Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
As Origens da Gerência Profª Maria Arlete de Araújo Discentes: Denise Momo Elane de Oliveira Fernando Antonio
Contexto histórico Princípios da Administração Cientifica Evolução da sociedade  americana a partir do  séc. XVIII Início ...
Capitalismo industrial Época de transição <ul><li>Capitalismo Industrial x Capitalismo Mercantil </li></ul><ul><li>Varieda...
Capitalismo industrial Efeitos da mudança capitalista <ul><li>A gerência primitiva assume forma rígida e adota métodos coe...
Gerência Cientifica Taylor <ul><li>Proporcionar ao aluno o conhecimento da demonstra ç ão do valor adicionado para  eviden...
Gerência Científica <ul><li>Tem como o foco de estudo o trabalho, sua análise simples e melhoria sistemática do desempenho...
Proposta de maior produção: <ul><li>1º - Orientação para um homem fazer mais do que fazia antes e ele recusou fazendo como...
Proposta de maior produção: <ul><li>Estudo do tempo e do movimento; </li></ul><ul><li>Padronização de métodos; </li></ul><...
Por que os trabalhadores se recusavam, mesmo ganhando mais? <ul><li>No sistema de tarefa não lhes era possível ganhar mais...
Compreensão Taylor: Trabalhador x trabalho <ul><li>Para Taylor cada trabalhador depositava  conhecimento acumulado de mate...
Princípios fundamentais de Administração Científica <ul><li>Primeiro: Desenvolvimento de uma verdadeira ciência. </li></ul...
Princípios fundamentais de Administração Científica <ul><li>Segundo: Seleção científica do trabalhador </li></ul><ul><li>P...
Principal objetivo da Administração Científica <ul><li>Tornar consciente a sistemática inconsciente da produção capitalist...
Principais Efeitos da Gerência Científica  Separação do trabalho mental e do trabalho manual <ul><li>Proporcionar ao aluno...
Principais Efeitos da Gerência Científica  Unidades de produção operam como a mão, vigiada,  corrigida  e controlada por u...
Principais Efeitos da Gerência Científica  A imensa engenharia industrial e múltiplas divisões das  empresas modernas têm ...
À primeira vista, a organização do trabalho de acordo com tarefas simplificadas, concebido e controlado em outro lugar, ex...
O ofício é destruído e cada vez mais esvaziado de seu conteúdo tradicional <ul><li>Os vínculos restantes, entre a populaçã...
Referências  Texto base: BRAVERMAN, Harry. Trabalho e Capital Monopolista: A Degradação do Trabalho no Século XX. 3° ed. R...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Apresentação arlete

3,927 views

Published on

Published in: Technology, Travel
  • Be the first to comment

Apresentação arlete

  1. 1. As Origens da Gerência Profª Maria Arlete de Araújo Discentes: Denise Momo Elane de Oliveira Fernando Antonio
  2. 2. Contexto histórico Princípios da Administração Cientifica Evolução da sociedade americana a partir do séc. XVIII Início do capitalismo industrial no séc. XIX Influência dos economistas clássicos na formação do pensamento administrativo .
  3. 3. Capitalismo industrial Época de transição <ul><li>Capitalismo Industrial x Capitalismo Mercantil </li></ul><ul><li>Variedades de sistemas de subcontratação </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da divisão de trabalho </li></ul><ul><li>Necessidade de controlar grandes turmas de trabalhadores </li></ul>
  4. 4. Capitalismo industrial Efeitos da mudança capitalista <ul><li>A gerência primitiva assume forma rígida e adota métodos coercitivos (disciplina). </li></ul><ul><li>Centralização do emprego para estabelecer controle </li></ul><ul><li>Imposição de um “contrato livre de trabalho” </li></ul><ul><li>Ausência de tradição, sentimento e orgulho no trabalho </li></ul>
  5. 5. Gerência Cientifica Taylor <ul><li>Proporcionar ao aluno o conhecimento da demonstra ç ão do valor adicionado para evidenciar nas empresas, al é m do lucro dos investidores, a quem pertence o restante da riqueza criada pela empresa. </li></ul><ul><li>Proporcionar ao aluno o conhecimento da demonstra ç ão do valor adicionado para evidenciar nas empresas, al é m do lucro dos investidores, a quem pertence o restante da riqueza criada pela empresa. </li></ul><ul><li>O movimento da Gerência Científica foi iniciado por Frederick Winslow Taylor no século XIX. </li></ul><ul><li>Iniciou sua carreira como torneiro. </li></ul><ul><li>Taylor ocupava-se das bases da organização dos processos de trabalho e do controle sobre ele. </li></ul>
  6. 6. Gerência Científica <ul><li>Tem como o foco de estudo o trabalho, sua análise simples e melhoria sistemática do desempenho por cada trabalhador. </li></ul><ul><li>O controle pode ser considerado como aspecto principal da gerência. </li></ul><ul><li>Para Taylor, a gerência deveria impor ao trabalhador, de forma rigorosa a forma que o trabalho deve ser executado. </li></ul>
  7. 7. Proposta de maior produção: <ul><li>1º - Orientação para um homem fazer mais do que fazia antes e ele recusou fazendo como antes; </li></ul><ul><li>2º - Reuniu alguns trabalhadores inteligentes, ensinou a todos, mas todos romperam com o acordo de trabalhar como combinado; </li></ul><ul><li>3º - Redução do pagamento, ou exigência de velocidade razoável (após ensinamento), alguns começaram a quebrar peças das máquinas; </li></ul><ul><li>4º - Ele “previa” os acidentes, então começou a descontar do salário dos trabalhadores o prejuízo das peças quebradas. </li></ul><ul><li>Páginas:89 e 90. </li></ul>
  8. 8. Proposta de maior produção: <ul><li>Estudo do tempo e do movimento; </li></ul><ul><li>Padronização de métodos; </li></ul><ul><li>Padronização de instrumentos; </li></ul><ul><li>Fichas de instruções; </li></ul><ul><li>Salários, tarefas e gratificação. </li></ul>
  9. 9. Por que os trabalhadores se recusavam, mesmo ganhando mais? <ul><li>No sistema de tarefa não lhes era possível ganhar mais do que estavam ganhando, mesmo que fossem obrigados a trabalhar mais (BRAVERMAN, 1977). </li></ul><ul><li>“ As mesmas condições que levaram os homens e negócio a reduzir a produção do quando os preços estão baixos (...) fazem com que os trabalhadores limitem a produção” (BRAVERMAN, 1977, p.93). </li></ul>
  10. 10. Compreensão Taylor: Trabalhador x trabalho <ul><li>Para Taylor cada trabalhador depositava conhecimento acumulado de materiais e práticas sobre a produção realizada. </li></ul><ul><li>O papel do gerente era escolher o melhor método,calcular e fazer experimentos do tempo e forma necessários para determinada função. </li></ul><ul><li>Então, os trabalhadores eram obrigados a trabalharem de acordo com as instruções proveniente dos experimentos “descartando” seu próprio conhecimento. </li></ul>
  11. 11. Princípios fundamentais de Administração Científica <ul><li>Primeiro: Desenvolvimento de uma verdadeira ciência. </li></ul><ul><li>O administrador reuni o conhecimento dos trabalhadores e classifica, tabula transformando em regras, leis e fórmulas (BRAVERMAN, 1977). </li></ul><ul><li>É uma dissociação do processo de trabalho das especialidades dos trabalhadores, e depende de políticas gerenciais. </li></ul>
  12. 12. Princípios fundamentais de Administração Científica <ul><li>Segundo: Seleção científica do trabalhador </li></ul><ul><li>Para Taylor a ciência do trabalho deve sempre ser desenvolvida pela gerência e não pelo trabalhador. </li></ul><ul><li>Terceiro: Sua instrução e treinamento científico. </li></ul><ul><li>Esse princípio está relacionado a utilização do monopólio do conhecimento para controlar cada fase do processo do trabalho e seu modo de execução. </li></ul><ul><li>O propósito subjacente diz respeito a baratear o trabalhador, diminuindo seu preparo e aumentando a produção. </li></ul>
  13. 13. Principal objetivo da Administração Científica <ul><li>Tornar consciente a sistemática inconsciente da produção capitalista; </li></ul><ul><li>O trabalhador deveria ser adaptável as tarefas elementares; </li></ul><ul><li>A ciência deveria estar nas mãos da gerência </li></ul><ul><li>(BRAVERMAN, 1977). </li></ul>
  14. 14. Principais Efeitos da Gerência Científica Separação do trabalho mental e do trabalho manual <ul><li>Proporcionar ao aluno o conhecimento da demonstra ç ão do valor adicionado para evidenciar nas empresas, al é m do lucro dos investidores, a quem pertence o restante da riqueza criada pela empresa. </li></ul><ul><li>Proporcionar ao aluno o conhecimento da demonstra ç ão do valor adicionado para evidenciar nas empresas, al é m do lucro dos investidores, a quem pertence o restante da riqueza criada pela empresa. </li></ul><ul><li>Reduz a certa altura da produção,a necessidade de trabalhadores diretamente na produção; </li></ul><ul><li>Despojamento das funções mentais que consomem tempo; </li></ul><ul><li>Aumento da produtividade, redução de trabalhadores manuais; </li></ul><ul><li>Processo de trabalho dividido entre lugares distintos e distintos grupos de trabalhadores; </li></ul>
  15. 15. Principais Efeitos da Gerência Científica Unidades de produção operam como a mão, vigiada, corrigida e controlada por um cérebro distante <ul><li>Cada atividade na produção tem suas diversas atividades paralelas no centro gerencial; </li></ul><ul><li>Rigor com o qual são divididas uma da outra; </li></ul><ul><li>Decisiva medida simples na divisão do trabalho tomada pelo modo capitalista de produção; </li></ul><ul><li>Se desenvolve sob a gerência capitalista, por toda a história do capitalismo; </li></ul>
  16. 16. Principais Efeitos da Gerência Científica A imensa engenharia industrial e múltiplas divisões das empresas modernas têm sua origem no planejamento, avaliação e programação <ul><li>Aumentaram com o surgimento do movimento da gerência científica; </li></ul><ul><li>Estabelecimento de um departamento de planejamento; </li></ul><ul><li>Baixa do custo de produção pela separação do trabalho de planejamento e cerebral tanto quanto possível do trabalho manual; </li></ul><ul><li>Dar suficiente trabalho aos trabalhadores cerebrais de modo a mantê-los ocupados sempre; </li></ul>
  17. 17. À primeira vista, a organização do trabalho de acordo com tarefas simplificadas, concebido e controlado em outro lugar, exerce claramente um efeito degradador sobre a capacitação técnica do trabalhador <ul><li>Transformação do operário em um mero autômato (automatização); </li></ul><ul><li>Por que não me permitem pensar ou mover-me sem que alguém interfira ou faça a coisa por mim? </li></ul><ul><li>Subdivisão do trabalho; </li></ul><ul><li>Acumulação de capital através da produção em escala; </li></ul><ul><li>“ Uma multidão de empregados não qualificados assumiu uma série de operações simples e imutáveis”. </li></ul>Principais Efeitos da Gerência Científica
  18. 18. O ofício é destruído e cada vez mais esvaziado de seu conteúdo tradicional <ul><li>Os vínculos restantes, entre a população trabalhadora e a ciência, estão quase que completamente rompidos; </li></ul><ul><li>Antes da confirmação pela gerência de seu monopólio sobre a ciência, a profissão era o principal repositório da produção técnico-científica; </li></ul><ul><li>O profissional estava vinculado ao conhecimento técnico e científico de seu tempo na prática diária de seu ofício; </li></ul><ul><li>A destruição dos ofícios durante o período de surgimento da gerência científica não passou despercebido aos trabalhadores; </li></ul>Principais Efeitos da Gerência Científica
  19. 19. Referências Texto base: BRAVERMAN, Harry. Trabalho e Capital Monopolista: A Degradação do Trabalho no Século XX. 3° ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1981. LODI, João Bosco Lodi. História da Administração. 11°ed. São Paulo: Pioneira, 1993. SILVA, Benecdito. Cadernos de Administração Pública: Taylor e Fayol. Rio de Janeiro: Coleção Getúlio Vargas, 1959. TAYLOR, Frederick Winslow. Princípios de Aministração Científica.7° ed. São Paulo: Atlas, 1970. GORZ, André. Crítica da Divisão do Trabalho. 3°ed. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

×