Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
“A pedra preciosa não pode ser polida sem atrito”<br />Trabalho Realizado por:<br /><ul><li>Agostinho Oliveira  nº1  10ºD
Joel Oliveira  nº11   10ºD </li></li></ul><li>O que é o Atrito?<br />O atrito é uma força natural que actua apenas quando ...
  Atrito, útil ou prejudicial<br />Como muitas outras coisas, o atrito pode ser-nos útil ou prejudicial.Sem o atrito um au...
    Coeficientes de atrito<br />Pode ser diferenciado em coeficiente de atrito dinâmico ou de atrito estático de acordo co...
Formas de diminuir o efeito de atrito entre comboio e carris<br />Uma das formas de diminuir o efeito de atrito entre o co...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Forças de Atrito

29,846 views

Published on

Apresentação de Forças de Atrito no âmbito da disciplina de Física-Química 10ºano

Published in: Education, Technology, Business
  • Be the first to comment

Forças de Atrito

  1. 1. “A pedra preciosa não pode ser polida sem atrito”<br />Trabalho Realizado por:<br /><ul><li>Agostinho Oliveira nº1 10ºD
  2. 2. Joel Oliveira nº11 10ºD </li></li></ul><li>O que é o Atrito?<br />O atrito é uma força natural que actua apenas quando um objecto está em contacto com outro e sofre acção de outra força que tende a colocá-lo em movimento. Esta força é causada pelo contacto dos dois corpos ou meio em que se move o corpo em movimento… Neste caso especial, designado por viscosidade.O atrito depende da Força Normal entre o objecto e a superfície. Quanto maior for a Força Normal maior será o atrito. Ao passarmos um dedo pela tampa de uma mesa, pode ser usado como exemplo prático: se pressionar com força o dedo, o atrito aumenta e o dedo pára.Embora se oponham ao movimento, todas as formas de transporte que se deslocam sobre rodas não poderiam mover-se sem o atrito! É o atrito entre as rodas e o solo que permite às primeiras agarrarem-se ao solo, produzindo movimento pela troca de forças.<br />
  3. 3.
  4. 4. Atrito, útil ou prejudicial<br />Como muitas outras coisas, o atrito pode ser-nos útil ou prejudicial.Sem o atrito um automóvel não sairia do lugar porque os pneumáticos deslizariam sobre o pavimento. Numa estrada com neve é necessário colocar correntes nas rodas para aumentar o atrito. Sem atrito as correias não poderiammover as máquinas e os pregos não se prenderiam nas paredes.O atrito é, às vezes, prejudicial. Ele desgasta as superfíciesque escorregam uma sobre a outra e aumenta a força necessáriapara mover um corpo.Além disso, colocamos óleo entre essas superfícies para torná-lasmais escorregadias. Se não pusermos óleo no motor do carro elese estragará por desgaste e aquecimento excessivo.<br />
  5. 5.
  6. 6. Coeficientes de atrito<br />Pode ser diferenciado em coeficiente de atrito dinâmico ou de atrito estático de acordo com a situação na qual se determina tais coeficientes.<br />Coeficiente de atrito dinâmico ou cinético está presente a partir do momento que as superfícies em contacto apresentam movimento relativo. Relaciona a força de atrito cinético presente nos corpos que se encontram em movimento relativo com o módulo das forças normais que neles actuam.<br />Coeficiente de atrito estático é determinado quando as superfícies em contacto encontram-se em iminência de movimento relativo mas ainda não se moveram. Relaciona a máxima força de atrito possível (com as superfícies ainda estáticas uma em relação à outra) com a(s) força(s) normal(is) a elas aplicadas.<br />
  7. 7. Formas de diminuir o efeito de atrito entre comboio e carris<br />Uma das formas de diminuir o efeito de atrito entre o comboio e os carris é o uso demetais duros e lisos quanto possível, nas superfície dos rolamentos que deslizam nos carris.<br />Uma outra forma seria a utilização de óleo sobre os carris e/ou rolamentos para que não houvesse atrito. Mas seria muito dispendioso pois teria de ser em grandes quantidades! Já para não falar do perigo iminente…<br />

×