Marketing com Significado

1,120 views

Published on

Material utilizado na aula sobre Marketing com Significado realizada no curso P4B - Planning for Branding da ESPM.

Published in: Marketing

Marketing com Significado

  1. 1. Marketing com Eric Eustáquio Significado Curso: P4B - Planning for Branding ESPM - 03/12/2014
  2. 2. BOAS VINDAS
  3. 3. O UTÓPICO Eric Eustáquio Co-Fundador Empreendedor de Sonhos Utopia - Movimento de Empatia Coletiva
  4. 4. BLOW MINDS Intenção de hj
  5. 5. https://www.youtube.com/watch?v=pvkUp_A06WQ
  6. 6. ACORDOS OS QUATRO
  7. 7. JORNADA A NOSSA
  8. 8. PARTE 1
  9. 9. The Big Bang THEORY
  10. 10. https://www.youtube.com/watch?v=YlFegS94sZ0
  11. 11. "UMA INTENÇÃO SEM CONTRIBUIÇÃO É CEGA. UMA CONTRIBUIÇÃO SEM INTENÇÃO É IMPOTENTE" COREY KEYES
  12. 12. JORNADA SEGUINDO NOSSA
  13. 13. Período PALEOLÍTICO
  14. 14. Período NEOLÍTICO
  15. 15. Revolução AGRÍCOLA
  16. 16. Revolução INDUSTRIAL
  17. 17. Revolução DIGITAL
  18. 18. E O QUE VEM POR AÍ?
  19. 19. PARTE 2 SUDDENLY
  20. 20. FORDISMO
  21. 21. EMPRESOCENTRISMO
  22. 22. centrismo EGO
  23. 23. o TER construindo o SER
  24. 24. OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA
  25. 25. OVERSHOOTEstamos passando dos limites?
  26. 26. ALGUNS NÚMEROS
  27. 27. Crescimento da população mundial
 A população mundial cresce exponencialmente desde a Revolução Industrial.
 
 Atualmente, o índice de crescimento vem caindo, mas essa curva ainda ocorre de forma extremamente lenta. Fonte: The Great Green Technological Transformation, United Nations, 2011
  28. 28. Crescimento da produção industrial mundial
 Acompanhando o aumento populacional, a produção industrial mundial, nos últimos 25 anos, cresceu em média 2,9% ao ano, dobrando de tamanho em 25 anos.
 
 O crescimento da renda per capita foi mais lento devido ao crescimento da população: 1,3% ao ano, dobrando de tamanho em 55 anos. Fonte: Limits to Growth: the 30 years update – Donella Meadows, Jorgen Randers e Dennis Meadows
  29. 29. Aumento da concentração de Dióxido de Carbono na Atmosfera 
 Em aproximadamente 250 anos, a concentração de dióxido de carbono na atmosfera aumentou de 270ppm para mais de 370ppm.
 
 O principais causadores disso no mundo são os combustíveis fósseis, emissões industriais e o desmatamento. ppm – partes por milhão Fonte: The Great Green Technological Transformation, United Nations, 2011
  30. 30. Aumento do consumo global de energia 
 Combustíveis fósseis e fontes não renováveis em geral têm apresentado crescimento exponencial desde a revolução industrial.
 
 No século XX, as taxas de crescimento aumentaram de forma significativa. Fonte: The Great Green Technological Transformation, United Nations, 2011
  31. 31. Disparidades Globais 
 A distribuição global de riquezas e oportunidades é extremamente ruim. Os 20% mais ricos da população mundial controlam mais de 80% da produção e usam 60% da energia comercial existente. Fonte: Limits to Growth: the 30 years update – Donella Meadows, Jorgen Randers e Dennis Meadows
  32. 32. 50% DA RIQUEZA MUNDIAL ESTÁ CONCENTRADA NAS MÃOS DE 85 PESSOAS Fonte: "Even it up. Time to end extreme inequality” - OXFAM / 2014
  33. 33. No Brasil são + 3 MILHÕES de pessoas em domicílios com renda per capita inferior à linha de extrema pobreza (ou indigência, ou miséria). Fonte: IPEA-DATA/2014
  34. 34. No Estado do Rio este nº chega a 565 MIL pessoas Fonte: IPEA-DATA/2014Foto : Bairro de Japeri, Zona Norte do RJ
  35. 35. 10 Maracanãs LOTADOS
  36. 36. https://www.youtube.com/watch?v=PlYSIJ04bvo
  37. 37. QUALQUER SEMELHANÇA NÃO É MERA COINCIDÊNCIA
  38. 38. Mas o que isso tem a ver com BRANDING e MARKETING?
  39. 39. EMPRESOCENTRISMO & EGOCENTRISMO & BRANDING & MARKETING
  40. 40. EGOcentric BRANDING
  41. 41. “Conjunto de estratégias que objetivam a construção de uma marca junto ao mercado. O branding diz respeito a criar estruturas mentais e ajudar o consumidor a organizar seu conhecimento sobre produtos e serviços, de forma que torne sua tomada de decisão mais esclarecida e, nesse processo, gere valor à empresa.” “Conjunto(de(estratégias(que(obje3vam(a(construção(de( uma(marca(junto(ao(mercado.(O(branding(diz(respeito(a( criar( estruturas( mentais( e( ajudar( o( consumidor( a( organizar(seu(conhecimento(sobre(produtos(e(serviços,( de( forma( que( torne( sua( tomada( de( decisão( mais( esclarecida(e,(nesse(processo,(gere(valor(à(empresa.”( ( ( ( ( ((((((((((Kotler(e(Keller(
  42. 42. Se utiliza do Marketing a fim de influenciar pessoas em relação à atitudes e percepções sobre uma marca. Se#u%liza#do#Marke%ng#a#fim#de# influenciar)pessoas)em#relação#à# a-tudes#e#percepções)sobre# uma#marca.# Paul#Isakson# Senior#Strategic#Planner# space150#
  43. 43. O propósito central do branding é que a marca possua mais clientes que comprem mais produtos por mais anos por um preço mais alto. Marty&Neumeier& & NeutronLLC&& Autor&do&livro&“The&Brand&Gap”&
  44. 44. EGOcentric MARKETING
  45. 45. Marketing é o processo de planejamento e execução quanto a concepção, preço, promoção e distribuição de ideias, bens e serviços, organizações e eventos para criar trocas que venham a satisfazer objetivos individuais e organizacionais. American Marketing Association Marketing voltado para o valor é uma filosofia empresarial que se concentra em desenvolver e entregar um valor superior aos clientes como modo de alcançar os objetivos de uma organização. Gilbert Churchill Jr. e Paul J. Peter Marketing é o processo social e gerencial pelo qual indivíduos e grupos obtêm aquilo que desejam e de que necessitam, criando e trocando produtos e valores uns com os outros. Philip Kotler Marketing é um processo amplo que fornece a direção necessária para a produção e ajuda a assegurar que bens e serviços adequados serão fornecidos e encontrarão seu caminho até os consumidores. Jerome McCarthy eWilliam Perreault
  46. 46. Refresh Plano de MARKETING Foto By: Len Matthews
  47. 47. Avaliação de Oportunidades de Mercado Avaliação de Recursos da Empresa Determinação das Ofertas da Empresa Seleção do Público-Alvo Avaliação das Ofertas Competitivas Posicionamento do Produto Implementação e controle do Programa de Marketing Determinação do Composto de Produto Determinação de Preço Determinação do Composto de Promoção Determinação do Composto de Distribuição
  48. 48. A Iniciativa Privada (MARCAS) é apontada como a principal causadora deste colapso.
  49. 49. Porém, o BRANDING e o MARKETING NÃO são os vilões. O vilão é o FIM ao qual atualmente servem.
  50. 50. CONVENCER
  51. 51. SHOW ME THE MONEY https://www.youtube.com/watch?v=OaiSHcHM0PA
  52. 52. MAS EXISTE UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL
  53. 53. PARTE 3 LUCKILY
  54. 54. ERA DE MUDANÇAS
  55. 55. MUDANÇA DE ERA
  56. 56. MUDANÇA DE MINDSET
  57. 57. DESENVOLVIMENTO 
 É aquele que atende às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem às suas próprias necessidades. 
 “Nosso Futuro Comum”, o Relatório de Brundtland (1987) SUSTENTÁVEL
  58. 58. • Economicamente viável • Socialmente justo • Ambientalmente correto Triple Bottom Line Fonte: Dialog Consultoria
  59. 59. PENSAMENTO SISTÊMICO Fonte: Dialog Consultoria
  60. 60. https://www.youtube.com/watch?v=4qmlJvytsBU
  61. 61. POWER CROWD
  62. 62. FOTO: HONG KONG / SET 2014
  63. 63. CONVENCER
  64. 64. CO-VENCER
  65. 65. CONCORRER
  66. 66. CO-CORRER
  67. 67. RETORNO SOBRE O INVESTIMENTO R.O.I.
  68. 68. R.O.I. INSPIRAÇÃO RETORNO SOBRE A
  69. 69. PRA POUCOS VALOR ($)
  70. 70. COMPARTILHADO VALOR
  71. 71. COMPARTILHADO VALOR 
 Envolve a geração de valor econômico de forma a criar também valor para sociedade (com o enfrentamento de suas necessidades e desafios) 
 “Creating Shared Value" - Michael E. Porter and Mark R. Kramer / Harvard Business Review - 2011
  72. 72. COMPARTILHADO VALOR 1. Reconceber produtos e mercados 
 “Creating Shared Value" - Michael E. Porter and Mark R. Kramer / Harvard Business Review 2. Redefinir a produtividade na cadeia de valor 3. Promover o desenvolvimento de clusters locais
  73. 73. ESCASSEZ
  74. 74. ABUNDÂNCIA
  75. 75. centrismo EGO
  76. 76. ECO CENTRISMO
  77. 77. NARRATIVA
  78. 78. FAZERTIVA
  79. 79. VENDER IDEIAS
  80. 80. TROCAR IDEIAS
  81. 81. REVOLUÇÃO
  82. 82. EVOLUÇÃO
  83. 83. EVOLUÇÃO COMEÇA COM UMA CAUSA
  84. 84. QUIDIDADE Arquimedes
  85. 85. MÁGICA Walt Disney
  86. 86. LUA Kennedy
  87. 87. PORQUÊ Nietzche
  88. 88. DESDE OS PRIMÓRDIOS DO PENSAMENTO HUMANO, O PROPÓSITO TEM SIDO GUIA, INSPIRAÇÃO E RAZÃO PARA CRERMOS EM ALGO MAIOR.
  89. 89. https://www.youtube.com/watch?v=POfQlg0V0Cc
  90. 90. Pois as pessoas não compram o que vendemos, compram o porquê vendemos!
  91. 91. “Na intercecção dos talentos do indivíduo com as necessidades do mundo é onde se encontra a vocação" (do latim vocare, que significa “chamar") Arquimedes
  92. 92. Por que não levar um PROPÓSITO mais ECOCENTRISTA ao BRANDING e ao MARKETING ?
  93. 93. BENS DE CONSUMO
  94. 94. CONSUMO DO BEM
  95. 95. CAPITALISMO
  96. 96. CAPITALISMO CONSCIENTE
  97. 97. SIGNIFICADO MARKETING COM
  98. 98. A EVOLUÇÃO JÁ COMEÇOU
  99. 99. https://www.youtube.com/watch?v=POfQlg0V0Cc
  100. 100. http://outras-palavras.net/outrasmidias/?p=28966 https://www.facebook.com/groups/freeyourstuff/?fref=ts
  101. 101. BROWNIE SUSTENTABILI
  102. 102. IMERSÃO TECNO-ESPIRITUAL
  103. 103. "UMA UTOPIA É UMA POSSIBILIDADE QUE PODE EFETIVAR-SE NO MOMENTO EM QUE FOREM REMOVIDAS AS CIRCUNSTÂNCIAS PROVISÓRIAS QUE OBSTAM À SUA REALIZAÇÃO.” ROBERT MUSIL
  104. 104. Movimento de Empatia Coletiva
  105. 105. PROPÓSITO Colaborar com a redução da Desigualdade Social por meio de Encontros "mão na massa” onde afloram Experiências Inter-relacionais Transformadoras.
  106. 106. COMO O MOVIMENTO GANHA VIDA?
  107. 107. ENCONTRO
  108. 108. Moradores e Lugares carentes de transformações sociais ENCONTRO
  109. 109. Qualquer pessoa que queira visitar e colaborar com a transformação social de um lugar Moradores e Lugares carentes de transformações sociais ENCONTRO
  110. 110. Qualquer pessoa que queira visitar e colaborar com a transformação social de um lugar Moradores e Lugares carentes de transformações sociais Marcas e Sociedade ENCONTRO
  111. 111. ENCONTRO Qualquer pessoa que queira visitar e colaborar com a transformação social de um lugar Moradores e Lugares carentes de transformações sociais Marcas e Sociedade
  112. 112. QUAL A PROPOSTA DE VALOR PRA CADA PÚBLICO?
  113. 113. Empoderamento Pertencimento Geração de Renda ENCONTRO
  114. 114. Troca de Experiências Encontro de Almas Altruísmo + Hedonismo Empoderamento Pertencimento Geração de Renda ENCONTRO
  115. 115. Troca de Experiências Encontro de Almas Altruísmo + Hedonismo Empoderamento Pertencimento Geração de Renda Marcas = Branding + Valor Compartilhado Sociedade = Melhorias na Cidade ENCONTRO
  116. 116. ENCONTROS ONDE TODOS TRANSFORMAM E TODOS SÃO TRANSFORMADOS
  117. 117. TODOS INTERSÃO
  118. 118. JUNTOS CONSTROEM EMPATIA HISTÓRIAS DE
  119. 119. O MOVIMENTO JÁ COMEÇOU…
  120. 120. MVP: REFORMA DA SALA DE BALÉ DA ONG SER ALZIRA DE ALELUIA NA FAVELA DO VIDIGAL UTOPIA: arrecadar R$2.000,00 em 5 dias a partir da colaboração de Marcas e Sociedade (Entusiastas) e engajar Visitantes dispostos a participarem do Encontro “Mão na Massa” pra transformar a sala.
  121. 121. Total de R$4.028,00 arrecadados
  122. 122. 22 Visitantes (sendo 10 estrangeiros pagantes) + 10 Visitados = Encontro mão na massa
  123. 123. MAS, NÃO PARAMOS NA TRANSFORMAÇÃO FÍSICA DA SALA DE BALÉ
  124. 124. 14/12 APRESENTAÇÃO DE FINAL DE ANO NO ESPAÇO DA IOGA, NA ARCA URBANA Rua São Clemente, 41 - Botafogo
  125. 125. MODELO DISRUPTIVO
  126. 126. ENCONTRO CICLO DE EMPATIA
  127. 127. COMO MATERIALIZAMOS O MOVIMENTO?
  128. 128. UTOPIA NÃO É O DESTINO, É A DIREÇÃO
  129. 129. BÚSSOLAMetodologia Colaborativa de Empatia Social CC
  130. 130. 1 2 3 4 5 6 7 8 DESCOBRIR IDEALIZAR PLANEJAR ENGAJAR MATERIALIZAR CELEBRAR COMPARTILHAR ACOMPANHAR
  131. 131. THE LEAN STARTUP DESIGN THINKING+ + + MASHUP ORGÂNICO DE METODOLOGIAS COLABORATIVAS +
  132. 132. MASHUP ORGÂNICO DE METODOLOGIAS COLABORATIVAS MATRIZ 4D INVESTIGAÇÃO APRECIATIVA OPEN SPACE+ + + +
  133. 133. MASHUP ORGÂNICO DE METODOLOGIAS COLABORATIVAS MÚSICO TERAPIA CÍRCULOS DE DIÁLOGOAQUÁRIO+ + + +OS 4 COMPROMISSOS
  134. 134. PRINCIPAL É A EMPATIA O INGREDIENTE
  135. 135. "O essencial aqui é a presença do espírito do diálogo, que resumindo, é a habilidade de reter diferentes pontos de vista em suspenso, seguindo com o interesse fundamental de criar o significado em comum." David Bohm & David Peat
  136. 136. PARTE 4
  137. 137. Há uma mudança em andamento:
  138. 138. E NÓS PODEMOS, JUNTOS, FAZER DO MUNDO UM LUGAR MAIS HUMANO, FELIZ E SIGNIFICATIVO DE SE VIVER. Grafite: Wark Rocinha
  139. 139. REFERÊNCIAS ALGUMAS
  140. 140. eric@utopia.com.vc utopia.com.vc OBRIGADO facebook.com/utopia.com.vc

×