4         Terça-feira         03/05/2011         Terça - feira - 03/05/2011      ESPECIAL O DIÁRIOO CURUPIRA              ...
2       Terça-feira       03/05/2011       Terça - feira - 03/05/2011         ESPECIAL O DIÁRIO DODO NORTE DO PARANÁ      ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Pagina curupira

2,171 views

Published on

Published in: News & Politics
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,171
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
835
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Pagina curupira

  1. 1. 4 Terça-feira 03/05/2011 Terça - feira - 03/05/2011 ESPECIAL O DIÁRIOO CURUPIRA DO NORTE DO PARANÁ O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁT OPINIÃO E PESQUISA: O DIREITO DE INFORMAR T NOSSO CONVIDADO Julio Cezar Lazarin da Silva, o Durante o Regime Militar, as correspondências dos então deixar o espaço, antes ocupado pela notícia, Raspinha. Formou-se em direito e jornalismo, mas atua como radialista brasileiros podiam ser abertas pelos policiais. Eles em branco, para mostrar a censura. também podiam invadir as casas da população e instalar aparelhos para escutar as conversas. Os jornais e as emissoras de televisão não publicavam Talvez as pessoas de hoje não gostariam de viver assim, porque antes os militares não deixavam a 1 O Curupira>> O que podemos falar sobre liberdade? Raspinha>>> Liberdade é uma coisa que só informações e noticias sem a autorização do Gover- população ter voz. Se a Ditadura ainda existisse dá valor quem não tem. Vivemos em uns pais no e corriam o risco de serem fechados. hoje seria difícil de controlar a internet e as notícias democrático e livre, muitas pessoas viveram que nela são veiculadas. Caso isso ocorresse, nós no Brasil em regime de Ditadura Militar, onde Mesmo com toda essa repressão, as pessoas en- não iríamos ter acesso à Tv, internet, jornal impres- não podiam fazer nem falar da maneira com contravam maneiras de denunciar a Ditadura. Quan- so e não poderíamos estar escrevendo aqui, como que tinham vontade, e isso é terrível. Quem do algum artigo era censurado e proibido de ser agora. Nós precisamos de informação, é um direito lutou por liberdade, pagou preço muito alto, publicado, os redatores de jornais poderiam, por do cidadão, por isso é importante a liberdade de im- muita gente morreu, muita gente tem seqüe- exemplo, colocar receitas culinárias no lugar ou prensa. las até hoje. O doutor Osvaldo Alves conse- guiu reverter todo o sofrimento em atendimen- to ao próximo, em algo muito bom. Com a indenização que recebe do governo reverte em atendimento psicológico, odontológico, lei- tura enfim todo o trabalho que ele faz comT OPINIÃO E PESQUISA: DIA MUNDIAL DA LIBERDADE DE IMPRENSA vocês na comunidade. TANTAS GARANTIAS E UMA PERGUNTA 2 Você é livre para se expressar no seu programa? >>> Nunca somos totalmente livres, assim Em três de maio de 1991, a Assembléia geral da UNESCO oficializou o dia mun- como quando somos crianças não podemos fazer tudo que queremos. Se eu falasse tudo dial da Liberdade de Imprensa. Entre que penso arrumaria um inimigo a cada cinco esses pressupostos, está especialmen- minutos, porque vemos coisas erradas, coi- te o de que a democratização e a liber- sas que não concordamos a todo o momento. dade de informação e expressão consti- 3 tuem contribuições fundamentais para a E a censura de atitude e informação? realização das aspirações humanas e o >>> A censura é uma das formas de pri- respeito pelo direito à liberdade de opi- vação de liberdade, é você querer falar algu- nião e de expressão, que inclui o direito ma coisa e não poder é você querer ter espa- de procurar e receber e difundir informa- ço em algum lugar e não conseguir. Talvez o ções e ideias. (Artº 19 da Declaração grande órgão que tem contribuindo para que a Universal dos Direitos do Homem). censura não ocorra é a internet. Se você não tem espaço na Tv, nem no radio, você cria um blog, um perfil no twitter, no Orkut, no facebo- A Declaração de Chapultepec, carta as- ock. A internet está democratizando o acesso sinada pelos líderes de Estado garan- à informação. tindo a imprensa livre à população, foi 4 assinada em 1996 pelo então presiden- Como você atuaria se ainda existisse a te do Brasil Fernando Henrique Cardoso ditadura militar no Brasil? e renovada em 2006 pelo ex-presidente >>> Ia ser muito difícil, porque muito do Luís Inácio Lula da Silva. O nome da de- que dizemos hoje ia ser inadmissível. É claro claração, Chapultepec, faz referência a que teríamos que nos adaptar a isso, como cidade mexicana onde o projeto foi acei- muita gente se adaptou, muita gente protes- to pelos líderes dos países envolvidos. tou, muita gente brigou e também foi morta no Regime Militar. Graças a Deus que o Brasil Mesmo com tantas garantias, nos dias vive hoje de forma livre, creio que não há ma- atuais não estamos tendo tanta liberda- neira de isso voltar a acontecer, pois o Brasil de quanto deveríamos ter. P é um país bem mais sólido e amadurecido. 5 No Paquistão em 2010 foram mortos Para você, quem é “a cara” da 16 profissionais, na Europa sete repór- liberdade? teres morreram, na Rússia dois, na Bul- >>>São vários, o ex-presidente Lula, que gária, Grécia, Turquia e Letônia um. O lutou na década de 80 como metalúrgico motivo para os assassinatos é sempre de São Paulo e buscava melhorias e maior o mesmo: todos tentaram informar algo liberdade. O Fernando Henrique Cardoso e à população e não puderam fazer seu o José Serra também lutaram muito pela li- berdade, tanto que chegaram a ser exilado trabalho. A pergunta que não sai da ca- no Chile. A atual presidente Dilma Houssef beça é “será que temos mesmo liberda- foi guerrilheira pela liberdade de imprensa, de de imprensa?”. de expressão e democracia. No cenário da música, Caetano Veloso e Gilberto Gil são alguns exemplos de luta pela liberdade no Brasil.
  2. 2. 2 Terça-feira 03/05/2011 Terça - feira - 03/05/2011 ESPECIAL O DIÁRIO DODO NORTE DO PARANÁ O DIÁRIO NORTE DO PARANÁ O CURUPIRA O DIÁRIO DODO NORTE DO PARANÁ O DIÁRIO NORTE DO PARANÁ ESPECIAL Terça-feira Terça -03/05/2011 feira - 03/05/2011 3T LIVRES ASSIM ... FALA, DOUTOR! 3 O Curupira>> Para o senhor, o que é liberdade? são política, era muito difícil. Eu que me de- Doutor Osvaldo>>> Liberdade é fazer aquilo dicava à medicina, e meu objetivo era aliviar “ Liberdade acima de tudo. “ Liberdade!, Liberdade! Abre as asas sobre nós “ Por onde eu passe Não te encontrarei que me agrada e fazer prevalecer a minha von- tade desde que ela não prejudique os meus se- melhantes. O entrevistado é o Doutor Osvaldo Alves. Nascido em o sofrimento do doente, não alterava muito não, agora para um jornalista era um castigo. >> Mas o senhor foi preso político. De bem com a vida e de bem E que a voz da igualdade Eu não vou, eu não vendo >> O que o senhor pode dizer sobre censura de Araranguá, Santa >>> Sim, eu apoiava a resistência democráti- com o mundo. informação e de atitude? Catarina, é o presidente ca. Eu não era contra os militares, eu era con- Seja sempre a nossa voz, liberdade. E não me compare, não >>> É um assunto complexo, a liberdade total da Comunidade Social tra o regime capitalista. Sempre defendi o re- Liberdade acima de tudo Liberdade!, Liberdade! estou com vontade de expressão é necessária e é muito boa, mas Cristã Beneficente, em gime comunista, marxista, igualitário. Meu Yeah!” Abre as asas sobre nós” Isso é tudo, eu não vendo precisa existir uma limitação porque vivemos Mandaguari. Em toda a objetivo era denunciar todos, não meia dúzia em uma sociedade e precisamos ter respeito ao de pessoas. Mas eu não fiz nada publicamente Liberdade! próximo. A liberdade de expressão e a liberda- região ele é uma para ser punido assim. Meu crime foi só pen- referência em bondade e de de imprensa têm limites. sar, meu pensamento era contra, mas nunca Charlie Brown Jr Dudu Nobre Rosa de Saron solidariedade ao próximo. me rebelei contra. >> O senhor vivenciou a ditadura militar? Se sim, Médico atuante aos 76 como ficavam sabendo dos fatos? Existiam formas anos exala amor e respeito >> Hoje podemos opinar e nos expressar. O que o se- alternativas de comunicação? a todos e explica para O nhor gostaria de dizer aos leitores de “O Curupira”? >>> Existiam formas clandestinas, extra-ofici- Curupira quais são as >> >A minha mensagem é de liberdade. De- CRUZADINHA ais. Naquele momento sério de repressão nem principais recordações da sejo que continuem interessados pelas coisas mesmo os jornais e revistas podiam ser lidos. O Época da Ditadura boas, tudo o que for para o bem deles própri- Liberdade, sim! fato real ou integral, não podia conhecer atra- Militar, no sentido de os e da suas família. Outra coisa é que a liber- vés das mídias, através dos jornais, televisão e liberdade, censura e ideal. dade é relativa. Quando falamos em liberdade Aqui, você tem revistas, por que havia censura total. Só havia estamos nos referindo a um sistema político VEZ E VOZ divulgação do que era de interesse do governo que defende o interesse de grupos ou de parte militar. da sociedade, não é de todos. Então é relativo Chegamos à quinta edição >> Como foi viver naquele tempo? quando se fala em liberdade por que o que é do nosso jornal O Curupira. >>> Para quem tinha um ideal político, expres- bom para mim, pode não ser bom para o outro. Desta vez é especial, pois falamos sobre a liberdade de imprensa, como é importante T VOCÊ SABIA QUE.... termos acesso ao conteúdo dos jornais e revistas para nos Eu penso que ... A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, que garante os nossos direi- atualizarmos. Você, leitor, vai “Liberdade de expressão para mim é o ato de poder expor falando o que queremos”. tos e deveres, afirma nos artigos IX, XIV, IV, conhecer um pouco mais sobre suas ideias sem medo do que os outros vão achar. Eu Romy Gonçalves de Moura Júnior que: seus direitos no universo da acho que o Brasil deve ser um país livre, com direito à liberdade de expressão e de informação. Mas eu penso também que o nosso país ainda “O jornal tem como função nos livrar e nos alertar sobre é livre a expressão da atividade intelectual, acesso à informação. vive a censura em alguns meios de comunicação. Vimos isso diversos temas tais como a corrupção, pobreza etc. Sem artística, científica e de comunicação, in- diariamente no nosso estado. Será que os cidadãos podem liberdade de imprensa não podemos ter essas informações”. dependentemente de censura ou licença? O quinto O Curupira foi feito reverter essa situação?” Amanda Galvão com muito carinho, capricho Micael Candido Placa é assegurado a todos o acesso à informação e reflexão para que todos os “Não há democracia sem liberdade de imprensa. Da mesma e resguardado o sigilo da fonte, quando ne- leitores gostem das entrevistas, “Quando falamos em liberdade, precisamos pensar que forma que toda pessoa tem um direito de se expressar”. cessário ao exercício profissional? com o radialista Raspinha e com também existem limites. Não podemos sair fazendo e Jhonatas Pereira da Silva o Dr. Osvaldo, das cruzadinhas é livre a manifestação do pensamento, reflexivas, das músicas, livros e sendo vedado o anonimato? várias outras leituras especiais para você! CHARGE Nós da Comunidade Social Cristã Beneficente montamos esse jornal também para te lembrar que você leitor tem sim liberdade de expressão. Use-a, mas com cuidado! Boa Leitura e Bem-vindos ao nosso mundo!

×