TOMORROWRAMA - Are you prepared for a few-hours-ahead world? And your brand?

1,406 views

Published on

Apresentação para Sala de aula (dividida em 2 aulas) da disciplina "Cibercultura e Economia Digital", no curso de Pós-Graduação em Mídias Digitais e Interativas do SENAC-Rio.

OBJETIVO: Mostrar como nossa interface com a Mídia está mudando. Como alguns paradigmas precisam ser quebrados e deixados para trás, se desejarmos conversar de igual para igual com o Consumidor 2.0. Trazer alguns insights para profissionais de Comunicação, Propaganda e Marketing de como e por que utilizar Redes Sociais em suas estratégias.

Published in: Business
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,406
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
230
Actions
Shares
0
Downloads
41
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

TOMORROWRAMA - Are you prepared for a few-hours-ahead world? And your brand?

  1. 1. 1<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />TOMORROWRAMA<br />PÓS-GRADUAÇÃO EM MÍDIAS DIGITAIS E INTERATIVAS<br />SENAC RIO<br />FREDERICO AMORIM SET.2010<br />
  2. 2. 2<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />PARADIGMAS…<br />A Sangria medieval.<br />Imagine se ela fosse utilizada, da mesma forma, até hoje?<br />…QUEBRE-OS!<br />
  3. 3. 3<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />PARADIGMAS…<br />Se Henry Ford tivesseperguntado as pessoas o queelasqueriam, elasteriamdito: “cavalosmaisrápidos”.<br />…QUEBRE-OS!<br />
  4. 4. 4<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />"Nós sempre superestimamos a mudança que irá ocorrer nos próximos dois anos e subestimamos a mudança que irá ocorrer nos próximos dez."<br />Bill Gates, 2008<br />"Invariavelmente, nós sempre superestimamos o impacto de curto prazo das novas tecnologias, e subestimamos os seus efeitos a longo prazo."<br />John Naughton The Observer, Sunday 27 January 2008<br />http://www.guardian.co.uk/media/2008/jan/27/internet.pressandpublishing<br />
  5. 5. 5<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> PUBLICIDADE GLOBAL POR SEGMENTO<br />
  6. 6. 6<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />FILME: didyouknow?<br />
  7. 7. 7<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />NOVOS <br />PARADIGMAS!<br />
  8. 8. 8<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />
  9. 9. 9<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />A Ubiquidade da Internet está cada vez mais próxima.<br />
  10. 10. 10<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />
  11. 11. 11<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />FILME: The machine is us<br />
  12. 12. 12<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />COMPUTAÇÃO UNIVERSAL<br />É quando, ao invés de você sentar no computador para buscar informação, a informação vem até você <br />(através de gadgets, por exemplo).<br />A interface fica cada vez mais invisível.<br />
  13. 13. 13<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />...enquanto o “Networked<br />Business” está explodindo<br />O caro business “Broadcast”<br />está encolhendo...<br />Ordem do dia: Pessoasconectadasinovammaisrápido.<br />
  14. 14. 14<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Toda infra-estrutura de mídia e comunicação – as “extensões do homem”, segundo McLuhan – estão se tornando REAL-TIME.<br />Gerd Leonhard – Media Futurist<br />
  15. 15. 15<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Bem-vindo a Comunicação 2.0:<br /><ul><li> Descentralizada
  16. 16. Móvel
  17. 17. Cross-media
  18. 18. Interativa
  19. 19. Real-time</li></li></ul><li>16<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Líderes se transformam em “CONECTORES”, não apenas “DIRETORES”.<br />“O trabalho da liderança hoje em dia não é apenas o de fazer dinheiro. É o de fazer significado”.<br />John Hagel<br />
  20. 20. 17<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />O resultado dessa “Cultura de Banda Larga”<br />é ruptura radical da:<br /><ul><li> Produção
  21. 21. Direitos Autorais
  22. 22. Propriedade
  23. 23. Competição
  24. 24. Autoridade
  25. 25. CONTROLE</li></li></ul><li>18<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Num mundo baseado em “experiência”, contar uma história é mais crucial do que nunca. E a maneira de contar histórias está mudando.<br />
  26. 26. 19<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />“CONFIANÇA é a moeda online mais importante. Para construí-la, nós aderimos a três princípios da informação aberta:<br />Valor, Transparência e Controle<br />Ensaio do VP Senior do Google, gestor de produtoJonathan Rosenberg, “The Making of Open”, publicado no Blog Oficial do Google<br />
  27. 27. 20<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Old-Schooladvertising Vs. Social Media<br />“Marcas não são definidas mais por meio de campanhas, mas pelos ecossistemas de consumidores que nós apoiamos para educá-los”.<br />Mike Mendenhall<br />CMO, Hewllett-Packard<br />20<br />
  28. 28. 21<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Espera-se que 30% ou mais de toda a publicidade mude para plataformas digitais, interativas, móveis, sociais, de vídeo, nos próximos 2-3 anos.<br />
  29. 29. 22<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Social Media é CRM! (ou e-CRM...)<br />
  30. 30. 23<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />
  31. 31. 24<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />
  32. 32. 25<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Mais do que nunca<br />as marcas, agora, são:<br /><ul><li> Produtoras e Editoras de conteúdo,
  33. 33. Rádiodifusores,
  34. 34. Ditadoras de lifestyle. </li></li></ul><li>26<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />Pressupostos “tóxicos”<br />para as empresas:<br /><ul><li> “Podemosforçar um futurodiferentedaquelequenossosclientesdesejam.”
  35. 35. “Podemosignoraroscomportamentosemergentes de nossosusuários e moldá-los comoconsiderarmosmelhor.”
  36. 36. "Precisamos estar atentos para o que é bom para nós, em primeiro lugar."
  37. 37. "Nosso ganho deve ser de 100%! é um mundo ‘ganha-perde’!"
  38. 38. "Maisdinheiro = maiscontrole."</li></li></ul><li>27<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br />Copyright<br />Allrightsreserved<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />A RÉGUA DO LIBERALISMO<br />Rupert Murdoch<br />NEWS CORP  (= FOX, SKY, DirecTV<br />MySpace, "New York Post", etc.)<br />Jeff Bezos<br />AMAZON.COM<br />Larry Page & Sergay Brin<br />GOOGLE<br />Steve Jobs<br />APPLE<br />
  39. 39. 28<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />A RÉGUA DO LIBERALISMO<br />Internet aberta...<br />... Mentes fechadas???<br />
  40. 40. 29<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />
  41. 41. 30<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />
  42. 42. 31<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> NOVOS PARADIGMAS!<br />DATA IS THE NEW OIL<br />
  43. 43. AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />32<br />
  44. 44. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />Pesquisa de 2009 da “TheEconomist” mostra que a credibilidade dos meios de comunicação tradicionais (offline) cai vertiginosamente. <br />O que a marca fala perde credibilidade dia após dia.<br />O que falam sobre a marca é o que importa para os consumidores.<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />33<br />
  45. 45. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />“In friends we trust!!”<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />34<br />
  46. 46. TOMORROWRAMA:  <br />Franco Declínio<br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />A Propaganda Tradicional<br />está em<br />Enquanto isso, <br />Propaganda Digital<br />está<br />crescendo rapidamente<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />35<br />
  47. 47. 36<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />
  48. 48. 37<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />
  49. 49. 38<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />
  50. 50. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />Até mesmo a eleição do Presidente da maior democracia do Planeta teve um forte “empurrão” dos meios de Comunicação Digital, e das Redes Sociais.<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />39<br />
  51. 51. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />Twiter e Facebook tiveram um papel importantíssimo na<br />campanha que levou Obama a Casa Branca.<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />40<br />
  52. 52. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />Ao invés do apoio de grandes Grupos Empresariais, Obama teve<br />o suporte de Pessoas, que doavam um pouco cada uma.<br />Em fevereiro de 2008, John McCain arrecadou US$ 11 milhões para sua campanha presidencial para os EUA. <br />Em vez disso, Obama alavancou as redes sociais online para levantar US$ 55 milhões nos mesmos 29 dias.<br />No mesmo mês, BarackObama não obteve nenhuma doação de doadores tradicionais (empresas e grupos de interesse)<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />41<br />
  53. 53. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> AS NOVAS FRONTEIRAS DA COMUNICAÇÃO<br />As Marcas já não tem tanto poder de convencimento junto ao público.<br />Em tempos de Web 2.0, a confiança na opinião de amigos e pessoas com<br />afinidades semelhantes às nossas conta muito mais.<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />42<br />
  54. 54. 43<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />INTERROMPER<br />X<br />PERMEAR<br />
  55. 55. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br />INTERROMPER X PERMEAR<br />As empresas necessitam abrir novas frentes de Comunicaçãocom os consumidores.<br />As Mídias Tradicionais geram conhecimento, mas não REconhecimento.<br />TRENDSETTERS<br />MASSA<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />44<br />
  56. 56. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br />INTERROMPER X PERMEAR<br />Para que a Comunicação dê resultado, é necessário investir em outras Plataformas. Permear os meios em que se encontra o target, levando conteúdo atrativo, interessante e instigante. <br />Mudar a estratégia de “push” para “pull” = RELEVÂNCIA. <br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />45<br />
  57. 57. TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br />INTERROMPER X PERMEAR<br />A marca deve ter o grau de envolvimento máximode contato com o seu consumidor. <br />Ir aonde ele está, proporcionar boas experiências e deixar que eles falem bem dela entre si.<br />1<br />DIZ<br />MARCA<br />CONSUMIDOR<br />2<br />CONVERSA<br />MARCA<br />3<br />CONVERSA PELA RELEVÂNCIA<br />MARCA<br />
  58. 58. 47<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />ALGUNS<br />DADOS<br />INTERESSANTES<br />
  59. 59. 48<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. FredericoAmorim - 2010<br />FILME: whattheHell is Social Media?<br />
  60. 60. 49<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br />Sub-título da Apresentação – Nome do Conteúdo<br /> DADOS<br />20 Razõesparautilizar Mídias Sociais<br />Por Chris Brogan, presidente do New Marketing Labs,<br />co-autor do livro TrustAgents.<br />“As ferramentas de mídias sociais não são mais uma novidade”, escreve Chris Brogan em seu livro “Social Media 101, TacticsandTips to DevelopYour Business Online”. "Elas devem ser utilizadas por você e sua empresa agora. Elas estão por toda parte no mercado. Seus concorrentes e clientes também estão utilizando.”Neste trecho de Social Media 101, Brogan explica o que as mídias sociais fazem melhor:<br />“Se você ainda está procurando as melhores maneiras de explicar para a alta direção ou sua equipe ou seus colegas de trabalho o que as mídias sociais fazem, o que elas mudaram na forma como as pessoas utilizam o computador e a web, e o porquê as pessoas estão dando tanta importância para o assunto, aqui estão algumas idéias para iniciar a conversa. Eu, particularmente, olho para elas a partir de uma perspectiva de negócios, mas acredito que você poderá ver que elas também podem ser utilizadas por organizações sem fins lucrativos e por outros tipos de empresa também. Além disso, as mídias sociais não são relegadas apenas ao marketing e às equipes de relações públicas. Elas são diversas ferramentas que podem ser utilizadas pelas empresas de diferentes formas. Pense sobre as principais qualidades das mídias sociais: ”<br />
  61. 61. 50<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br /><ul><li> Os Blogs fornecem uma organização cronológica de pensamentos, status e idéias. Isto implica em mais permanência do que os emails.
  62. 62. Os podcasts (vídeo e áudio) encorajam diferentes tipos de aprendizado - e em formatos portáteis.
  63. 63. As redes sociais promovem a colaboração, podem substituir intranets e diretórios corporativos, além de fornecer outros canais de conversação (não se restringindo apenas ao email).
  64. 64. As redes sociais podem acumular pessoas com gostos semelhantes em torno de interesses comuns, com pouca força externa, sem uma centralização organizacional. Isto propicia um senso coletivo sobre o que é importante e o que vem em seguida.
  65. 65. Social bookmarkingsignifica que grupos inteiros podem aprender sobre novos artigos, ferramentas e outras propriedades da web, ao invés de deixá-los todos em uma máquina, um browser, para uma pessoa apenas.
  66. 66. Blogs e wikisincentivam a conversação, compartilhamento e criação.</li></li></ul><li>51<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br /><ul><li> Os softwares sociais como o Flickr, Last.fm e até mesmo a Amazon.com, promovem o compartilhamento de informações mediado por pessoas. Mecanismos semelhantes dentro de grandes empresas seriam tão eficazes quanto.
  67. 67. Sites sociais de notícias mostram a popularidade de certas informações, fornecendo alguns dados demográficos. Um sistema de criação de enquetes por usuário seria útil dentro das empresas?
  68. 68. As redes sociais são cheias de prospecção e fornecem informações para geração de negócios para as áreas de vendas e marketing.
  69. 69. As redes sociais oferecem grandes formas de entender a mentalidade do consumidor online.
  70. 70. As versões online de seus materiais e mídias, especialmente em formatos que possibilitam o compartilhamento de informações, permitem que outras pessoas executem sua mensagem.
  71. 71. As versões online de seus materiais e mídias são pesquisáveis, possibilitando que o Google te ajude a encontrar novos visitantes, clientes e funcionários.
  72. 72. Redes Sociais possuem muitas informações sobre seus potenciais novos funcionários, clientes e concorrentes.</li></li></ul><li>52<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br /><ul><li>Blogs permitem que você fale tudo o que tiver na sua mente e deixe que o resto do mundo conheça seus processos de pensamento e mentalidade. Os podcasts são uma maneira de construir intimidade com a informação.
  73. 73. Os Podcasts alcançam pessoas modernas, que estão experimentando novos gadgets, como Droids, iPhones, iPods, iPads, Apple TVs, Zunes e outros.
  74. 74. O tagging (marcação) e o sharing (compartilhamento) e todas as outras atividades comuns nas redes sociais contribuem para que a informação seja passada adiante com muito mais rapidez.
  75. 75. A agregação humana e a mediação melhoram a qualidade dos dados que você encontra e lhe proporciona mais a situação de "era exatamente o que eu estava procurando”.
  76. 76. A inovação acontece muito mais rápida em um ambiente de software social, seja ele open source ou não.
  77. 77. As conversas são mais pulverizadas, acrescentando metadados e posterior potencial valor de negócio.
  78. 78. As pessoas se sentem ouvidas</li></li></ul><li>53<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br />De acordo com pesquisarecentedaComScore, o Facebook e o YouTube se mostramcomograndesdestaques do acesso a 'web social', e tem mostrado um grandecrescimentoemtermos de tráfego no últimoano. O MySpace, porseulado, tem ficadoparatrás do Facebook, quelidera no ranking de visitantesúnicos com 41% do total, contra 24% do MySpace. <br />O Gmail e o Twitterficam com o 3o e 4o lugares, com 15% e 8% dos visitantesúnicos, respectivamente. Os norte-americanosestaomesmomigrando do MySpace para o Facebook. <br />Notícia do Mashable. 20/04 Jacqueline Lafloufa<br />
  79. 79. 54<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br />SÃO FRANCISCO (Reuters) - A rede de relacionamento social Facebook disse na quarta-feira (21/04) que sua base de usuários superou o número de 400 milhões e não apresentava sinais de arrefecer.<br />O Facebook é o quarto site mais visitado dos Estados Unidos, e desbancou o Google em janeiro para se tornar o principal site norte-americano no número de páginas visitadas.<br />O Globo – Cultura – 21/04/2010<br />http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2010/04/21/facebook-supera-numero-de-400-milhoes-de-usuarios-916402166.asp<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br />54<br />
  80. 80. 55<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br /><ul><li> FATO 1: a razão principal para os usuários do Facebook participarem da comunidade virtual é para que seus amigos saibam quais produtos eles mais gostam. 
  81. 81. FATO 2: 68% dos usuários do Facebook (isto é 272 MM de pessoas!!!!!) dizem que uma indicação positiva de seus amigos na comunidade para um produto ou serviço, faz com que eles sejam mais propensos a comprar tal produto ou visitar a loja que venda a mercadoria. </li></ul>CONCLUSÃO: precisa dizer? ...In FRIENDS we TRUST!<br />
  82. 82. 56<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br />Nãoexistealmoço de graça<br /><ul><li>O Twitteranunciouontem (14/04) quevaicomeçar a utilizaranúnciosnosresultados de busca, quebrandoumalongaaversão à propaganda. 
  83. 83. Alguémtinhaalgumadúvidaqueistoiriaacontecer? 
  84. 84. O seumaiorativosãoseus 105 milhõesde usuáriosregistrados no mundo e as mais de 600 milhõesde buscasdiárias.</li></ul>MM Online - Blog<br />http://www.mmonline.com.br/home!busca.mm?canal=BLOG&ordem=data&buscaTexto=Propaganda<br />
  85. 85. 57<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br /><ul><li> O aplicativo só existe no Facebook;
  86. 86. É gratuito, mas você pode comprar produtos para incrementar a “experiência”;
  87. 87. 800,000 tratores "vendidos" a cada dia;
  88. 88. Uma equipe de 15 desenvolvedores lançam novos itens virtuais em Farmville duas vezes por semana. Novos recursos estréiam todas as semanas;
  89. 89. + 65 milhões de usuários sem nenhuma publicidade;
  90. 90. 1,2 milhões de usuários por dia;
  91. 91. Zynga (Controladora) fatura estimados US$ 200 milhões / ano.</li></li></ul><li>Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> DADOS<br />Advergames, uma nova <br />forma de atingir usuários <br />num momento prazeroso.<br />Quem plantou as misteriosas sementes de cacau azul no Colheita Feliz, jogo estilo ‘fazendinha’ que é febre no Orkut (com quase 20 milhões de jogadores),<br />já está colhendo o resultado: um simpático pézinho de Mini Bis. <br />O assunto está correndo Twitter e diversas comunidades internet a fora.<br />58<br />
  92. 92. 59<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> BE CONNECTED!<br />Fred Amorim<br />Marketing and Communication Specialist<br /><ul><li> Mobile + 55 1 9141 2309
  93. 93. My Profiles: 
  94. 94. Contacts:</li></ul>fredatla@yahoo.com<br />fredatla@googlewave.com<br />fred.amorim1<br />
  95. 95. 60<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> EXTRAS<br />Adidas obtém feedback através dos seus fans nas Mídias Sociais<br />Por Jeremy Nedelka, Editor-Assistente do 1to1Media<br /><ul><li>As redes sociais contam com mais de cem milhões de membros. Ao criar presença no Facebook, Twitter, ou outros sites, as empresas têm acesso a uma grande quantidade de dados que é gerada nestas mídias sociais, mesmo se apenas uma pequena porcentagem de membros se junta a ela.Quando a Adidas desenvolveu sua fan Page no Facebook, ela rapidamente atraiu 2 milhões de usuários. A empresa adquiriu um número proporcional de seguidores em seu Twitter e em suas páginas do Youtube, levando a uma pergunta: Será que estas comunidades não ficaram muito grandes?A utilidade destas comunidades depende da facilidade em que as mensagens podem ser disseminadas, e o quão rápido as empresas podem obter seus insights. No caso da Adidas, monitorar e analisar postagens de 2 milhões de membros não era viável. Então se criou uma comunidade dentro da comunidade. A empresa trabalhou com a Passenger para criar uma comunidade privada chamada Adidas Insiders, convidando apenas os usuários mais ativos das páginas públicas para se tornarem membros. “Nós estamos sempre procurando maneiras para estar mais perto do consumidor e extrair informações sobre o que acham da nossa marca, produtos, conceitos e comunicação”, diz Chris Murphy, diretor de mídias digitais da Adidas. “Essa é uma oportunidade única para obter um feedback rápido e em tempo real de nossos consumidores.” Para extrair esse feedback, a Adidas gerencia conversas entre consumidores com os grupos de “Insiders”, promovendo discussões sobre percepção de marca, campanhas de marketing, ou canais de comunicação. Murphy diz que um dos maiores desafios tem sido manter a comunicação freqüente e relevante. “Nossa comunidade se tornou ativa rapidamente e é importante continuar alimentando os membros com conteúdo, produtos, atividades e enquetes,” ele diz. “Nossa grande surpresa tem sido o quão dispostos e ativos nossos membros realmente são. É um grande prazer para mim passar tempo com consumidores que amam a marca tanto quanto nós.” Devido ao grande amor dos membros do grupo Insiders pela marca, pesquisas mostram que eles são mais influenciados pelas mensagens que a Adidas transmite. Um relatório da analista Lisa Bradner da ForresterResearch, “Social BrandStrategies”, apontou que certos tipos de mídias sociais eram mais eficientes para influenciar na percepção que o cliente tem, dependendo também de quem está falando. Se as críticas online ou os fóruns de reclamação fossem gerados pelos membros da comunidade e fãs, por exemplo, teriam maior impacto do que se fossem gerados pela própria empresa. No entanto, quando a marca favorita de um consumidor está gerando fóruns de discussão, podcasts, e vídeos, eles são ainda mais eficientes do que se fossem gerados por qualquer pessoa. Por testar estratégias e conceitos com grupos de Insiders menores, a Adidas também virou mais sensível às necessidades do público das comunidades maiores do Facebook, Youtube, e Twitter. Mas o ROI (retorno sobre investimento), segundo Murphy, está nas melhorias realizadas pela equipe de marketing de produto, através das informações obtidas no ambiente online. “Nós somos capazes de mexer com cores e materiais, e receber um feedback instantâneo desses fãs, o que nos permite ser mais eficazes no desenvolvimento e planejamento de lançamento de produto,” diz ele. “Nós perguntamos aos nossos membros coisas como o tipo de narrador mais apropriado para certo vídeo promocional, e recebemos um feedback surpreendente que nos fez mudar a criação. Como resultado, esperamos gerar mais visitas, interesse e um alcance por públicos maiores.” A Adidas descobriu que desenvolver uma comunidade privada é mais desafiador do que uma fanpage pública, mas os benefícios podem compensar o esforço adicional. “Leva mais tempo para gerenciar a comunidade, já que os membros estão amarrados à sua marca, e tem a percepção que estão sendo assistidos e podem ser alcançados,” Murphy diz. “Há um comportamento específico nesta comunidade, diferentemente do Facebook ou MySpace, onde os membros podem ser anônimos”. Os Insiders são mais propensos a se tornarem advogados de marca, ele completa. “Estas são as pessoas que nós vemos como verdadeiros promotores, dispostos e capazes a ajudar a promover a marca Adidas.”</li></li></ul><li>61<br />Branding, Marketing and Communication - Prof. Frederico Amorim - 2010<br /> TOMORROWRAMA:  <br />“Are you prepared for a few-hours-ahead-world? And your brand?”<br /> EXTRAS<br />Experiência Online <br />também influencia Clientes<br />Por John Gaffney, editor-executivo da 1to1Magazine<br />Pesquisa após pesquisa, ano após ano, a experiência do cliente é indicada como o principal fator de retenção de fidelidade. Algumas evidências, no entanto, mostram que elementos dessa estratégia voltada para clientes estão mudando.<br />Um estudo da empresa britânica de pesquisas Foviance aponta que as maiores empresas de capital aberto valorizam mais as experiências online que as demais – 71% contra 25%. E mais: 96% das companhias ouvidas pretendem focar cada vez mais em ações via Internet.<br />Não apenas a experiência do cliente está mudando, mas também suas necessidades e valores. Uma pesquisa recente mostra que as prioridades dos clientes estão deixando de ser somente simplicidade e conveniência para englobar também tecnologia. O levantamento realizado em 2005 pela Keynote Systems com mil consumidores sobre experiência em Internet mostra que a "ausência de barreiras" é a chave da experiência online. Outro estudo, dessa vez sobre aplicativos de Internet, realizado pela Molecular, acompanhou 25 consumidores durante três dias. Foi descoberto que muitos aplicativos classificados como rich media eram considerados mais importantes que a velocidade de conexão ou conveniência. "Nós descobrimos que os consumidores estão incorporando mais funcionalidades em suas experiências", afirma o sócio da Molecular, Kim Weller. "Eles costumam utilizar recursos como "arrastar e soltar" com o mouse, existentes em aplicativos financeiros como o Quicken. Não querem esperar pela atualização de uma página HTML. Podem não conhecer o funcionamento da tecnologia Flash, mas gostam quando a vêem e esperam isso de nós", complementa, destacando que as novas tecnologias permitirão elevar as taxas de retenção de clientes.<br />Um teste com varejistas de Internet como J.Jill, TJ Maxx, YankeeCandle, e Banana Republic mostrou que rich Internet applications (os chamados RIAs), como produtos customizados e chats, elevam, em média, em 10% as despesas por consumidor. Em alguns casos, no entanto, esse número pode ultrapassar 50%.<br />Mas apenas a rich media não é o bastante. Se o consumidor tiver uma ótima experiência online, mas um péssimo atendimento interpessoal, todo o relacionamento estará comprometido. Uma abordagem equilibrada pelos diversos canais, juntamente com o atendimento das necessidades do cliente é o segredo do negócio.<br />

×