Ginastica aeróbica aula 5

10,807 views

Published on

  • Be the first to comment

Ginastica aeróbica aula 5

  1. 1. Ginástica aeróbica nocontexto da ginástica Geral Prof. Dra. Bruna Oneda
  2. 2. Ginástica aeróbica• Uma combinação da ginástica clássica com a dança.• Esta modalidade não pertence ao calendário olímpico, porém, já possui campeonatos realizados pela FIG a nível internacional.• Ela requer do ginasta um elevado nível de força,agilidade, flexibilidade e coordenação.
  3. 3. Contexto histórico• Ginástica Aeróbica surgiu como uma forma de praticar exercícios físicos para o público em geral no final da década de 80. Logo se transformou também em um esporte competitivo de alto-nível.• Em 1994, a FIG decidiu organizar os campeonatos mundiais de Ginástica Aeróbica Esportiva (GAE) e estruturar o esporte de acordo com as outras modalidades da ginástica. O primeiro Campeonato Mundial oficial foi realizado em 1995 em Paris e 34 países participaram.• O Brasil é, segundo a FIG, o país com o maior número de participantes – há aqui mais de 500 mil pessoas envolvidas com a ginástica aeróbica. Outros países de alto nível no esporte são: Argentina, Austrália, Nova Zelândia, EUA, Japão, Alemanha, Itália, Espanha e Romênia.
  4. 4. Categorias• Individual masculina• Individual feminina• Pares mistos• Trios
  5. 5. Regras Existem certos requisitos requeridos dentro de uma apresentação coreográfica, como por exemplo os aspectos Artístico, Execução e Dificuldade.• Artísticos: para cumprir este requisito, a rotina deve ser dinâmica e demonstrar criatividade com uma coreografia expressiva com transições fluidas e com o estilo específico da ginástica aeróbica. Também deverá demonstrar força e flexibilidade de ambos os lados do corpo sem repetição de nenhum elemento. Serão avaliados: coreografia, musicalidade, companheirismo e apresentação
  6. 6. RegrasExecução: todo exercício cuja performance não se realize de acordo com adefinição da ginástica aeróbica de competição, está sujeito a descontos.A correta execução técnica permite um melhor controle do movimentoevitando também desta maneira possíveis lesões. Dentro da execuçãocoreográfica, não é permitido mais de quatro lifts (figuras, formações) emtoda a rotina, incluindo a pose inicial e final.Avalia-se a coordenação, intensidade, postura, sincronismo e a dificuldadedos elementos utilizados.Não estão permitidas as hiper-extensões da coluna vertebral, nem suportesde peso extra por parte da mesma. Pretende-se que em todo o momento seobserve uma linha natural da postura.
  7. 7. Regras Dificuldade: em todas as categorias, poderão serexecutados até 12 elementos na rotina, respeitando-se oslimites de valores de elementos para cada uma delas. Oselementos fazem com que a série fique mais variada,equilibrada e chamativa. A GAE requer uma habilidade tal que o competidor mostreuma postura erguida, que denote força muscular, além de umcorreto alinhamento das articulações. Os movimentos quedemonstram os braços e as pernas devem ser fortes edefinidos. É essencial mostrar uma lógica utilização do espaço,exercícios de solo, translações sobre a área de competição emovimentos aéreos.
  8. 8. Regras• A performance completa de uma rotina deve realizar-se junto com a totalidade da composição musical.• Os elementos, podem ser 6: força estática; força dinâmica; saltos e giros; equilíbrio; passadas; flexibilidade.

×