Vitaminas

1,273 views

Published on

Material completo sobre vitaminas. Nível vestibular

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
1,273
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
56
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Vitaminas

  1. 1. VITAMINAS  Designação de qualquer substância orgânica que o organismo não consegue produzir e é necessária em pequena quantidade para seu bom funcionamento, já que atuam como cofatores em reações enzimáticas. Suas fontes naturais são os alimentos. 1. HISTÓRICO:• Antes do século 20, as doenças causadas por falta ou excesso de vitaminasnão eram conhecidas.• Em 1906, Frederick G. Hopkins descobriu os “fatores acessórios dosalimentos”.• Em 1911, Casemir Funk descobriu o “fator anti-beribéri”. Como a substânciaera uma amina, ele a denominou “vitalamin”, que acabou sendo modificadapara “vitamin”. Hoje, entretanto, sabe-se que nem toda vitamina tem compostoamina. 2. O QUE SÃO?• Compostos orgânicos de baixo peso molecular – o que faz com que passemlivremente pela membrana plasmática – e que não podem ser sintetizados porhumanos – exceto a vitamina D, sintetizada através do colesterol. Por issodevem ser supridos pela dieta, sendo necessários em pequenas quantidadesno organismo. Ao se tomar o complexo vitamínico, regula-se o metabolismo,estimulando o apetite. São indispensáveis para o organismo, pois participam defunções celulares específicas.Nove hidrossolúveisQuatro lipossolúveis
  2. 2. 3. CLASSIFICAÇÃO DAS VITAMINAS: 4. TIPOS DE FONTES:1 - NATURAIS – Grande variedade; baixa concentração.2 - ARTIFICIAIS – Pouca variedade (nenhuma); alta concentração. 5. PATOLOGIAS RELACIONADAS ÀS VITAMINAS:1 - HIPOVITAMINOSE – Carência de vitaminas ou de grupo de vitaminas nadieta.2 - AVITAMINOSE – Ausência de vitaminas ou de grupo de vitaminas nadieta. Casos graves.3 - HIPERVITAMINOSE – Excesso de vitaminas ou de grupos de vitaminasna dieta.
  3. 3. 6. NECESSIDADES DIÁRIAS MÉDIAS DE VITAMINAS NO ADULTO:7. VITAMINAS HIDROSSOLÚVEIS: Tiamina (Vitamina B1)  Sua forma ativa é o pirofosfato de tiamina (TPP).  Função: É importante em reações de produção de ATP no sistema nervoso, coração, músculos e células do sangue, importante, sobretudo no metabolismo dos carboidratos, auxiliando na oxidação dos mesmos. Estimula o apetite.
  4. 4.  Fontes: Carnes, cereais integrais, batata, peixe, espinafre, nozes, feijão, carne do porco, fermento de padaria, vegetais de folha, etc.  Problemas de Deficiência:  Beribéri: Doença severa caracterizada por neurite periférica aguda ascendente simétrica (paralisia progressiva) associada ou não à insuficiência cardíaca e edema. É dada pela falta de energia no sistema nervoso, resultando numa inflamação dos nervos.  Beribéri pernicioso agudo (fulminante): Predominam a insuficiência cardíaca e as anormalidades metabólicas com poucas evidências de neurite periférica.  Síndrome de Wernicke-Korsakoff: Inicialmente estado de confusão mental, psicose de korsakoff, caracterizada por confabulação e perda de memória recente, e mais tardiamente ocorre o desenvolvimento de sinais neurológicos claros, a encefalopatia de Wernick, caracterizada por nistagmo (movimento rotatório ou oscilatório do globo ocular) e paralisia extra-ocular. Ocorre principalmente em alcoolistas crônicos.  Não há relatos de toxicidade Riboflavina (Vitamina B2)  Formas ativas são FMN e FAD(Flavina Adenina de Nucleotídeos).  Função: Úteis na produção de energia, transportador de elétrons – FAD – em reações de oxirredução no metabolismo energético. Mantém a tonalidade saudável da pele e atua na coordenação motora.  Fontes: Leite, ovos, fígado, língua, alguns peixes, vegetais verdes, vegetais de folha (couve, espinafre), carnes magras, fermento de padaria, etc.  Problemas de Deficiência: dermatite, queilite (inflamação dos lábios), glossite (lesões na língua), estomatite angular (lesões nos ângulos da boca).  Não há relatos de toxicidade. Niacina, PP(Preventiva da Pelagra) ou ácido nicotínico (Vitamina B3)  Formas ativas: NAD+ (transportador de elétrons na respiração celular) e NADP+(transportador de elétrons na fotossíntese).  Função: Coenzima nas reações de oxirredução. Mantém o tônus nervoso e muscular e o bom funcionamento do sistema digestório.
  5. 5.  Pode ser formada, endogenamente, a partir do aminoácido triptofano.  Fontes: Grãos integrais, cereais, leite, fígado, carne magra, levedo de cerveja, ovos.  Problemas de Deficiência:  Pelagra (pele áspera): Caraterizada pelos 3D´s: Dermatite; Diarreia; Demência. Pele eritematosa, seguida de atrofia e hiperpigmentação. Está associada ao alcoolismo crônico.  Não há relatos de toxicidade. Biotina (Vitamina H ou B8)  Função: Coenzima nas reações de carboxilação, transportando CO 2 no metabolismo normal de gorduras e proteínas. Atua no catabolismo energético e na síntese de ácidos graxos e das bases nitrogenadas púricas.  Fontes: Bactérias do TGI (bactérias da flora intestinal), gema do ovo, fígado, nozes, legumes, verduras, etc.  Problemas de Deficiência: são raros, mas a deficiência pode causar dermatite, glossite, fadiga, perda de apetite e náuseas.  Na clara do ovo, existe uma proteína chamada avidina que impede a absorção da biotina.  Não há relatos de toxicidade. Ácido Pantotênico (Vitamina B5)  Função: Melhora a resposta imunológica e é componente da coenzima A. Atua na liberação de energia, com o catabolismo de carboidratos e gorduras.
  6. 6.  Fontes: Ovos, fígado, cereais integrais, peixe, frango, queijo, feijão, flora intestinal, leite e seus derivados, etc.  Problemas de Deficiência: incomuns, pois a B5 está presente na maioria dos alimentos não processados. Entretanto a deficiência pode baixar a resistência às infecções, causar câimbras e fadiga.  Não há relatos de toxicidade. Piridoxina (Vitamina B6)  Função: Coenzima para muitas enzimas especialmente no metabolismo de carboidratos e de aminoácidos(síntese de proteínas). Mantém a pele saudável.  Fontes: Trigo, milho, gema de ovo, fígado, melão, repolho, levedo de cerveja, carnes magras, etc.  Problemas de Deficiência: Glossite, distúrbios nervosos, etc.  Há relatos de toxicidade com sintomas neurológicos. Ácido fólico (Vitamina B9 ou M)  Forma ativa é o Tetraidrofolato (THF ou FH4).  Função: Necessário na síntese de alguns aminoácidos e de bases nitrogenadas (purinas e timidinas). Função importante na hematopoiese, participando na síntese de DNA dos eritrócitos (hemácias).  Toda mulher grávida, geralmente 3 meses antes do parto, dever ingerir a vitamina B9, que atuará na formação do sistema nervoso do bebê.  Fontes: Vegetais de folha verde, fígado, cereais integrais, frutas, bactérias da flora intestinal.  Problemas de Deficiência  Anemia megaloblástica: Tem como consequências um menor transporte de oxigênio no sangue, uma vez que, devido à carência dessa vitamina, as hemácias não perdem o núcleo, ficando com uma forma arredonda, ocasionando uma menor área de contato para a absorção do mesmo.
  7. 7.  Defeitos congênitos (espinha bífida e anencefalia): é uma grave anormalidade congênita do sistema nervoso que se desenvolve nos dois primeiros meses de gestação e representa um defeito na formação do tubo neural. Esses defeitos são uma causa importante de mortalidade infantil. Nos Estados Unidos a incidência é estimada em 1 em cada 1000 recém-nascidos. Uma das lesões congênitas mais comuns da medula espinhal é causada pelo fechamento incompleto da coluna vertebral. Quando isso acontece, o tecido nervoso sai através do orifício, formando uma protuberância mole, na qual a medula espinhal fica sem proteção. É mais comum na região lombo sagrada.  Não há relatos de toxicidade Cobalamina ou Cianocobalina (Vitamina B12)  Função: Atua na síntese de nucleotídeos, especialmente, de hemácias, sendo essencial para a maturação das mesmas.  É sintetizada por microrganismos, NÃO está presente em vegetais.  Os animais a obtêm de sua flora bacteriana ou ingerindo alimentos de origem animal.  O fígado humano armazena um suprimento de B12 para até seis anos, logo, sua deficiência é rara.  Fontes: fígado, leite integral, ovos, ostras, camarão fresco, carnes de porco e frango.  Necessita de um fator intrínseco (glicoproteína) para absorção.  Problemas de deficiência:  Anemia Perniciosa: anemia megaloblástica com sintomas neurológicos (problemas nos nervos devido à falta de oxigênio para o funcionamento ideal do sistema nervoso).
  8. 8.  Sintomas neuropsiquiátricos: confusão mental, depressão, diminuição da função intelectual.  Não há relatos de toxicidade Ascorbato ou Ácido ascórbico (Vitamina C)  Função: Atua como coenzima nas reações de hidroxilação, importante na síntese de colágeno – proteína mais abundante no nosso organismo, uma de suas funções é “segurar” a nossa pele – e possui ação antioxidante (prevenção de doenças crônicas e combate a radicais livres). Possui grande importância no sistema imunológico. Mantêm a integridade dos vasos sanguíneos e a saúde dos dentes.  Fontes: Frutas cítricas, batatas, tomates, fígado e vegetais, pimentão.  Problemas de Deficiência  Escorbuto: é uma doença caracterizada por gengivas doloridas, dentes frouxos, difícil cicatrização. Muito comum na época das grandes navegações, quando, devido aos vários dias sem consumo ideal de vitamina C, os tripulantes acabavam por adquirir a doença. Muitos destes arrancavam suas gengivas e dentes podres com espadas. Percebeu-se, mais tarde, que o limão prevenia-os da doença e estes passaram então a serem constantemente chupados, daí a denominação das embarcações de Navios Limoeiros.  Osteomalacia  Benefícios da suplementação não estão estabelecidos por testes controlados. Relatos de toxicidade incluem nefrolitíase (formação de cálculos renais).
  9. 9. 8. VITAMINAS LIPOSSOLÚVEIS Retinol (Vitamina A)  É uma família de moléculas: retinol fosfato (animais) e - caroteno (vegetais).  Função: Essencial para visão, crescimento, manutenção dos tecidos epiteliais e é antioxidante. Previne resfriados e várias infecções.  Fontes:  Vitamina A pré-formada – fígado, manteiga, leite e gema de ovo.  Carotenos – vegetais amarelos e verde-escuros.  Problemas de:  Deficiência – cegueira noturna, alterações da córnea e da conjuntiva (cegueira permanente), problemas de pele (hiperqueratose), rachaduras no canto da boca, cabelos secos e quebradiços e cefaléia.  Excesso – o retinol é tóxico e pode causar hepatomegalia(aumento do fígado) e alopecia(queda de cabelo). Já os -carotenos não são tóxicos. Calciferol (Vitamina D)  É uma grande exceção nas vitaminas, pois pode ser sintetizada na pele a partir do colesterol.  Função: Responsáveis pela regulação dos níveis séricos de Ca+2: diminuição da perda de Ca+2 ou aumento de sua reabsorção óssea. Atua no metabolismo do fósforo e, principalmente, do cálcio – através da manutenção dos níveis plasmáticos do mesmo por: aumentar a captação de cálcio pelo intestino, minimizar a perda dele pelo rim e estimular a reabsorção óssea quando necessário – , o que faz com que ela mantenha os ossos e dentes em bom estado.  A síntese de vitamina D é dada pela radiação ultravioleta. (10 minutos por dia já são suficientes)  Fontes: Óleo de peixe e de fígado de bacalhau, fígado e gema de ovo.
  10. 10.  Problemas de:  Deficiência – ossos flexíveis e maleáveis.  Raquitismo e deformações ósseas (crianças) e osteoporose (adultos).  Excesso – alta toxicidade (mais tóxica), causando anorexia, náuseas, vômitos, cefaleia e depressão. Tocoferol (Vitamina E)  Forma mais ativa é o - tocoferol.  Função primária como antioxidante, prevenindo a oxidação orgânica pelo oxigênio molecular e pelos radicais livres. Promove a fertilidade, evitando a esterilidade em homens e prevenindo o aborto nas mulheres. Atua no sistema nervoso involuntário, no sistema muscular e nos músculos involuntários.  Fontes: Óleos vegetais são fontes ricas, enquanto que fígado e ovos contêm quantidades moderadas.  Problemas de:  Deficiência – gera membranas celulares anormais, é mais restrita a bebês prematuros. Fragilidade eritrocitária leva à anemia hemolítica.  Excesso – toxicidade muito baixa. Filoquinona (Vitamina K)  Vem do alemão Koagulation.  Função: É necessária na síntese hepática de protrombina, ou seja, é importante para a coagulação.  Fontes: Alface, couve-flor, espinafre, gema de ovo, bactérias intestinais (síntese significativa).  Problemas de:  Deficiência – problemas de coagulação.  Excesso – não há relatos, mas pode produzir sudorese.

×