Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Incontinência urinária

7,003 views

Published on

seminário 06/07/12

  • Be the first to comment

Incontinência urinária

  1. 1. Mariana Olival da Cunha marianaolival@ig.com.brIncontinência urinária: o estudourodinâmico é indispensável? Mariana Olival da Cunha (R2) Orientadora: Dra. Rebecca Sotelo
  2. 2. Definições* • IU: perda involuntária de urina, representando um problema social ou higiênico • IUE: perda involuntária de urina sincrônica ao esforço, espirro ou tosse • IUU: perda involuntária de urina associada ou imediatamente precedida por urgência miccionalInt Urogynecol J (2010) 21:5–26Valor da Queixa Clínica e Exame Físico no Diagnóstico da Incontinência Urinária - RBGO - v. 24, nº 2, 2002Diagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62
  3. 3. Definições • IUM: IUE + IUU • Bexiga hiperativa: urgência, com ou sem urgeincontinência, acompanhada de aumento da freqüência miccional e noctúria • Incontinência postural: perda involuntária de urina com a mudança de posição • Perda insensível* • Incontinência coital: penetração e orgasmoInt Urogynecol J (2010) 21:5–26Diagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62
  4. 4. Epidemiologia • 18% das mulheres com mais de 30 anos de idade* • Alta prevalência (12,7 - 37%) • 35% mulheres climatéricas • 50% mulheres de casa de repouso • 29 – 75% IUE • 7 – 33% hiperatividade do detrusorQualidade de vida em mulheres com incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(6): 352-7Estudo urodinâmico da pressão de perda ao esforço, nas posições ortostática e sentada, em mulherescom incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2007; 29(2):91-5ACOG Practice Bulletin No. 63 Urinary Incontinence in Women - VOL. 105, NO. 6, JUNE 2005
  5. 5. Anamnese • Início dos sintomas • Duração • Gravidade (diário miccional*) • Condições associadas* • Impacto social e higiênico • Medicações em uso • ComorbidadesDiagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62ACOG Practice Bulletin No. 63 Urinary Incontinence in Women - VOL. 105, NO. 6, JUNE 2005
  6. 6. King’s Health Questionnaire QuestionárioRev Bras Ginecol Obstet. 2005; 27(5): 235-42
  7. 7. Exame Físico • Reproduzir e caracterizar a incontinência • Excluir distúrbios neurológicos • Avaliar o suporte pélvico* • Análise da mucosa vaginal* • Sinais de dermatite amoniacal • Distopias genitais • Mobilidade uretral (Q-tip test)Diagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62ACOG Practice Bulletin No. 63 Urinary Incontinence in Women - VOL. 105, NO. 6, JUNE 2005
  8. 8. Fatores de risco • Etnia branca • Alto IMC • Parto vaginal • Parto traumático (fórceps e episiotomia) • Multiparidade • Gestação em idade avançadaSintomas urinários e qualidade de vida em mulheres - FISIOTERAPIA E PESQUISA 2007; 1 4(3): 1 2-7
  9. 9. Fatores de risco • Diabetes • Menopausa • Constipação • Cirurgias pélvicas radicais • Ocupações que exijam esforço físico (atletas)Sintomas urinários e qualidade de vida em mulheres - FISIOTERAPIA E PESQUISA 2007; 1 4(3): 1 2-7
  10. 10. Estudo urodinâmico • Objetivo: identificar as causas específicas dos sintomas das pacientes (incontinência urinária, disfunção miccional, sintomas irritativos do trato urinário) e fornecer dados para orientar o correto tratamento. • EAS e URCDiagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62
  11. 11. Estudo urodinâmico • Fluxometria* + Resíduo pós-miccional • Cistometria* • Estudo miccional*Int Urogynecol J (2010) 21:5–26ACOG Practice Bulletin No. 63 Urinary Incontinence in Women - VOL. 105, NO. 6, JUNE 2005
  12. 12. Estudo urodinâmico • PPE < 60 cmH2o: Defeito esfincteriano intrínseco • PPE > 90 cmH2o: IUEDiagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62Urodynamic evaluation of women with incontinence - ©2012 UpToDate ®
  13. 13. Estudo urodinâmico: Sim ou Não • Queixa IUE isolada + exame físico 25% erro diagnóstico • Defeito esfincteriano e hipermobilidade do colo vesical • Tratamento cirúrgico X conservador • Defesa médicaDiagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62
  14. 14. Estudo urodinâmico: Sim ou Não• 27% de chance de modificar o tratamento• Resultados não fisiológicos*• Falta padronização• Normalidade não exclui anormalidade clínica• Sintomatologia não condizente com exame físico• Falha do tratamento conservadorUrodynamic evaluation of women with incontinence - ©2012 UpToDate ®
  15. 15. USG • Estimar o resíduo miccional • Detectar tumores vesicais e distorções na parede vesical • Avaliação da vascularização dos tecidos periuretrais por meio do efeito doppler e da musculatura do assoalho pélvico • Avaliar a hipermobilidade e a posição do colo vesicalDiagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62
  16. 16. Tratamento • IUE: cirúrgico, fisioterapia – exercícios de Kegel • IUU: anticolinérgicos ou anti-muscarínicos, reeducação vesical, exercícios de Kegel, toxina botulínicaIncontinência Urinária Feminina - Acta Urológica 2007, 24; 1: 79-82
  17. 17. Bibliografia• Urodynamic evaluation of women with incontinence - ©2012 UpToDate ®• Int Urogynecol J (2012) 23:813–822 DOI 10.1007/s00192-012- 1693-3• Int Urogynecol J (2010) 21:5–26• 2009 Wiley-Liss, Inc.• Impacto do estudo urodinâmico em mulheres com incontinência urinária - Rev Assoc Med Bras 2007; 53(2): 1225
  18. 18. Bibliografia• Incontinência Urinária Feminina - Acta Urológica 2007, 24; 1: 79-82• Diagnóstico clínico e subsidiário da incontinência urinária - Rev Bras Ginecol Obstet. 2006; 28(1): 54-62• ACOG Practice Bulletin No. 63 Urinary Incontinence in Women - VOL. 105, NO. 6, JUNE 2005• Rev Bras Ginecol Obstet. 2005; 27(5): 235-42• Valor da Queixa Clínica e Exame Físico no Diagnóstico da Incontinência Urinária - RBGO - v. 24, nº 2, 2002• Int Urogynecol J (2000) 11:188–195 - 2000 Springer-Verlag London Limited

×