Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Gestão de mudanças – uma abordagem holística

2,597 views

Published on

Gestão de mudanças – uma abordagem holística.
Palestrante: Antônio Plais - Proprietário e consultor da Centus Consultoria e Negócios.

Published in: Business
  • Be the first to comment

Gestão de mudanças – uma abordagem holística

  1. 1. Gestão de Mudanças Uma Abordagem Holística Fórum FoodService – Dez/2013
  2. 2. Antonio Plais • • • • • • • • • Proprietário e consultor da Centus Consultoria e Negócios, com foco em gestão de mudanças, arquitetura empresarial, gerenciamento de processos e gestão de decisões Vice-presidente de Associação e Parcerias do IIBA-MG Professor de Marketing na FGV, Gestão de Processos na PUC-MG e Análise de Negócios no IETEC MBA em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e bacharel em Administração de Empresas pela UFMG Experiência como CIO (Chief Information Officer) em diversas empresas nacionais e internacionais de porte, como ESAB, Cedro Cachoeira e M.Roscoe Gerente de Marketing e Desenvolvimento de Produtos da ESAB Experiência na formulação de estratégias de negócio, gestão de projetos de gestão de conhecimento, tecnologia de informação, arquitetura de sistemas e desenvolvimento de produtos Experiência internacional com participação em grupos multidisciplinares de gestão de conhecimento e desenvolvimento de produtos Experiência em análise de organizações, sistemas e processos. antonioplais@centus.com.br (31) 9279-0290
  3. 3. Agenda • • • • A constante é a mudança Mudanças incrementais e mudanças disruptivas Gerenciando a mudança Os grandes erros em processos de mudança
  4. 4. "A única constante é a mudança.“ Heráclito de Éfeso(535-475 AC)
  5. 5. Sua Empresa está segura do futuro? • As mudanças estão se tornando cada vez mais constantes e abrangentes • Os ciclos de vida de produtos e serviços está cada vez mais curtos • Novos concorrentes aparecem de onde menos se espera – Globalização • Clientes estão sempre a procura de novidades e não permanecem fiéis se a empresa não evolui
  6. 6. A lealdade está desaparecendo rapidamente • Os Clientes já não se importam de quem elas adquirem os produtos de que necessitam • A digitalização dos negócios torna todas as relações transparentes • Praticamente tudo se transforma em commodity rapidamente • As expectativas dos Clientes estão cada vez maiores
  7. 7. Como lidar com este ambiente em mutação? • Onde estamos? • Onde queremos ir? • Estamos prontos para começar? • Que passos práticos devemos tomar? • Como gerenciar a jornada? • Como continuar avançando? • Como evitar os erros?
  8. 8. Agenda • A constante é a mudança • Mudanças incrementais e mudanças disruptivas • Gerenciando a mudança • Os grandes erros em processos de mudança
  9. 9. Mudanças graduais e mudanças disruptivas “Não há nada mais difícil de assumir, mais perigoso de conduzir, ou mais incerto do seu sucesso, do que liderar a introdução de uma nova ordem das coisas” Nicolau Machiavel – O Príncipe
  10. 10. Sua Organização está pronta para as possíveis mudanças no seu mercado?
  11. 11. Todas as mudanças são iguais? Mudanças incrementais visam trabalhar continuamente os processos, objetivando a eliminação de perdas, gargalos e ineficiências
  12. 12. Mudanças Incrementais... • Um passo leva ao outro • Começa com “onde estamos agora”, qual o próximo passo para chegarmos onde queremos? • Fazer as coisas melhores sem desafiar as crenças e pressuposições estabelecidas • Escopo limitado
  13. 13. Mudanças Disruptivas... • • • • Profundas, fundamentais e irreversíveis Quebra de paradigmas, crenças e comportamentos Visão inspiradora Questiona as pressuposições, estratégias e estruturas existentes • Requer significativa reengenharia dos processos e da estrutura
  14. 14. Todas as mudanças são iguais? Mudanças disruptivas alteram o mercado de uma forma não esperada – Disrupção, depois defesa – Inovação disruptiva constante
  15. 15. Por que fazer uma mudança disruptiva? • Eventos externos que demandam mudanças em larga escala • Antecipação da mudança – mudar antes para estar à frente • Queda acentuada no desempenho obriga a mudanças radicais de estratégia • Visão inovadora
  16. 16. Agenda • A constante é a mudança • Mudanças incrementais e mudanças disruptivas • Gerenciando a mudança • Os grandes erros em processos de mudança
  17. 17. Sua Organização está pronta para mudar? Importância Prontidão para a Mudança Confiança
  18. 18. Índice de Prontidão para a Mudança Colocação do Brasil 2012 2013 Países pesquisados 60 90 Posição geral 31 42 Capacidade Empresarial 45 58 Fonte: KPMG Change Readness Index
  19. 19. A Lacuna da Mudança ©2008 IBM Global Making Change Work Study
  20. 20. A Lacuna da Mudança • Na mesma pesquisa, as 20% melhores empresas indicaram uma taxa de sucesso de 80% nas suas iniciativas de mudança • As 20% piores empresas indicaram uma taxa de sucesso de apenas 8%!
  21. 21. A Lacuna da Mudança Falta de recursos e de conhecimento NÃO são as razão principais para o fracasso das iniciativas de mudança
  22. 22. A Lacuna da Mudança Os fatores críticos de sucesso em iniciativas de mudança
  23. 23. Mudança não é o Problema! A Resistência à Mudança É! Mudança Controlada performance + Transição Pura Expectativas Altas Comprometimento com a mudança Esforço de realização e complexidade tempo Confusão Resistência - Desespero O Ciclo de Vida das Mudanças
  24. 24. Oito Crenças e Razões Típicas Pelas Quais as Pessoas Resistem às Mudanças Não há uma necessidade real para a mudança Elas acreditam que a mudança vai falhar A mudança tornará mais difícil atender às suas necessidades O processo de mudança está sendo gerenciado de forma inadequada pela Alta Direção Os riscos parecem maiores que os benefícios A mudança é incompatível com os valores da Organização Elas não acreditam na sua capacidade de executar a mudança Elas não confiam nas pessoas que são responsáveis pela mudança
  25. 25. Complexidade do Processo de Mudança DIFICULDADE Comportamento Organizacional Comportamento do Grupo Comportamento Individual Atitude Conhecimento TEMPO O ser humano tende a ser avesso à mudança
  26. 26. Como Implementar Mudanças Com Sucesso? Kotter (1996) • Estabelecer o Senso de Urgência para a mudança • Criar uma Coalizão de Liderança baseada na análise das partes interessadas e nas estruturas de poder • Criar uma Visão que descreva o destino final e o sentido da mudança • Comunicar, comunicar, comunicar e comunicar novamente a Visão • Estimular outros a Agir de acordo com a Visão • Planejar e criar Sucessos Intermediários • Consolidar as melhorias e introduzir Novas Mudanças • Incorporar as mudanças na Cultura Organizacional
  27. 27. Entendendo a Mudança (IIBA BABOK 3.0)
  28. 28. Arquitetura Empresarial - TOGAF 9.1 ADM • Conjunto de fases iterativas • Procura garantir que todos os requisitos foram capturados • Possui estreita relação com os objetivos e necessidades do negócio 4. Manter o processo funcionando 3. Fazer com que a arquitetura funcione 1. Envolver e comprometer a organização 2. Desenvolver a arquitetura correta
  29. 29. Uma Abordagem Holística do Processo de Mudança ©2012 Novva Consulting
  30. 30. Agenda • A constante é a mudança • Mudanças incrementais e mudanças disruptivas • Gerenciando a mudança • Os grandes erros em processos de mudança
  31. 31. ERRO #1 – Começar muito tarde • A pressão para agir rapidamente desgasta os valores e a cultura • Os Líderes tomam medidas drásticas rapidamente, sem tempo para pensar em alternativas • Valores como participação, envolvimento, ou preocupação com as pessoas desaparece • O cinismo cresce!
  32. 32. ERRO #2 – Falta de uma estratégia vencedora • O melhor programa de mudança do mundo não trará nenhum benefício se a organização não tem uma estratégia clara para onde ela quer ir! • Desenvolver uma visão de longo prazo que dê consistência ao programa de mudança
  33. 33. ERRO #3 – Muito barulho por nada! • Com muita frequência as organizações anunciam grandes planos de mudança em eventos de impacto, apenas para caírem no vazio e no esquecimento logo depois • A energia inicial e o entusiasmo desaparecem rapidamente, as mudanças anunciadas nunca são implementadas, os resultados prometidos não são alcançados, os gestores não agem, e logo uma nova “onda” toma lugar daquela iniciativa redentora com o mesmo estardalhaço
  34. 34. Erro #4 – Os colaboradores são os últimos a saber • Anúncios de mudanças na orientação da organização são divulgadas ao público muito antes de serem apresentadas aos colaboradores • A gerência intermediária se sente desinformada, alienada e perde a legitimidade • Os colaboradores se sentem insultados e não “compram” a mudança
  35. 35. Erro#5 – Inabilidade para mostrar a necessidade e a urgência da mudança • A inabilidade para criar um senso de urgência faz com que o processo de mudança perca força antes mesmo de ter a oportunidade de começar • Estabelecer um senso de urgência sem criar um clima de emergência deve ser o objetivo principal de qualquer processo de mudança que se pretenda bem sucedido • O senso de urgência é a força motivadora que tira as pessoas e a organização da sua zona de conforto
  36. 36. Erro #6 Focar somente nos elementos racionais • A mudança organizacional pode ser extremamente difícil se a gerência se apoiar apenas no nosso cérebro racional • Ao invés disto, as razões emocionais para a mudança devem ser exploradas e alinhadas com os elementos racionais • Antes que as pessoas aceitem a mudança elas devem sentir o problema
  37. 37. Erro #7 – Não atuar proativamente em relação à resistência à mudança • Gerenciar a resistência à mudança é desafiador e é impossível conhecer antecipadamente todas as fontes de resistência • Esperar que haja resistência à mudança e estar preparado para ela é uma atitude proativa • É muito melhor se antecipar às objeções do que gastar recursos “apagando incêndios” • Estar preparado para superar a resistência é uma parte vital de qualquer plano de mudança
  38. 38. Erro #8 – Falta de comunicação • A comunicação durante um processo de mudança deve ser endereçada a cada audiência, conforme suas preocupações específicas • Comunicação é um processo de duas vias, que permite que as pessoas entendam a mudança de forma subjetiva • Em um projeto de mudança não existe excesso de comunicação! Comunique, comunique, comunique... e comunique novamente.
  39. 39. Erro #9 – Ignorar a cultura corporativa • Todas as mudanças nas organizações são complexas, mas as mais desafiadoras são as mudanças que envolvem a cultura da organização • Quando as pessoas na organização entendem e reconhecem que a cultura atual necessita mudar para que a organização sobreviva, elas abraçam e apoiam a mudança
  40. 40. Erro #10 – Falha em entender e moldar a organização informal • As organizações possuem redes e coalizões informais de pessoas que não são claramente visíveis no organograma formal, Estas redes informais são poderosas formadoras de opinião • A organização informal pode acelerar ou impedir a mudança; ignorar ou evitar estes grupos pode levar ao aumento na resistência à mudança
  41. 41. Erro #11 – Não envolver os colaboradores • Líderes devem ativamente envolver as pessoas mais afetadas pelas mudanças na sua implementação • Isto possibilita que os colaboradores de todos os níveis abracem as mudanças propostas e permite que as resistências sejam tratadas o mais cedo possível
  42. 42. Erro #12 – Superestimar o poder da estrutura ou dos sistemas para mudar comportamentos • Mudanças estruturais ou nos sistemas ajudam a criar um novo contexto e orientação, e tem o apelo de serem visíveis e rápidas • No entanto, as pessoas não se tornam diferentes ou mudam sua forma de agir somente pela mudança do contexto em que atuam • Estruturas e sistemas, por si só, não mudam o comportamento das pessoas ou lhes proporcionam novas competências
  43. 43. Erro #13 – Falha em distinguir mudanças dependentes de decisão ou de comportamento • Fazer com que as pessoas mudem seu comportamento exige um estado mental diferente da simples tomada de decisão para a mudança • Mudar o comportamento das pessoas exige um conjunto diverso de competências do que a simples formulação das estratégias • Sedimentar a mudança no tecido organizacional requer mais esforço do que o processo de implementação da mudança em si
  44. 44. Erro #14 – Falta de competência e de recursos • A mudança não acontece somente pela mudança dos objetivos e encorajamento. Como qualquer operação de negócios, exige competências e recursos específicos • As organizações muitas vezes simplesmente falham em garantir as pessoas, recursos e competências necessárias para fazer a mudança acontecer • De forma paradoxal, o comportamento e as competências necessários para a mudança são normalmente aqueles que a mudança procura criar
  45. 45. Erro #15 – Focar somente no resultado de longo prazo • Mudanças organizacionais em larga escala são um longo processo • Divida a visão futura em objetivos menores de curto prazo, e comunique o sucesso destes objetivos a cada oportunidade • Planeje no longo prazo, execute no curto prazo
  46. 46. Erro #16 – Falha em planejar pequenos sucessos sucessivos • Uma forma eficiente para manter o foco na visão é criar oportunidades para atingir objetivos menores ao longo do caminho • Estes sucessos não apenas trabalham em direção à mudança desejada, como também criam um sentimento positivo de realização e incentivam a busca do próximo objetivo
  47. 47. Erro #17 – Usar os indicadores errados para medir o progresso • Quando um esforço maior de mudança acontece, os executivos ficam apavorados com os sintomas do seu sucesso • Não entre em pânico se aparecerem problemas em relação à moral, stress no trabalho, lealdade, nível de confiança ou satisfação no trabalho • Eles podem ser a prova de que você está fazendo exatamente as coisas certas
  48. 48. Erro #18 – Assumir que a mudança está completa quando os resultados iniciais são atingidos • Se você declara vitória muito cedo, o foco será retirado dos esforços para a mudança, e todos os sinais do trabalho árduo desaparecerão logo • Organizações de sucesso reavaliam constantemente seus esforços de mudança para determinar outras áreas que podem ser melhoradas, como o desenvolvimento e retenção de colaboradores, novos projetos e novos sistemas e estruturas
  49. 49. Erro #19 – Processo com final em aberto • Atingir mudanças significativas em uma organização é um processo que pode levar, no mínimo, de 2 a 3 anos • Mas, normalmente, as organizações perdem sua energia ou o foco na mudança após aproximadamente 1 ano • Lembre-se: a mudança é um processo, não um evento!
  50. 50. Erro #20 – Falta de Apoio da Direção • Os líderes devem ver o quadro geral • Os líderes fazem com que todos se movam na mesma direção • Os líderes provêm a visão inspiradora • Os líderes devem ter uma visão holística do processo • Os líderes devem, com atos e atitudes, praticarem aquilo que dizem e pregam
  51. 51. Conclusão Seja paranoico! Encoraje a experimentação! Abrace a mudança como uma oportunidade de aprendizado! OBRIGADO!
  52. 52. Perguntas? Antonio Plais – antonioplais@centus.com.br

×