Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Uso das conjunções aditivas e adversativas

443 views

Published on

Diferença de sentido atribuído ao uso adequado das conjunções E e MAS.

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Uso das conjunções aditivas e adversativas

  1. 1. USO DAS CONJUNÇÕES Conjunção é uma palavra invariável que serve para ligar palavras ou orações. Por Francisca P. Martins www.francisprofessora.blogspot.com.br
  2. 2. A conjunção E
  3. 3. Qual a função que a conjunção E expressa no texto? Observe os exemplos: 1.Minha sala de aula está equipada com tevê, rádio, aparelho dvd , caixa de som e data- show. Nesta oração, a função a conjunção E é apresentar o último elemento de uma enumeração. Portanto, liga palavras.
  4. 4. Confira os exemplos: 2. Minha brincadeira favorita é pular corda e costumo brincar no quintal da minha casa. (liga duas orações com mesmo sentido/acrescenta informações) 3. Ela acordou, escovou os dentes, tomou café e foi para escola. (apresenta uma sequência de ações/soma de ações) Qual a função que a conjunção E no texto?
  5. 5. Ligando orações Leia as orações abaixo e observe como o uso da conjunção E pode uni-las no mesmo período. O professor explicou o conteúdo. Os alunos fizeram os exercícios. O professor explicou o conteúdo e os alunos fizeram os exercícios. Você percebeu que a segunda oração completa o sentido da primeira oração? Por isso, dizemos que a função dessa conjunção é unir orações com mesmo sentido.
  6. 6. A conjunção MAS
  7. 7. Leia atentamente a primeira oração de um período e responda aos questionamentos: O time do São Paulo fez um segundo tempo impecável, ...
  8. 8. O time do São Paulo fez um segundo tempo impecável ... 1- Como você acha que finalizou a partida? O São Paulo: a)Ganhou o jogo? b)Empatou o jogo? c)Perdeu o jogo? Para cada situação, existirá uma maneira diferente de dar continuidade à oração. Veja:
  9. 9. O time do São Paulo fez um segundo tempo impecável, por isso ganhou o jogo. No caso do time ter vencido: POR ISSO – dá sentindo de conclusão. É um resultado esperado, principalmente, pelo torcedor são paulino.
  10. 10. No caso de um empate: O time do São Paulo fez um segundo tempo impecável, mas acabou fechando o placar em 2 X 2. A conjunção MAS tem a função de iniciar uma oração que apresentará informações com o sentido oposto ao que esperava o torcedor.
  11. 11. No caso do time ter perdido: O time do São Paulo fez um segundo tempo impecável, mas não conseguiu reverter o placar.O uso da conjunção MAS marca um tipo de contraste entre uma parte da oração e a outra. A primeira apresenta uma ideia positiva, favorável ao time, a segunda oração introduzida pelo MAS traz uma ideia negativa, porque informa que o time perdeu o jogo, mesmo tendo se esforçado para jogar melhor no 2º tempo.
  12. 12. Veja o uso do MAS em outras situações: 1. A estrutura física das escolas melhoraram, mas o nível de aprendizagem continua baixo no Brasil. 2. Muitas escolas possuem lousa digital, mas os estudantes continuam desvalorizando a Educação.
  13. 13. Que palavras tem a mesma função do MAS? A conjunção MAS pode ser substituída num período por outras conjunções que expressam a mesma ideia de oposição/contraste: mas, contudo, no entanto, entretanto, porém, todavia.
  14. 14. As palavras – porém, todavia, contudo, no entanto e entretanto – podem substituir o a conjunção MAS. Veja os exemplos: 1. A estrutura física das escolas melhoram, porém o nível de aprendizagem continua baixo no Brasil. 2. Muitas escolas estão equipadas com lousa digital, contudo alguns estudantes continuam desvalorizando a Educação.
  15. 15. O que acontece quando usamos o MAS no lugar da conjunção E? Quando as conjunções são usadas incorretamente, o sentido do texto pode ficar prejudicado, ou seja, sem sentido. Vamos conferir nossas produções para conferir se estamos empregando essas conjunções adequadamente?
  16. 16. Referências • http://revistalingua.com.br/textos/76/os-opostos-

×