Introdução à análise técnica

639 views

Published on

Published in: Economy & Finance
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
639
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
54
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Introdução à análise técnica

  1. 1. Introdução à Análise Técnica 2010 Glauco Santos
  2. 2. Análise Fundamentalista X Análise Técnica  A Análise Fundamentalista se baseia nos fundamentos setoriais, macroeconômicos e nos demonstrativos das empresas, para saber de que forma os agentes irão interpretá-los no futuro.  Já a Análise Técnica deixa que esses fundamentos sejam interpretados pelos participantes do mercado, de modo a analisar como a massa está absorvendo.
  3. 3. Premissas da Análise Técnica  O preço reflete tudo  O mercado se move em tendências  A história se repete
  4. 4. Tipos de Gráficos  Linha  Área
  5. 5. Candlestick versus Barras Barras Candles
  6. 6. Barras
  7. 7. Candlestick
  8. 8. Números de força (Suportes e Resistências) Identificação e relevância: ◦ Quantidades de toques sobre reta ◦ Distância no tempo ◦ Destaque no gráfico
  9. 9. Linhas de tendência – LTA  Como traçar e verificar a força da linha  Grau de importância Linha de Tendência de Alta
  10. 10. Linhas de Tendência - LTB  Como traçar e verificar a força da linha  Grau de importância
  11. 11. Canais Como traçar e verificar a força do canal
  12. 12. S & R - Estratégias
  13. 13. S & R - Estratégias Resistência Suporte
  14. 14. S & R - Estratégias Compra
  15. 15. S & R - Estratégias Compra Stop
  16. 16. S & R - Estratégias Compra Stop
  17. 17. S & R - Estratégias LTB LTB Objetivo Compra Stop
  18. 18. S & R - Estratégias Ponto de Compra
  19. 19. S & R - Estratégias Suporte Resistência
  20. 20. S & R - Estratégias RESISTÊNCIA SUPORTE RESISTÊNCIA SUPORTE
  21. 21. Padrões de reversão Martelo Enforcado
  22. 22. Padrões de reversão Martelo
  23. 23. Padrões de reversão Martelo Invertido
  24. 24. Padrões de reversão Enforcado
  25. 25. Padrões (Figuras) de reversão Topo duplo Fundo duplo OCO (Ombro-Cabeça-Ombro)
  26. 26. Padrões de reversão Topo Duplo
  27. 27. Padrões de reversão Fundo Duplo
  28. 28. Padrões de reversão OCO (Ombro-cabeça-ombro)
  29. 29. Indicadores Médias Móveis Histograma MACD Estocástico
  30. 30. Médias Móveis Objetivo: Confirmar se existe tendência do mercado e, se sim, qual é. Composição: Duas ou mais linhas com períodos distintos. Não há tendência quando: Quando as médias andam juntas na mesma linha.
  31. 31. Médias Móveis Cálculo: Utiliza-se a média de uma certa quantidade de dados, ela é dita móvel porque, a cada novo tempo, considera-se um novo dado e desconsidera-se uma mais antigo. MMA= V1+V2+...+Vn nMMA – AritimédicaMME – ExponencialMMP – Ponderada
  32. 32. Médias Móveis (MM) Cruzamento de médias
  33. 33. Histograma MACD  Objetivo: Mostrar qual dos dois grupos está no controle do mercado e se o grupo dominante está mais forte ou mais fraco.  Composição: É formado a partir de três médias móveis exponenciais. É a diferença entre a linha MACD e a linha de sinal.  Quando utilizar? Pela inclinação da barra ao longo de todo o gráfico e através das divergências entre o gráfico e a inclinação das barras.
  34. 34. Histograma MACD Força dominante
  35. 35. Histograma MACD Divergências
  36. 36. Histograma MACD Divergências
  37. 37. Estocástico Objetivo: Indicar pontos de compra e venda nas faixas de negociação. Composição: Consiste em das linhas: uma linha rápida, denominada %K, e uma linha lenta, denominada %D. Quando utilizar? Divergências entre o gráfico e as linhas, direção da linha e nível das linhas. Quando o gráfico encontra-se dentro de um canal.
  38. 38. Estocástico Faixa de negociação/nível das linhas
  39. 39. Considerações finais: Por que comprar? Qual meu objetivo de ganho? Qual o nível do meu stop?
  40. 40. Considerações finais: “There is no free lunch” (Milton Friedman) Não existe uma “chave do sucesso”. Experimente o maior número possível de ferramentas mas utilize aqueles com os quais você melhor se adaptou. Cuidado com receitas prontas.

×