Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
OBJETIVOS1. Refletir sobre a organização do tempo e do espaço   escolar como categorias importantes e constitutivas da   p...
Cortar o tempoQuem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,a que se deu o nome de ano,foi um indivíduo genial.Industriali...
Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo opropósito debaixo do céu.Há tempo de nascer, e tempo de morrer; te...
Assim como na vida, naescola, bem como qualquer        outra instituição    social, ocorrem diversas  práticas de organiza...
A organização do tempo e dosespaços impõem regras, valores      e condutas que são  interiorizadas pelos sujeitos    envol...
Configura-se em um  conjunto de normas que definem conhecimentos a ensinar e com condutas ainculcar, e um conjunto de  prá...
Atualmente, existem      Colocam em xeque antigas  diversas propostas     organizações temporais e do   educacionais que  ...
ESCOLAS                   GRADUADAS OU                     SERIADAS PROPOSTAS ATUAIS DE  FLEXIBILIZAÇÃO DOTEMPO E DO ESPAÇ...
A LÓGICA DAS     ESCOLAS     GRADUADAS     OU SERIADAS    ORGANIZAÇÃO CURRICULARRÍGIDA, RITUALISTA, PADRONIZADA,   VOLTADA...
1. Implantada no Brasil, em 18942. Institucionalização dos grupos   escolares          2. Alterações no ensino público    ...
Por meio da escola seriada ougraduada é que se configurou, no      campo educacional, a institucionalização dos Grupos    ...
• Dias letivos• Duração das aulas• Recreio• Salas de aulas• Distribuição dos móveis, quadro, giz• Corredores, muros, pátio...
Para compreendermos as mudanças       ocorridas a partir do processo de   implantação dos GRUPOS ESCOLARES é      preciso ...
Caracteriza-se por um conjunto coerente detraços, entre eles e, primeiramente, aconstituição de um universo separado paraa...
SÉCULO XIX – INICIA-SE, NOS PAISES UM PROCESSO DECONSOLIDAÇÃO E EXPANSÃO DOS SISTEMAS ESCOLARES ESTATAISMODERNOS E A ESCOL...
INSTITUIÇÕES MODELARESNO QUAIS , FINALMENTE, AINSTRUÇÃO REALIZAR-SE-IA “NUMA ÚNICA E AUTORIZADAINSTITUIÇÃO, NUM MESMO TEMP...
ESCOLA ISOLADANão havia preocupação rígida com aorganização do tempoO espaço, era, geralmente, os laresonde as pessoas res...
ESCOLA GRADUADA   Modalidade de Ensino com características peculiares:     Classes homogêneas     Ensino simultâneo e conc...
O ensino simultâneo se consolida com a implantação dos Grupos Escolares                                       O ensino sim...
A FORMA DE CONCEBER E DE ORGANIZAR O TEMPO E O ESPAÇO NA   EDUCAÇÃO INFANTIL INTERFERE NA FORMAÇÃO DAS NOVAS          GERA...
O SURGIMENTO VEM A PARTIR DO RECONHECIMENTO DA      INFÂNCIA COMO GRUPO ETÁRIO E DA NECESSIDADE DE    RECOLHER E EDUCAR CR...
NO QUE SE REFERE A ORGANIZAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO        NAS CRECHES E PRÉ ESCOLAS É POSSÍVEL PERCEBER      ELEMENTOS SE...
NA ATUALIDADE, COM A CONSTITUIÇÃO DE 1988, SURGE UMA   NOVA CONCEPÇÃO DE CRIANÇA COMO SUJEITO DE DIREITOS E    A LDB QUE E...
NO ENTANTO, A ESCOLA NÃO CONSEGUIU MODIFICAR A SUA        BASE ESTRUTURAL MANTENDO A LÓGICA DA ESCOLA                     ...
É PRECISO CONSIDERAR A   FORÇA DA CULTURAESCOLAR QUE CONFORMAMODOS DE PENSAR E AGIR   NOS SUJEITOS QUE    DETERMINAM ASPRÁ...
ASPECTOS QUE DEVEM SER CONSIDERADOS NO USO DO    ESPAÇO E DO TEMPO NA EDUCAÇÃO INFANTIL:          01. PROCESSOS DE ADAPTAÇ...
A ORDENAÇÃO DO     TEMPO TRAZ  REGULARIDADES E    RITMO A VIDA CONTEMPORÂNEA E    ESTRUTURA AS RELAÇÕES ENTRE OSTEMPOS SOC...
A TEMPORALIDADE E A ESPACIALIDADE INTERFEREM DIRETAMENTE NA FORMAÇÃODOS MODOS DE PENSAR E AGIR DAS PESSOAS.        A ESCOL...
A ORGANIZAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO ESCOLAR ESCOLAR SÃOCATEGORIAS CONSTRUIDAS HISTÓRICA E CULTURALMENTEE, PORTANTO SOFREM I...
SISTEMA DE CICLOSEDUCAÇÃOINCLUSIVAESCOLA DE TEMPOINTEGRAL
A ORGANIZAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO    EDUCACIONAL ADQUIRE UMA IMPORTÂNCIA    FUNDAMENTAL PORQUE ESSES ELEMESNTOSREFLETEM P...
A POSSIBILIDADE DE      REALIZAR    EXPERIÊNCIAS   EDUCACIONAISDIFERENCIADAS VEMDA NECESSIDADE DE     RENOVAÇÃO    PEDAGÓG...
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Org do tempo e espaço

35,617 views

Published on

Published in: Education
  • Be the first to comment

Org do tempo e espaço

  1. 1. OBJETIVOS1. Refletir sobre a organização do tempo e do espaço escolar como categorias importantes e constitutivas da prática pedagógica.2. Compreender quer o tempo e o espaço são categorias construídas cultura e historicamente e que sofrem interferências em diferentes épocas e contextos.3. Perceber que as diferentes formas de organização do tempo e do espaço escolar refletem diferentes concepções de ensino.4. Conhecer aspectos relevantes das propostas educativas atuais que preconizam novas formas de organizar e conceber o tempo e o espaço na escola.
  2. 2. Cortar o tempoQuem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,a que se deu o nome de ano,foi um indivíduo genial.Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar nolimite da exaustão.Doze meses dão para qualquer ser humano se cansare entregar os pontos.Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outravez, com outro número e outra vontade de acreditarque daqui pra diante vai ser diferente DRUMMOND
  3. 3. Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo opropósito debaixo do céu.Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, etempo de arrancar o que se plantou;Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempode edificar;Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo dedançar;Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempode abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, etempo de lançar fora;Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, etempo de falar;Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo depaz. Eclesiastes 3:1-8
  4. 4. Assim como na vida, naescola, bem como qualquer outra instituição social, ocorrem diversas práticas de organização do tempo e do espaço como forma de ordenamento dasrelações estabelecidas entre diferentes atores e suas práticas.
  5. 5. A organização do tempo e dosespaços impõem regras, valores e condutas que são interiorizadas pelos sujeitos envolvidos no processo educacional. Nesta perspectiva, a cultura escolar com seus rituais e normas regulam os tempos infantis estabelecendo, por exemplo, o tempo de brincar e formas de viver e conviver no espaço educativo
  6. 6. Configura-se em um conjunto de normas que definem conhecimentos a ensinar e com condutas ainculcar, e um conjunto de práticas que permitem a transmissão de conhecimentos e incorporação desses comportamentos: normas e práticas coordenadas a finalidades que podem variar segundo épocas. (Dominique e Julia (2001)
  7. 7. Atualmente, existem Colocam em xeque antigas diversas propostas organizações temporais e do educacionais que espaçodefendem novas formas escolar, descaracterizando:de organizar o tempo e o espaço escolar: A ORGANIZAÇÃO DA ESCOLA SERIADA SISTEMA DE CICLOS PADRONIZAÇÃO DO ENSINOEDUCAÇÃO INCLUSIVA PROGRAMAS DE ENSINO EDUCAÇÃO INTEGRAL PRÉ-ESTABELECIDOS SALAS HOMOGÊNEAS
  8. 8. ESCOLAS GRADUADAS OU SERIADAS PROPOSTAS ATUAIS DE FLEXIBILIZAÇÃO DOTEMPO E DO ESPAÇO NA ORGANIZAÇÃO PEDAGÓGICA
  9. 9. A LÓGICA DAS ESCOLAS GRADUADAS OU SERIADAS ORGANIZAÇÃO CURRICULARRÍGIDA, RITUALISTA, PADRONIZADA, VOLTADA PARA A DISCIPLINA E NORMALIZAÇÃO DOS CORPPOS INFANTIS, COM PREDOMÍNIO DECONHECIMENTOS FRAGMENTADOS QUE POUCO DIALOGAM COM OCONTEXTO CULTURAL DOA ALUNOS
  10. 10. 1. Implantada no Brasil, em 18942. Institucionalização dos grupos escolares 2. Alterações no ensino público primário 3. Remodelação das práticas de ensino. 4. Nova configuração do tempo e espaços escolares
  11. 11. Por meio da escola seriada ougraduada é que se configurou, no campo educacional, a institucionalização dos Grupos Escolares.
  12. 12. • Dias letivos• Duração das aulas• Recreio• Salas de aulas• Distribuição dos móveis, quadro, giz• Corredores, muros, pátios• Ensino simultâneo• Agrupamentos de alunos em classes• Nivelamento por idade e conhecimento das crianças.•Tempo de frequência e permanência na escola• Jornada escolar: 20 h semanais, 200 diasletivos, férias, etc.
  13. 13. Para compreendermos as mudanças ocorridas a partir do processo de implantação dos GRUPOS ESCOLARES é preciso entender o movimento deinstitucionalização dessa modalidade escolar no Brasil que produziu e consolidou uma FORMA ESCOLAR de educação com sua organização específica dos saberes, tempos e espaços.
  14. 14. Caracteriza-se por um conjunto coerente detraços, entre eles e, primeiramente, aconstituição de um universo separado paraa infância. • A importância das regras na aprendizagem • A organização racional do tempo. • A multiplicação e a repetição de exercícios
  15. 15. SÉCULO XIX – INICIA-SE, NOS PAISES UM PROCESSO DECONSOLIDAÇÃO E EXPANSÃO DOS SISTEMAS ESCOLARES ESTATAISMODERNOS E A ESCOLA TORNA-SE UMA INSTITUIÇÃO DE GRANDERELEVÂNCIA POLÍTICA E SOCIAL. NO BRASIL, COM A IMPLANTAÇÃO DO REGIME REPUBLICANO, INTENSIFICOU-SE O MOVIMENTO DE RENOVAÇÃO DA EDUCAÇÃO – CRENÇA NA REGENERAÇÃO NACIONAL POR MEIO ESCOLA PRODUZIR UM NOVO CIDADÃO CAPAZ DE SUPERAR OS ATRASOS DO IMPÉRIO
  16. 16. INSTITUIÇÕES MODELARESNO QUAIS , FINALMENTE, AINSTRUÇÃO REALIZAR-SE-IA “NUMA ÚNICA E AUTORIZADAINSTITUIÇÃO, NUM MESMO TEMPO ESCOLAR, COMO EDUCAÇÃOESCOLAR”
  17. 17. ESCOLA ISOLADANão havia preocupação rígida com aorganização do tempoO espaço, era, geralmente, os laresonde as pessoas residiam.Organizava-se sob um tempoaleatório, mais flexível e marcado peloritmo de aprendizagem do aluno oulivre decisão do professor
  18. 18. ESCOLA GRADUADA Modalidade de Ensino com características peculiares: Classes homogêneas Ensino simultâneo e concêntrico Classificação uniforme Programas de Ensino Estabelecimento da jornada escolar Divisão anula e diárias das lições e atividades Salas de aula em um mesmo edifício-escola Uniformização e graduação dosconteúdos, distribuídos gradualmente, nos 04 anosdo curso primário
  19. 19. O ensino simultâneo se consolida com a implantação dos Grupos Escolares O ensino simultâneo configura-se em uma proposta de organização educacional que preconizava o controle do tempo, supunha a existência de espaços adequados, escolas com salas espaçosas, materiais escolares específicos e livros iguais para que os alunos reunidos, de maneira homogênea, recebessem simultaneamente as mesmas lições.
  20. 20. A FORMA DE CONCEBER E DE ORGANIZAR O TEMPO E O ESPAÇO NA EDUCAÇÃO INFANTIL INTERFERE NA FORMAÇÃO DAS NOVAS GERAÇÕES E NAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS. NO DECORRER DO XIX É QUE ACONTECEU A CRIAÇÃO DE INSTITUIÇÕES ESPECÍFICAS PARA O ATENDIMENTO ASSISTENCIAL E EDUCACIONAL DAS CRIANÇAS.
  21. 21. O SURGIMENTO VEM A PARTIR DO RECONHECIMENTO DA INFÂNCIA COMO GRUPO ETÁRIO E DA NECESSIDADE DE RECOLHER E EDUCAR CRIANÇAS TIDAS COMO INDESEJADAS E ABANDONADAS NO BRASIL, AS PRIMEIRAS CRECHES SURGEM COMO UM MAL NECESSÁRIO, COM O OBJETIVO DE MINIMIZAR OS ÍNDICES DE MORTALIDADE INFANTIL, ATENDER MÃES SOLTEIRAS, REALIAREDUCAÇÃO MORAL DAS FAMÍAS - COM UM CARATER ASSISTENCIAL.
  22. 22. NO QUE SE REFERE A ORGANIZAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO NAS CRECHES E PRÉ ESCOLAS É POSSÍVEL PERCEBER ELEMENTOS SEMELHANTES COM A ESCOLA GRADUADA. SEPARAÇÃO POR FAIXA ETÁRIA E POR NÍVEL DEDESENVOLVIMENTO, CONTEÚDOS ESPECÍFICOS, CURRÍCULO PRÓPRIO PARA CADA FAIXA ETÁRIA, CONTROLE E VIGILÂNCIA DOS CORPOS E RITMOS , ESTRUTURAÇÃO DA SUBJETIVIDADE DA CRIANÇA.
  23. 23. NA ATUALIDADE, COM A CONSTITUIÇÃO DE 1988, SURGE UMA NOVA CONCEPÇÃO DE CRIANÇA COMO SUJEITO DE DIREITOS E A LDB QUE ESTABELECE A EDUCAÇÃO INFANTIL COMO UM DOS NÍVEIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA SURGEM PERSPECTIVAS EDUCACIONAIS QUE DEFENDEM UMPROPOSTA PEDAGÓGICA QUE ENTENDA O ESPAÇO E O TEMPO COMO ELEMENTOS QUE AMPLIEM AS POSSIBILIDADES DE INTERAÇÃO, APRENDIZAGEM, ALEGRIA E VIDA E NÃO COMO ELEMENTOS QUE LIMITAM O DESENVOLVIMENTO INFANTIL.
  24. 24. NO ENTANTO, A ESCOLA NÃO CONSEGUIU MODIFICAR A SUA BASE ESTRUTURAL MANTENDO A LÓGICA DA ESCOLA GRADUADA.E OS DESDOBRAMENTOS DECORRENTES DA MESMA SÃO A EXCLUSÃOSOCIAL E EDUCACIONAL EM FUNÇÃO DE UMA PRÁTICA BASEADA NOA HOMOGENIZAÇÃO DISSIMULANDO DIFERENÇAS E DESIGUALDADES SOCIAIS E DESRESPEITANDO AS INDIVIDUALIDADES DOS ALUNOS.
  25. 25. É PRECISO CONSIDERAR A FORÇA DA CULTURAESCOLAR QUE CONFORMAMODOS DE PENSAR E AGIR NOS SUJEITOS QUE DETERMINAM ASPRÁTICAS EDUCACIONAIS.
  26. 26. ASPECTOS QUE DEVEM SER CONSIDERADOS NO USO DO ESPAÇO E DO TEMPO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: 01. PROCESSOS DE ADAPTAÇÃO 02. DESENVOLVIMENTO INFANTIL 03. ESPAÇO E ROTINA 04. ATENÇÃO AOS SENTIDOS, IMAGINAÇÃO, MEMÓRIA E PENSAMENTO DA CRIANÇA 05. MULTIPLAS HABILIDADES E SENSAÇÕES 06. MEDIAÇÃO CULTURAL, COGNITIVA 07. ESQUEMAS MOTORES 08. EXPERIÊNCIAS FÍSICAS, SENSORIAIS E RELACIONAIS
  27. 27. A ORDENAÇÃO DO TEMPO TRAZ REGULARIDADES E RITMO A VIDA CONTEMPORÂNEA E ESTRUTURA AS RELAÇÕES ENTRE OSTEMPOS SOCIAIS E OS TEMPOS ESCOLARES
  28. 28. A TEMPORALIDADE E A ESPACIALIDADE INTERFEREM DIRETAMENTE NA FORMAÇÃODOS MODOS DE PENSAR E AGIR DAS PESSOAS. A ESCOLA IMPÕE HÁBITOS DE PONTUALIDADE, ORDEM, APROVEITAMENTO EDISCIPLINA MAIS RÍGIDOS OU MAIS FLEXÍVEIS, DEPENDENDO DE COMOSE USA OTEMPO, SE ORGANIZA O ESPAÇO ESCOLAR E SE CONCEBE A EDUCAÇÃO.
  29. 29. A ORGANIZAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO ESCOLAR ESCOLAR SÃOCATEGORIAS CONSTRUIDAS HISTÓRICA E CULTURALMENTEE, PORTANTO SOFREM INTERFERÊNCIAS E MODIFICAÇÕES EMDIFERENTES ÉPOCAS E CONTEXTOSAS DIFERENTES FORMAS DE CONCEBER A ORGANIZAÇÃO DO TEMPOE DO ESPAÇO ESCOLAR INFLUENCIAM DIRETAMENTE NOSRESULTADOS DA AÇÃO EDUCATIVA E NO PROCESSO DE FORMAÇÃODAS NOVAS GERAÇÕES. NA CONTEMPORANEIDADE, A LUTA POR UMA ESCOLA DE MOCRÁTICA, QUE ATENDA A TODOS, TEM LEVADO DIVERSOS SEGMENTOS SOCIAIS A DISCUTIR E PROPOR NOVOS PARADIGMAS PARA A EDUCAÇÃO, NUMA PERSPECTIVA CRÍTICO-SOCIAL.
  30. 30. SISTEMA DE CICLOSEDUCAÇÃOINCLUSIVAESCOLA DE TEMPOINTEGRAL
  31. 31. A ORGANIZAÇÃO DO TEMPO E DO ESPAÇO EDUCACIONAL ADQUIRE UMA IMPORTÂNCIA FUNDAMENTAL PORQUE ESSES ELEMESNTOSREFLETEM PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS, ENGENDRADOS POR MÚLTIPLOS INTERESSES MANIFESTOS EOCULTOS, QUE PODEM AFETAR A VIDA DOS SUJEITOS ESCOLARES, GERANDO INCLUSÕES E EXCLUSÕES SOCIAIS. NESSE SENTIDO, É PRECISO CONCEBER A ESCOLA “COMO ESPAÇO TRANSFORMADOR E QUE PARA TAL, DEVE SER IGUALMENTE TRANSFORMADO EM SUAS FINALIDADES E EM SUAS PRÁTICAS, EM SEUS ESPAÇOS DE GESTÃO E EM SEUS TEMPOS DE FORMAÇÃO” – Freitas, 2001, p.15
  32. 32. A POSSIBILIDADE DE REALIZAR EXPERIÊNCIAS EDUCACIONAISDIFERENCIADAS VEMDA NECESSIDADE DE RENOVAÇÃO PEDAGÓGICA RECLAMADA POR DIVERSOSEDUCADORES E PELA PRÓPRIA SOCIEDADE, EM CONTRAPOSIÇÃO À PADRONIZAÇÃO

×