Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Linguagem de programação 
Pascal
Introdução 
• Pascal é uma linguagem de programação estruturada, que recebeu este nome em 
homenagem ao matemático Blaise ...
• Pascal originou uma enorme gama de dialetos, podendo também ser considerada 
uma família de linguagens de programação. G...
Conceitos-chave
Programa 
Conjunto de instruções organizadas de uma forma lógica 
que permite ao computador executar tarefas que lhe são ...
Programa-fonte 
É o texto que nós escrevemos numa linguagem de 
programação.
Programa-objeto 
É o programa que se obtém depois de se ter traduzido o 
programa-fonte.
Fases da elaboração de um programa
1- Definição do problema 
• Definir o problema de forma clara e completa.
2- Planificação da resolução 
• Aqui, há a considerar diversas estratégias de abordagem aos 
problemas e diversos métodos ...
3- Codificação 
• Trata-se de transpor as indicações do algoritmo para as 
instruções numa linguagem de programação.
4- Testes e depuração 
• Após o código do programa, há que testá-lo com diversos 
tipos de dados e em diferentes situações...
5- Documentação 
• A documentação do programa pode ser de dois tipos, 
dirigindo-se a dois tipos de destinatários: program...
6- Manutenção 
• Esta fase diz respeito a possíveis alterações que sejam 
necessárias fazer ou aperfeiçoamentos que se rev...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Linguagem de Programação Pascal

995 views

Published on

Conceitos básicos acerca da linguagem de programação Pascal

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Linguagem de Programação Pascal

  1. 1. Linguagem de programação Pascal
  2. 2. Introdução • Pascal é uma linguagem de programação estruturada, que recebeu este nome em homenagem ao matemático Blaise Pascal. Foi criada em 1970 pelo suíço Niklaus Wirth, tendo em mente encorajar o uso de código estruturado. • O próprio Niklaus Wirth diz que Pascal foi criada simultaneamente para ensinar programação estruturada e para ser utilizada na sua fábrica de software. Simultaneamente, a linguagem reflete a liberação pessoal de Wirth das restrições impostas após ao seu envolvimento com a especificação de ALGOL 68, e sua sugestão para essa especificação, o ALGOL W.
  3. 3. • Pascal originou uma enorme gama de dialetos, podendo também ser considerada uma família de linguagens de programação. Grande parte do seu sucesso deve-se à criação, na década de 1980, da linguagem Turbo Pascal, inicialmente disponível para computadores baseados na arquitetura 8086 (com versões para 8080 no seu início). • Pascal é normalmente uma das linguagens de escolha para ensinar programação, junto com Scheme, C e Fortran. Comercialmente, a linguagem foi sucedida pela criação da linguagem Object Pascal, atualmente utilizada nos IDEs Embarcadero Delphi (Object Pascal), Kylix e Lazarus. Academicamente, os seus sucessores são as linguagens subsequentes de Niklaus Wirth: Modula-2 e Oberon. A partir da versão 2005, o Delphi passou a referir-se à sua linguagem de programação como Delphi Language.
  4. 4. Conceitos-chave
  5. 5. Programa Conjunto de instruções organizadas de uma forma lógica que permite ao computador executar tarefas que lhe são pedidas.
  6. 6. Programa-fonte É o texto que nós escrevemos numa linguagem de programação.
  7. 7. Programa-objeto É o programa que se obtém depois de se ter traduzido o programa-fonte.
  8. 8. Fases da elaboração de um programa
  9. 9. 1- Definição do problema • Definir o problema de forma clara e completa.
  10. 10. 2- Planificação da resolução • Aqui, há a considerar diversas estratégias de abordagem aos problemas e diversos métodos de representação de um esquema – algoritmo – que conduz à solução.
  11. 11. 3- Codificação • Trata-se de transpor as indicações do algoritmo para as instruções numa linguagem de programação.
  12. 12. 4- Testes e depuração • Após o código do programa, há que testá-lo com diversos tipos de dados e em diferentes situações, de modo a poderem detetar-se eventuais erros, falhas ou omissões.
  13. 13. 5- Documentação • A documentação do programa pode ser de dois tipos, dirigindo-se a dois tipos de destinatários: programadores e utilizadores. Para os programadores a documentação pode, em grande parte, ser incluída no próprio código e visa a facilitar a sua compreensão e a sua eventual retoma para alterações ou melhoramentos. Para os utilizadores a documentação visa facilitar a aprendizagem relativa ao modo de operar com o programa.
  14. 14. 6- Manutenção • Esta fase diz respeito a possíveis alterações que sejam necessárias fazer ou aperfeiçoamentos que se revelem úteis.

×