Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Mobilidade - Migrações
Migrações
 Migraçõesou movimentos migratórios – deslocações
de
indivíduos dentro do mesmo país ou de um país para
outro.
...
Migrações
 O período de tempo que demora a migração
permite
classificar as migrações em diferentes tipos:
 Migrações def...
 De acordo com o espaço geográfico percorrido pelos
migrantes as migrações podem classificar-se em
dois grandes grupos:
...
 Quando se trata de migrações internacionais nem
sempre o país de acolhimento e/ou país de origem
consentem a deslocação ...
Tipologia das Migrações
MIGRAÇÕES
Quanto
à
área
Interna
s
Externas
ou
internacion
ai s
Intracontinen
t
ais
Intercontinen
t...
Migrações
 Fluxos Migratórios:
 A origem dos principais fluxos está nas áreas
simultaneamente pobres e muito povoadas do...
As Migrações em Portugal
 Portugal já foi um país de emigrantes. O período em
que a emigração portuguesa foi mais signifi...
Evolução do número de cidadãos estrangeiros
residentes em Portugal entre 1980 e 2005
 Esta inversão de sentido da migraçã...
As Migrações em Portugal
 Actualmente as comunidades de imigrantes
mais
representativas em Portugal são:
 A africanae a ...
Causas das Migrações
 A nível mundial,a nível
regional
ou a
nívelexistem duas condições que estão
sempre
naciona
l,
prese...
Causas das Migrações
 Causas económicas – quando o principal motivo que
determina a migração é a busca de emprego ou de
m...
Causas das Migrações
 Causas não económicas/Humanitárias – quando o
principal motivo que determina a migração não se
pren...
AS MIGRAÇÕES
Desemprego
Catástrofes Naturais
Perseguições religiosas ou culturais
Guerra
Perseguições
Políticas
CAUSAS DAS...
AS MIGRAÇÕES
CAUSAS DAS
MIGRAÇÕES
Socioculturais
Bélicas
ReligiosasNaturais
Económicas
CAUSAS DAS MIGRAÇÕES
As motivações ...
AS MIGRAÇÕES
• As catástrofes naturais, como as secas, as inundações, as
erupções vulcânicas, os sismos obrigam, quando mu...
AS MIGRAÇÕES
• O desejo de uma maior realização profissional,
associada à melhoria da instrução, ou especialização,
tem co...
AS MIGRAÇÕES
Jerusalém, no centro de um conflito religiosomilenar
• As perseguições religiosas, ou os conflitos étnicos, t...
Áreas Atractivas VS Áreas Repulsivas
 Os movimentos de populações devem-se a
diferentes tipos de causas: naturais,
socioc...
As principais consequências demográficas dos fluxos
demográficos nas áreas de partida são:
Diminuição da população absolut...
As principais consequências demográficas dos fluxos
demográficos nas áreas de partida são:
Diminuição da taxa de crescimen...
As principais consequências demográficas dos fluxos
demográficos nas áreas de chegada são:
Aumento da população absoluta.
...
As principais consequências demográficas dos fluxos
demográficos nas áreas de chegada são:
Aumento da taxa de crescimento ...
AS MIGRAÇÕES
CONSEQUÊNCIAS DAS
MIGRAÇÕES
II - CONSEQUÊNCIAS ECONÓMICAS
As principais consequências económicas dos fluxos
d...
As principais consequências económicas dos fluxos
demográficos nas áreas de chegada são:
Aumento da mão de obra disponível...
As principais consequências sociais dos fluxos
demográficos nas
áreas de chegada são:
Enriquecimento e intercâmbio cultura...
As principais consequências sociais dos fluxos
demográficos nas
áreas de chegada são:
AS MIGRAÇÕES
CONSEQUÊNCIAS DAS
MIGRA...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Migrações

Migrações

  • Login to see the comments

Migrações

  1. 1. Mobilidade - Migrações
  2. 2. Migrações  Migraçõesou movimentos migratórios – deslocações de indivíduos dentro do mesmo país ou de um país para outro.  As migrações podem classificar-se quanto à forma:  Voluntárias – quando a decisão da deslocação é feita por vontade própria;  Forçadas – quando as pessoas são “obrigadas” a sair da sua área de residência.
  3. 3. Migrações  O período de tempo que demora a migração permite classificar as migrações em diferentes tipos:  Migrações definitivas quando a deslocação tem carácter definitivo e há mudança de residência.  Migrações temporárias quando o período de deslocação é curto (algumas semanas ou alguns dias). Nestes casos podem ser sazonais se os migrantes fazem a deslocação sempre na mesma época do ano, por motivos de trabalho ou de férias.  Migrações pendulares ou diárias quando são feitas no mesmo dia duas deslocações, uma ida e outra de volta, na sua maioria entre casa e trabalho/escola.
  4. 4.  De acordo com o espaço geográfico percorrido pelos migrantes as migrações podem classificar-se em dois grandes grupos:  Migrações internas quando as pessoas não saem do país. A deslocação faz-se de uma região/localidade para outra.  Êxodo Rural  Êxodo Urbano  Migrações Internacionais ou externas quando a deslocação é para outros países. Pode ser para países do mesmo continente (intracontinentais) ou para continentes diferentes (intercontinentais). Sendo designadas por emigração (saída de pessoas de um país para outro) e imigração (entrada de pessoas estrangeiras num determinado país). Migrações
  5. 5.  Quando se trata de migrações internacionais nem sempre o país de acolhimento e/ou país de origem consentem a deslocação dos migrantes. Daí que se possa classificar as migrações quanto à forma/controlo:  Migraçõeslegaisquando os paísesenvolvidos autorizam o movimento de pessoas de um país para outro.  Migrações clandestinas se os migrantes saem de um país e/ou entram no outro de forma ilegal, fugindo às autoridades. Migrações
  6. 6. Tipologia das Migrações MIGRAÇÕES Quanto à área Interna s Externas ou internacion ai s Intracontinen t ais Intercontinen t ais Quanto à forma Voluntária s Forçada s Quanto à legalidad e Legai s Clandestin as Quanto à duração Temporária s Definitiva s
  7. 7. Migrações  Fluxos Migratórios:  A origem dos principais fluxos está nas áreas simultaneamente pobres e muito povoadas do Mundo (Norte de África, América Latina e centro e sudeste da Ásia), onde predominam países em desenvolvimento.  O destino dos principais fluxos são as áreas mais ricas do Planeta (Europa, América do Norte e Médio Oriente). Na Europa e na América do Norte localizam-se os países mais desenvolvidos e no Médio Oriente os países do petróleo que, não sendo desenvolvidos, geram muita riqueza devido à exploração do petróleo.
  8. 8. As Migrações em Portugal  Portugal já foi um país de emigrantes. O período em que a emigração portuguesa foi mais significativa foi a década de 60 do século XX, quando os portugueses se dirigiam para a Europa Central, principalmente para a França e Alemanha.  As alterações sociais trazidas pela Revolução de 25 de Abril de 1974 (liberdade de expressão, fim da guerra colonial e empregos mais bem remunerados) fizeram com que o número de emigrantes diminuísse.  No final do século XX, de uma forma mais acentuada na década de 90, Portugal transformou-se num país de imigrantes.
  9. 9. Evolução do número de cidadãos estrangeiros residentes em Portugal entre 1980 e 2005  Esta inversão de sentido da migração portuguesa foi a resposta a fenómenos muito diversos:  Envelhecimento da população portuguesa que conduziu à falta de mão-de-obra.  Más condições de vida nos PALOP (Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa) que levaram muitas pessoas a procurar trabalho em Portugal.  Crise económica nos países do Leste da Europa, resultante da instabilidade política, que traz para Portugal muitas pessoas à procura de melhores condições de vida.
  10. 10. As Migrações em Portugal  Actualmente as comunidades de imigrantes mais representativas em Portugal são:  A africanae a brasileira,trabalhandomuitos imigrantes na construção civil.  Os cidadãos da Europa de Leste, com muitos licenciados a desempenharem funções pouco qualificadas.  Os Chineses, que invadiram ocomércio.
  11. 11. Causas das Migrações  A nível mundial,a nível regional ou a nívelexistem duas condições que estão sempre naciona l, presente s quando se gera um fluxo migratório:  Grandes desequilíbrios entre as condições de vida existentes no local/área/país de origem e as que são oferecidas no local/área/país de destino.  Redes de transporte para permitirem as deslocações das pessoas.  As razões que levam à existência desses desequilíbrios entre países, regiões ou localidades – causas das migrações – são de vários tipos.
  12. 12. Causas das Migrações  Causas económicas – quando o principal motivo que determina a migração é a busca de emprego ou de melhores salários. Estas causas são as que fazem deslocar um maior número de pessoas verificam-se quando: O forte crescimento natural faz com que nem toda a gente consiga emprego. A pobreza generalizada põe em risco a sobrevivência de algumas pessoas.  Os trabalhadores mais especializados são mal remunerados no seu país de origem e vão para o estrangeiro em busca de salários mais altos. É a “fuga de cérebros” – migrações de pessoas com formação de nível superior e profissões muito qualificadas. As causas económicas geram fluxos para áreas onde há escassez de mão-de-obra, como é o caso, actualmente, de alguns países da Europa.
  13. 13. Causas das Migrações  Causas não económicas/Humanitárias – quando o principal motivo que determina a migração não se prende com o “dinheiro”. Estão neste caso:  As guerras.  Os desastres naturais.  A instabilidade política. Nestas situações, os migrantes designam-se por refugiados – indivíduos que são forçados a sair da sua terra e a procurar abrigo noutro local que lhes ofereça segurança.
  14. 14. AS MIGRAÇÕES Desemprego Catástrofes Naturais Perseguições religiosas ou culturais Guerra Perseguições Políticas CAUSAS DAS MIGRAÇÕES Nos dias de hoje, fruto da crise que tem vivido o nosso país, muitos portugueses têm abandonado o seu país. Fazem-no, na generalidade, por causas económicas. Contudo, as migrações podem ter diversas motivações, que explicam as deslocações das pessoas nos territórios ao longo dos tempos:
  15. 15. AS MIGRAÇÕES CAUSAS DAS MIGRAÇÕES Socioculturais Bélicas ReligiosasNaturais Económicas CAUSAS DAS MIGRAÇÕES As motivações ou causas das migrações podem ser agrupadas em:
  16. 16. AS MIGRAÇÕES • As catástrofes naturais, como as secas, as inundações, as erupções vulcânicas, os sismos obrigam, quando muito intensos, a população a deslocar-se para outros locais. CAUSAS NATURAIS • O desemprego, o subemprego, os baixos salários, a pobreza, o baixo nível de vida levam a população a procurar noutros países ou regiões melhores condições de vida. • É a causa económica que mais tem contribuído para os movimentos migratórios, sobretudo de países em desenvolvimento para países desenvolvidos. CAUSAS ECONÓMICAS CAUSAS DAS MIGRAÇÕES
  17. 17. AS MIGRAÇÕES • O desejo de uma maior realização profissional, associada à melhoria da instrução, ou especialização, tem contribuído para o aumento da saída de pessoas, por exemplo, para estudar no exterior, ou paratrabalhar em grandes centros de investigação cientifica ou empresas de vanguarda. Este fenómeno tem ficado conhecido como “fuga de cérebros”. CAUSAS SOCIOCULTURAIS • As guerras, a existência de regimes políticosditatoriais, têm motivado a população a procurar refúgio noutras regiões ou noutros países, por questões desegurança. CAUSAS BÉLICAS CAUSAS DAS MIGRAÇÕES
  18. 18. AS MIGRAÇÕES Jerusalém, no centro de um conflito religiosomilenar • As perseguições religiosas, ou os conflitos étnicos, têm levado à saída de população para outros países, por questões de segurança. CAUSAS RELIGIOSAS CAUSAS DAS MIGRAÇÕES
  19. 19. Áreas Atractivas VS Áreas Repulsivas  Os movimentos de populações devem-se a diferentes tipos de causas: naturais, socioculturais, religiosas, económicas, políticas, turísticas ou recreativas, bélicas, etc.
  20. 20. As principais consequências demográficas dos fluxos demográficos nas áreas de partida são: Diminuição da população absoluta. Diminuição da taxa bruta de natalidade. Aumento da taxa bruta de mortalidade. AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES I - CONSEQUÊNCIAS DEMOGRÁFICAS
  21. 21. As principais consequências demográficas dos fluxos demográficos nas áreas de partida são: Diminuição da taxa de crescimento natural. Envelhecimento da população. AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES I - CONSEQUÊNCIAS DEMOGRÁFICAS
  22. 22. As principais consequências demográficas dos fluxos demográficos nas áreas de chegada são: Aumento da população absoluta. Aumento da taxa bruta de natalidade. Diminuição da taxa bruta de mortalidade. AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES I - CONSEQUÊNCIAS DEMOGRÁFICAS
  23. 23. As principais consequências demográficas dos fluxos demográficos nas áreas de chegada são: Aumento da taxa de crescimento natural. Rejuvenescimento da população. AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES I - CONSEQUÊNCIAS DEMOGRÁFICAS
  24. 24. AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES II - CONSEQUÊNCIAS ECONÓMICAS As principais consequências económicas dos fluxos demográficos nas áreas de partida são: Diminuição da mão de obra dos diversos setores de atividades. Abandono dos campos agrícolas nas áreas rurais e,em consequência, estagnação daagricultura. Diminuição do desemprego devido à saída de população ativa. Receção de poupanças enviadas pelos emigrantes
  25. 25. As principais consequências económicas dos fluxos demográficos nas áreas de chegada são: Aumento da mão de obra disponível. Diminuição dos salários (devido ao aumento de oferta de mão de obra no mercado de trabalho). Aumento do espírito empreendedor e inovador e, consequentemente, da produtividade. AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES II - CONSEQUÊNCIAS ECONÓMICAS
  26. 26. As principais consequências sociais dos fluxos demográficos nas áreas de chegada são: Enriquecimento e intercâmbio cultural. Dificuldades de integração dos imigrantes, sobretudo quando a língua constitui um obstáculo à comunicação e existem grandes diferenças culturais. AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES III - CONSEQUÊNCIAS SOCIAIS
  27. 27. As principais consequências sociais dos fluxos demográficos nas áreas de chegada são: AS MIGRAÇÕES CONSEQUÊNCIAS DAS MIGRAÇÕES III - CONSEQUÊNCIAS SOCIAIS Falta de habitação e aumento dos bairros degradados. Aumento dos conflitos sociais. Aumento do racismo e da

×