Naahs no lyceu

1,123 views

Published on

Published in: Technology, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,123
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
44
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Naahs no lyceu

  1. 1. I N C L U S Ã O I N C L U S Ã O ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO ALTAS HABILIDADES/SUPERDOTAÇÃO
  2. 2. <ul><li>Resolução Nº 2 do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica – 11/09/01 – Institui as Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica do Ministério da Educação – 2002 </li></ul><ul><li>Amparo Legal </li></ul><ul><li>O atendimento ao aluno com altas habilidades está fundamentado e amparado pelos seguintes documentos: </li></ul><ul><li>Lei de Diretrizes e Bases da Educação - LDB (Lei 9394/96) – Arts Nº 58 a 60 – 20/12/96 </li></ul><ul><li>Parâmetros Curriculares Nacionais: Adaptações Curriculares – Estratégias para a Educação de Alunos com Necessidades Educacionais Especiais - 1998 </li></ul><ul><li>Plano Nacional de Educação – (Lei 10172/01) – 09/01/01 </li></ul><ul><li>Parecer Nº 17/01 do Conselho Nacional de Educação/Câmara de Educação Básica – 03/07/01 </li></ul>
  3. 3. Apresentação A Secretaria de Educação Especial do Ministério da Educação, com o objetivo de apoiar o sistema de ensino, está implantando em parceria com as Secretarias de Educação em todas as Unidades da Federação e a Superintendência de Ensino Especial, os Núcleos de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação – NAAH/S
  4. 4. Núcleos de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação
  5. 5. Objetivo O Programa de Implantação de Núcleos de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação – NAAH/S é uma estratégia de inclusão que tem por objetivo a expansão do atendimento às necessidades educacionais especiais dos alunos com altas habilidades e superdotação .
  6. 6. <ul><li>É composto por: </li></ul><ul><li>Unidade de Atendimento ao Aluno </li></ul><ul><li>Unidade de Atendimento ao Professor </li></ul><ul><li>Unidade de Apoio à Família </li></ul>
  7. 8. “ Pessoas brilhantes se tornam brilhantes, não por conhecer todas as respostas,mas por saber pensar melhor e eliminar os erros ao escolher as respostas”. Eric Jensen
  8. 9. <ul><li>A definição brasileira apresentada na Política Nacional de Educação Especial (1994),define como portador de altas habilidades e superdotação os educandos que apresentam notável desempenho e/ou elevada potencialidade em qualquer dos seguintes aspectos, isolados ou combinados: </li></ul><ul><li>capacidade intelectual geral; </li></ul><ul><li>aptidão acadêmica específica; </li></ul><ul><li>pensamento criativo ou produtivo; </li></ul><ul><li>capacidade de liderança; </li></ul><ul><li>talento especial para as artes; </li></ul><ul><li>capacidade psicomotora. </li></ul>
  9. 10. Renzulli propõe uma definição de superdotação denominada concepção dos 3 anéis, que afirma ser a superdotação o resultado da interação de 3 fatores: 1 - Habilidade acima da média envolvendo 2 dimensões: -habilidades gerais -habilidades específicas 2 - Motivação ou envolvimento com a tarefa, refere-se a uma forma refinada e direcionada de motivação. 3 - Criatividade,envolvendo aspectos que geralmente aparecem juntos na literatura
  10. 12. Nem sempre a criança apresenta este conjunto de traços desenvolvidos igualmente, mas, se lhe forem dadas oportunidades, poderá vir a desenvolver amplamente todo o seu potencial.
  11. 13. Nem todos os alunos com altas Habilidades apresentam as mesmas características e habilidades, nem todos tem o mesmo potencial e nem o materializam plenamente. Cada um tem um perfil próprio e uma trajetória singular de realizações, mas todos necessitam de cuidados especiais.
  12. 14. A habilidade acima da média é uma condição necessária, mas não suficiente para altos níveis de produtividade. Neste caso, a motivação em fazer determinada tarefa ligada aos interesses do aluno teve papel preponderante na qualidade do seu desempenho produtivo (Gubbins, 1982).
  13. 15. As altas habilidades pode se destacar em uma ou várias áreas: <ul><li>Intelectual: flexibilidade, independência, fluência de pensamento, julgamento crítico e habilidade para resolver problemas; </li></ul><ul><li>Social: capacidade de liderança, sensibilidade interpessoal, atitude cooperativa, socialidade expressiva, poder de persuasão e influência no grupo; </li></ul><ul><li>Acadêmico: capacidade de atenção, concentração, memória, interesse e motivação pelas tarefas acadêmicas e capacidade de produção; </li></ul><ul><li>Criativo: capacidade de encontrar soluções diferentes e inovadoras, facilidade de auto expressão, fluência, originalidade e flexibilidade; </li></ul><ul><li>Psicomotricinestésico: habilidade e interesse por atividades físicas e psicomotoras, agilidade, força e resistência, controle e coordenação motoras; </li></ul><ul><li>Talentos Especiais: artes plásticas, musicais, literárias e dramáticas revelando capacidade especial e alto desempenho em tais atividades </li></ul><ul><li>( conceituação adotada pelo MEC) </li></ul>
  14. 16. A estimulação variada, a riqueza de oportunidades em áreas diversas, o estímulo à leitura e à criatividade, e fundamentalmente, amor , carinho e atenção são elementos que estão em nossas mãos e constituem, com toda a certeza, a resposta adequada para os que querem ajudar nossas crianças a atingirem sua plena auto-realização conforme suas potencialidades e a crescerem como indivíduos sadios e integrados. Virgolim, 2003
  15. 17. Trate as pessoas como se elas fossem o que poderiam ser e você as ajudará a se tornarem aquilo que elas são capazes de ser. Goethe

×