Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Upcoming SlideShare
A prosa romântica brasileira
Next
Download to read offline and view in fullscreen.

4

Share

Download to read offline

Prosa romântica brasileira

Download to read offline

Romantismo brasileiro 2º ano

Related Books

Free with a 30 day trial from Scribd

See all

Prosa romântica brasileira

  1. 1. CONTEXTUALIZAÇÃO  O desenvolvimento da poesia romântica precedeu ao da prosa de ficção, uma vez que esta praticamente inexistiu no período colonial.  Como não houvesse uma tradição, os autores românticos tiveram que partir do nada, restringindo-se basicamente ao modelo europeu, já bastante difundido entre nós na década de 1830.
  2. 2. OBRAS DE REFERÊNCIA  As obras precursoras do romance romântico hoje constituem apenas referências para o estudo da história literária: - “Religião, amor e pátria”, de Pereira da Silva (1838) - “Os assassinos misteriosos, ou a paixão dos diamantes”, de Justino José da Rocha (1832) - “Januário Garcia, ou as sete estrelas” (1832) e “A duas órfãs” (1841), de Joaquim Noberto.
  3. 3. MARCO  O marco inicial do romance é fixado pelos historiadores entre os anos de 1843 e 1844, quando dois romances disputam a primazia: - “O filho do pescador” (1843), de Teixeira de Sousa; - “A Moreninha” (1844), de Joaquim Manoel de Macedo.
  4. 4. O romance brasileiro caracteriza-se por ser uma "adaptação" do romance europeu, conservando a estrutura folhetinesca européia, com início, meio e fim seguindo a ordem cronológica dos fatos. O Romance brasileiro poderia ser dividido em duas fases: Antes de José de Alencar e Pós-José de Alencar, pois antes desse importante autor as narrativas eram basicamente urbanas, ambientadas no Rio de Janeiro, e apresentavam uma visão muito superficial dos hábitos e comportamentos da sociedade burguesa.
  5. 5. CARACTERÍSTICAS DO ROMANCE ROMÂNTICO BRASILEIRO  Com José de Alencar surgiram novos estilos de prosa romântica como os romances regionalistas, históricos e indianistas e o romance passou a ser mais crítico e realista.  Os romances românticos brasileiros fizeram muito sucesso em sua época já que uniam o útil ao agradável: a estrutura típica do romance europeu, ambientada nos cenários facilmente identificáveis pelo leitor brasileiro (cafés, teatros, ruas de cidades como o Rio de Janeiro)
  6. 6. ROMANCISTAS DE DESTAQUE Entre os vários romancistas do período, são destaque nas antologias poéticas os que veremos à frente.
  7. 7. BERNARDO Joaquim da Silva GUIMARÃES (1825-1884) Romances: O Ermitão de Muquém (1865); O Garimpeiro; Lendas e Romances; O Seminarista (1872); O Índio Afonso; A Escrava Isaura (1875); O Pão de Ouro; Rosaura, a Enjeitada. Poesia: Cantos da Solidão. Bernardo é considerado o criador do romance sertanejo e regional.
  8. 8. João FRANKLIN da Silveira TÁVORA (1842-1888) Romances: A Trindade Maldita; Os Índios de Jaguaribe; A Casa de Palha; Um Casamento no Arrabalde; O Cabeleira; O Matuto; Lourenço.
  9. 9. JOAQUIM MANUEL DE MACEDO (1820-1882) O autor mais lido do Brasil no final da década de 40. Seus romances (urbanos) têm todas as características dos romances iniciais: descrição de costumes da sociedade carioca, suas festas e tradições (jovens idealizados, moçoilas casadoiras ingênuas e puras); linguagem simples; tramas fáceis; pequenas intrigas de amor e mistério; um final feliz com a vitória do amor. Romances: A Moreninha (1884); O Moço Loiro (1845); Os Dois Amores (1848); Rosa; Vicentina; A Carteira do Meu Tio; A luneta Mágica (1869), As Vítimas Algozes; Nina; A Namoradeira; Um Noivo e Duas Noivas. Teatro: O Cego (1849); O Fantasma Branco (1856); O Primo da Califórnia (1858).
  10. 10. JOSÉ Martiniano DE ALENCAR (1829-1877) É o mais importante prosador do Romantismo brasileiro. Romances Urbanos: Cinco Minutos (1856), A Viuvinha (1860); Lucíola (1862); Diva (1864); A Pata da Gazela (1870); Sonhos d'Ouro (1872); Senhora (1875); Encarnação (1893). Romances Históricos: As Minas de Prata (1871); A Guerra dos Mascates(1873); Alfarrábios. Romances Regionalistas: O Gaucho (1870); O Tronco do Ipê (1871); O Til (1872); Sertanejo (1873). Romances Rurais: O Tronco do Ipê (1871); Til (1872). Romances Indianistas: O Guarani (1857); Iracema (1875); Ubirajara (1874). Poesia: Os Filhos de Tupã (1910). Teatro: A Noite de São João; O Crédito; Demônio Familiar (1858); Mãe (1859); Verso
  11. 11. MANUEL ANTÔNIO DE ALMEIDA (1831-1861) Romance de Costume: Memórias de um Sargento de Milícias. Esse romance foi publicado, inicialmente, no suplemento "Pacotilha" do jornal Correio Mercantil sem o nome do autor, sob a forma de folhetim.
  12. 12. Alfredo D'escragnolle (VISCONDE) DE TAUNAY (1843-1899) Romances: A Retirada da Laguna (1871, )romance escrito em francês;Inocência (1872); Lágrimas do Coração; Histórias Brasileiras(1874).
  13. 13. Luís Carlos MARTINS PENA (1815-1848) Teatro: Juiz de Paz na Roça (1838); Judas em Sábado de Aleluia (1844); O Irmão das Almas (1844); O Inglês Maquinista (1845); O Noviço (1845); Quem Casa quer Casa (1845); Os Três Médicos (1845); Os Namorados (1845); A Barriga de meu Tio (1846); O Cinto Acusador; A Família e A Festa na Roça; O Diletanite; As Casadas Solteiras; O Cigano; Os Ciúmes de Um Pedestre; O Usuário; A Barriga do Meu Tio; As Desgraças de Uma Criança.
  14. 14. REFERÊNCIAS AMARAL, Emília; PATROCÍNIO, Mauro Ferreira do; LEITE, Ricardo Silva; BARBOSA, Severino Antônio Moreira. Língua Portuguesa: Novas palavras. Vol. 3. 1º ed. São Paulo: FTD, 2010. pag. 337-346.
  • Georgearas

    Jun. 17, 2020
  • anaclaudianac

    Jun. 15, 2020
  • leyze

    Jul. 31, 2018
  • portiollee

    Jun. 4, 2015

Romantismo brasileiro 2º ano

Views

Total views

2,753

On Slideshare

0

From embeds

0

Number of embeds

3

Actions

Downloads

151

Shares

0

Comments

0

Likes

4

×