Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Incorporação de HTML

2,076 views

Published on

Apresentação do Grupo B para o tópico Incorporação de HTML

Published in: Technology, Design
  • Be the first to comment

Incorporação de HTML

  1. 1. Incorporações da HTML Grupo B Anderson Rocha Tavares Eloízio Cesar Drummond Salgado  Victor J. de C. dos G. di Salles e Ferreira UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO APLICAÇÕES DE SOFTWARE SOCIAL {arocha, eloizio, josue}@dcc.ufmg.br
  2. 2. INCORPORAÇÕES DA HTML   Tópicos <ul><ul><ul><li>O que é? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Conceitos básicos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Produtos do mercado </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Como está sendo usada </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Padrões e formatos existentes </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sites de referência técnica </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Referência Bibliográfica (Textos, vídeos, slides)  </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Perguntas & Respostas </li></ul></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  3. 3. O que é? <ul><ul><li>Inclusão de código para multimídia </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Áudio, vídeo, animações, conteúdo interativo </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Normalmente, necessita-se de plugins para visualização  </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Flash </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Java </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Real Player </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Quick Time </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Windows Media Player </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><ul><li>Proporciona experiências ricas para o Usuário </li></ul></ul><ul><ul><li>Possibilita enriquecimento do conteudo Web  </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  4. 4. Produtos do mercado <ul><li>A maioria dos Editores HTML atuais  </li></ul><ul><li>dão suporte às incorporações.  </li></ul><ul><li>     Alguns mais utilizados/conhecidos:  </li></ul><ul><ul><ul><li>Adobe Dreamweaver </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Em Blogs ( blogspot ), Fóruns ( ArenaTURBO ), alguns ambientes sociais ( orkut ), entre outros, não se pode editar todo o HTML, porém dão suporte a incorporação . </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Para criação das incorporações: </li></ul><ul><ul><ul><li>Adobe Flash </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Apple QuickTime </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Youtube </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mp3Tube   </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Google Maps </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Slideshare </li></ul></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  5. 5. Como está sendo usada <ul><li>Para tornar os sites mais atrativos, a maioria deles possuem Incorporações. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Exemplos:  </li></ul><ul><ul><li>Site da globo : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Vídeos das principais notícias (política, esporte, novelas, etc) ao invés de textos. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Site do restaurante Paladino : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cardápio em Flash possibilita interatividade e marketing. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Site da rádio 98FM : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>É possível ouvir a rádio ao vivo pela internet através do Windows Media Player. </li></ul></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  6. 6. Como está sendo usada <ul><li>Possíveis Problemas: </li></ul><ul><ul><li>Muitas incorporações: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sites pesados. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Dificultam a navegação. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Requer conexão rápida (usuário). </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Muitos plugins. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Muita memória.  </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Perda de controle sobre o conteúdo </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Conteúdo incorporado pode sair do ar, sem aviso </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Links quebrados </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Dificuldades para gerenciar grande portais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Ex: Vídeo do YouTube retirado do ar </li></ul></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><embed>     <object>         <iframe>
  7. 7. Padrões e formatos existentes <ul><li><embed src=&quot;caminho/do/conteudo.ext&quot;> </li></ul><ul><ul><ul><li>Suporte oficial veio apenas no HTML 5 </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Suportado pelos grandes navegadores </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li><object type=&quot;tipo_do_objeto&quot;>     <param name=&quot;nome&quot; value=&quot;valor&quot;></param> </object> </li></ul><ul><ul><ul><li>Genérico (Java, Flash, Real Video...) </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li><iframe src=&quot;endereco/do/conteudo.htm&quot;></iframe>   </li></ul><ul><ul><ul><li>Genérico (abre a página de destino) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Suportado, mas designers não acham legal... ¬¬ </li></ul></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  8. 8. Sites de referência técnica <ul><ul><li>w3schools : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Para as tags iframe :  </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>http://www.w3schools.com/TAGS/tag_iframe.asp </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>  Para as tags embed : </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>http://www.w3schools.com/tags/html5_embed.asp </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Para as tags object : </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>  http://www.w3schools.com/TAGS/tag_object.asp </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Para Incorporação Flash </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>  http://www.w3schools.com/flash/flash_inhtml.asp </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>Tudo sobre HTML 5.0 </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>http://www.w3.org/TR/html5/ </li></ul></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  9. 9. Referência Bibliográfica <ul><li>Tutorial: </li></ul><ul><ul><li>w3schools: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Possui tutoriais interativos sobre as tags de incorporação. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>http://www.w3schools.com/tags/ </li></ul></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Vídeo Aula: </li></ul><ul><ul><li>Como importar vídeo para o Flash CS3 e incorporar a seu site .  </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>http://mais.uol.com.br/view/brv1zi5h6rmh/como-importar-video-para-o-flash-cs3-e-incorporar-a-seu-site-04023366CCB15326?types=A& </li></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><embed>     <object>         <iframe>
  10. 10. Referência Bibliográfica <ul><li>Livro: </li></ul><ul><ul><li>Dynamic HTML Weekend Crash Course  </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ensina a montar páginas interativas e dinâmicas, inclusive com incorporação de conteúdo </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>http://www.amazon.com/Dynamic-Weekend-Crash-Course-CD-ROM/dp/0764548905 </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Artigo: </li></ul><ul><ul><li>LYNCH, Kevin. Video on the Web. 27 novembro 2007. </li></ul></ul><ul><li>  </li></ul><embed>     <object>         <iframe>
  11. 11. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 01: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Tadeu Rocha - C </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Diante dos possíveis problemas apresentados e além da questão da atratividade, quais poderiam ser as outras vantagens da Incorporação de HTML? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Vantagens sobre a in corporação HTML são inúmeras, pois ela oferece um leque de possibilidades muito extenso para o ambiente Web. Entrentanto, uma vantagem muito importante está relacionada à possibilidade de agregar conteúdo ao seu site de diversas formas. Desse modo, basta utilizar a imaginação para inventar uma nova função para essa tecnologia. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  12. 12. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 02: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Junio - Grupo J </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Como utilizar a incorporação de HTML para maximizar a interação dos usuários com seus sítios de aplicação social? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Existem diversas formas de maximizar a interação dos usuários de sítios de aplicação social. É possível incorporar um vídeo interessante que se viu no YouTube , ou uma notícia relevante do portal G1 , escrever um post sobre ele e oferecer um espaço para que os usuários possam comentar sobre o que foi postado. Isso também pode ser realizado em diversas mídias sociais , como Orkut e Facebook , mas o que limita esse tipo de possibilidade é apenas a imaginação do designer. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  13. 13. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 03: </li></ul><ul><ul><li>Autor : André Cavatoni - Grupo P </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Quais as possibilidades no futuro de tais inclusões? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>O futuro da incorporação HTML está intimimante relacionado à adaptação do surgimento de novas mídias e também à forma de como as mídias são divulgadas. Além disso, é provável que as novas versões do HTML sejam capazes de suportar todo tipo de incorporação de informação, desde textos, até filmes lançados recentemente. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  14. 14. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 04: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Romulo - GRUPO Q </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>O conhecimento e utilização de HTML nas empresas traz algum benefício com relação a produtividade? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>A incorporação HTML pode trazer diversos benefícios às empresas, principalmente no caso em que elas estão inseridas e engajadas com a Web. Uma forma interessante de uma empresa promover aprendizado e produtividade é incorporar vídeos sobre assuntos relevantes ao escopo de trabalho de seus funcionários, em seu próprio website, e depois incentivar seus funcionários a visitar e visualizar esses vídeos. Além disso, os funcionários podem postar perguntas referentes ao tema, para aprender mais sobre o assunto com funcionáirios mais experintes e promover integração na empresa. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  15. 15. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 05: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Thiago - GRUPO C </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Qual o impacto da incorporação de HTML quanto ao número de e acessos em um web site? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>O impacto dessa técnica sobre os acessos em um website está diretamente relacionado à qualidade do conteúdo incorporado. Com isso, se o autor do website incorpora algum contéudo que é relativamente nova na internet ou algo muito interessante, certamente seu site aumenta seu número de acessos. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  16. 16. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 06: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Maísa - Grupo D </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>É possível a construção de websites funcionais apenas com a utilização dessas incorporções ? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Nada impede a construção de sites dessa maneira. O problema é que o site não teria conteúdo próprio, sendo apenas um agregador de conteúdo gerado por terceiros. Além disso, o uso apenas de incorporações tornaria o site pesado e talvez poluído visualmente, prejudicando a navegação </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  17. 17. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 07: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Wagner Lopes - Grupo C </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Qual o impacto dessas inclusões no número de acessos aos sites? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Isso depende da qualidade e da quantidade de incorporações. Normalmente, as incorporações de conteúdo de qualidade tornarão o site mais atraente e interativo, certamente aumentando o número de visitas. No entanto, um grande número de incorporações ou a baixa qualidade de incorporações prejudicam a experiência do usuário e certamente reduzirão o número de visitas. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  18. 18. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 08: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Israel - Grupo A </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>A tag embed, como vocês disseram, já era utilizada há muitos anos nos grandes navegadores. Por que, então, só recentemente com o HTML 5.0 ela foi incorporada oficialmente? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>A página da W3C (http://www.w3schools.com/tags/html5_embed.asp) que regulamenta os padrões Web diz apenas que a tag é suportada na versão 5 do HTML. </li></ul></ul><ul><ul><li>Provavelmente isso ocorreu porque antes não existia tanto conteúdo interativo e incorporações nas páginas. Como os navegadores já suportam a tag e seu uso se tornou tão popular atualmente, a W3C então oficializou seu uso. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  19. 19. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 09: </li></ul><ul><ul><li>Autor : José Ricardo F. Moura - Grupo K </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Como controlar os riscos que existem nas incorporações de conteúdo os quais não se têm controle (já que até podem sair do ar)? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Uma maneira de se fazer isso é você baixar os vídeos que incorpora. No caso do YouTube, existe um programa para isso chamado YouTube Downloader . Se, por algum motivo, o vídeo for retirado do ar, você pode colocá-lo novamente e atualizar o link da sua página. Certamente esse é um processo trabalhoso e exige alguns cuidados, como o respeito às leis de direitos autorais e às regras do site de hospedagem de vídeos. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  20. 20. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 10: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Eduardo Sama'an - Grupo P </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Apesar de existir padronização de HTML, é sabido que ela não é seguida fielmente por todos os navegadores. A prova disso é que vários sites apresentam resultados distintos (ou chegam até a não funcionar) em navegadores diferentes. As agregações herdam esse problema? Há tentativas de se resolver isso? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>A tag <embed> , por exemplo, foi criada pela Netscape há muito tempo e alguns navegadores construídos baseados nele dão suporte a ela. No entanto, outros como algumas versões do IE não a suportam. Por outro lado, tanta-se uma padronização para incorporações utilizando a tag <object> que realiza as mesmas funções da <embed> , sendo mais geral, e é praticamente suportada por todos os navegadores mais conhecidos e utilizados. (Mais informações em http://www.w3schools.com/tags/tag_object.asp ) </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  21. 21. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 11: </li></ul><ul><ul><li>Autor :  Breno G. Boueri - Grupo F </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Muitas incorporações HTML em um determinado site pode deixá-lo mais lento? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Imagine um site que possua incorporações de vários mapas do Google Maps, além de diversos vídeos do YouTube, alguns mapas mentais do Mind Maps e algumas apresentações de slide do SlideShare. Todos estes artefatos requerem uma boa banda larga para serem totalmente carregados (existem vídeos do YouTube com 20 minutos e com cerca de 20 MB, por exemplo). Um exemplo prático disso são os blogs dos alunos de nossa turma. A maioria deles possuem um grande número de incorporações que demoram para ser carregadas, consumindo grande parte da banda larga e da memória de nosso computador (pressione CTRL+ALT+DEL em um Windows com o navegador aberto nestes blogs para ver o consumo de memória RAM). Dessa forma, muitas incorporações podem deixar um site mais lento, tanto para o computador (memória) quanto para a conexão banda larga. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  22. 22. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 12: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Vinícius - Grupo O </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Qual a prevenção para o uso de um código malicioso no embebed de uma página? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Toda a questão de segurança de acesso aos embebed fica a cargo do seu navegador. Muitos navegadores perguntam ao usuário &quot;Este site requer o plugin X para carregar tal artefato. Você tem certeza de que deseja instalá-lo/executá-lo?&quot;. Dessa forma, o seu browser só irá executar tal código com sua permissão. No caso do Firefox, existem alguns complementos que melhoram este tipo de serviço de proteção à códigos maliciosos. Um exemplo disso é o NoScript. Ele bloqueia alguns scripts (como JavaScript e Flash) e te avisa quando estes scripts forem encontrados. (Download do NoScript  http://info.abril.com.br/download/5167.shtml ) </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  23. 23. Perguntas & Respostas <ul><li>Pergunta número 13: </li></ul><ul><ul><li>Autor : Juliano Xavier - Grupo D </li></ul></ul><ul><ul><li>Pergunta:  </li></ul></ul><ul><ul><li>Quais os riscos na eficiência de um site ao usar incorporações de HTML? </li></ul></ul><ul><ul><li>Resposta: </li></ul></ul><ul><ul><li>Desde que elas sejam utilizadas com bom senso, ou seja, sem que sejam inseridas aos montes, o site continuará leve e mais atrativo ao usuário. No entanto, incorporar muitos objetos pode fazer com que o seu site se torne muito lento e pesado, pois alguns objetos, como vídeos, requerem uma boa conexão à internet. Isso irá afastar diversos usuários. </li></ul></ul><embed>     <object>         <iframe>
  24. 24. <ul><li>Dúvidas?! </li></ul>
  25. 25. Obrigado! Aplausos!

×