VERSÃO : FEVEREIRO 2017
REGULAMENTO
TÉCNICO
Regulamento Técnico
VERSÃO : FEVEREIRO 2017
2
Introdução
Este regulamento tem como objetivo o crescimento da categoria no ...
Regulamento Técnico
VERSÃO : FEVEREIRO 2017
3
3. Carrocerias
3.1 Estão homologadas neste regulamento as carrocerias das ma...
Regulamento Técnico
VERSÃO : FEVEREIRO 2017
4
7. Guias , Cabos e Contatos
7.1 Uso do guia original de cada chassi – PNSLOT...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

REGULAMENTO TÉCNICO MINI-Z SLOT CAR 1:28

16 views

Published on

REGULAMENTO PARA SER USADO NAS CORRIDAS DE MINI-Z SLOT CAR 1:28

Published in: Entertainment & Humor
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
16
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

REGULAMENTO TÉCNICO MINI-Z SLOT CAR 1:28

  1. 1. VERSÃO : FEVEREIRO 2017 REGULAMENTO TÉCNICO
  2. 2. Regulamento Técnico VERSÃO : FEVEREIRO 2017 2 Introdução Este regulamento tem como objetivo o crescimento da categoria no país. Uma das variáveis que pode influenciar diretamente este crescimento, são os aspectos técnicos e regulamentares que envolvem as corridas com estes modelos. Estes regulamentos técnicos foram pensados em função desse objetivo e por isso refletem o nosso entendimento do que deve ser a preparação técnica de um chassis em escala 1:28 e que esteja ao alcance de novos praticantes, mais igual entre todos e por essa via permitir corridas muito competitivas e bem disputadas. Regulamento Técnico 1. Chassis 1.1 O chassis homologado para este regulamento são os chassis PN SLOT, TRP SCALE e MINIZETT, em qualquer uma das suas referências. 1.2 Não é permitida a alteração do funcionamento original do chassis e nenhum dos seus componentes. 1.3 Não é permitida a substituição de nenhuma peça original, salvo aquelas que este regulamento expressamente indicar, item 2. 1.4 É permitida a utilização de lastro no chassis desde que devidamente fixado, somente na “parte interna”. 1.5 É permitida a utilização de cola (veda-rosca) nos parafusos que apertam ao chassis. 1.6 É permitida a utilização de cola para uma melhor fixação das buchas ao chassis. 1.7 É permitida a utilização de anilhas de mola ou de chapa em todos os parafusos que apertam componentes ao chassis, excepto nos (3) parafusos que apertam a suspensão. 2. Chassis - alterações permitidas 2.1 É permitido a substituição dos eixos originais, por eixos de 3mm de diâmetro com cumprimento de 60mm, 65mm, 70mm, 75mm e 80mm. 2.3 É permitido a utilização de espaçadores nos eixos, de qualquer material e fornecedor. 2.4 É permitido a utilização de espaçadores nos “ L “ dos chassis de qualquer material, desde que não alterem o funcionamento de basculação do “ H “ do chassis. 2.6 2.7 É permitido um ajuste nos “L” do chassi, para que não haja qualquer interferência na fixação do motor. 2.8 É permitido ajuste nos furos dos “L” de modo a melhor fixar a carroceria ao chassi. 2.9 É permitido o uso do “triângulo” feito de qualquer material – aço, alumínio, fibra e etc.
  3. 3. Regulamento Técnico VERSÃO : FEVEREIRO 2017 3 3. Carrocerias 3.1 Estão homologadas neste regulamento as carrocerias das marcas Kyosho, Iwaver e TRP Scale, desde que atendam aos princípios da categoria original GT, Renault Megane ou Grupo C (escala 1:1). 3.2 As carrocerias devem estar todas pintadas de fábrica ou decoradas (customizadas). 3.3 As carrocerias, vistas de cima, devem cobrir todos os elementos mecânicos, nos diversos ângulos em que se possa olhar para o modelo. 3.4 Os pontos de encaixe ao chassis devem respeitar na íntegra a posição original, exceto na altura. 3.5 É perimitido usar “vidros” em lexan, porém se isso acontecer, deve ser usado também o “piloto” em lexan, de modo a obedecer o item 3.3. 3.6 É necessário usar o aerofólio. Este pode ser customizado. 4. Carrocerias - alterações permitidas 4.1 É permitido utilizar um elástico entre os dois pontos da carroçaria aqui designados como laterias, para um melhor aperto da mesma em competição. Esta utilização não pode alterar o princípio de aperto original. 4.2 É permitido acertar o encaixe frontal da carroçaria ao quadrado do chassis para permitir o seu encaixe correto e se necessário, poder bascular. 4.3 É permitido retirar espelhos retrovisores, antenas, aletas de aerodinâmica e limpadores vidros. 4.4 No caso dos faróis dianteiros, este pode ser removido, ficando só a lente (de acrílico). Caso esteja sem a lente, é necessário estar com a “caixa de farol” ou tampar o local com material adequado. 5. Motor 5.1 Os motores homologados para este regulamento são os PLAFIT FOX II e PLAFIT FOX IV. 5.2 Os motores devem respeitar todos os seus componentes de origem. 5.3 Não podem ser alterados ou modificados os componentes mecânicos, eléctricos ou electrónicos. 5.4 Não é permitido a alteração do campo magnético original. 5.5 É permitido o uso de dissipadores de calor. 6. Relação – Coroa x Pinhão 6.1 Tipo: mecânico pinhão/coroa, na posição original prevista no chassis. 6.2 Tração: traseira. 6.3 Pinhão: 10 dentes e de qualquer material. Exemplo : Aço, alumínio, plástico, etc. 6.4 Coroa: 42, 43 ou 44 dentes e de qualquer material.
  4. 4. Regulamento Técnico VERSÃO : FEVEREIRO 2017 4 7. Guias , Cabos e Contatos 7.1 Uso do guia original de cada chassi – PNSLOT, TRP SCALE e MINIZETT 7.2 Está permitido o uso do guia SICH-07 da marca Slot.it 7.3 Estão permitidos qualquer tipo de cabo de motor. 7.4 Está perimito qualquer tipo de contato. 8. Rodas 8.1 As rodas podem ser de alumínio (de qualquer marca) ou plástico (originais KYOSHO). 8.2 As rodas deverão ter diâmetro mínimo de 17mm e ter diâmetro máximo igual a 21mm. A largura deverá ter medida mínima igual a 8mm e máxima de 13mm. 9. Pneus 9.1 Os pneus traseiros deverão ser de espuma da marca Scaleauto tipo PROCOMP3. 9.2 Os pneus traseiros poderão ser de donuts PROCOMP3 ou pneus já colados de fábrica pela Scaleauto. 9.3 Os pneus dianteiros poderão ser de qualquer tipo de espuma e também serem revestidos com esmalte para ter menos atrito com a pista. 9.4 Os pneus traseiros deverão ter em sua largura a medida máxima de 13mm. 9.5 Os pneus dianteiros deverão ter em sua largura a medida mínima de 8mm. 10. Medidas 10.1 A distância entre as partes externas das duas rodas, tanto traseiras como dianteiras (bitola externa) será de no máximo 75mm. 10.4 As rodas nunca podem ultrapassar as medidas da carroçaria. 11. Disposições Finais O não cumprimento de qualquer ponto do regulamento técnico e desportivo, resulta nas seguintes disposições: • Se qualquer irregularidade for verificada antes da prova, o piloto deverá repor o modelo em conformidade com este regulamento técnico. • Se qualquer irregularidade for verificada durante ou no final da prova, o Diretor da Corrida penalizará o piloto com a desclassificação da prova. • Em todos os aspectos não contemplados neste regulamento técnico, cabe ao Diretor da Prova decidir em conformidade. • Durante a corrida e se tal se justificar o Diretor da Prova pode proceder à verificação técnica de qualquer carro participante.

×