Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Prevalencia HAS/DM progastro 2007-14

558 views

Published on

Estudo da prevalência de portadores de Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes Mellitus em pacientes submetidos a cirurgia bariátrica pela equipe Progastro entre janeiro de 2007 e dezembro de 2011 no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo.

Published in: Health & Medicine
  • Be the first to comment

Prevalencia HAS/DM progastro 2007-14

  1. 1. Estudo da prevalência de portadores de Hipertensão Arterial Sistêmica e Diabetes Mellitus em pacientes submetidos a cirurgia bariátrica pela equipe Progastro entre janeiro de 2007 e dezembro de 2011 no Hospital Beneficência Portuguesa de São Paulo. Diego Loureiro dos Santos
  2. 2. Objetivo • Identificar a prevalência de portadores de Hipertensão Arterial Sistêmica e de Diabetes Mellitus em pacientes submetidos a cirurgias bariátricas pela equipe Progastro, entre janeiro de 2007 e dezembro de 2011, no Hospital Beneficência Portuguesa, e compará-los aos dados da literatura.
  3. 3. Método • Estudo transversal, que possibilita avaliar a prevalência das doenças (HAS e DM) em pacientes submetidos a cirurgia bariátrica (n – 227) • Os dados obtidos em prontuário foram: sexo, idade, tipo de cirurgia, IMC durante a consulta de avaliação, hipertensão arterial sistêmica (HAS), diabetes mellitus (DM) e outras comorbidades. • Critérios de inclusão HAS ou DM – diagnóstico prévio ou uso medicações prévias. • Critérios cirúrgicos: - IMC > 40, independentemente da presença de comorbidades. - IMC entre 35 e 40 na presença de comorbidades.
  4. 4. Resultados • A média de idade foi 37,8 ± 9,6 anos, tendo como idade mínima de 19 anos e máxima de 73 anos. • A média de IMC foi de 45,04 ± 6,68 kg/m², tendo como extremos de 31,1 kg/m² e 72,5 kg/m². 76,2% (95% IC=0,70–0,81) 23,8% (95% IC=0,18-0,29)
  5. 5. Resultados • HAS - 48,9%, 95% IC=0,42-0,55 • DM - 16,7%, 95% IC=0,12-0,22 • HAS + DM - 12,3%, 95% IC=0,08-0,17 • Sem HAS/DM - 46,7%, 95% IC =0,40-0,53 Homens: HAS - 44,4%, 95% IC = 0,32-0,57 DM - 13,0%, 95% IC = 0,06-0,24 HAS+DM - 9,3%, 95% IC = 0,04-0,19 Sem HAS/DM - 53,7%, 95% IC = 0,40-0,66 Mulheres: HAS - 50,3%, 95% IC = 0,43-0,58 DM - 17,9%, 95% IC = 0,13-0.24 HAS+DM - 13,3%, 95% IC = 0,09-0,19 Sem HAS/DM - 45,1, 95% IC = 0,38-0,52
  6. 6. Resultados • Entre os pacientes diabéticos, a maioria era hipertenso (X2 (1) = 11,22, p-valor=0,0008) (Tabela 1). HAS Sem HAS Total DM 28 10 38 Sem DM 83 106 189 Total 111 116 227 Tabela 1. Relação entre pacientes hipertensos e diabéticos submetidos a cirurgia bariátrica entre os anos de 2007 e 2011 pela equipe Progastro, Hospital Beneficência Portuguesa, São Paulo.
  7. 7. Conclusões • Obesos no Brasil:  A prevalência na população adulta aumentou no período de 2006 a 2012, de 11.6 para 17,4%  Maior aumento entre mulheres, indivíduos entre 25 e 44 anos e nas menores escolaridades.  A prevalência entre homens passou de 11,4 para 16,5% e entre mulheres de 11,8 para 18,2%.  Em 2012 a obesidade passou a ser mais frequente em mulheres do que em homens.  Em dez anos: ⅔ excesso de peso e ¼ obesos. 0,89% ao ano. MALTA, Debora C. et al. Evolução anual da prevalência de excesso de peso e obesidade em adultos nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal entre 2006 e 2012. Rev. Bras. Epidemiol., São Paulo, v. 17, supl 1, p. 267-276, 2014.
  8. 8. Conclusões • Obesidade no mundo:  Em 2014, mais de 1,9 bilhões de adultos acima de 18 anos estão acima do peso e entre estes, 600 milhões são obesos.  39% dos adultos acima dos 18 anos estão com excesso de peso (38% homens e 40% mulheres).  13% da população adulta mundial estavam obesos em 2014 (11% de homens e 15% de mulheres. WHO Fact Sheet No: 311 (2015). Overweight and Obesity. Updated June 2016.
  9. 9. Conclusões • A média de idade e de IMC entre os pacientes incluídos no estudo está concordante com a literatura. . KELLES, Silvana Marcia Brusch et al. Perfil de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica pelo Sistema Único de Saúde do Brasil: revisão sistemática. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 31, n. 8, p 1587-1601, Aug 2015. IDA DE IMC 41,4 anos 48,6 Kg/m2 37,8 anos ± 9,6 anos 45,04 ± 6,68 kg/m²
  10. 10. Conclusões • A prevalência de hipertensos e diabéticos é menor do que a encontrada na literatura. KELLES, Silvana Marcia Brusch et al. Perfil de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica pelo Sistema Único de Saúde do Brasil: revisão sistemática. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 31, n. 8, p 1587-1601, Aug 2015. HAS 60,8% 22,3% DM 48,9% 16,7%
  11. 11. Conclusões • O DM tipo 2 é 2,5x mais frequente de se desenvolver em pacientes hipertensos. • Quanto a relação da HAS com DM, apenas 42% das pessoas com diabetes tem níveis pressóricos normais e apenas 56% das pessoas com hipertensão tem tolerância glicêmica normal. CHEUNG, Bernard M. Y. et al Diabetes and Hypertension: Is There a Commom Metabolic Pathway? Curr Atheroscler Rep, v.14, n. 2, p. 160-166, 2012. • Mesmo após o emagrecimento, o risco de diabetes foi de 2,4x nos pacientes que permancerem hipertensos. 2013 AHA/ACC/TOS Guideline for the Management of Overweight and Obesity in Adults
  12. 12. Conclusões • DM tipo 2 e a HAS estão fortemente relacionados à obesidade e à distribuição central de gordura corporal. • A hiperinsulinemia induz:  alterações no perfil lipídico, predispondo a aterosclerose vascular.  elevação da pressão arterial por diversos mecanismos, incluindo ativação do sistema nervoso simpático com retenção de sódio. • Alterações na medula renal, resultando em ativação do SRAA, poderiam também contribuir para a retenção de sódio e HAS em indivíduos obesos. FARIA, Alessandra N. et al. Tratamento de Diabetes e Hipertensão no Paciente Obeso. Arq Bras Endocrinol Metab, São Paulo, v. 46, n. 2, p. 137-142, 2002.
  13. 13. CHEUNG, Bernard M. Y. et al Diabetes and Hypertension: Is There a Commom Metabolic Pathway? Curr Atheroscler Rep, v.14, n. 2, p. 160-166, 2012. Figura 1. Sumário do suposto mecanismo fisiopatológico no desenvolvimento de HAS no DM. RAAS – sistema renina-angiotensina-aldosterona; SNS – sistema nervoso simpático; VSMC – células do músculo liso vascular
  14. 14. Conclusões • Em um estudo transversal do Jornal Americano de Cirurgia Bariátrica, constatou-se:  A prevalência de obesos sem diabetes e hipertensão foi de cerca 25%.  Brancos e mulheres obesas são mais propensos a este fenótipo (s/ HAS ou DM), apesar de a obesidade afetar mais negros (44,1%), comparado a população geral (34%).  Os dados provavelmente refletem barreiras assistenciais e culturais, pois homens negros são submetidos a cirurgia mais velhos e em estágios mais avançados de obesidade. • A prevalência de pacientes “sadios” em nosso estudo é de cerca de 50%, o que pode refletir o melhor acesso aos serviços de saúde ou ao menor diagnóstico de comorbidades. LEE, Clare J. et al. Prevalence and Characteristics of Individuals without Diabetes and Hypertension Who Underwent Bariatric Surgery: Lessons Learned about Metabolically Healthy Obese. Surg Obes Relat Dis, v. 11, n. 1, p 142-146, 2015.
  15. 15. Referências Bibliográficas • KELLES, Silvana Marcia Brusch et al. Perfil de pacientes submetidos à cirurgia bariátrica pelo Sistema Único de Saúde do Brasil: revisão sistemática. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 31, n. 8, p 1587- 1601, Aug 2015. • LEE, Clare J. et al. Prevalence and Characteristics of Individuals without Diabetes and Hypertension Who Underwent Bariatric Surgery: Lessons Learned about Metabolically Healthy Obese. Surg Obes Relat Dis, v. 11, n. 1, p 142-146, 2015. • MALTA, Debora C. et al. Evolução anual da prevalência de excesso de peso e obesidade em adultos nas capitaus dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal entre 2006 e 2012. Rev. Bras. Epidemiol., São Paulo, v. 17, supl 1, p. 267-276, 2014. • WHO Fact Sheet No: 311 (2015). Overweight and Obesity. Updated June 2016. • CHEUNG, Bernard M. Y. et al Diabetes and Hypertension: Is There a Commom Metabolic Pathway? Curr Atheroscler Rep, v.14, n. 2, p. 160-166, 2012. • FARIA, Alessandra N. Et al. Tratamento de Diabetes e Hipertensão no Paciente Obeso. Arq Bras Endocrinol Metab, São Paulo, v. 46, n. 2, p. 137-142, 2002.

×