Exercicio de sociologia e filosofia

24,595 views

Published on

Prof. Paulo Fernando

Published in: Education
1 Comment
3 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
24,595
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
739
Comments
1
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Exercicio de sociologia e filosofia

  1. 1. EXERCICIO DE SOCIOLOGIA 01. No Brasil a preocupação com a cidadania se revela em alguns dos elementos abaixo, com exceção do (a): a) igualdade de todos perante a lei; b) inclusão dos deficientes na sociedade; c) estatuto do idoso; d) estatuto da criança e do adolescente; e) os fichas – sujas poderem se candidatar as eleições. 02. O conjunto de valores sociais e culturais praticados por um grupo social, instituição ou uma sociedade pode ser definido como: a) ética; b) política; c) cidadania; d) anomia; e) apatia. 03. O principio de condução de um grupo social, instituição ou sociedade baseado numa determinada filosofia de governo e ou ideia pode ser definido como: a) corrupção; b) nepotismo; c) discriminação racial; d) política; e) anomia. 04. Empregar parentes na administração publica, sem concurso, é uma pratica dos políticos brasileiros, que recebe o nome de: a) ação afirmativa; b) terceiro setor; c) nepotismo; d) prevaricação; e) discriminação racial; 05. Numa sociedade democrática temos a esfera publica, onde se localiza o Estado e seus poderes, no Brasil o poder executivo federal é exercido: a) pela câmara de vereadores; b) pelo governador do DF; c) pelo senado federal; d) pelo STF; e) pelo presidente da republica. 06. São exemplos de organizações privada sem fins lucrativos que se estabelecem fora do mercado de trabalho e do governo, com exceção da (o): a) OAB; b) ABI; c) CNBB; d) UNE; e) GUARDA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO. 07. Os grupos sociais têm por objetivo: a) substituir o papel da família; b) complementar o papel da família; c) ocupar o espaço da policia; d) ofertar empregos públicos; e) destruir as regras estabelecidas. 08. Qual dos elementos abaixo não representa a solidariedade orgânica dos grupos sociais? a) pluralidade de indivíduos; b) organização; c) interação social; d) objetividade e exterioridade; e) conflito. Exercício de Sociologia - Movimentos Sociais. 9. Sobre os Movimentos Sociais é correto afirmar que:
  2. 2. a) São ações de determinados grupos sociais, com objetivos de mudanças sociais, radicais ou reformistas. b) São organizações clandestinas que lutam por uma revolução mundial. c) Os movimentos sociais são ações coletivas ligadas apenas a questões econômicas. d) São mobilizações feitas em todo o mundo, com objetivo de mudar os padrões sociais e estéticos do planeta. e) Todas as alternativas estão corretas. 10. (UNIMEP-SP) O Hip Hop é um movimento cultural juvenil presente em diferentes metrópoles mundiais. Historicamente ele surgiu no bairro do Bronx nova-iorquino. No final dos anos 1970, jovens afro-americanos e caribenhos tiveram participação decisiva em sua constituição. A dança Break a arte visual materializada no grafite e o rap como expressão poético-musical integraram-se como parte do sistema cultural juvenil em construção. José Carlos Gomes da Silva. Arte e Educação: a experiência do movimento Hip Hop paulistano. No Brasil, o movimento Hip Hop apareceu no início dos anos 1990, representando: a) as reivindicações da juventude de classe média negra urbana. b) a organização de gangues criminosas. c) a articulação do movimento jovem com partidos políticos. d) a partir da arte, denúncia das dificuldades da pobreza e das práticas de discriminação étnica. e) reivindicação de participação política da juventude moradora da periferia dos grandes centros. 11. (U.E. Londrina - PR) Diversos movimentos sociais emergiram nos anos 1990, no Brasil, e na América Latina (Movimento dos Sem Terra, Zapatistas, Piqueteros, entre outros). Apesar de suas diferenças políticas, sociais e ideológicas, esses movimentos combatem o caráter concentrador de riqueza praticado por governos apoiados em políticas econômicas de estabilização monetária apresentadas como anti-inflacionárias, que dão primazia ao pagamento da dívida externa por meio do superávit primário. Tais políticas econômicas são também denominadas: a) Nacional-desenvolvimentistas, por priorizarem o desenvolvimento da indústria de capital nacional em detrimento dos investimentos estrangeiros. b) De bem-estar social, por priorizarem o estabelecimento de um grande pacto social entre as classes e os grupos sociais nacionais, como forma de gerir responsavelmente o fundo público. c) Neoliberais, pois, em nome do desenvolvimento do país, priorizam os interesses econômicos e políticos de frações sociais ligadas ao capital financeiro nacional e internacional. d) Nacional-populistas, pois, como no governo de João Goulart, voltam-se para a ampliação dos direitos sociais e trabalhistas, beneficiando milhões de trabalhadores em condições precárias de trabalho. e) De Planificação Estatal, uma vez que se encontram estruturadas em torno do princípio de crescer para redistribuir, opondo, assim, o Estado Nacional ao livre- comércio global. 12. (U.E. Londrina - PR) “Era a manhã ensolarada do dia 1º de maio de 1980, e as pessoas que haviam chegado ao centro de São Bernardo do Campo para a comemoração da data se depararam com a cidade ocupada por 8 mil policiais armados, com ordens de impedir qualquer concentração. Já desde as primeiras horas daquele dia as vias de acesso estavam bloqueadas por comandos policiais que vistoriavam ônibus, caminhões e automóveis [...]. Pela manhã, enquanto um helicóptero sobrevoava os locais previstos para as manifestações, carros de assalto e brucutus exibiam a disposição repressiva das forças da ordem” (SADER, Eder. Quando novos personagens entram em cena. São Paulo: Paz e Terra, p27.) Com base nos conhecimentos sobre a história recente do Brasil, é correto afirmar que, nesse episódio, o autor se refere ao: a) Movimento estudantil, que lutava contra a reforma universitária de perfil privatista, implantada pelo governo João Figueiredo.
  3. 3. b) Movimento operário, que lutava contra a ditadura militar, contra o arrocho salarial e pela democratização do país. c) Movimento das panelas vazias, que, apesar de o país já se encontrar plenamente democratizado, restringia sua luta à reposição das perdas salariais devido ao arrocho imposto na década anterior pelo regime militar. d) Movimento dos desempregados, constituído no processo de abertura política, e que sustentava a bandeira do pleno emprego. e) Movimento camponês, que, embora se constituísse numa força política emergente dos escombros do regime militar, mostrava grande capacidade de mobilização das classes médias urbanas. 13. (U.F Uberlândia - MG) A década de 1980 representou o apogeu dos movimentos sociais no Brasil. No entanto, com o fim do bipartidarismo (1979) e o processo de abertura política e redemocratização, novos atores sociais entraram em cena com repercussão para os movimentos sociais. Questões como a autonomia dos movimentos e a atuação de agentes externos emergiram no cenário político. Sobre o feminismo como movimento social contemporâneo, marque a alternativa correta. a) A multiplicidade de identidades contidas no movimento feminista implica um conceito difuso de feminismo e impossibilidade de sua operacionalização. b) O novo movimento feminista nasceu na ditadura militar, tinha um caráter quase privado e era bastante homogêneo. Ganhou fôlego a partir das organizações e manifestações de 1975. Ainda assim, só ganhou espaço como objeto de pesquisa em instituições acadêmicas no fim dos anos 1990. c) A nova realidade dos movimentos feministas estaria bastante marcada pelas conquistas da década de 1980 e, atualmente, se configuraria mais segundo à profissionalização do movimento por meio da relação com ONG s, preocupadas com a expressão do feminismo na virada do século. d) A primeira tendência do feminismo no Brasil, na década de 1930, enfatizava a ampliação dos direitos da mulher à cidadania plena por meio do sufrágio universal, ao mesmo tempo em que questionava a opressão da mulher e defendia uma igualdade total nas relações de gênero. 14 – Leia, atentamente, um trecho da música “Pacato Cidadão”, da Banda Skank: Pacato Cidadão Pacato cidadão te chamei atenção não foi a toa não C’ est finila utopia, mas a guerra todo dia, dia a dia não Tracei a vida inteira planos tão incríveis tramo a luz do Sol Apoiado em poesia e em tecnologia agora à luz do Sol Pra que tanta tevê tanto tempo pra perder Qualquer coisa que se queira saber querer Tudo bem, dissipação de vez em quando é bom Misturar o brasileiro com o alemão. Pacato cidadão da civilização SKANK -www.letrasdemusicas.com.br O trecho da letra da música “Pacato cidadão”, do Skank, a) apresenta as condições necessárias para que uma pessoa possa ser considerada cidadã. b) chama a atenção do indivíduo apático a tudo o que acontece em seu país, e o convoca à participação. c) denuncia o desrespeito da população e das autoridades aos direitos políticos e sociais em geral. d) mostra como funciona uma sociedade em que as pessoas têm consciência de seus direitos e deveres. 15. (PITÁGORAS) Leia o texto seguinte: O que Gandhi, Jesus, Madre Teresa, Martin Luther King tinham em comum? Todos vieram de uma origem pobre, sem recursos, sem poder político ou financeiro. Porém todos eles geraram grandes revoluções em seus segmentos respectivos! Como? A
  4. 4. maioria das pessoas acredita que pra mudar a vida dos outros ou a sua própria vida, é necessário ter grandes poderes, grandes conquistas, só assim eles terão sua opinião ouvida. O que esses grandes líderes ensinaram é que muitas vezes a Autoridade é maior que o Poder. http://ethnos.wordpress.com/2007/01/11/a utoridade-e-poder/ O texto nos permite compreender que: a) a capacidade de liderança dos personagens citados foi conseguida principalmente porque eles tinham grandes poderes. b) quem tem um grande poder está habilitado a conseguir conquistar e promover mudanças, mesmo que não tenha autoridade. c) Gandhi, Jesus, Madre Teresa e Martin Luther King conseguiam influenciar os outros por meio de sua capacidade de liderança. d) o poder é algo involuntário e o seu exercício pressupõe o emprego da força e a negociação entre as partes. 16. (MACKENZIE) Leia o texto: "Este Brasil onde aparentemente não cabem os 150 milhões de habitantes das estatísticas demográficas é assim por descaso. Com a produção agrícola atual, poderia alimentar 300 milhões de pessoas. Nada, em sua economia, impede que sejam gerados 9 milhões de empregos de emergência. Se a posse da terra fosse democratizada de maneira rápida e decidida, abriria lugar para 12 milhões de famílias. Se as coisas assim acontecessem, 32 milhões de pessoas que estão passando fome teriam comida, pelo menos comida (...)" (Herbert de Souza -"Reflexões para o futuro" - Revista VEJA "25 anos") Nos últimos anos, importante campanha relacionada com o texto acima vem ocorrendo no Brasil, cuja denominação é: a) Ação da Cidadania contra Fome e Miséria e pela Vida. b) Campanha pela Reforma Agrária da Contag. c) Movimento de Geração de Emprego do SEBRAE. d) Campanha de Aumento da Produção Agrícola. e) Frente Nacional pela Paz no Campo e na Cidade. A Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida é um movimento de ação social no Brasil. Entre os seus objetivos encontram-se o fomento da mobilização de todos os segmentos da sociedade brasileira na busca de soluções para as questões da fome e da miséria, visando realizar o sonho de um país sem fome, sem miséria, onde todos tenham direitos de cidadania, onde a justiça seja mais do que uma palavra e que a integração social seja mais fato do que discurso. Desde 1993, a Ação da Cidadania visa estimular a participação cidadã na construção e melhoria das políticas públicas sociais. Para esse fim, é essencial a co-responsabilização da sociedade na luta. O movimento atua através de comitês locais: cidadãos solidários que se mobilizam para disseminar esses ideais por toda a nação. Todos os estados brasileiros têm comitês regionais da Ação da Cidadania e promovem ações conjuntas integradas pela coordenação nacional, com sede no Rio de Janeiro. Os comitês locais atuam junto às famílias, promovendo ações assistenciais e de mobilização das comunidades na luta pela conquista dos direitos sociais. Formados por voluntários, os comitês promovem, individualmente e por iniciativas próprias, projetos nas mais diversas áreas, como a doação de alimentos, a geração de emprego e renda, educação, creches, esporte e lazer, arte e cultura, saúde, assistência à população de rua e outras. 17. (CNDL) Leia o texto abaixo. [...] é um tipo de ação de intervenção no contexto social para responder a problemas reais onde o jovem é sempre o ator principal. É a forma superior de educação para a cidadania não pelo discurso das palavras, mas pelo curso dos acontecimentos. [...] significa, tecnicamente o jovem participar como ator principal em ações que não dizem respeito à sua vida privada, familiar e afetiva, mas a problemas relativos ao bem comum, na escola, na comunidade ou na sociedade ampla.
  5. 5. (Livro de Sociologia Ensino Médio. vol. 1 Coleção Pitágoras, p. 19) O texto refere-se à (ao): a) protagonismo juvenil b) alienação juvenil c) comodismo juvenil d) apatia juvenil e) desmobilização juvenil 18. (Uncisal 2012) Leia o texto abaixo. Como valor universal, os direitos humanos justificam ações políticas e intervenções militares internacionais e, paradoxalmente, influenciam movimentos sociais de dimensão universal ou regional e local. Os movimentos sociais produzem conflitos, ampliam os espaços de participação e procuram novas formas de organização social. (Sólon Eduardo Viola. Movimentos Sociais e Direito –adaptado) Com referência aos novos movimentos sociais, qual opção se apresenta como incorreta? a) As questões ambientais se inserem efetivamente no conjunto de temas abordados pelos novos movimentos sociais, assim como questões relativas à situação das mulheres, os direitos dos homossexuais e as questões étnicas e raciais. b) Os novos movimentos sociais refletem a complexidade das relações existentes no mundo globalizado, considerando as diversidades e evitando assumir posições políticas contestatórias e/ou polêmicas. c) Os atuais movimentos sociais lutam por uma cidadania universal por meio da extensão dos direitos de cidadania a todos os indivíduos que compõem a sociedade. d) A busca de reconhecimento identitário é uma das marcas mais visíveis dos novos movimentos sociais. e) Os avanços tecnológicos e o barateamento dos meios de transporte potencializam as ações dos movimentos sociais. As redes sociais ampliaram os fóruns de discussão, unindo ativistas de vários segmentos com ideias semelhantes e tornando mais visível a conexão entre os problemas locais e suas fontes globais. 19. (Upe 2011) Dentre os principais autores que articularam a Sociologia em sua fase inicial de desenvolvimento, está correto citar os nomes de: a) Karl Marx e Michel Foucault. b) Augusto Comte e Émile Durkheim. c) Max Weber e Augusto Comte. d) Descartes e Aristóteles. e) Émile Durkheim e Platão. 20. (Unicentro 2011) Os novos movimentos sociais são diferentes das ações coletivas de antes, por eles politizarem a esfera privada e tornarem públicas as problemáticas das minorias sociais. Assim, dentre esses movimentos, destacam-se aqueles que: a) envolvem negros, indígenas, sem-terra e sem-teto. b) determinam a opinião pública sobre as questões ecológicas. c) produzem discussões locais e regionais, não abarcando questões globais. d) se desenvolvem a partir do controle do Estado e dos partidos políticos. e) realizam pressão política, apoiando contestação da política econômica, e lutam por melhores salários. 21. (Uema 2011) No Brasil, segundo Juliana Tavares (In: Revista Sociologia. São Paulo: Escala, ano 1, nº 3, 2007), o custo do fracasso das mobilizações sociais e as tentativas de mudanças sociais evidenciam a questão do desemprego, da violência institucional e do agravamento no processo de marginalização. Nesse contexto, o povo convive e se acomoda pacificamente com a miséria cotidiana, sem perspectiva de mudança. A partir desse raciocínio, identifique os conceitos sociológicos relacionados a movimentos sociais no Brasil a) Cidadania; indústria cultural; identidade; individualismo; resistência social. b) Participação política; violência; desmobilização; alienação; individualismo. c) Ideologia; participação política; cidadania; identidade; projeto político.
  6. 6. d) Identidade; comportamento de massa; propriedade; cidadania; alienação. e) Projeto político; cidadania; propriedade; alienação; identidade. 22. (Simulado ENEM/Terra) Observe as imagens. A análise relacionando as duas imagens, foto 1 em uma pequena cidade e foto 2 em uma metrópole, permite afirmar que: a) nas últimas décadas, tem ocorrido a valorização econômica do transporte, utilizando-se cada vez mais a energia animal e a humana. b) na imagem 2, observa-se a completa autonomia econômica e social do homem, diferentemente do que ocorre com a figura 1. c) o crescimento do uso dos transportes com energia animal e humana evidencia a preocupação ecológica com transportes não poluentes. d) a precarização da vida e do trabalho e a informalidade se mantêm mesmo com os avançados progressos econômicos e tecnológicos. e) nas pequenas cidades, predomina o trabalho formal e nas grandes cidades (metrópoles) predomina trabalho informal.
  7. 7. EXERCICIO DE FILOSOFIA 1. René Descartes, francês é considerado o pai da Filosofia Moderna. Seu início de atividade foi marcado por um ceticismo evidente ao mesmo tempo, ansiava conhecer a partir de suas faculdades racionais. Descartes procurou sistematizar seu pensamento através de um método eficaz a partir do qual seria possível conhecer. Sobre Descartes assinale a única alternativa correta. a) A única certeza que tinha era a ausência de dúvidas. b) Não tinha metodologia em suas pesquisa. c) Era empirista convicto. d) Criou um método universal para encontrar a verdade. (Mecanicismo). 2. René Descartes é considerado um dos pais da Filosofia Moderna. Afirmava que, para conhecermos a verdade, é preciso colocarmos todos os nossos conhecimentos em dúvida. Aplicando a dúvida metódica, chegou à célebre conclusão: A) Duvido, logo, conheço; B) Penso, logo, existo; C) Penso, logo, conheço; D) Duvido, logo, existo; E) Penso, logo, sei. 3. “E quando considero que duvido, isto é, que sou uma coisa incompleta e dependente, a ideia de um ser completo e independente, ou seja, de Deus, apresenta- se a meu espírito com igual distinção e clareza; e do simples fato de que essa ideia se encontra em mim, ou que sou ou existo, eu que possuo esta ideia, concluo tão evidentemente a existência de Deus e que a minha depende inteiramente dele em todos os momentos da minha vida, que não penso que o espírito humano possa conhecer algo com maior evidência e certeza”. (DESCARTES, René. Meditações. Trad. de Jacó Guinsburg e Bento Prado Júnior. São Paulo: Nova Cultural, 1996. p. 297-298.) Com base no texto, é correto afirmar: a) O espírito possui uma ideia obscura e confusa de Deus, o que impede que esta ideia possa ser conhecida como evidência. b) A ideia da existência de Deus, como um ser completo e independente, é uma consequência dos limites do espírito humano. c) O conhecimento que o espírito humano possui de si mesmo é superior ao conhecimento de Deus. d) A única certeza que o espírito humano é capaz de provar é a existência de si mesmo, enquanto um ser que pensa. e) A existência de Deus, como uma ideia clara e distinta, é impossível de ser provada.

×