“A Clave” Página 1 abril 2014
Jornal da Filarmónica Recreativa Cortense
Ano VI ♫ número 72 ♫ abril 2014 ♫ 0,50 pautas
Edit...
“A Clave” Página 2 abril 2014
bril, mês de aniversário deste pequeno
jornal, que tem feito com que a
população fique a con...
“A Clave” Página 3 abril 2014
PÁSCOA
As origens do termo
A Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes entre as ...
“A Clave” Página 4 abril 2014
Este pequeno jornal é elaborado todos os meses no intuito da “abertura”
da FRC à comunidade ...
“A Clave” Página 5 abril 2014
Este espaço pode ser
seu.
Publicite o seu negócio e apoie
assim a F.R. Cortense.
Contacte-no...
“A Clave” Página 6 abril 2014
PARA RIR
Uma tia liga para o 112 para participar um assalto ao seu carro.
Completamente hist...
“A Clave” Página 7 abril 2014
Escola de Música FRC
Continua o seu funcionamento a temporada
2013/2014 em que as aulas são ...
“A Clave” Página 8 abril 2014
A FILARMÓNICA RECREATIVA CORTENSE, deseja a todos
os seus elementos e respetivos familiares,...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

A Clave - Abril de 2014

237 views

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
237
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
38
Actions
Shares
0
Downloads
2
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

A Clave - Abril de 2014

  1. 1. “A Clave” Página 1 abril 2014 Jornal da Filarmónica Recreativa Cortense Ano VI ♫ número 72 ♫ abril 2014 ♫ 0,50 pautas Editorial Pág.2 Reportagem Pág.3 Correio dos Leitores Pág.4 Publicidade Pág.5 Pág.6 Notícias F.R.C. As notícias da Banda. Pág.8
  2. 2. “A Clave” Página 2 abril 2014 bril, mês de aniversário deste pequeno jornal, que tem feito com que a população fique a conhecer e a saber mais da Filarmónica Recreativa Cortense e o que esta associação tem realizado em prol da música, da cultura e do recreio a nível local e regional. Neste mês de abril celebra-se também a Páscoa. Sabe qual a origem deste nome? O significado para as diferentes religiões? E porque é que o colelho e os ovos são o símbolo da Páscoa? Encontre na Reportagem deste mês, a resposta a estas preguntas. Descontraiam, com os nossos Passatempos e enviem- nos comentários, eventos, histórias, artigos, etc., que gostassem de ver publicados para a secção do Correio dos Leitores. Nas Notícias da F.R.C., fiquem com o resumo da atividade da FRC. Boa leitura, boa Páscoa e até maio... a Ficha Técnica: Diretor: Alexandre Barata Redação: Alexandre Barata, Adriano Esteves Colaboradores: Samuel Barata, Carolina Pontífice, Mafalda Santos, Rute Esteves, Flávio Inácio Edição: Filarmónica Recreativa Cortense Tiragem: 75 exemplares Distribuição: Filarmónica Recreativa Cortense Apoio: IPDJ – Instituto Português do Desporto e da Juventude, I.P.
  3. 3. “A Clave” Página 3 abril 2014 PÁSCOA As origens do termo A Páscoa é uma das datas comemorativas mais importantes entre as culturas ocidentais. A origem desta comemoração remonta muitos séculos atrás. O termo “Páscoa” tem uma origem religiosa que vem do latim Pascae. Na Grécia Antiga, este termo também é encontrado como Paska. Porém a sua origem mais remota é entre os hebreus, onde aparece o termo Pesach, cujo significado é passagem. Entre as civilizações antigas Historiadores encontraram informações que levam a concluir que uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do inverno para a primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da antiguidade, o fim do inverno e o começo da primavera era de extrema importância, pois estava ligado a maiores chances de sobrevivência em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos. A Páscoa Judaica Entre os judeus, esta data assume um significado muito importante, pois marca o êxodo deste povo do Egito, por volta de 1250 a.C, onde foram aprisionados pelos faraós durantes vários anos. Esta história encontra-se no Velho Testamento da Bíblia, no livro Êxodo. A Páscoa Judaica também está relacionada com a passagem dos hebreus pelo Mar Vermelho, onde liderados por Moises, fugiram do Egito. Nesta data, os judeus fazem e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão. A Páscoa entre os cristãos Entre os primeiros cristãos, esta data celebrava a ressurreição de Jesus Cristo (quando, após a morte, sua alma voltou a unir-se ao seu corpo). O festejo era realizado no domingo seguinte a lua cheia posterior ao equinócio da Primavera (21 de março). Entre os cristãos, a semana anterior à Páscoa é considerada como Semana Santa. Esta semana tem início no Domingo de Ramos que marca a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém. A História do coelhinho da Páscoa e os ovos A figura do coelho está simbolicamente relacionada à esta data comemorativa, pois este animal representa a fertilidade. O coelho reproduz-se rapidamente e em grandes quantidades. Entre os povos da antiguidade, a fertilidade era sinónimo de preservação da espécie e melhores condições de vida, numa época onde o índice de mortalidade era altíssimo. No Egito Antigo, por exemplo, o coelho representava o nascimento e a esperança de novas vidas. Mas o que a reprodução tem a ver com os significados religiosos da Páscoa? Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova. Já os ovos de Páscoa (de chocolate, enfeites, jóias), também estão neste contexto da fertilidade e da vida.
  4. 4. “A Clave” Página 4 abril 2014 Este pequeno jornal é elaborado todos os meses no intuito da “abertura” da FRC à comunidade envolvente, bem como pode servir de veículo de informação de todos os que pretenderem utilizá-lo para divulgação dos mais variados assuntos ou até de eventos tanto da freguesia como da região. Gostaríamos de saber a Vossa opinião sobre este aspeto e sobre os temas e rubricas apresentados, se são do Vosso agrado ou se gostavam que fossem focados outros temas. Enviem-nos as Vossas sugestões, opiniões, notícias e propostas para temas que desejem ver abordados por este jornal, façam-no para o correio eletrónico filarmonicacortense@iol.pt ou entreguem, a qualquer elemento da Filarmónica Recreativa Cortense. AVISO IMPORTANTE A Filarmónica Recreativa Cortense irá realizar uma atividade regular de recolha e recuperação de tradições e costumes antigos, tanto a nível cultural como tradicional. Se conhece tradições que se realizavam antigamente e se deixaram de fazer por qualquer motivo, se sabe ou conhece músicas e cantigas que se cantavam em outros tempos, tanto no campo (sementeiras, vindimas, sacha das culturas, etc.), bem como nos eventos culturais e religiosos (festas populares, cortejos de oferendas, etc.), entre em contato com a Filarmónica Recreativa Cortense, mediante os seus elementos ou dirigentes. Em breve será anunciada e realização desta atividade. Bem Haja!
  5. 5. “A Clave” Página 5 abril 2014 Este espaço pode ser seu. Publicite o seu negócio e apoie assim a F.R. Cortense. Contacte-nos. Assine “A Clave” Assinatura anual de 6,00 pautas para a distribuição em mão ou via e-mail, no envio por correio acresce o valor dos portes de envio. Divulgue este jornal pelo seu círculo de amigos e familiares. A FRC agradece! Publicidade
  6. 6. “A Clave” Página 6 abril 2014 PARA RIR Uma tia liga para o 112 para participar um assalto ao seu carro. Completamente histérica gritava: - Roubaram-me o tablier, o volante, o travão, até o acelerador levaram! - Calma - diz a voz do outro lado - dentro de 5 minutos estará aí um agente da PSP. Ainda não tinham passado 2 minutos, a tia liga novamente e diz: - Olhe, deixe estar! Afinal sentei-me no banco de trás por engano... Duas tias passeiam num parque quando uma diz: - Oh! Olha para aquele cão só com um olho! A outra, tapando um olho com a mão, pergunta: -Onde? Onde? Qual é a diferença entre uma tia burra e uma tia inteligente? É que a tia burra passa para o caderno o que a professora escreve no quadro, mas quando a professora apaga ela apaga também. A tia inteligente não passa, porque já sabe que a professora vai apagar. P: Qual é a diferença entre um pão e uma tia? R: O pão tem miolo! Bom dia, doutor! Pode dar-me o resultado do meu teste de gravidez? - Negativo! Responde calmamente o médico. A tia furiosa: - Ah, é?! Então vou consultar outro médico!
  7. 7. “A Clave” Página 7 abril 2014 Escola de Música FRC Continua o seu funcionamento a temporada 2013/2014 em que as aulas são aos sábados às 20h30 e aos domingos às 14h00. Durante a semana continua o aperfeiçoamento musical dos alunos do 2º ano. Agenda FRC Abril - dia 17 (quinta feira): colaboração com a Paróquia de Cortes do Meio na realização da “Via Sacra”, em Cortes do Meio; - dia 18 (sexta feira): colaboração com a Paróquia de Cortes do Meio nas cerimónias do “Enterro do Senhor” e acompanhamento musical da respetiva procissão pelas ruas de Cortes do Meio; - dia 20 (domingo): acompanhamento musical da “Procissão da Aleluia ou Ressurreição”; - dia 25 (sexta feira): Comemoração dos 40 anos do 25 de abril com a intrepretação da eterna “Grândola Vila Morena” pelas ruas da freguesia; - dia 26 e 27 (sábado e domingo): Festa de Santo Antão, em Vela. Maio - dia 1 (quinta feira): Comemorações do “Dia do Trabalhador”, Tortosendo; - dia 11 (domingo): Festa de N.ª Sr.ª de Fátima, em Cortes do Meio; - dia 18 (domingo): Festa ao Santíssimo Sacramento, em Peraboa. Desde já vos convidamos para estarem presentes nestes eventos. Apareçam!
  8. 8. “A Clave” Página 8 abril 2014 A FILARMÓNICA RECREATIVA CORTENSE, deseja a todos os seus elementos e respetivos familiares, aos leitores e assinantes d’A Clave, aos “Amigos FRC”e demais simpatizantes e a todos os cortenses, uma Pácoa Feliz!

×