Successfully reported this slideshow.

Raio-X dos Investimentos ( Novembro 2011)

739 views

Published on

Monitoramento mensal do investimento estrangeiro direto no Brasil (IED) e do investimento brasileiro direto no exterior (IBD).
Estudo realizado pela área de Análise Econômica do Departamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior da FIESP.

Published in: Economy & Finance
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Raio-X dos Investimentos ( Novembro 2011)

  1. 1. Novembro de 2011Destaques dos Investimentos Brasileiros no Exterior• Novembro inverte a lógica do ano e registra maior saída de Investimento Brasileiro Direto: apesar da saída de US$ 621,7 milhões em IBD líquido, o ano de 2011, até novembro, acumula um montante de US$ 11,6 bilhões em retornos líquidos do exterior. Apenas a linha de participação no capital registra mais saídas do que ingressos, cerca de US$ 9,9 bilhões em investimentos no exterior. (pág. 2)• Investimentos de empresas brasileiras no exterior mantém retração: Com um montante de US$ 13,3 bilhões (somando os três setores primário, indústria e serviços), o ano de 2011, até novembro, registra quase a metade do valor observado no mesmo período de 2010. Apenas 6 setores registraram maiores remessas de investimentos ao exterior em relação ao ano de 2010. (pág. 2)• Empresa brasileira assume totalidade de joint venture formada em 2009: A empresa Petropar, que mantém operações em setores como o de químicos e de embalagens, anunciou a compra da parte da empresa britânica Fiberweb na Joint Venture firmada por ambas em 2009. O valor da operação ficou em US$ 286,0 milhões. (pág. 3)Destaques dos Investimentos Estrangeiros Direto no Brasil• Valor do IED acumulado até novembro é quase o dobro do mesmo período de 2010: com a cifra de US$ 60,1 bilhões no acumulado do ano, o IED acumula alta de 81,6% em relação ao mesmo período de 2010. A maior elevação observada ocorre na conta de participação no capital, em que o montante chega a ser 84,1% maior do que o acumulado até novembro de 2010. (pág. 4)• Entrada de IED por empresas estrangeiras é 67,1% maior do que em 2010: até novembro de 2011, a entrada bruta de IED por empresas estrangeiras alcançou a cifra de US$ 61,9 bilhões, contra US$ 37,0 bilhões do mesmo período de 2010. Apenas 2 setores registraram menor afluxo de investimentos, sendo o caso dos químicos no setor industrial e da extração de minerais metálicos no setor primário. (pág. 4)• Empresa estatal chinesa anuncia aquisição de subsidiária brasileira: a petroleira estatal Sinopec, 9º maior empresa do mundo segundo a revista Forbes, anunciou o acordo de aquisição de 30,0% dos ativos da filial brasileira da empresa portuguesa Petrogal. A estatal chinesa, que vem anunciando uma série de investimentos na América Latina, pagou US$ 4,8 bilhões pela parcela da filial portuguesa no Brasil. (pág. 6) 1
  2. 2. 2
  3. 3. 3
  4. 4. 4
  5. 5. 5
  6. 6. EQUIPE TÉCNICAFederação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESPDepartamento de Relações Internacionais e Comércio Exterior – DEREXÁrea de Análise Econômica do Comércio ExteriorDiretor Titular: Roberto Giannetti da Fonseca Gerente: Frederico Arana MeiraEquipe: Paula Bolonha, Wellington Freire, Paulo Vitor Lira, Laura GonçalvesEndereço: Av. Paulista, 1313, 4º andar – São Paulo/SP – 01311-923 6

×