Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Jornal Entrepalavras

1,608 views

Published on

Jornal do Agrupamento José Silvestre Ribeiro, Idanha-a-Nova
13ª Edição - setembro a dezembro de 2017

Published in: Education
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Jornal Entrepalavras

  1. 1. Edição n. º13 * Dezembro de 2017 ENTREPALAVRAS Visita a página da Internet do Agrupamento www.agrupamentoidanha.com Participa Envia os teus artigos para: jornal.jsr@gmail.com Editor Biblioteca Escolar/CRE do Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanha-a-Nova www.crejsr.blogspot.com Contactos Telefone-277200260 Fax—277202400 gestaoidanha@hotmail.com agr.idanha.sec@gmail.com crejsr@gmail.com Rua Dr. Aprígio Meireles 6060-101 Idanha-a- Nova Conceção e montagem gráfica Natal no Agrupamento
  2. 2. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 2 O Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro, Idanha-a- Nova, carateriza-se pela sua natureza vertical e de âmbito concelhio. Compreende a educação pré-escolar, os três ciclos do ensino básico e ensino secundário. Parte integrante de um território marcado por algumas fragilidades socioeconómicas e culturais, persistindo modelos familiares de fraca disponibilidade para processos de mobilidade social em que a educação e formação escolar sejam reconhecidas como fator prioritário, o Agrupamento constituiu-se como um Território Educativo de Intervenção Prioritária (TEIP), priorizando o combate ao absentismo e abandono escolares, a melhoria da qualidade das aprendizagens e dos resultados académicos dos seus alunos. Este tem sido o caminho percorrido há vários anos, com resultados positivos bem visíveis, na procura incessante de uma escola cada vez mais comprometida com os princípios da Lei de Bases do Sistema Educativo: escola para todos, igualdade de oportunidades e caráter inclusivo. Frequentam o Agrupamento alunos de várias nacionalidades: italiana, chinesa, holandesa, inglesa, indiana, belga, suíça, romena, ucraniana e brasileira, com predominância do grupo de alunos indianos. A Educação Especial assume uma dimensão relevante na criação de respostas específicas e diferenciadas para alunos com multideficiência. Na escola sede do Agrupamento funciona uma Unidade de Apoio à Multideficiência (UAM). A nossa preocupação com melhores índices de Quem somos e qual é a nossa missão escolarização da população adulta, que em tempo devido não pôde beneficiar dela, levou-nos à criação do Centro de RVCC em 2001 (o primeiro Centro a ser criado numa escola pública em Portugal) que depois evoluiu, ininterruptamente, para Centro Novas Oportunidades (CNO), Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP) sendo a versão atual “Centro Qualifica”. O seu funcionamento é autorizado pelo Despacho n.º 1971/2017de 8 de março. O Centro é outra estrutura relevante para a atividade educativa do Agrupamento e está superiormente autorizado a desenvolver as atribuições definidas no artigo 2º da Portaria n.º 232/2016, de 29 de agosto, exceto as previstas na al. b) do nº 1 do artigo 2º da citada portaria: “O reconhecimento, validação e certificação das competências desenvolvidas pelos adultos ao longo da vida por vias formais, informais e não formais, de âmbito escolar, profissional ou de dupla certificação, com base nos referenciais do Catálogo Nacional de Qualificações”. A visão estratégica que nos tem norteado, procura o envolvimento da comunidade e o estabelecimento de parcerias para ações e projetos conjuntos, visando a melhoria do serviço público que prestamos à comunidade. Por isso, contempla o desenvolvimento de projetos, ações e atividades que contribuam para a melhoria dos resultados académicos, a formação integral dos nossos alunos e a igualdade de oportunidades, bem como a melhoria dos índices de permanência dos mesmos no sistema e a vontade de aprofundar as relações com a comunidade e outras instituições, cujos contributos possam constituir valor acrescentado para a nossa missão. Neste enquadramento, os nossos alunos dos vários níveis de escolaridade vêm desenvolvendo projetos em diversos domínios, despertando e reforçando os valores da cidadania, a consciência ecológica, o espírito crítico e mobilização do conhecimento articulado em diversas áreas do saber, dando lugar à inovação em detrimento da rotina; fomentando a integração e o intercâmbio de saberes e culturas, no respeito mútuo pela diversidade e multiculturalidade que caraterizam a nossa comunidade escolar atual; reforçando o sentimento de pertença ao
  3. 3. Dezembro de 2017 | 3Dezembro de 2017 | 3 www.agrupamentoidanha.com Agrupamento pela via do trabalho colaborativo entre os professores, as crianças, os alunos dos vários níveis e o envolvimento familiar. Em parcerias de âmbito local, nacional e também internacional, destacam-se o projeto Rios, Eco- Escolas, Educação para a Saúde; as participações em edições do projeto Ciência na Escola da Fundação Ilídio Pinho e o Projeto ESTEAM desenvolvido no âmbito do Programa Erasmus+ que surge da necessidade de aprofundar a formação dos professores no âmbito das Ciências Naturais, promovendo a internacionalização do trabalho colaborativo e da troca de saberes e de experiências, a utilização partilhada de recursos digitais em plataforma TIC e o enriquecimento curricular das ciências naturais com a exploração da geodiversidade e da biodiversidade que caraterizam os Geoparques parceiros. Deste modo, a nossa missão tem sido a do aprofundamento da cultura organizacional visando a construção de uma escola cada vez mais inclusiva; capaz de incutir nos alunos capacidade interventiva, criativa e empreendedora; cultive o respeito pelas diferenças; pugne pelas aprendizagens de qualidade e persiga a melhoria do sucesso educativo dos nossos alunos; aprofunde o esforço de encaminhamento, reconhecimento e certificação das qualificações da população adulta; tome como permanente a atualização dos seus recursos humanos e o fortalecimento das relações de cooperação/parceria com a comunidade e com instituições/entidades cujos contributos constituam valor acrescentado para a mesma. Mensagem de Natal Nesta quadra natalícia aproveitamos para desejar Boas Festas a todos, alunos e respetivas famílias, professores e pesso- al não docente e os maiores sucessos pessoais e profissionais no novo ano. Equipa da Direção Na abertura do ano letivo realizou-se a cerimónia de entrega de prémios de quadro de excelência e conclusão do ensino secundário. Foi também realizada a entrega de prémios de quadro de excelência nas escolinhas do 1º ciclo pertencentes ao agrupamento. António Salgueiro, Diretor
  4. 4. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 4 No âmbito da comemoração do Dia Internacional da Paz, dia 21 de setembro, a biblioteca do Agrupamento procurou sensibilizar a comu- nidade escolar para a temática, solicitando a leitura de um poema alusivo à mesma, sendo a escolha da responsabilidade de cada tur- ma. Apelou ainda à colaboração de todos, no sentido de trazerem uma peça de roupa de cor branca para assinalar a data. No Jardim de Infância de Zebreira não deixámos passar esta data em claro e, asso- ciando-nos à proposta da Professora bibliotecária do Agrupamento, foram dinamizadas diversas atividades das quais destacamos: Leitura e exploração do poema de Sidónio Muralha sobre a paz; Repetição de frases do poema com diferentes tons e intensidade de voz e acompanhadas de batimentos corporais; Pintura e estampagem das mãos das crianças para construção de um painel coletivo com pombas brancas (símbolo da paz), com o título: “Uma mão pela Paz”; Construção de um móbil com pombas coloridas pelas crianças; Dança de roda com a canção: “As pombinhas da Catrina”; Elaboração de uma lembrança para os pais (pombinha feita com as mãos das crianças) e envio aos pais de uma cópia da mensagem da Diretora Geral da UNESCO por ocasião desta data. Foi um dia repleto de atividades mas muito interessante e divertido. Comemoração do Dia Internacional da Paz No Jardim Infância Termas de Monfortinho de- senvolveu-se a atividade de construção de pom- bas, utilizando a técnica de origami.
  5. 5. Dezembro de 2017 | 5Dezembro de 2017 | 5 www.agrupamentoidanha.com No dia 21 de setembro, os alunos da Escola e Jardim de Infância de Penha Garcia, também comemoraram o Dia In- ternacional da Paz. Os alunos e professoras juntaram-se e visualizaram um Po- werPoint sobre a Paz. Falaram da sua importância no mun- do e as consequências negativas de quando esta não existe entre as pessoas. Em seguida, os alunos construíram juntos a Palavras PAZ. E, por fim, elaboraram uma pomba, ficando a escola ornamen- tada com lindas pombas brancas. EB1 Idanha-a-Nova, turma C BECRE
  6. 6. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 6 SENTENCES ABOUT PEACE TURMA 11 B 21 Setembro 2017 The best of the life is the feeling of peace and love. Raquel Nuno, nº 15 Soraia Martins, nº 17 You don´t find peace avoiding life. Matilde Baptista, nº 14 Claudio Proença, nº 6 Peace is a gift to you, a gift to each other. Aurora Conde, nº2 Joana Pires, nº 11 Peace and harmony are the true richness in the world. Beatriz Almeida, nº 1 I’d rather lose the war and win the peace. Beatriz Pereira, nº3, Catarina Diogo, nº5 Jessica Salvado, nº 10 Peace is not the destination. Peace is the way. Inês Dionizio, nº 13 Beatriz Tapadas, nº 4 You can’t search peace in a world dominated by the war. Diogo Vieira, nº 7 Ruben Tomé, nº 16 Cedido por Maria José Castilho A “Paz” chegou à Escola No dia 21 de setembro, os alunos do estabelecimento de ensino do Ladoeiro, vestidos com uma peça de vestuário de cor branca, celebraram o Dia Internacio- nal da Paz, proporcionando pela primeira vez uma reflexão sobre a necessidade urgente de haver Paz no Mundo. A história “Um mundo sem sentidos”, explorada com mímica por todas as crianças, terminou com uma roda gigante de mãos da- das para simbolizar a solidariedade e a harmonia entre todos. Esta atividade, para além de instrutiva, foi muito divertida porque cada aluno teve ainda oportu- nidade de construir uma pomba com o decalque da sua mão, decorando-a a gos- to, elaborando um painel em cada sala de aula. Por fim, os alunos cantaram e dramatizaram a música tradicional “Lá vai uma, lá vão duas, três pombinhas a voar…”, outra forma de não esquecerem este dia. EB1 do Ladoeiro
  7. 7. Dezembro de 2017 | 7Dezembro de 2017 | 7 www.agrupamentoidanha.com No dia 16 de Outubro comemorou-se o Dia Mundial da Alimentação, que no nosso agrupamento foi assinalado com o concurso dia mundial da alimentação, em parceria com a associação de estudantes, bibliote- ca e docentes do grupo 520. R JR J ““C FC F ”” EQUIPAS ESTAÇÕES TOTAL MÁXIMO A MÁX15 B MÁX7 C MÁX22 D MÁX6 1 OS GANGS 6C 4 1 12 4 21 2 O FUTURO JÁ PASSOU 9B 5 4 10 4 23 3 OS REBELDES 7A 3 4 14 3 24 4 NÃO TENHO NOME 8B 2 X 11 X 13 5 TACB 5B 1 2 X 1 4 6 OS BANANAS 6A 3 7 12 3 25 7 AS CAÇADORAS 7AC 5 1 12 3 21 8 GANGUE DO TREMOÇO 8A 3 5 11 4 23 9 OS BENFIQUISTAS 8B 2 3 6 X 11 10 MCJG 8A 5 4 13 4 26 11 EQUIPA DAS BANANAS 5A 3 X 11 1 15 12 AS LARANJAS 6B 4 5 11 2 22 V S ! B C ! C F ! T !
  8. 8. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 8 1º LUGAR MCJG 2º LUGAR OS BANANAS 3º LUGAR OS REBELDES
  9. 9. No dia dezanove de outubro de 2017, os alunos da turma PIT em conjunto com os alunos das Oficinas Pedagógicas e UAM celebraram o Dia Mundial da Alimentação. Durante o intervalo da manhã ofereceram maçãs, tostas e bolachi- nhas com doce (confecionado pelos alunos PIT) a toda a comunidade educativa como forma de promoção de lan- ches saudáveis. Não foi esquecida a sensibilização para uma alimentação saudável através da distribuição de fo- lhetos com algumas dicas sobre comportamentos alimen- tares corretos. Dezembro de 2017 | 9Dezembro de 2017 | 9 www.agrupamentoidanha.com O Dia Mundial da alimentação Para assinalar este dia, no JI/EB1 de Ladoeiro desenvolveram-se vários trabalhos de sensibilização em sala de aula sobre a importância de uma alimentação saudável e a visualização da história infantil “A menina que não gostava de fruta”. A música e entoação da música “Alimentação” foi outro momento bastante motivador para não esquecerem este dia. Pondo em prática o refrão, passou-se à principal atividade, ou seja, à confeção de uma salada de fruta, com frutas trazidas por cada criança. Este alimento foi saboreado ao lanche com muito apetite e satisfação. No final do dia, cada criança levou para casa um marcador com a imagem pintada da sua fruta preferida para partilhar com a família deste dia memorável.
  10. 10. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 10 No passado dia 23 de outubro de 2017, celebrou-se o Dia Internacional das Bibliotecas Escolares. A Biblioteca Escolar marca a ligação estreita que existe entre a esco- la e as fontes de conhecimento que são representadas maioritariamente pelos livros, mas também pelos recur- sos digitais (Internet, vídeos, jogos). O seu papel é tão importante que, por vezes, é através da Biblioteca Esco- lar que muitos de nós temos o primeiro contacto com o mundo dos livros. Assim, a nossa Biblioteca Escolar assinalou este dia através da realização de algumas atividades com alu- nos do 5º ano de escolaridade. Em primeiro lugar, foi feita uma pequena visita à biblioteca, onde se refletiu sobre a sua importância e os comportamentos a ter neste espaço. De seguida, chegou a vez de participa- rem num quiz multicultural intitulado “Ligando Comuni- dades e Culturas”. A diversão foi garantida! E foram muitos os sorrisos de satisfação, de cada vez que um aluno tinha de respon- Concurso mês internacional da Biblioteca Escolar A propósito do "Mês Internacional da Biblioteca Escolar", foi lançado o desafio de dar uma outra visão da nossa Biblioteca... Construindo um vídeo de apresentação da Biblioteca feito por um aluno ou grupo de alunos do 2º e 3º ciclos. Até ao final do mês de outubro esteve aberto o concurso do melhor vídeo realizado. A participação foi premiada para o vencedor. O vencedor foi o aluno Manuel Serra do 9ºB
  11. 11. Dezembro de 2017 | 11Dezembro de 2017 | 11 www.agrupamentoidanha.com der a uma pergunta sobre a sua própria cultura!
  12. 12. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 12 O Jardim de Infância de Monsanto foi convidado a participar, no dia vinte e oito de outubro, em Gondomar, no lançamento de um livro sobre iniciativas solidárias, em que as crianças deste JI também participaram. O texto que foi ela- borado pela Educadora Isabel Baeta e os seus meninos. É simples mas delicioso... AFETOS COLORIDOS A minha família é azul! Calma como o mar, gigante como o oceano…! A minha família é verde, cor da relva, apetece-me rebolar nos braços de todos, quando os esticam pa- ra mim…! A minha família é laranja, faz lembrar um campo de abóboras, somos todos gordinhos e bem- dispostos! A minha família é vermelha, todos temos os olhos pretos e gostamos de dançar ao vento, quando es- tamos juntos parecemos um campo de papoilas! A minha família é roxa, faz lembrar um campo de rosmaninho e alfazema, lá em casa todos pomos perfume e saltamos as fogueiras de S. João…! Na minha família todos usamos calças de ganga, até a minha avó que tem mil anos, dizem que somos uma família azul índigo! E agora descobri que quando todas as nossas famílias se juntam, parecemos um arco-íris!!! Jardim de Infância de Monsanto Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro – Idanha-a-Nova
  13. 13. Dezembro de 2017 | 13Dezembro de 2017 | 13 www.agrupamentoidanha.com “Doçura… ou travessura?” A celebração do Halloween (ou do Dia das Bruxas, que acontece na última noite de outubro, na véspera do feriado religioso do Dia de Todos os Santos) deixou de ser uma celebração exclusiva dos países de língua anglo-saxónica. O dia 31 de outubro é agora aguardado por muitas crianças portuguesas e, no nosso Agrupa- mento de Escolas, a comemoração dessa tradição “assustadora” foi bastante evidente. Na EB1 de Idanha-a-Nova realizou-se uma fantástica exposição de chapéus de bruxa dinamizada pela professora de In- glês, Isabel Gonçalves, que lançou o desafio através de um convite e a resposta resultou em trabalhos extremamente criativos. Estiveram patentes cerca de cinquenta chapéus elaborados com o recurso aos mais variado tipo de materiais, desde lã, tecidos, palha, ramos secos, folhas, caixas de ovos, esferovite, entre outros. Esta iniciativa visou desenvolver a imaginação e sentido estético, assim como dar a conhecer a origem e diferentes tradições desta comemoração, promo- ver o espírito de entreajuda na família e o intercâmbio entre a escola e a comunidade. É de realçar a participação da qua- se totalidade dos alunos bem como o incansável empenho e entusiasmo das famílias. Os alunos estão de parabéns pois contribuíram para o sucesso desta atividade, que é sempre do agrado de todos. No final, todos os participantes tiveram direito a uma guloseima e a um certificado de participação. No que se refere aos restantes ciclos de ensino que se encontram na sede do Agrupamento, a celebração do dia mais aterrador do ano contou com uma exposição de trabalhos alusivos à data. Foram mais que muitos os fantasmas (ghosts), os morcegos (bats), os vampiros (vampires), as aranhas (spiders), as bruxas (witches), as abóboras (pumpkins) … até o Frankenstein nos visitou! Devido à qualidade dos trabalhos apresentados feitos com os mais diversos materiais (cartolina, cartão, papel higiénico e respetivos rolos, papel reciclado, balões, cotonetes, palhas, pauzinhos de espetadas, copos e pratos descartáveis, ele- mentos da natureza tais como folhas de árvores, abóboras, entre outros), diversos alunos foram premiados com recom- pensas bem saborosas, deixando os seus professores bastante orgu- lhosos. Os professores de Inglês agradecem de forma sincera, a colaboração de todos os pais e demais elementos da comunidade educativa. Aprender pode ser bem divertido! E no próximo ano haverá mais!
  14. 14. Bruxas boas” na escola Nada melhor para comemorar o Dia das Bruxas do que ver e ouvir uma história de uma bruxa que tinha um gato preto, uma abóbora, uma vassoura voadora e, prin- cipalmente um grande desejo: ser uma fada boa. Foi o que aconteceu no estabe- lecimento de ensino do Ladoeiro com a história “O desejo da bruxa…”. Esta serviu para mostrar a todos que não existem só bruxas más ... mas também que algu- mas palavras mágicas são mesmo muito importantes! Todos os alunos gostaram bastante do dia e adoraram fazer pequenos morcegos com materiais recicláveis. E para colorir mais este dia, festejou-se o aniversário de uma professora, com direito a bolo, “doces e travessuras”. E assim terminou o dia com grande satisfação e alegria! EB1 do Ladoeiro www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 14 A celebração do Halloween nas escolas de 1º Ciclo. Desde decoração de portas, paredes, autocolantes no chão, receitas assustadoras, trabalhinhos e uma exposição de chapéus de bruxa espetacular!!
  15. 15. Dezembro de 2017 | 15Dezembro de 2017 | 15 www.agrupamentoidanha.com O dia de São Martinho é festejado um pouco por toda a Europa, mas as celebrações variam de país para país. Em Portugal é tradição fazer-se um grande magusto, beber-se água-pé e jeropiga. Esta é também uma altura em que se prova o novo vinho. Como diz o ditado popular, “no dia de São Martinho, vai à adega e prova o vinho”. Mas há histórias que contam que a origem dos magustos está no Dia de Todos os Santos, 1 de novembro. Diz-se que se terá começado por preparar mesas com castanhas por altura de novembro, mês de início de colheita deste fruto, para que os espíritos dos mortos da família aparecessem e as pudessem comer! A realização dos magustos remonta a uma antiga tradição de comemoração do Dia de Todos os Santos, onde se acendiam fogueiras e se assavam castanhas. Noutros países, como na Alemanha, acendem-se fogueiras e fazem- se procissões e, em Espanha, matam-se porcos, tradição que deu origem ao ditado popular “a cada cerdo le llega su San Martín” (“cada porco tem o seu São Martinho”). Também no Reino Unido existe a expressão “verão de São Martinho”, também utilizada em Portugal, que está ligada com a crença de que o tempo melhora nos dias que ante- cedem o feriado. Por norma, na véspera e no Dia de São Martinho o tempo melhora e o sol aparece, tal como suce- deu com São Martinho (ler lenda). Este acontecimento é conhecido como o Verão de São Martinho. São Martinho tornou-se no padroeiro dos mendigos, alfaiates, peleteiros, soldados, cavaleiros, curtidores, restaura- dores e produtores de vinho. Texto adaptado de “O observador” e “Visão” A lenda de São Martinho
  16. 16. S. Martinho Foi no dia 10 de novembro, numa tarde de sol, a lembrar o “verão de S. Martinho”, que o JI/ Escola do Ladoeiro comemo- rou, em alegre convívio com a comunidade educativa, o dia de S. Martinho. As crianças relembraram a “Lenda de São Martinho”, tendo feito quadras e provérbios alusivos ao dia e outros trabalhos decorativos. Para embelezar nada melhor que uma coroa com ouriços e folhas feita por cada aluno. As castanhas foram distribuídas nos cartuchos feitos de material reciclável (pacotes de leite) e todos se aqueceram com as “quentinhas e boas”, oferecidas pela Junta de Freguesia da localidade. Não faltaram sumos e lanche, onde o arroz doce teve um lugar importante, com a saudável colaboração de Pais/Encarregados de Educação, boa disposição e brinca- deiras entre os presentes. Foi uma tarde memorável e um convívio salutar! www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 16 A biblioteca assinalou o dia de São Martinho com uma exposição de materiais alusivos à data.
  17. 17. Dezembro de 2017 | 17Dezembro de 2017 | 17 www.agrupamentoidanha.com O projeto “Gente Raiana”, desenvolvido pelo Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento de Idanha-a-Nova, no âmbito dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social de 3ª Geração, tem por objetivo, no seu eixo 1, a promoção do empreendedorismo e da pró-atividade. Em particular aos alunos do ensino secundário, estão a ser desenvolvidas ações para estimular as capacidades empreendedoras, através de um plano de treino de competências de empreen- dedorismo. Com este intuito o projeto “Gente Raiana” encontra-se a dinamizar com os finalistas da Escola EB 2,3/S José Silves- tre Ribeiro, um treino de competências de empreendedorismo com uma duração de 12 horas. Este treino de compe- tências é composto por workshops de 3 horas com os temas “Liderança”, “Como comunicar em público”, “Modern Skills” e “Orientação vocacional”, de modo a estimular capacidades empreendedoras e empresariais, mas também a trabalhar a comunicação, o trabalho em equipa e a liderança com recurso à resolução de desafios práticos e dinâmi- cos. PROJETO GENTE RAIANA Avenida Mouzinho de Albuquerque, N.º 67 6060-178 Idanha-a-Nova Tel: 277 208 027 Fax: 277 208 054 NOVEMBRO DO M SE G TE R QU A Q UI SE X SA B 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 DEZEMBRO DO M SE G TE R QU A Q UI SE X SA B 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 JANEIRO DO M SE G TE R QU A QU I SE X SA B 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Plano de Treino de Competências Workshop Horário Liderança 09:00 – 10:00 10:30 – 12:00 Como Comunicar em Público Modern Skills
  18. 18. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 18 Registo fotográfico do 1º Workshop Cartaz e Registo Fotográfico do 2º Workshop Participação dos alunos da turma 12ºA.
  19. 19. Dezembro de 2017 | 19Dezembro de 2017 | 19 www.agrupamentoidanha.com O Projeto Eco- Escolas é um programa internacional da “Foundation for Envi- ronmental Education” desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE. Pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade. O programa é coordenado a nível internacional, nacional, regional e de escola. Esta coordenação multinível permi- te a confluência para objetivos, metodologias e critérios comuns que respeitam a es- pecificidade de cada escola relativamente aos seus alunos e caraterísticas do meio envolvente. O programa “Eco-Escolas” pretende encorajar o desenvolvimento de atividades, visando a melhoria do desempenho ambiental das escolas, contribuindo para a alteração de comportamentos e do impacto das preocupa- ções ambientais nas diferentes gerações, reconhecendo e premiando o trabalho por elas desenvolvido. Visa, ainda, criar hábitos de participação e de cidadania, tendo como objetivo principal encontrar soluções que permitam melhorar a qualidade de vida na escola e na comunidade. O Programa abrange, na rede “Eco-Escolas”, um conjunto de iniciativas, de que são exemplos, os concursos: Brigada Verde, Escola da Energia, Gera- ção Depositrão, Poster Eco-Código e a Exposição Eco-itinerante. No nosso agrupamento o projeto Eco-Escolas abrange também o projeto Rios e ou- tras comemorações tais como a semana da Floresta Autóctone, missão ambiente, etc. No dia 6 de novembro, a nossa turma (5ºC) realizou uma saída de campo em Idanha-a-Velha, no âmbito do Projeto Rios. Chegados ao local, fomos observar o rio Pônsul e verificámos que a seca fez com que a água tivesse desaparecido quase totalmente, existindo poucos seres vivos nos charcos e algum lixo. Anteriormente, o caudal deste rio era abundante e cheio de biodiversidade. Devido ao facto da água, neste local, ser escassa, ficámos desapontados e impressionados. Todos nós sabemos que as altas temperaturas fazem com que o nível da água nos rios diminua. No entanto, também sabemos que se mudarmos alguns dos nossos comportamentos, conseguiremos obter muito mais deste líquido que atu- almente se tornou precioso — A ÁGUA. Desta forma, devemos: não desperdiçar água enquanto lavamos as mãos, os den- tes ou a loiça; tomar duches rápidos em vez de banhos demorados; utilizar apenas a água indispensável… Desta forma, preservamos o ambiente e, ao mesmo tempo, poupamos dinheiro. Será que queremos que o nosso mundo termine desta forma? Será que queremos que a humanidade se extinga? Está na hora de agirmos e POUPARMOS ÁGUA! Professora Cíntia Mendes Idanha-a-Velha, 2012 Idanha-a-Velha, 2017
  20. 20. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 20 No dia 10 de novembro de 2017, assinalando o “Dia Mundial da Bolota” os alunos de uma turma de 9º ano durante a aula de Ciências Naturais realizaram um percurso pedestre até à Tapada do Sobral para observar os sobreiros e seu habitat, bem como para falar sobre outras árvores cujo fruto/semente são as bolotas (Ex.: Carvalho negral e Azinheira) e sua importância enquanto espécies autóctones portuguesas. Em seguida, procederam à sementeira de bolotas de so- breiro, azinheira e carvalho em pequenos vasos. Por fim levaram os vasos até ao Laboratório de Ciências Naturais onde colocaram os vasos em tabuleiros, criando assim um “Bolotário”. Durante o ano letivo irão acompanhando a germinação e desenvolvimento das plantas, cuidando delas, até que no Outono de 2018 possam transplantar as árvores que nasceram para a Tapada do Sobral e substituir as árvores secas/doentes e/ou aumentar o números de árvores presentes. A atividade foi dinamizada pela técnica do Serviço de Ação Educativa do Município de Idanha-a-Nova responsável pela Educação Ambiental, com a colaboração de duas professoras de Ciências Naturais da escola e em par- ceria com o Geopark Naturtejo – Geoparque Mundial da UNESCO. Durante o mês de novembro, a atividade do Bolotário foi alargada a outras turmas da Escola. Esta atividade encontra-se inserida no projeto Eco-Escolas, este dia comemorativo tem como objetivo a cria- ção de Bolotário no Laboratório de Ciências Naturais com os alunos de 9º Ano da Escola EB2,3/S José Silvestre Ribeiro de Idanha-a-Nova. Os alunos e professoras participaram ativamente na ação e poderam partilhar novos conhecimentos e sensibilizar também as suas famílias. Registo fotográfico da atividade realizada no “Dia Mundial da Bolota”
  21. 21. Dezembro de 2017 | 21Dezembro de 2017 | 21 www.agrupamentoidanha.com Na penúltima semana de novembro, o Agrupamento de Escolas José Sil- vestre Ribeiro assinalou a Semana da Floresta Autóctone. Estas ativida- des foram dinamizadas pelos elementos do Projeto Eco-Escolas em cola- boração com a equipa da Biblioteca/Centro de Recursos. Entre diversas ações, os alunos do oitavo ano de escolaridade puderam ver o filme "O Homem que plantava Árvores", um conto baseado numa história verídica sobre um incansável pastor que tentou transformar montes hostis em magníficas florestas. No dia 24 de novembro decorreu uma sessão espe- cial com o professor e botânico Jorge Paiva, especialista de reconhecido mérito e admirável comunicador de ciência. A sua palestra versou sobre "A História da Floresta Portuguesa" e encantou os presentes; este evento esteve associado ao Festival Internacional "Fora do Lugar" promovido pelo Município e pelo Centro "Arte das Musas". Posteriormente a esta conver- sa, o professor participou no hastear da Bandeira Eco-Escolas que reco- nhece as ações no âmbito da Educação Ambiental, efetuadas pelo Agru- pamento de Escolas, no ano letivo anterior. Ainda houve tempo para um grupo de alunos percorrer os espaços exteriores da escola com o biólogo e realizar uma aula de campo sobre biodiversidade. Uma tarde de inesgo- tável valor pedagógico para todos os envolvidos.
  22. 22. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 22
  23. 23. MMISSÃOISSÃO ambienteambiente 20172017--20182018! Dezembro de 2017 | 23Dezembro de 2017 | 23 www.agrupamentoidanha.com O Agrupamento de Escolas José Silvestre Ribeiro faz parte da equipa SSUPERUPER--MMEDED! Os super-heróis que vão ajudar a proteger o ambiente. A Missão Ambiente começa a 27 de novembro! A par- tir desse dia, e até 6 de abril de 2018, os super- heróis devem incentivar os seus pais, familiares e a comunidade em geral, a entregarem as embala-a entregarem as embala- gens vazias e os medicamentos fora de usogens vazias e os medicamentos fora de uso, que têm em casa, nas farmácias associadas ao seu agru- pamento. Os Agrupamentos que entregarem o maior peso destes resíduos, ganham super-prémios (o pri- meiro prémio corresponde a 7.500€ em cartão- prenda FNAC). Desejamos uma boa participação da comunidade e contamos com o seu apoio para salvar o ambiente. Juntos podemos fazer o impossível!Juntos podemos fazer o impossível! Os professores do grupo de Biologia e Geologia associados ao Projeto Esteam (Erasmus +) do qual o Agru- pamento de Escolas é parceiro, participaram no terceiro encontro com os parceiros internacionais, que ocorreu no início do mês de outubro, em Egersund, na Noruega. Estas reuniões decorreram no Magma Geopark e serviram para efetuar um balanço das atividades relacionadas com o primeiro momento do projeto que culminou com a edição do e-book que versa sobre os currículos do ensino das ciências nos países envolvidos. Este e-book encontra-se disponível na plataforma do Agrupamento de Escolas para consulta de todos os interessados. Ainda nesse encontro fo- ram iniciados os trabalhos de definição dos temas e seleção dos assuntos a incluir na aplicação informática que será o pro- duto final do projeto. A próxima conferência entre os parceiros será em março, na Eslovénia.
  24. 24. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 24 Saudades Saudade é um sentimento que infelizmente existe. A saudade é vítima do sofrimento, que é uma rosa desfeita ao peito, de uma criança insatisfeita. Quem o pai viaja sabe que a saudade, não é só um sentimento, são sentimentos tristes e infelizes. Saudade é uma flecha no coração, e só conseguimos chorar. Um verdadeiro pesadelo, é ter Saudade da mãe ou do pai. É ver os aviões a ir e a voltar para um país, será que virão? Saudade é uma ave vítima da maré negra Saudade diz a pessoa que não sabe, quem vive da saudade esconde as lágrimas que derramam na cara de uma menina pequenina vítima da negra e maldosa saudade. Inês Martins Esteves, Turma E, 4.º ano E.B.1 de Idanha-a-Nova O Outono Toc, toc, alguém bate à pota? Toc, toc, alguém quer entrar? Toc, toc, é melhor ir ver… Toc, toc, é o outono a chegar. Ping, ping traz consigo a chuva Ping, ping e a brisa também. Ping, ping, onde está o guarda-chuva? Ping, ping… - Perguntei logo à mãe. Vum, vum, as folhas das árvores Vum, vum, parecem dançar Vum, vum, mas que ventania!! Vum, vum há folhas pelo ar. Ah!ah! Está mesmo fresquinho Ah! Ah! O outono a chegar!
  25. 25. Dezembro de 2017 | 25Dezembro de 2017 | 25 www.agrupamentoidanha.com Cidadania - A Lenda da Atlântida Há muitos, muitos anos, teria existido a meio do oceano uma grande ilha ou mesmo um continente, chamado Atlântida. Era uma terra maravilhosa, com clima suave, grandes bosques, árvores gigantescas e planícies tão férteis que davam duas ou mais colheitas por ano. Nas grutas abrigavam-se animais selvagens e pelos montes corri- am manadas de cavalos brancos. Os atlantes eram ricos, poderosos e muito civilizados. Construíram cidades fantásticas. Os palácios e templos tinham as paredes cobertas de marfim de metais preciosos como ouro, prata e estanho. Havia também jardins, ginásios, estádios ricamente decorados em belas estátuas. Nos portos abrigavam-se milhares de navios. As joias eram fabricadas num metal que só eles possuíam, o oricalco, mais valioso do que o ouro. Houve uma época em que o rei da Atlântida conseguiu dominar varias ilhas em redor, grandes extensões da Europa e uma parte do Norte de África. A Atlântida desapareceu devido a um tremor de terra violentíssimo. Foi engolida pelo mar numa só noite. Há quem diga que os únicos vestígios deixados à superfície foram pastas de lodo. Mas também há quem ga- ranta que os cumes das montanhas ficaram de fora transformados em ilhas e que essas ilhas são os Açores. Trabalho elaborado por: Santiago António Catana Rita
  26. 26. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 26 Apreciações críticas de filmes e livros, realizadas por alunos de 10º e 11º anos, gentilmente cedidas pela professora Maria Luís. “Um filme de que gostei muito foi o “Prometo amar-te”. O filme apresenta um casal que, pouco tempo depois de se casa- rem, decidem ir ao cinema e têm um acidente. Na minha opinião, este filme é muito bom para quem gosta de romance, mas é um filme baseado em histórias verídicas. Como é um filme baseado em histórias de vida reais, é para todos os gostos e não só para “romancistas”, como referi anteriormente. Todos na nossa vida temos bons e maus momentos, mas não é por isso que devemos desistir e é disso que o filme trata. A mulher apenas se recordou da sua família, mas não se lembrou do marido, mas ele nunca desis- tiu de conquistá-la. Eu gosto deste filme exatamente pela mensagem que passa, que não devemos desistir. Este filme diferencia-se dos outros pela verdade do filme. Temos mui- tos filmes de terror, de romance, todavia muitos deles são histórias inventadas pelos au- tores. Acho que toda a gente devia ver este filme para compreender do que se trata e da importância da verdade nos filmes. Por fim, gostava de realçar a presença dos atores que desempenharam um grande papel e o autor que escreveu um bom filme, adequado para todo o tipo de pessoas, quer gostem ou não de romance.” Mariana Lopes, 10ºA - Português “No mundo em que nos encontramos, em que as tecnologias estão a evoluir a um ritmo acele- rado, existem coisas que vão desaparecendo e o filme ” Os Estagiários” ilustra essa realidade. No filme, realizado pela 20th Century Fox e com o patrocínio da Google, ficamos a conhe- cer a história de dois adultos que ficaram de- sempregados, pois a empresa em que traba- lhavam foi à falência, porque os relógios deixa- ram de ter utilidade, com o aparecimento dos telemóveis. Encontraram na Google a possibili- dade de estagiar e conseguirem emprego. O que mais gostei neste filme foi a maneira como eles superaram as suas dificuldades, visto que a tecnologia era um ramo que lhes era desconhecido e encontravam-se num sítio em que eram os únicos adultos a frequentar o estágio. Tam- bém apreciei a maneira como eles se relacionaram com os membros da sua equipa, demorando algum tempo a terem o espírito de equipa. Não apreciei o facto de dizerem que os relógios já não tinham valor, pois, na minha opinião, os relógios são um acessório importante e que, para mim, nunca vai passar de moda, apesar do aparecimento das novas tecnologias. No fundo, acho que é um filme muito bom que nos dá a conhecer o verdadeiro espírito de equipa e também nos dá a conhecer como a Google funciona.” Maria Martins, 10ºA - Português
  27. 27. Dezembro de 2017 | 27Dezembro de 2017 | 27 www.agrupamentoidanha.com “Num destes fins de semana, deu na televisão o último filme da trilogia The Hunger Games que, por acaso, é das minhas sagas favoritas. Já li os livros e também já tinha assistido aos filmes, nomeadamente ao que vi no domingo passado, mas, como fã da saga, não poderia deixar perder a oportunidade de voltar a entrar no mundo de Katniss. O filme termina a batalha de Katniss contra o Capitólio, que nos filmes anteriores foi iniciada por Katnip (como o melhor amigo lhe chama) por ter feito frente aos que diziam ser seus superiores na 74ª Edição dos Jogos da Fomes, jogos esses que tinham como objetivo a sobrevivência de vinte e quatro pessoas, das quais no final apenas sobrevivia uma. A rapari- ga, de apenas dezasseis anos, mudou o rumo da história habitual, pois no fim sobreviveu ela e o seu namorado, tendo-os levado à ideia de morrerem os dois (visto que o casal não poderia sobreviver), indo contra as regras. Então, para não per- mitirem que isso acontecesse, os coordenadores dos Jogos concordaram com a ideia de sobreviverem os dois, vindo, no entanto, a sofrer as consequências ao longo da trilogia. Katniss, representada por Jennifer Lawrence, é uma rapariga corajosa, que faz de tudo para proteger os seus, o que a faz formar a revolução do Mimo-Gaio (nome dado à união dos treze distritos para combater o Capitólio), sendo a represen- tante da mesma. A sua maneira de agir é autónoma, não ligando ao que os outros lhe pedem para fazer ou dizer e se- guindo o seu instinto. Um filme bem estruturado, com atores de grande reconhecimento mundial, com uma edição espetacular e um musical que fica no ouvido, The Hunger Games faz qualquer telespectador entrar num mundo futurístico, completamente diferen- te do que estamos habituados a assistir quando se fala do assunto do ‘’futuro’’, e entrar na personagem que o observa e que se esforça para o mudar. Sara Lopes, 10ºA - Português “Animais Fantásticos e onde encontrá-los” é a nova obra da maravilhosa J.K. Rowling, que conta a história que aconteceu setenta anos antes de Harry Potter, uma das suas obras mais conhecidas. Um livro e um filme repletos de criaturas mágicas, magia e ani- mação, mas não podíamos esperar menos, depois de uma obra como Harry Potter. Neste filme/livro, viajamos por um mundo “muggle” em risco de cair na escuridão da feitiçaria. Na minha opinião, o filme está fantástico, os gráficos estão perfeitos, os atores não podiam ser melhores. O livro não me desiludiu nem um pouco. Uma das coisas de que gostei mais foi o facto de o filme não fugir à história do livro. Está lá tu- do, sim, o livro tem mais pormenores, mas isso é normal. Felizmente, não é apenas um livro, haverá mais, em 2018 sairá a continuação, que duvido que vá desiludir. Se gostam de magia, recomendo esta obra. Para os amantes da leitura, o livro já está nas bancas e, para os não leitores, o filme esta online. Marta Dionísio, 10ºA - Português
  28. 28. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 28 O filme “Os Vingadores” é um filme produzido e dirigi- do pela Marvel Studios, com duração aproximada de du- as horas e trinta minutos e que conta com a participação de grandes nomes de Hol- lywood, como Chris Hemsworth, Chris Evans, Scarlett Johanson, Tom Hiddleston, Robert Downey Jr., Mark Ruffalo, entre ou- tros. Este filme mistura ação com ficção científi- ca, resultando em algo que nos prende ao ecrã até ao último segundo . Os “Vingadores”, Thor, Capitão América, Homem de Ferro, Viúva Negra, Hulk e Ga- vião Arqueiro, são um grupo de super- heróis que tentam a todo o custo defender a Terra de um ataque alienígena comanda- do pelo vilão Loki (Tom Hiddleston), um semi-deus, irmão de Thor (Chris Hemsworth). Depois de vários confrontos e de a cidade de Nova Iorque, onde se passa o filme, ser invadida pelo exército de Loki, os “Vingadores” conseguem finalmente vencer. O uso dos mais variados efeitos especiais, desde explosões a portais interdimensionais, torna este filme ainda mais interessante e realista. Nota-se ainda uma grande dedicação dos atores aos respetivos papéis e o trabalho árduo da equi- pa de filmagens. O facto de três dos meus atores favoritos, o Chris Hemsworth, o Chris Evans e o Tom Hiddleston, fazerem parte do elenco foi a principal razão pela qual eu decidi ver este filme mas, passados cerca de cinco minutos, já estava a adorar as outras personagens e completamente embrenhada na história. A minha parte favorita aconteceu durante a invasão alienígena e as lutas entre os “Vingadores” e o exército, quando o Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) conseguiu sozi- nho desintegrar para o espaço um míssil atómico disparado pelas tropas alienígenas para destruir o planeta, salvando a humanidade. Não houve nada de que eu não gostasse neste filme. Existem várias sequelas deste filme, mas eu ainda não tive a oportunidade de assistir. Contudo, quero fazê- lo, pois este filme deixa-nos com uma curiosidade imensa para saber se os “Vingadores” vão voltar a salvar a humanidade. Catarina Couchinho, 10ºA - Português
  29. 29. Dezembro de 2017 | 29Dezembro de 2017 | 29 www.agrupamentoidanha.com Foi com entusiasmo que os alunos da Unidade de Apoio à Multideficiência e das Oficinas Pedagógicas do Agru- pamento de Escolas José Ribeiro Silvestre de Idanha-a-Nova se deslocaram à Biblioteca Escolar para assinala- rem o Dia da Pessoa com Deficiência. Para fazê-lo, escolheram cantar e coreografar “A Fada da Asa Torta” de modo a sensibilizarem toda a comunidade educativa para o facto de que termos alguma limitação não nos impe- de de crescer, viver e ser felizes. Foi uma atuação belíssima que alegrou miúdos e graúdos.
  30. 30. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 30 No dia 2 de outubro, o grupo recreativo de cavaquinhos de Pe- nha Garcia, veio à Escola e Jardim de Infância de Penha Garcia, comemorar o Dia Internacional da Música. O grupo recreativo ofereceu um pequeno concerto, com músi- cas tradicionais e infantis, colocando toda a gente a cantar com eles. Foi uma atividade diferente e divertida. A música veio à escola. No dia 20 de novembro as crianças do Jardim de Infância de Idanha-a-Nova comemoraram o Dia Nacional do Pija- ma, dia de sensibilização para os direitos da criança. Além das crianças irem de pijama para a escola, também se realizaram atividades alusivas ao dia.
  31. 31. Dezembro de 2017 | 31Dezem- bro de 2017 | 31 www.agrupamentoidanha.com No passado dia vinte e dois de novembro comemorou-se na nossa escola o dia de Santa Cecília que é uma santa cristã, padroeira dos músicos e da música sacra, pois consta que ao morrer ela teria cantado a Deus. Não se tem muitas informações sobre a sua vida. É provável que tenha sido martiri- zada entre 176 e 180, sob o império de Marco Aurélio. Santa Cecília é a santa da Igreja Católica que mais tem basílicas em Roma e é uma das san- tas mais veneradas da Idade Média. Do Conservatório Regional de Castelo Branco vieram quatro profes- sores que nos mostraram os seus instrumentos bem como ainda nos toca- ram algumas peças musicais. Os alunos do quinto e do sexto ano, puderam ainda colocar algumas questões sobre os instrumentos bem como sobre o que é ser músico. Cedido pelo professor António Pedo Dias A Feira de Outono do Jardim de Infância de Idanha-a-Nova realizou-se nos dia 29 e 30 de novembro. Teve como objetivo a divulgação de produtos alusivos à época, confecionados pelas crianças. Marisa Sofia Nunes Lea
  32. 32. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 32 Decorreu nos dias 12 e 13 de de- zembro, na Biblioteca da escola sede do agrupamento de escolas José Silvestre Ribeiro, Idanha-a-Nova, a apresentação de mais um fantástico e maravilhoso li- vro infantil, da colega Celeste de Almei- da Gonçalves. A plateia, constituída por alunos do pré-escolar e primeiro ciclo da EB1 de Idanha-a-Nova, Penha Garcia e Monsan- to, Unidade e Oficina, acompanhados das respetivas professoras e assistentes operacionais, foi muito entusiasta e inte- ressada! A reportagem evidencia alguns dos momentos mágicos vividos durante a apresentação e dramatização do re- cente projeto, que se espera seja um momento de aprazível leitura para todos! A equipa do Jornal
  33. 33. Dezembro de 2017 | 33Dezembro de 2017 | 33 www.agrupamentoidanha.com Um mimo da BECRE para relembrar sempre este dia!
  34. 34. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 34 Na EB1 da Zebreira e do Ladoeiro a plateia também foi bastante anima- da! Crianças muito atentas e interessadas, perguntas muito pertinentes e aquela saudável curiosidade que dá gosto ver.
  35. 35. Dezembro de 2017 | 35Dezembro de 2017 | 35 www.agrupamentoidanha.com No encerramento destes encontros, no Ladoeiro, o Sr. Presidente da Junta de Freguesia, Gonçalo Costa, ofereceu o livro às crian- ças, como prenda de Natal e Boas Leituras! Trabalhos dos alunos da EB1 do Ladoeiro apresentados na sessão com a Escritora Celeste Gonçalves, como forma de agradecimento: Ler e ouvir ler Ler Exige concentração Leva-nos ao Mundo da fantasia Somos grandes personagens Ao sonho e à alegria E entramos em ação! Aprendemos a respeitar Quem nos envolve na sua simpatia! Histórias de aventuras De poesia e de embalar É contemplar um jardim florido É ouvir o nosso amigo falar! Ler é caminhar por uma estrada larga É prazer e animação Perfuma o ar E soa como uma eterna canção! O livro leva-me para lugares deslumbrantes É o meu companheiro fiel É fácil de transportar Sentado aqui, ou em qualquer lugar! Quando eu leio ouço o meu coração falar A saltitar Começo a pensar A viajar E a voar como uma gaivota E levo a imaginação a viajar! Amiga escritora e professora Educadora de todas as crianças As flores também sonham Leve-nos a descobrir e a sentir São seres que transmitem elegância A sonhar, a ser e a sorrir! Beleza e admiração Embelezam a Natureza Revelam coragem e determinação! Obrigada pela sua presença e colaboração Voz melodiosa e encantadora Tranquila e ouvinte E, acima de tudo, sonhadora! As turmas da EB1 do Ladoeiro
  36. 36. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 36 Escrever para crianças e jovens é um desafio. Um desafio que começa por dentro de nós, quando procuramos a matéria para as nossas histórias, contos ou textos poéticos. Passamos dias, meses, às vezes anos, a lutar connosco, na procura de um bom enredo, ou, de alicerces para bons textos, muitos deles com histórias muito subtis, contudo, não menos interessantes e valiosas. Há textos que permanecem adormecidos, esperando pelo momento em que, quem os escreveu, os vá acordar. Há textos que são, ainda e tão só, ideias, não corporizados pela escrita. Mas existem. Existem na mente do escritor, vivem lá, e esperam o momento certo para nascer, emergir e serem luz. Um escritor anda sempre à procura de uma boa história. É um caçador de pedaços de vida, de sentimentos, de palavras, de imagens e um provocador de emoções. Alimenta-se dos outros, da Humanidade inteira, com o que esta tem de bom e de mau. E depois, na solidão do seu ser mais profundo e sincero, escreve. Escreve arduamente. E à semelhança de um ar- quiteto, de um pedreiro, de um pintor ou de um bailarino…idealiza, projeta, coloca pedra sobre pedra, dá cor e movimento às palavras, que se transfor- mam em imagens e… dançam, dançam… na imaginação de quem as escreve e de quem as lê, existindo orgulhosas nas páginas dos livros. Entretanto, o escritor faz e desfaz, risca, volta a escrever, zanga-se com as palavras, atira-as ao vento para que voem, fá- las soar alto para ouvir a sua melodia, cheira-as, e com franqueza, quase que as devora, pois elas são o seu verdadeiro alimento. A imaginação de quem escreve é, então, uma imensa nuvem de pirilampos, tão inquieta que quase nos tira o sono e nos põe a sonhar acordados. Mas não se iludam! Sonhar não é pasmar. É antes trabalhar com muito afinco. Por vezes, até à exaustão. Desde que me devotei a este ofício de escrever para o público infanto-juvenil, tenho feito uma viagem emocionante, abra- çada pelos afetos, pelos encontros, pela partilha, sempre, através dos livros. Tem sido, de facto, um imenso abraço que conta sem- pre com muitos participantes, em Escolas, Bibliote- cas, Centros Culturais e outras Instituições. Nada somos uns sem os outros. O que construímos nunca é obra exclusivamente nos- sa. Os livros têm as sementinhas do que os outros nos deram, do que soubemos colher. Por isso, os meus livros são vossos, com todos os valores que com eles transportam e os quais pretendi transmitir. Os últimos meses foram muito felizes e gratificantes. Os últimos dias, percorrendo as escolas de Idanha-a-Nova, serão inesquecíveis. Aqueceram-me o coração e deram-me alento.
  37. 37. Dezembro de 2017 | 37Dezembro de 2017 | 37 www.agrupamentoidanha.com O olhar de uma criança é mágico. É profundo, por tudo o que nos transmite e, sobretudo, por ser tão espontâneo e ver- dadeiro. Quero agradecer a todos os que me proporcionaram esta viagem fantástica. Perdoem-me se não nomeio cada um. São tantos, aqueles e aquelas que com o seu trabalho e dedicação fazem dos dias, centelhas de esperança e de alegria. Contudo, quero deixar uma palavra de gratidão às ilustradoras dos meus livros, Cristina Malaquias e Sandra Serra, à Carla Sofia Miguel (atriz da Ajidanha), aos professores em geral e aos professores bibliotecários em particular, sempre incansáveis no esforço de fazer da leitura, um instrumento para a formação integral do indivíduo, particularmente do seu pensamento e da sua imaginação, aos autarcas, verdadeiramente dedicados à causa pública, ao meu editor e so- bretudo aos meus leitores. Um livro é um amigo que abraça o futuro, e as nossas crianças e jovens são o futuro. Bem hajam! Idanha-a-Nova, 16 de dezembro de 2017  
  38. 38. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 38 Um dia na Escola Sede Decorreram nos dias 12 e 13 de dezembro, atividades promovidas pelos departamentos de Ma- temática e Ciências Experimentais, grupo de Educação Física e BECRE com o apoio logístico da pro- fessora Isabel Baptista. A sua realização visou o acolhimento e integração dos nossos alunos das escolas de 1º ciclo, que vieram visitar a escola sede! A dinamização ficou a cargo dos alunos das turmas 9ºA, 10ºB e 11ºA. As imagens falam por si, transmitindo a todos o envolvimento e entusiasmo das nossas crianças, projetos futuros! A todos um obrigada e voltem em breve! A equipa da BECRE
  39. 39. Dezembro de 2017 | 39Dezembro de 2017 | 39 www.agrupamentoidanha.com
  40. 40. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 40 O Centro Qualifica promovido pelo Agrupamento de Escolas José silvestre Ribeiro, Idanha-a-Nova, existe como centro de reconhecimento de competências e formação de adultos desde 2001.A nossa equipa é formada pelo Diretor do Agrupa- mento (António Rijo Salgueiro) e dez professores, maioritariamente com experiência na Educação e Formação de Adul- tos. A nossa grande aposta passa pelo reconhecimento de competências escolares de nível Básico (1º, 2º e 3º Ciclos) e de nível Secundário. Para além do Diretor integram a equipa do Centro Qualifica: coordenadora -Helena Frias; formadores de várias áreas- Luísa Coelho, Mário Raposo, João Oliveira, João Varão, Margarida Figueiredo, Teresa Fernandes e Teresa Varão; Técnicos de Orientação, Reconhecimento e Validação de Competências- Carla Miguel e Rui Aziago.
  41. 41. Dezembro de 2017 | 41Dezembro de 2017 | 41 www.agrupamentoidanha.com
  42. 42. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 42 A BECRE promoveu o Concurso Postal de Natal que visa premiar e divulgar trabalhos inéditos, em desenho e prosa ins- pirados e relacionados com a época natalícia. Vários alunos participaram e os postais encontram-se em exposição na Biblioteca da Escola sede, serão premiados quatro escalões: Pré-escolar, 1º Ciclo, 2º Ciclo, 3º Ciclo, Secundário. Haverá prémios-surpresa para os melhores trabalhos por ciclo, aos quais será também atribuído um certificado. O resultado será divulgado na primeira semana de janeiro.
  43. 43. Dezembro de 2017 | 43Dezembro de 2017 | 43 www.agrupamentoidanha.com
  44. 44. O significado do Natal é o nascimento de Jesus Cristo, figura central do Cristianismo e a sua comemoração anual acontece há mais de 1600 anos no dia 25 de dezembro. Foi estipulado pela Igreja Católica no ano de 350 através do Papa Júlio I, sen- do mais tarde oficializado como feriado. As comemorações de Natal incluem a presença de diversos símbolos tradicionais como a ceia de Natal, a árvore de Natal, o presépio, as músicas, a troca de presentes, a iluminação e outras decorações natalícias. Os nossos alunos, ajudam toda a comunidade educativa, a viver esta época com mais harmonia e sentimento fraterno, através dos seus presépios. São “presentes” enternecedores, nesta época que apela ao convívio entre amigos e família, à partilha e respeito dos valores humanos! www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 44 Receitas tradicionais de Natal
  45. 45. Dezembro de 2017 | 45Dezembro de 2017 | 45 www.agrupamentoidanha.com Natal no Agrupamento
  46. 46. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 46 Ingredientes:  800 g de farinha  25 g de fermento de padeiro  200 g de margarina à temperatura ambiente  150 g de açúcar  150 g de frutas cristalizadas + frutas cristalizadas para enfeitar  150 g de frutos secas  4 ovos  raspa de 1 limão  raspa de 1 laranja  1 dl de rum  1 colher de sobremesa de sal  gel de brilho de pastelaria Preparação: Pique as frutas e deixe a macerar com o rum. Dissolva o fermento de padeiro em 1 decilitro de água morna, junte a 1 chá- vena de farinha e deixe a levedar em ambiente temperado durante 15 minutos. Entretanto, bata a margarina, o açúcar, e as raspas de limão e laranja. Junte os ovos um a um e a massa de fermento. Quando tudo estiver bem ligado, adicione o resto da farinha e o sal. Amasse até ficar elástica e macia. Misture as frutas e o rum onde estiveram a macerar. Molde a massa numa bola e polvilhe com farinha. Tape a massa com um pano, deixando levedar num ambiente tempera- do durante 2:30. Depois de a massa dobrar o volume, coloque sobre um tabuleiro e faça um buraco no meio (pode ser com o cotovelo). Com as mãos, acabe de moldar a roda. Enfeite com as frutas cristalizadas e os frutos frescos. Deixe a massa descansar mais meia hora. Leva-se a cozer durante ± 40 minutos no forno a 180º. No fim pincelar com gel de brilho para que o bolo fique ainda mais apetecível! Ingredientes:  250ml Azeite  125ml Aguardente  125ml Jeropiga  200gr Açúcar  750g Farinha  1 Ovo  2 Colheres de sopa de leite Bolo-rei tradicional Borrachões Receitas tradicionais de Natal
  47. 47. Receita para a BIMBY — Rabanadas Dezembro de 2017 | 47Dezembro de 2017 | 47 www.agrupamentoidanha.com INGREDIENTES:  1000 g leite  150 g açúcar  1 casca de limão  1 pau de canela  1 pão branco, de véspera, cortado em fatias (2 cm)  2 ovos  Manteiga líquida, para untar  750 g água  8 c. sopa de açúcar  3 c. sopa de canela Preparação: 1. Coloque o leite, o açúcar, a casca de limão e o pau de canela no copo e programe 12 min/90°C//vel 1. 2.Retire a mistura de leite para uma taça e deixe arrefecer até ficar morna. 3. Coloque as fatias de pão dentro da taça, de forma a ficarem cobertas e deixe-as de molho. 4. Coloque os ovos no copo, misture 10 seg//vel 5. Transfira para uma taça e reserve. 5. Unte com manteiga quadrados de película aderente suficientemente grandes para embrulhar cada fatia de pão. Pas- se agora cada fatia pelo ovo batido, envolva bem e coloque-a num quadrado de película aderente. Embrulhe a fatia de pão e coloque-a na Varoma. Repita este processo até todas as fatias estarem embrulhadas. 6. Deite a água no copo, coloque a Varoma sobre este e programe 25 min/Varoma/vel 1. Entretanto, pré- aqueça o forno a 250°C. Misture o açúcar com a canela num prato e reserve. 7. Retire a Varoma. Abra cuidadosamente os embrulhos e envolva as fatias de pão na mistura de açúcar e canela. Co- loque então as fatias num tabuleiro forrado com papel vegetal. Leve ao forno durante 3 minutos. 8. Sirva mornas. Bom apetite! Preparação: Numa taça, junte a jeropiga, a aguardente e o açúcar e misture bem. Numa outra taça funda, coloque a farinha e faça um buraco no meio; coloque o azeite, a mistura da aguardente, com a jeropiga e o açúcar. Envolva lentamente tudo com a farinha e deixe repousar alguns minutos. Tenda a massa de modo a ficar com a espessura de um lápis, corte em retângulos com uma carretilha ou outro utensílio cortante. Pincele com ovo batido e diluído no leite; se quiser, polvilhe com canela.
  48. 48. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 48 O grupo de Educação Física organizou no passado dia 27 de setembro uma caminhada. A atividade esteve aberta a toda a comunidade educa- tiva e integrou-se nas comemorações da semana europeia do desporto. Participaram no passeio vários professores, que percorreram alguns espaços e ruas circundantes de Idanha-a-Nova. Realizou-se no passado dia 13 de dezembro de 2017 o corta mato escolar do nosso Agrupamen- to. O corta mato foi organizado pelo grupo de Edu- cação Física e o percurso desenrolou-se nos ter- renos em volta das Piscinas Municipais de Ida- nha-A-Nova. Contou com a participação de cerca de 240 alu- nos dos vários anos de escolaridade. A todos os nossos parabéns pela entrega duran- te as provas. Deste corta mato resultaram classificações que constam no quadro seguinte. Grupo de Educação Física Escalão Ano Turma Nome Classificação Infantil A Masculino 5º A Vicente Rocha 1º 6º B Bernardo Costa 2º 5º B Tomás Jorge 3º Infantil A Feminino 5º B Margarida Cabral 1º 5º B Beatriz Pereira 2º 5º A Gabriela Milheiro 3º Infantil B Masculino 7º C José Caroço 1º 6º C Daniel Martins 2º 6º A Tomás Folgado 3º Infantil B Feminino 7º A Catarina Brito 1º 7º B Ana Galvão 2º 7º B Mafalda Fernandes 3º Iniciados Masculinos 9 A Rúben Cardoso 1º 9 A João Correia 2º 6º A Sérgio de Deus 3º Iniciados Femininos 8 A Margarida Folgado 1º 9 B Mariana Nunes 2º 9 A Ana Varão 3º Juvenis Mas- culinos 12 A João Varão 1º 10 A Rafael Mascarenhas 2º 11 A Francisco Fernandes 3º Juvenis Femi- ninos 8 A Joana Rodrigues 1º 8 B Yamini Makvana 2º 12 A Laura Dias 3º Juniores Mas- culinos 9 B Luis Borrego 1º 12 A David Couchinho 2º 12 A Leonardo Ramalhete 3º Juniores Fe- mininos 11 B Aurora Conde 1º 12 A Inês Santos 2º 12 A Neuza Pereira 3º Classificações:
  49. 49. www.agrupamentoidanha.com Dezembro de 2017 | 49 Dezenas de alunos participaram no torneio de futsal organizado pela Associação de Estudantes No dia 15 de dezembro realizou-se um Torneio de Futsal organizado pela Associação de Estudantes da Escola José Sil- vestre Ribeiro de Idanha-a-Nova. Participaram dezassete equipas com alunos do quinto ao décimo segundo ano, sendo duas femininas, duas mistas e as restantes masculinas. À semelhança das edições anteriores, o torneio decorreu em ambiente de convívio salutar e fairplay. Foi mais uma vez alcançado o objetivo deste torneio, que se prende com a promoção do Desporto, neste caso do Futsal, nas vertentes de lazer e de prática desportiva. Refira-se que este torneio permite a prática de futsal por dezenas de alunos num ambiente competitivo muito interessante, proporcionando jogos com elevada qualidade técnica. Foram à final as equipas MXCT e JACARÉ Lda., tendo sido vencedora a equipa MXCT de alunos do 12º ano. A equipa Vencedora recebeu medalhas oferecidas pela Associação de Estudantes.
  50. 50. Dezembro de 2017 | 50Dezembro de 2017 | 50 www.agrupamentoidanha.com ADIVINHAS É uma casa com doze meninas, cada uma com quatro quartos; todas elas usam meias, mas ne- nhuma rompe sapatos. O que é? Qual o pássaro cujo nome é igual, lido da frente para trás e de trás para a frente? Qual é a coisa que quanto mais de lava, mais suja fica? Tenho um tio que é meu tio, o meu tio tem um irmão; o meu tio é meu tio e o irmão do meu Sabias que… … o músculo mais forte do corpo humano fica no rosto? Chama-se masséter e é o principal músculo utilizado para mastigar, podendo gerar 50 a 70 kg de pres- são. … a velocidade a que bate o coração de uma criança é superior à de um adulto? Num adulto o coração bate cerca de 70 vezes por mi- nuto, numa criança pode bater entre 90 a 120 vezes por minuto. O coração bombeia cerca de 5 litros de sangue para o corpo, leva oxigénio e nutrientes a todas as partes a uma velocidade de 4800 a 6500 metros por minuto. O san- gue percorre todo o corpo em cerca de 20 segundos! Palavras Cruzadas 1. Nome do planeta em que vivemos. 2. Satélite natural da Terra. 3. Estrela do nosso Sistema Solar. 4. Força invisível que atrai to- dos os corpos. 5. Movimento da Terra em tor- no do Sol. 6. Movimento da Terra em vol- ta de si mesma.
  51. 51. Dezembro de 2017 | 51Dezembro de 2017 | 51 www.agrupamentoidanha.com Sopa de Letras Procura as quinze palavras relacio- nadas com olhos. 1. Conjuntiva 2. Córnea 3. Cristalino 4. Íris 5. Lágrimas 6. Ocular 7. Óculos 8. Olhar 9. Órbita 10.Pálpebras 11.Pestanas 12.Pupila 13.Retina 14.Sobrancelhas 15.Visão Labirinto Descobre o caminho que a nave espacial tem que percorrer para chegar a outros planeta!

×