A Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura.

1,004 views

Published on

A Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura.
Palestrante: José Roberto Bernasconi
Presidente do SINAENCO - Sindicato da Arquitetura e da Engenharia - São Paulo

Published in: Real Estate
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,004
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
48
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Estadios e Mobilidade Urbana
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • Inteligência Estratégica - Jorge Hori 25/07/12
  • A Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura.

    1. 1. A Sustentabilidade, a Engenharia e a ArquiteturaJosé Roberto Bernasconi Presidente – São Paulo Julho/2012
    2. 2. 23 mil empresas em todo PaísRegionais em SP, MG, RJ, BA, PE,PR, RS, CE, GO, SC, ES, DF e PB 2
    3. 3. FAEASPA Sustentabilidade, a Engenharia e a Arquitetura 3
    4. 4. Sustentabilidade Conceito: Utilização racional e criteriosa dos recursos naturais renováveis de forma a não comprometer ou impossibilitar o seu uso e desfrute pelas gerações futuras. 4
    5. 5. SustentabilidadeAplicação no campo do Ambiente Construído.• Obras Públicas e Privadas – Edificações – Infraestrutura 5
    6. 6. Sustentabilidade• Edificações Públicas• Edificações Privadas – Construção Sustentável “Green Building” Certificações 6
    7. 7. SustentabilidadeEDIFÍCIOS SUSTENTÁVEIS O conceito considera a Vida Útil do edifício, sua durabilidade, condições e custos de operação e manutenção. eficiência energética; uso Racional dos Recursos Naturais, em especial, da água; reuso de águas; tratamento de efluentes; uso de materiais conservativos em energia (na sua produção e no seu uso) redução na geração de resíduos sólidos reciclagem e gestão de resíduos sólidos redução da distância de transporte da matéria prima; conforto e bem estar interno. 7
    8. 8. Sustentabilidade - BRASIL (Noticia OESP, 01/jul/2012, pg. C-8)“PRÉDIOS VERDES” (Edifícios Privados)• 51 Edifícios com o SELO (33 no estado de São Paulo);• 525 edifícios em PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO;• Brasil é 4º país no RANKING MUNDIAL DE CONSTRUÇÕES VERDES, atrás apenas dos:  USA  Emirados Árabes Unidos  China(até maio/2012, 91 novos prédios entraram com pedido de certificação) 8
    9. 9. SustentabilidadeKey-role - “Projeto”Elemento chave é o PROJETO deARQUITETURA E ENGENHARIA Custo da construção, comparado com o custo total do edifício ao longo de sua VIDA ÚTIL: 17 a 20% Projetos de Arquitetura e Engenharia < 10% do custo da obra Custos de Projeto A&E + Construção: 19 a 22% do Custo Total ao longo da vida útil do edifício 9
    10. 10. SustentabilidadeINFRAESTRUTURA Pública Privada Concessões e Parcerias Público-Privadas 10
    11. 11. SustentabilidadeSustentabilidade envolve o conceito daVida Útil do equipamento, suadurabilidade, disponibilidade para o usopleno, as condições e custos deoperação e de manutenção.O equipamento construído pode serutilizado plenamente pelas geraçõesseguintes, desde que tenha boaconservação e manutençãoadequada. 11
    12. 12. SustentabilidadeInfraestrutura brasileiraQual a sua nota de desempenho? Licitação Contratação Execução Operação Manutenção 12
    13. 13. SustentabilidadeDiscussão Atual• Lei de Licitações - Lei 8.666, de 21/06/1993 X• Regime Diferenciado de Contratação – RDCMas existe uma questão anterior ainda não resolvida e, por isso,é preciso fazer a pergunta certa ! 13
    14. 14. SustentabilidadeO que o Estado brasileiro quer ? O Menor Preço ? O Mais Rápido ? O “Bom, Bonito, Barato & Rápido ?”O exemplo de Pequim... 14
    15. 15. SustentabilidadeÉ fundamental considerar anatureza das coisas.“Quem não sabe o que está comprando, compra mal e paga 2 vezes !”( sabedoria popular ) 15
    16. 16. SustentabilidadeComparar os critérios de compra deServiços Especializados serviços advocatícios serviços médicos e hospitalares Serviços de Engenharia Consultiva “Serviços Técnicos Especializados de Natureza Predominantemente Intelectual” (Art. 13 e 46 da Lei 8.666/93). 16
    17. 17. O Projeto de Engenharia“ Antes de uma Boa Obra existe sempre um bom Projeto ”“ Não existe produto melhor do que o seu projeto ” (Hugo M. da Rosa) 17
    18. 18. DNA do Empreendimento O Código Genético de um produto ou de um empreendimento está todo contido no seu Projeto de Engenharia. O Projeto Completo de Engenharia carrega em si o DNA, o genoma do produto ou do empreendimento a ser construído. O Projeto de Engenharia é estratégico. Não existe técnica construtiva que corrija deficiência genética, ou seja, uma boa Construção não consegue corrigir os efeitos de um mau Projeto. 18
    19. 19. Fases de um Projeto de Arquitetura / Engenharia 19
    20. 20. Desenvolvimento de mecanismos de atuação Lei nº 8.666, art 6º, incisos  IX) Projeto Básico é o conjunto de elementos necessários e suficientes, com nível de precisão adequado, para caracterizar a obra ou serviço, ...  X) Projeto Executivo é o conjunto dos elementos necessários e suficientes para a execução completa da obra, de acordo com as normas pertinentes da ABNT. 20
    21. 21. Projeto Básico O Projeto Básico serve de referência (base) para definir e caracterizar a obra a ser construída. É uma linha de corte, mais ou menos arbitrária, entre os estudos de concepção e o Projeto Executivo completo, visando a abreviar os tempos de sua realização e seu uso na licitação da construção. Os desenhos e especificações de materiais e serviços que permitem a construção (a realização física da obra) compõem o Projeto Executivo completo. O Projeto Básico é um projeto incompleto, inacabado. Não é suficiente para a construção da obra. 21
    22. 22. Fases de um Projeto de Arquitetura / Engenharia 22
    23. 23. O que é Projeto Básico, segundo a Lei 8.666/93 Art. 6º. Para os fins desta Lei, considera-se: ....  IX – Projeto Básico – conjunto de elementos necessários e suficientes, com nível de precisão adequado, para caracterizar a obra ou serviço, ou complexo de obras ou serviços objeto da licitação, elaborado com base nas indicações dos estudos técnicos preliminares, que assegurem a viabilidade técnica e o adequado tratamento do impacto ambiental do empreendimento, e que possibilite a avaliação do custo da obra e a definição dos métodos e dos prazos de execução, devendo conter os seguinte elementos: a) desenvolvimento da solução escolhida de forma a fornecer visão global da obra e identificar todos os seus elementos constitutivos com clareza; b) soluções técnicas globais e localizadas, suficientemente detalhadas, de forma a minimizar a necessidade de reformulação ou de variantes durante as fases de elaboração do projeto executivo e de realização das obras e montagem; 23
    24. 24. O que é Projeto Básico, segundo a Lei 8.666/93 ... c) identificação dos tipos de serviços a executar e de materiais e equipamentos a incorporar à obra, bem como suas especificações que assegurem os melhores resultados para o empreendimento, sem frustrar o caráter competitivo para a sua execução; d) Informações que possibilitem o estudo e a dedução de métodos construtivos, instalações provisórias e condições organizacionais para a obra, sem frustrar o caráter competitivo para a sua execução; e) Subsídios para a montagem do plano de licitação e gestão da obra, compreendendo a sua programação, a estratégia de suprimentos, as normas de fiscalização e de outros dados necessários em cada caso; f) Orçamento detalhado do custo global da obra, fundamentado em quantitativos de serviços e fornecimentos propriamente avaliados; 24
    25. 25. Fases de um Projeto de Arquitetura / Engenharia Pelo Decreto Lei 2300, com aproximação de 85% 25
    26. 26. Lei nº 8666/93 – Art. 6º X) Projeto Executivo O conjunto dos elementos necessários e suficientes à execução completa da obra, de acordo com as normas pertinentes da ABNT 26
    27. 27. Condições para a Sustentabilidade da obra pública:  Implementar a cultura do planejamento (decidir antes): Substituição da cultura vigente de adiamento de decisões e precipitação na execução de obras condicionada ao calendário eleitoral.  Reconhecer e valorizar o projeto de engenharia nas suas distintas etapas: estudo de concepção e de viabilidade; projeto executivo ou completo.  Reconhecer e valorizar o gerenciamento como indutor de eficácia e instrumento de controle interno na implantação de empreendimentos. 27
    28. 28. Proposta para as obras públicasNão se deve executar uma obrapública sem saber antecipadamente: o que se vai fazer e qual das alternativas possíveis é a melhor, a mais econômica e a solução mais eficaz para atender a uma necessidade ou demanda em benefício da coletividade; como se vai fazer e qual o modelo de gestão do processo que vai controlar a execução, para garantir a conformidade com o que foi decidido, escolhido (padrão) e com os objetivos. 28
    29. 29. Papel da Engenharia Consultiva Saber antecipadamente é a função do planejamento. Planejar é decidir por antecipação. Conceber alternativas de solução, escolher a melhor, a mais econômica e a mais eficaz dentre as alternativas possíveis é a função do projeto. Projetar é realizar virtualmente (conceber, criar, definir, dimensionar, especificar, detalhar, quantificar, orçar) antes, o que será materializado (construído) depois. Como fazer e controlar o processo é a função do gerenciamento. 29
    30. 30. Conclusão - I A Sustentabilidade do ambiente construído implica em Vida Útil, durabilidade, alta eficiência, custos reduzidos de operação e manutenção. O custo inicial do equipamento (projeto + construção) corresponde a ± 20% do seu custo total, ao longo de sua vida útil (50 anos ou total mais). O projeto de engenharia é o Genoma (DNA) do empreendimento. É a garantia do equipamento “Geneticamente Sustentável”, e custa no máximo 5% do custo de construção, ou seja, 1% do custo total. 30
    31. 31. Conclusão - II 31
    32. 32. Muito Obrigado! www.sinaenco.com.brsinaenco@sinaenco.com.br 32

    ×