador que já conta com discos particionados em formato NTFS, então estas partições serão automaticamente convertidas em NTFS 5, se tivermos um servidor criado numa drive FAT, há sempre a opção de converter posteriormente este sistema de ficheiros para NTFS, bastando para tal abrir uma linha de comando e digitar convert c: /fs:ntfs., onde “c:” é o volume que se pretende converter.
  12. 12. Partições Boot e SystemExistem 2 grandes grupos de ficheiros de sistemas, que são osystem files – ficheiros de SO instalados no directóriowindows, para o caso do Windows Server 2003, e nodirectório winnt, no caso de ser Windows 2000 Server e/ou NTServer – e o boot files – ficheiros usados para arranque, commenu para selecção do SO a usar.
  13. 13. Hardware Requisitos mínimos  Representam o hardware obrigatório para se conseguir instalar o sistema operativo. Requisitos recomendados  Representam o hardware que se deve utilizar para se conseguir um funcionamento adequado do servidor. Os requisitos recomendados ou reais variam consoante a configuração do sistema e as aplicações e funcionalidades que se escolheram para instalar. Requisitos máximos  Indicam qual o hardware máximo que cada versão do sistema operativo suporta, acima destes valores, o sistema operativo não reconhece o hardware.Deve-se usar o melhor processador possível e a máxima memóriaRAM e o tamanho do disco deve ser o maior possivél.
  14. 14. HCL Verificar se todo o hardware a instalar está Hardware Compatibility List, lista onde a Microsoft disponibiliza o hardware suportado pelo Windows Server 2003.
  15. 15. Arquitectura do disco Aconselham-se os discos SCSI de modo a garantir um bom desempenho do computador-servidor. Podem existir discos IDE e SCSI no mesmo servidor, mas os discos e controladoras devem ser os mais rápidos e repartir os ficheiros mais usados por diferentes discos.
  16. 16. Mirrors(Espelhos) Um espelho é a duplicação fiel do disco copiado. Se um dos discos avariar o outro continua a trabalhar sem paragem do servidor. Os mirrors podem ser utilizados para substituir os discos existentes sem ser necessário reinstalar o sistema operativo.
  17. 17. Software O coração de um computador é o seu sistema operativo, o software é que controla o seu hardware. O sistema operativo é que carrega as aplicações para a memória do computador e controla dispositivos periféricos.
  18. 18. Drivers da controladora de disco As drivers para as controladoras de disco encontram-se no software de configuração, caso surjam problemas de reconhecimento convém ter a drivers gravadas numa disquete.
  19. 19. Disk Cache (Cache de Disco) Se pretender fazer a instalação a partir do DOS ou Windows 3.1 deve activar o sistema Disk cache antes da instalação para aumentar a velocidade de carregamento dos ficheiros.
  20. 20. Executáveis de Instalação• A instalação do Windows Server 2003 pode ser iniciado a partir de um dos seguintes comandos • winnt.exe – Executável de 16 bit que inicia a instalação a partir do DOS, Windows 3.1 ou do Windows for WorkGroups; • winnt32.exe – Executável de 32 bit que inicia a instalação a partir do Windows NT, do Windows 9x ou de uma versão do Windows 2000 previamente instalada.
  21. 21. Processos de Instalação Há vários processos de arranque para dar inicio a instalação:  A partir do CD-ROM;  A partir do CD-ROM, sobre o Windows 9x/NT/2000 Professional/XP;  Com disquetes e depois a partir do CD-ROM;  A partir de um share na rede;  A partir de uma cópia residente no disco.
  22. 22. Tipos de Instalação Existem várias maneiras de instalação para o Windows Server 2003.  Instalar um novo sistema operativo;  Instalação num computador que já tenha um sistema operativo Microsoft instalado;  Instalação a partir de uma actualização.
  23. 23.  Antes de iniciar a instalação, é necessário obter uma licença. Quando se compra o CD-ROM do Windows Server 2003, já inclui uma licença. Para além do numero da licença é preciso activar o produto através da internet ou através do telefone. É sempre verificado se o número de licença não terá sido já activado noutro computador, se isso acontecer o Windows não funciona. A Chave de activação está associada ao hardware do computador, por isso não convém fazer um upgrade de hardware.

×