Mini-curso Planejamento Estratégico

2,479 views

Published on

Published in: Business
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,479
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
310
Actions
Shares
0
Downloads
95
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Mini-curso Planejamento Estratégico

  1. 1. Treinamento Introdutório Planejamento Estratégico Módulo 01 Enfâse nos Pilares Estratégicoswww.felipeguedes.com 16/12/2011
  2. 2. RICARDO KEITA FELIPE GUEDESwww.felipeguedes.com
  3. 3. AGENDA INTRODUÇÃO ANÁLISE DE AMBIENTE DIRETRIZES E CULTURA ORGANIZACIONAL GESTÃO ESTRATÉGICA E RESULTADOSwww.felipeguedes.com
  4. 4. "O futuro não é predeterminado. É, pelo menos em parte, sujeito à nossa influência.“ Alvin Tofflerwww.felipeguedes.com
  5. 5. O que é mais importante? Direção x Velocidadewww.felipeguedes.com
  6. 6. Planejar “Ver adiante”www.felipeguedes.com
  7. 7. “A estratégia sem tática é o caminho mais lento para a vitória. Tática semestratégia é o ruído antes da derrota.” Sun Tsu
  8. 8. Estratégia ”Aplicar os meios disponíveis e condições favoráveis para atingir objetivo”www.felipeguedes.com
  9. 9. “A suprema arte da guerra consiste emvencer o inimigo sem ter que enfrentá-lo.” Sun Tsu
  10. 10. “Processo gerencial que permite que se estabeleça um direcionamento a ser seguido pela entidade, com objetivo de obter uma otimização na relação entre a empresa, as partes interessadas e o meio ambiente.”www.felipeguedes.com
  11. 11. “Fornecer uma visão de futuro aumentando as chances de aproveitar as oportunidades”www.felipeguedes.com
  12. 12. AGENDA INTRODUÇÃO ANÁLISE DE AMBIENTE DIRETRIZES E CULTURA ORGANIZACIONAL GESTÃO ESTRATÉGICA E RESULTADOSwww.felipeguedes.com
  13. 13. "Os que ignoram as condições geográficas – montanhas e florestas – desfiladeiros perigosos,pântanos e lamaçais – não podem conduzir a marcha de um exército.“ Sun Tsu
  14. 14. www.felipeguedes.com
  15. 15. PerspectivasDirecionar o brainstorming para geração máxima de ideias
  16. 16. Regras do Brainstorm: Críticas são rejeitadas: Não se deve julgar a idéia do outro; Criatividade é bem vinda: As melhores idéias são aquelas inicialmente inviáveis; Quantidade é necessária: Quanto mais idéias mais soluções possíveis; Combinação e aperfeiçoamento são necessários: Aproveitar as idéias dos outros para desenvolver a sua;www.felipeguedes.com
  17. 17. 1. Dividir a equipe em grupos de 5 pessoas; 2. Eleger um líder e um redator para cada grupo: a) O líder deve garantir que cada membro participe; b) O redator deve ter boa letra e escrever com agilidade; 3. Cada membro deve falar uma idéia por vez, seguindo uma sequência; 4. Os grupos devem trocar as folhas com as idéias entre si. Cada grupo deve ordenar as ideias em de acordo com a importância que verificarem e fazer anotações sobre elas. 5. Ao final, as folhas retornam ao grupo de origem e esse avalia a seleção feita, encerrando o processo.www.felipeguedes.com
  18. 18. “Bater uma centena de batalhas não é o cúmuloda habilidade. Dominar o inimigo sem combater, isso sim é o cúmulo da habilidade.” Sun Tsu
  19. 19. www.felipeguedes.com
  20. 20. www.felipeguedes.com
  21. 21. “Se conhecemos o inimigo (ambiente externo) e a nós mesmos (ambiente interno), não precisamos temer o resultado de uma centena de combates. Se nos conhecemos, mas não ao inimigo, para cada vitória sofreremos uma derrota. Se não nos conhecemos nem ao inimigo, sucumbiremos em todas as batalhas.“ Sun Tzuwww.felipeguedes.com
  22. 22. “Diante de uma larga frente de batalha, procureo ponto mais fraco e, alí, ataque com a sua maior força.” Sun Tsu
  23. 23. “Se não é vantajoso, nunca envie suas tropas; se não lhe rende ganhos, nunca utilize seushomens; se não é uma situação perigosa, nunca lute uma batalha precipitada.” Sun Tsu
  24. 24. “Estratégia é a arte da dialética das vontades valendo-se da força para resolver o seu conflito“ André Beaufre
  25. 25. “Você pode ocultar sua fraqueza de seu melhoramigo, mas não a esconderá de seu pior inimigo.” Charles Haddon Spurgeon
  26. 26. Ambiente interno Forças FraquesasOportunidades Ameaças Ambiente externo
  27. 27. Oportunidades são situações externas, atuais ou futuras que, se adequadamente aproveitadas pela empresa, podem influencia-la positivamente. Ameaças são situações externas, atuais ou futuras que, se não eliminadas, minimizadas ou evitadas pela empresa, podem afeta-la negativamente. Forças são características da empresa, tangíveis ou não, que podem ser potencializadas para otimizar seu desempenho. Fraquezas são características da empresa, tangíveis ou não, que devem ser minimizadas para evitar influência negativa sobre seu desempenho.www.felipeguedes.com
  28. 28. Matriz SWOT (FOFA) Ambiente externo Oportunidades Ameaças Ambiente interno Pontencialidades de Capacidade Forças ação ofensiva defensiva Fraquezas Debilidade de Vulnerabilidades atuação ofencivawww.felipeguedes.com
  29. 29. www.felipeguedes.com
  30. 30. AGENDA INTRODUÇÃO ANÁLISE DE AMBIENTE DIRETRIZES E CULTURA ORGANIZACIONAL GESTÃO ESTRATÉGICA E RESULTADOSwww.felipeguedes.com
  31. 31. www.felipeguedes.com
  32. 32. “Sinergia ou sinergismo deriva do grego synergía, cooperação sýn, juntamente com érgon, trabalho. É definida como o efeito ativo e retroativo do trabalho ou esforço coordenado de vários subsistemas na realização de uma tarefa complexa ou função.”www.felipeguedes.com
  33. 33. PilaresEstratégicos
  34. 34. Nos mostram a direção que o planejamento deveseguir. O que somos, onde queremos estar e em que acreditamos!
  35. 35. Negócio Missão Mantra Valores Visão de Futurowww.felipeguedes.com
  36. 36. NEGÓCIO “Qual o âmbito de atuação da sua empresa?”www.felipeguedes.com
  37. 37. “Deve ser amplo e deve explicitar os benefícios que a empresa pretende oferecer à seus clientes.”www.felipeguedes.com
  38. 38. NEGÓCIO HONDA “MOTOS”www.felipeguedes.com
  39. 39. NEGÓCIO HONDA “TRANSPORTES”www.felipeguedes.com
  40. 40. NEGÓCIO Xerox “Copiadoras”www.felipeguedes.com
  41. 41. NEGÓCIO Xerox “Automação de Escritório”www.felipeguedes.com
  42. 42. NEGÓCIO Soluções Consultoria “Oferecer consultoria, assessoria e capacitação.”www.felipeguedes.com
  43. 43. NEGÓCIO CEEMPRE “Desenvolvimento e representação de Empresas Juniores.”www.felipeguedes.com
  44. 44. Negócio Missão Mantra Valores Visão de Futurowww.felipeguedes.com
  45. 45. MISSÃO Qual o papel desempenhado pela empresa em seu Negócio?www.felipeguedes.com
  46. 46. www.felipeguedes.com
  47. 47. Missão CEEMPRE 2011Por que a organização existe?O que ela faz?Para quem? Representar as Empresas Juniores da UFV perante a instituição de Ensino e a Sociedade de forma a promover desenvolvimento e integração entre as EJ’s.
  48. 48. Missão CEEMPRE 2011Por que a organização existe? Representar as Empresas Juniores da UFV perante a instituição de Ensino e a Sociedade de forma a promover desenvolvimento e integração entre as EJ’s.
  49. 49. Missão CEEMPRE 2011Por que a organização existe? Representar as Empresas Juniores da UFV perante a instituição de Ensino e a Sociedade de forma a promover desenvolvimento e integração entre as EJ’s.
  50. 50. Missão CEEMPRE 2011O que ela faz? Representar as Empresas Juniores da UFV perante a instituição de Ensino e a Sociedade de forma a promover desenvolvimento e integração entre as EJ’s.
  51. 51. Missão CEEMPRE 2011O que ela faz? Representar as Empresas Juniores da UFV perante a instituição de Ensino e a Sociedade de forma a promover desenvolvimento e integração entre as EJ’s.
  52. 52. Missão CEEMPRE 2011Para quem? Representar as Empresas Juniores da UFV perante a instituição de Ensino e a Sociedade de forma a promover desenvolvimento e integração entre as EJ’s.
  53. 53. Missão CEEMPRE 2011Para quem? Representar as Empresas Juniores da UFV perante a instituição de Ensino e a Sociedade de forma a promover desenvolvimento e integração entre as EJ’s.
  54. 54. Missão – Nova propostaMissão CEEMPRE 2012 UNIR E IMPULSIONAR O MEJ UFV.
  55. 55. Missão Alimentos Jr Consultoria “Prestar, com qualidade, serviços de consultoria no setor alimentício e capacitar a comunidade acadêmica, atuando com responsabilidade social.”www.felipeguedes.com
  56. 56. “...a definição do que a empresa faz é extremamente necessária: ninguém pode trabalhar no escuro ou sem objetividade.” Luis Piovesana, Vice-Presidente FEJESP 2007, fundador do empreendemiawww.felipeguedes.com
  57. 57. Mas... a missão da sua empresa realmente inspira você?www.felipeguedes.com
  58. 58. Negócio Missão Mantra Valores Visão de Futurowww.felipeguedes.com
  59. 59. “Um mantra são três ou quatro palavras. Impactantes. Sua finalidade é inspirar os colaboradores e fazê-los entender de fato o porque a empresa existe.” Guy Kawasaki, ex-Chief Evangelist da Applewww.felipeguedes.com
  60. 60. “Um mantra tem 3 ou 4 palavras que resumem o que sua empresa faz (ao contrário de uma missão, que tem 50 palavras, puxa o saco de todos os possíveis colaboradores e pode até salvar o mundo das cáries e os pandas da extinção… Mas no fim, ninguém consegue lembrar).” Luis Piovesana, Vice-Presidente FEJESP 2007, fundador do empreendemiawww.felipeguedes.com
  61. 61. Mantra Empreendemia “Empreendedorismo sem enrolação.”www.felipeguedes.com
  62. 62. Mantra Spoleto “Satisfação em servir felicidade.”www.felipeguedes.com
  63. 63. Mantra CEEMPRE “Desenvolver potenciais.”www.felipeguedes.com
  64. 64. Negócio Missão Mantra Valores Visão de Futurowww.felipeguedes.com
  65. 65. VALORES Quais as crenças que orientam o comportamento organizacional e constituem metas motivacionais?www.felipeguedes.com
  66. 66. “Ter os Valores definidos é o primeiro passo para o fortalecimento da cultura internamente.”www.felipeguedes.com
  67. 67. “Faça com que os Valores sejam relevantes pra SUA empresa”www.felipeguedes.com
  68. 68. “...não adianta colocar uma lista de palavras bonitinhas e “seguras” que seus clientes vão gostar como “Ética, comprometimento, profissionalismo e sustentabilidade” – que empresa não valoriza isso hoje?”www.felipeguedes.com
  69. 69. Você, seus sócios e seus funcionários têm que se identificar com os valores e falar “Show! É isso mesmo que somos. Esses valores definem quem somos e como agimos, por isso somos diferentes”.www.felipeguedes.com
  70. 70. Alguns Valores do Empreendemia SER NINJA ATENDIMENTO SHOW MISSÃO DADA, MISSÃO CUMPRIDA. SEM DESCULPINHAS. SANGUE NOS OLHOS HUMILDADE SEM MI MI MI (sobre não terem frescuras na comunicação interna) (...)www.felipeguedes.com
  71. 71. Valores CEEMPRE ONIPRESENÇA (estaremos em todos os lugares e todos saberão quem somos) AUTO-CRÍTICA (humildade para ver quando a culpa é nossa) SENSO DE URGÊNCIA (devemos saber quando não é possível deixar para depois) CAUSAR IMPACTO (resultados sempre acima do esperado) ORGULHO DE SER CEEMPRE (somos apaixonados pelo MEJ UFV por isso o tatuamos no peito)www.felipeguedes.com
  72. 72. “Faça dos seus Valores o código de conduta”www.felipeguedes.com
  73. 73. Negócio Missão Mantra Valores Visão de Futurowww.felipeguedes.com
  74. 74. VISÃO Onde realmente queremos chegar?www.felipeguedes.com
  75. 75. O que a empresa será? Onde nós estaremos? Como queremos ser vistos? www.felipeguedes.com
  76. 76. “...ela é base de todo planejamentoestratégico, que orienta as atividadescotidianas de seus sócios e funcionários."
  77. 77. “Prospectar o futuro é uma das melhores maneiras de otimizar as decisões no presente.” Alvin Tofflerwww.felipeguedes.com
  78. 78. Visão CEEMPRE “Até o final de 2011, o Movimento Empresa Júnior da UFV terá seu alinhamento e desenvolvimento consolidados.”www.felipeguedes.com
  79. 79. Visão UCJ “Até 2012, ser destaque pela qualidade de gestão e de projetos no MEJ nacional, mapear o mercado para identificar suas principais necessidades e oportunidades, traduzindo essas informações em ações estratégicas, além de ser reconhecida pela contribuição propiciada à comunidade da FACE”.www.felipeguedes.com
  80. 80. Visão UCJ Até 2012: 1. Ser destaque pela qualidade de gestão e de projetos no MEJ Nacional 2. Mapear o mercado para identificar suas principais necessidades e oportunidades, traduzindo essas informações em ações estratégicas 3. Ser reconhecida pela contribuição propiciada à comunidade da FACEwwwfelipeguedes.com
  81. 81. Visão FCAP Consultoria- Ser destaque no mercado de atuação pela excelência na prestação de serviços de consultoria. - Ser referência no MEJ pelo nosso modelo de gestão. - Ser reconhecida pela FCAP/UPE como um diferencial em empreendedorismo e inovação.
  82. 82. www.felipeguedes.com
  83. 83. AGENDA INTRODUÇÃO ANÁLISE DE AMBIENTE DIRETRIZES E CULTURA ORGANIZACIONAL GESTÃO ESTRATÉGICA E RESULTADOSwww.felipeguedes.com
  84. 84. Gestão Estratégica “Processo contínuo e interativo que visa manter uma organização como um conjunto apropriadamente integrado a seu ambiente.” Certo & Petewww.felipeguedes.com
  85. 85. "O segredo do sucesso não está em criar estratégias, mas em executá-las"www.felipeguedes.com
  86. 86. Dúvidas?
  87. 87. Obrigado!Felipe Guedes Ricardo Keitacontato@felipeguedes.com Ricardo.keita@gmail.comwww.felipeguedes.com(31)8637-8686

×