Anexo 5 Tabela Auto Explic Significancia

1,912 views

Published on

Published in: Education, Technology, Business
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Anexo 5 Tabela Auto Explic Significancia

  1. 1. ASPECTO IMPACTO Ava CONSEQUÊNCIA ITEM SETOR/ ÁREA PROCESSO ATIVIDADE INPUT IMPACTO LEGISLÃO APLICÁVEL RISCO REGULAM RESULTADOS AMBIENTA QUANTIDADE TEMPO ENTAÇÃO (automático) L Energia elétrica (será Uso de Recurso Natural considerado na 3 3 5 2 90 Renovavél Manutenção) Esgotamento de Rec. Alimentos 2 3 2 0 Renováveis Água Esgotamento de Rec. (será considerado na 2 3 5 2 60 Renováveis Manutenção) Uso para alimentação de 5 Refeitório/Copa NA funcionários
  2. 2. Uso para alimentação de 5 Refeitório/Copa NA funcionários Fornecimento água Esgotamento Rec. Não 2 3 5 2 60 potável (filtro) Renováveis e renovaveis. Produtos químicos para limpeza do ambiente e utensílios de cozinha. NA 1 3 5 2 30 (Detergentes, Sabão, água sanitária e etc Energia elétrica (será Uso de Recurso Natural Atividades relacionadas considerado na 3 3 5 2 90 Renovavél a entrada estoque e Manutenção) saídas de matérias 6 Almoxarifado PRODUÇÃO primas e insumos para alimentação, operações produtivas e Água (será considerado Uso de Recursos 3 3 5 2 90 administrativas na Manutenção) Renovaveis Energia elétrica Uso de Recurso Natural (Será considerado na 3 3 5 2 90 Renovavél Manutenção) Papel, madeira, couro, Administração das Áreas Uso de recursos naturais acrílico, materiais Verdes (irrigação / renováveis e não 3 3 5 2 90 ferrosos e não ferrosos, Organização e manutenção do jardim). renováveis 18 Geral Acrilíco, vidros e etc... Limpeza Retirada do lixo da Administração, Fábrica Refeitório e Banheiros. Esgotamento de Rec. Vegetação 0 0 5 2 0 Renováveis Água Esgotamento de Rec. (será considerado na 3 3 5 2 90 Renováveis Manutenção)
  3. 3. Avaliação dos Aspectos e Impactos e Significância SIGNIFICÂNCIA Avaliação dos Aspectos, Impactos e Significância (Gestão Ambiental). UÊNCIA PROBABILIDADE RISCO RISCO OUTPUT IMPACTO PROC. RISCO QUANTIDA REGULAME RESULTADOS PROCEDIMENTOS TOTALMENTE TEMPO EMERGÊNCIAL AMBIENTAL DE NTAÇÃO (automático) ESCRITOS CONTIDO 0-49 => BAIXA LOCAL 0-49 => BAIXA 50-99 => MÉDIA 50-99 => MÉDIA >/=100 >/=100 => ALTA (automático) => ALTA (automático) Uso de Recurso Natural MÉDIO Energia Eletrica 3 3 5 2 90 MÉDIO Renovavél BAIXO Restos de Alimentos Ocupação de aterro. 3 0 BAIXO 1 1 0 Efluente orgânico (caixa Estação de tratamento MÉDIO de gordura) Resíduos 1 3 5 2 30 BAIXO 1 2 0 esgoto Ocup. de Aterro orgânicos
  4. 4. Embalagens (plástica Retornáveis e MÉDIO proveniente dos Recicláveis, ocupação 0 3 5 2 0 BAIXO 0 0 0 garrafões de aterros. Contaminação do solo Produtos químicos por resíduo de produtos usados na limpeza. químicos para limpeza, BAIXO 1 3 5 2 30 BAIXO Ver: SSO RISCO saída de efluentes de PERIGO. produtos para limpeza e ocupação de aterros. Uso de Recurso Natural MÉDIO Energia Eletrica 3 3 5 2 90 MÉDIO Renovavél MÉDIO Efluentes Rede de esgoto Publico 1 3 5 2 30 BAIXO Uso de Recurso Natural MÉDIO Energia Eletrica 3 3 5 2 90 MÉDIO Renovavél Refugos de Papel, madeira, couro, acrílico, Contaminação do solo e MÉDIO materiais ferrosos e não 3 0 BAIXO ocupação de aterros ferrosos, Acrilíco, vidros e etc... BAIXO Resíduos vegetais Ocup. de Aterro 3 0 BAIXO 3 1 0 MÉDIO Efluentes Rede de esgoto Publico 1 3 5 2 30 BAIXO
  5. 5. SIGNIFICÂNCIA PROBABILIDADE RISCO RISCO REAL: RELAÇÃO DA PLANO DE AÇÃO PLANO DE AÇÃO USO NÃO SIST. SEM CONSEQUÊNCIA COM EMERGÊNCIA MONIT. SEM PREVENTIVO FREQ. PROTEÇÃO INCIDENTES RESULTADOS A PROBABILIDADE CORRETIVO FREQUENTE. RECLAMAÇÕES (automático) ATIVIDADE LOCAL PASSADOS 0-12 => BAIXA 13-19 => MÉDIA >/=20 => ALTA (automático) 0 BAIXO BAIXO 1 1 1 1 1 7 BAIXO BAIXO 1 2 0 1 1 8 BAIXO BAIXO
  6. 6. 3 0 0 1 1 5 BAIXO BAIXO 0 BAIXO BAIXO 0 BAIXO BAIXO 0 BAIXO BAIXO 0 BAIXO BAIXO 1 1 0 1 1 8 BAIXO BAIXO 0 BAIXO BAIXO
  7. 7. ITEM SETOR / ÁREA PROCESSO ATIVIDADE Alimentação (Refrigeração), Organização, Higienização e limpeza tanto do 1 Refeitório NA ambiente quanto dos utensílio de cozinhas (Panelas, Pratos, Talheres e Etc...). CONCEITO SITUAÇÃO DE RISCO => situação ou fonte potencial de dano em termos de acidentes pessoais, doença, danos m RISCO => combinação da probabilidade e gravidade (conseqüência) de um determinado evento fator de riscos PERIGO => fonte ou situação com potencial para provocar danos em termos de lesão, doença, dano à proprieda
  8. 8. CRITÉRIO DE CL GRADAÇÃO Q PERIGO S & SO 0 (FISICO/QUIMICO/BIOLOGICO/ERGONOMICO RISCO S & SO NENHUM E ACIDENTES) CONTATO com o agente ou desprezível (até 50% do LT) Grupo 1. Físico=> Umidade Alergia, reumatismo, feridas, doenças musculares, predisposição para acidentes, e outros Grupo 2. Químico => Substancias, compostos ou produtos químicos em geral. Intoxicação provocando: Grupo 3. DIARRÉIA, NÁUSEA, VÔMITO, DOR DE Biológicos => Bactérias, Vírus, CABEÇA, DOR ABDOMINAL, FEBRE, Protozoários, fungos, Parasitas. FADIGA, PERDA DE APETITE. CONCEITO acidentes pessoais, doença, danos materiais, danos ao ambiente de trabalho, ou a combinação dos mesmos m determinado evento fator de riscos ocorrer os de lesão, doença, dano à propriedade ou ao meio ambiente do local de trabalho, ou uma combinação destes.
  9. 9. AVALIAÇÃO DE RISCOS E PERIG S & SO (SAÚDE E SEGURANÇA OCUPACIONAL) AGREGADO A DE CRITÉRIO DE CLASSIFICAÇÃO DOS POSSÍVEIS EFEITOS E EXPOSIÇÕES - Fonte: AIHA – AMERICAN GRADAÇÃO QUALITATIVA DE EXPOSIÇÃO - GQE GRADAÇÃO DE EFEIT 3 4 FREQUENTE a 2 agentes com EVENTUAL a agentes concentração acima 1 com concentração de 100% do LT e Agentes NÃO acima de 100% do LT agentes QUANTIFICADOS (GQE) EVENTUAL ou e agentes caracterizados nos GRADAÇÃO 0 FREQUENTE a caracterizados nos anexos 7-RNI, 8- QUALITATIVA DE Pequenos e agentes anexos 7-RNI, 8- Vibração, 9-Frio, 10- EXPOSIÇÃO Reversiveis (concentração Vibração, 9-Frio, 10- Umidade, 13- de 50 a 100% Umidade, 13- Quimico, 14- do LT) Quimico, 14- Biologico Biologico 1 4 4 4 4 4 4 VER TABELA PARA POTENCIAL DE RISCO
  10. 10. VER TABELA PARA POTENCIAL DE RISCO
  11. 11. LIAÇÃO DE RISCOS E PERIGOS, SIGNIFICÂNCIA EM CIONAL) AGREGADO A DETERMINAÇÃO DE PREVENÇÃO E PLANO DE EMERGÊNCIA S - Fonte: AIHA – AMERICAN INDUSTRIAL HYGIENE ASSOCIATION - Adaptação com a NR 15 da Portaria GRADAÇÃO DE EFEITOS A SAÚDE (GES) SIGNIFICÂNCIA 4 2 (GES) 1 3 Ameaça Iminente GRADAÇÃO Preocupante e Preocupante e Preocupante, à Vida e a Saúde, QUALITATIVA DE Severos, mas GRADAÇÃO DE Reversíveis Severo e pode gerar lesão EXPOSIÇÃO reversiveis EFEITOS A Irreversíveis incapacitante GQE SAÚDE 1 1 4 1 1 4 2 2 4 AL DE RISCO
  12. 12. AL DE RISCO
  13. 13. EMERGÊNCIA ptação com a NR 15 da Portaria 3214/78 do MTb SIGNIFICÂNCIA POTENCIAL DO RISCO 0 1 A 2 => PEQUENO SIGNIFICANCIA 3 à 6 => MÉDIO 8 à 12 => GRANDE POTENCIALIZAÇÃO DO GRADAÇÃO DE 16 => GRAVE OU RISCO EFEITOS A SAÚDE IMINENTE (GES) (AUTOMÁTICO) 1 4 MÉDIO 1 4 MÉDIO 2 8 GRANDE
  14. 14. PREVENÇÃO S & SO Instrução => Ao terminar o trabalho faça uma boa higienização da luva com sabão e água e pendure para secar à sombra, materiais de borracha não devem ficar expostos ao sol, pois ressecam e perdem a eslasticidade, guarde sua luva e outros equipamentos em um local separado e abrigado do sol e umidade. A umidade pode causar acúmulo de fungos e bactérias, que podem causar micoses e doenças de pele, é preciso ficar atento. Instrução => Evitar o contato com a substância que desencadeiam a reação alérgica como alcool, cloro, água sanitária, etc., utilizados na limpeza. Usar luvas de proteção (EPI) indicados . Lavar as mãos e utilizar alcool gel antes e depois da manipulação dos alimentos. Produtos químicos como desinfetantes, sabão em pó, álcool devem ficar longe dos alimentos evitando contaminação cruzada. Instrução => Ao terminar o trabalho faça uma boa higienização da luva com sabão e água e pendure para secar à sombra, materiais de borracha não devem ficar expostos ao sol, pois ressecam e perdem a eslasticidade, guarde sua luva e outros equipamentos em um local separado e abrigado do sol e umidade. A umidade pode causar acúmulo de fungos e bactérias, que podem causar micoses e doenças de pele, é preciso ficar atento.
  15. 15. PLANO DE EMERGÊNCIA MELHORIAS E/OU OBSERVAÇÕES (contingência) Responsável Prazo S & SO Instrução => Contato com umidade que gerar irritações ou reações alérgicas a pessoa deve ser encmainhada ao serviço médico. Emitir CAT Instrução => Contato com substâncias química (produtos químicos de limpeza) gerar irritações ou reações alérgicas a pessoa deve ser encmainhada ao serviço médico. Emiir CAT Instrução => Contato com umidade que gerar irritações ou reações alérgicas a pessoa deve ser encmainhada ao serviço médico. Emitir CAT
  16. 16. TABELA PARA POTENCIALIZAÇÃO DO RISCO GQE (PR) ORIENTAÇÃO PARA CÁLCULO 0 1 2 3 4 Multiplique o valor da Classe GQE pelo valor da Classe G 0 0 0 0 0 0 o resultado identificará a Pontencialidade do Risco 0 1 2 3 4 GES 1 2 0 2 4 6 8 0 Isento 1a2
  17. 17. GES 3 0 3 6 9 12 3a6 Risco Médio 8 a 12 4 0 4 8 12 16 16 Risco Grave e Iminente SUGESTÃO PARA APLICAÇÃO DE CONTROLES TÉCNICOS, PRÁTICOS E ADMINISTRATIVOS CONTROLE TÉCNICO (CT) Mudanças em CONTROLE ADMINISTRATIVO CONTROLE PRATICO (CP) Resultado Projetos, Lay-Out, Processos, Acessos e Documentos e Treinamentos Proteção Individual - EPIs EPCs 0 DESNECESSÁRIO QUANDO NECESSÁRIO QUANDO NECESSÁRIO 1a2 180 DIAS IMEDIATO IMEDIATO 3a6 90 DIAS IMEDIATO IMEDIATO 8 a 12 30 DIAS IMEDIATO IMEDIATO 16 IMEDIATO IMEDIATO IMEDIATO
  18. 18. O DO RISCO RA CÁLCULO QE pelo valor da Classe GES, ontencialidade do Risco 1a2 Risco Pequeno
  19. 19. 8 a 12 Risco Grande ADMINISTRATIVOS CONTROLE ADMINISTRATIVO (CA) Documentos e Treinamentos (CA) QUANDO NECESSÁRIO IMEDIATO IMEDIATO IMEDIATO IMEDIATO

×