Reprodução

1,803 views

Published on

0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,803
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
40
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Reprodução

  1. 1. C T/ SC EFE REPRODUÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINAUNIDADE DE SÃO JOSÉDISCIPLINA: BIOLOGIAPROFESSORA: ANABELLE BARROSO DE PAIVA
  2. 2. ConceitoCapacidade que os seres vivospossuem de produzir descendentes;Quem comanda e coordena todo oprocesso de divisão celular é o DNAdos cromossomos.
  3. 3. Tipos de Reprodução Assexuada (mitose) Sexuada (meiose)Bipartição Gametas (procariontes) PaternogêneseBrotamento (poríferos) (óvulo- sapos,Propagação vegetativa abelhas)
  4. 4. Sistema genital feminino
  5. 5. Órgãos do S.R.F.Ovários: os dois ovários da mulher estãosituados na região das virilhas, um em cadalado do corpo. Tem forma de uma pequenaazeitona, com 3 cm de comprimento eapresentam em sua porção mais externa(córtex ovariano), as células que darãoorigem aos óvulos.Trompas de Falópio: ou ovidutos, são doistubos curvos ligados ao útero. A extremidadelivre de cada trompa, alargada e franjada,situa-se junto a cada um dos ovários. Ointerior dos ovidutos é revestido por célulasciliadas que suga o óvulo, juntamente com olíquido presente na cavidade abdominal. Nointerior da trompa, o óvulo se desloca até acavidade uterina, impulsionado pelosbatimentos ciliares.
  6. 6. ÚteroÉ um órgão musculoso e oco, do tamanhoaproximadamente igual a uma pêra. Em uma mulher quenunca engravidou, o útero tem aproximadamente 7,5 cmde comprimento por 5 cm de largura. Os arranjos dosmúsculos da parede uterina permite grande expansão doórgão durante a gravidez (o bebe pode atingir mais de 4kg). A porção superior do útero é larga e está conectada astrompas. Sua porção inferior (o colo uterino) é estreita e secomunica com a vagina.O interior do útero é revestido por um tecido ricamentevascularizado (o endométrio). A partir da puberdade, todosos meses, o endométrio fica mais espesso e rico em vasossanguíneos, como preparação para uma possível gravidez.Deixando de ocorrer por volta dos 50 anos, com a chegadada menopausa. Se a gravidez não ocorrer, o endométrioque se desenvolveu é eliminado através da menstruaçãojunto ao sangue.
  7. 7. VaginaÉ um canal musculoso que se abre para o exterior, nagenitália externa. Até a primeira relação sexual, a entradada vagina é parcialmente recoberta por uma finamembrana, o hímen, de função ainda desconhecida.A vagina é revestida por uma membrana mucosa, cujascélulas liberam glicogênio. Bactérias presentes na mucosavaginal fermentam o glicogênio, produzindo ácido lático queconfere ao meio vaginal um pH ácido, que impede aproliferação da maioria dos microorganismo patogênicos.Durante a excitação sexual, a parede da vagina se dilata ese recobre de substâncias lubrificantes produzidas pelasglândulas de Bartolin, facilitando a penetração do pênis.
  8. 8. Genitália feminina externaDenominada vulva, compõem-se pelosgrandes lábios, que envolvem duaspregas menores e mais delicadas, ospequenos lábios, que protegem aabertura vaginal. Um pouco a frente daabertura da vagina, abre-se a uretra,independente do sistema reprodutor.O clitóris é um órgão de grandesensibilidade, com 1 a 2 cm decomprimento, correspondente a glandedo pênis. Localiza-se na região anterior avulva e é constituído de tecidoesponjoso, que se intumesce durante aexcitação sexual.
  9. 9. MamasProduzem leite que alimenta orecém-nascido. O leite é produzidopelas glândulas mamárias (conjuntode pequenas bolsas de célulassecretoras conectadas entre si pormeio de dutos). Existem cerca de 15a 20 conjuntos glandulares em cadaseio e seus dutos se abrem nosmamilos, por onde o leite é expelido.
  10. 10. OvulogêneseÉ o processo de formação dos óvulos,inicia-se ainda antes do nascimento, emtorno do terceiro mês de vida uterina. Ascélulas precursoras dos óvulos multiplicamdurante a fase fetal feminina. Em seguida,param de se dividir e crescem,transformando-se em ovócitos primários.Ao nascer, a mulher tem cerca de 400 milovócitos primários.
  11. 11. Folículos ovarianos
  12. 12. As células germinais femininas transformam-seem óvulos na maturidade. Os grupos de célulasováricas, que rodeiam cada óvulo, diferenciam-seem células foliculares, secretando nutrientes parao óvulo. Durante a época da reprodução,conforme o óvulo se prepara para ser liberado, otecido circundante torna-se menos compacto eenche-se de líquido, ao mesmo tempo em queaflora à superfície do ovário. Esta massa detecido, líquido e óvulo recebe o nome de folículoDe Graaf. A mulher tem apenas um único folículoDe Graaf em um ovário em cada ciclo menstrual.Quando o folículo De Graaf alcança a maturidade,ele libera o óvulo, processo chamado deovulação. O óvulo está então preparado para afecundação.
  13. 13. Ciclo reprodutivo femininoUma vez por mês a hipófise mandaum sinal para os ováriosEstes sinais são hormônios
  14. 14. HORMÔNIO F.S.H. O Hormônio Principal chama-se F.S.H. que quer dizer Hormônio Folículo Estimulante Este Hormônio faz crescer na superfície do ovário um folículo que contém o óvulo
  15. 15. OvulaçãoUm novo Hormônio é secretado pela HipófiseÉ o L.H. ou Hormônio LuteinizanteEle age no folículo do ovário rompendo o mesmo eliberando o óvuloO folículo se transforma em Corpo Lúteo que produzProgesterona
  16. 16. Ciclo menstrualEstrógeno eProgesterona sãoproduzidos peloovárioLH e FSH sãoproduzidos pelahipófiseA ovulação ou épocafértil se dá entre o13º e 14º dia docicloO primeiro dia ésempre o primeirodia da menstruação
  17. 17. MenstruaçãoA menstruação é alimpeza das paredesinternas do útero,quando não háfecundaçãoEsta limpeza énecessária para queo processo comecenovamente
  18. 18. Fecundação
  19. 19. HCGO embrião quando atinge o úteroproduz um hormônio chamado HCG,Hormônio Coriônico Gonadotrófico,Este hormônio " manda" o ovárioproduzir estrógeno e progesteronaEste estrógeno e progesterona chegaà hipófise e "avisa" a hipófise que amulher está grávidaNeste caso a hipófise para de produziros hormônios que iriam excitar oovário suspendendo o ciclo menstrual
  20. 20. EMBRIÃO- 6 semanas
  21. 21. 10 semanas
  22. 22. 15 semanas
  23. 23. 23 semanas
  24. 24. Sistema genital masculino
  25. 25. Órgãos do S.R.masculinoPênis: Órgão copulador masculinoque possui em seu interior trêscilindros de tecido esponjosos (oscorpos cavernosos), formado porveias e capilares sanguíneosmodificados. Os corpos cavernososao se encher de sangue provocam aereção do pênis. A região anteriordo pênis forma a glande ( a"cabeça"), onde a pele é fina eapresenta muitas terminaçõesnervosas, o que determina grandesensibilidade à estimulação sexual.A glande é recoberta por uma pregaprotetora de pele chamadaprepúcio, às vezes removidacirurgicamente por meio dacircuncisão.
  26. 26. Saco EscrotalOu escroto, é uma bolsa de pele situadaabaixo do pênis, dentro do qual se aloja opar de testículos, que são as gônadasmasculinas. Os testículos permanecem auma temperatura de 2 a 3ºC, inferior atemperatura corporal, o que é necessáriopara que os espermatozóides se formemnormalmente. Homens que apresentam ostestículos embutidos na cavidadeabdominal, anomalia (criptorquidia), nãoformam espermatozóides, sofrendoesterilidade temporária.
  27. 27. TestículosÉ o órgão onde se formam osespermatozóides. É constituído por tubosfinos e enovelados (os tubos seminíferos),e por camadas envoltórias de tecidoconjuntivo. A espermatogênese (ouformação de espermatozóides), ocorre pordiferenciação e meiose de célulaslocalizadas na parede interna dos túbulosseminíferos. Entre os túbulos, localizam-seas células intersticiais (ou células deLeydig), cuja função é produzirtestosterona, o hormônio sexualmasculino.
  28. 28. EspermatogêneseOcorre na parede dos túbulos seminíferospela diferenciação de célulasespermatogônicas, onde estas, a partir dapuberdade, passam a se multiplicar e vão setransformando em espermatócitos primários,cada um destes, origina dois espermatócitosprimários, que sofre a segunda divisãomeiótica e originam, cada um, duasespermátides que se diferenciam emespermatozóides. Os espermatozóides recém-formados caem na cavidade interna dostúbulos seminíferos e passam a se deslocarpassivamente em seu interior, devido ascontrações das paredes dos túbulos e do fluxode líquido presente dentro deles.
  29. 29. EpidídimoÉ um enovelado localizadosobre o testículo emcomunicação direta com ostúbulos seminíferos. Osespermatozóides recém-formados passam para oepidídimo, onde terminamsua maturação e ficamarmazenados até suaeliminação durante o atosexual.
  30. 30. Vasos Deferentes São dois tubos musculosos que partem dos epidídimos e sobem para o abdome, contornando a bexiga. Sob a bexiga, os vasos deferentes provenientes de cada testículo se fundem em um único tubo, o duto ejaculador, que desemboca na uretra.
  31. 31. UretraA uretra é um duto comum aossistemas reprodutor e urinário dohomem. Ela percorre o interior dopênis, abrindo-se para o exterior naextremidade da glande.
  32. 32. Vesículas SeminaisSão duas glândulas que produzemum líquido nutritivo, o fluído seminal,que contêm o açúcar frutose, cujafunção é nutrir os espermatozóides.Sua secreção é lançada no dutoejaculatório e constitui cerca de 60%do volume total do fluído eliminadodurante o ato sexual.
  33. 33. PróstataA próstata é a maiorglândula acessória dosistema reprodutormasculino. Sua secreção éviscosa e alcalina; tem porfunção neutralizar a acidezda urina residualacumulada na uretra etambém a acidez natural davagina. A próstata envolvea porção inicial da uretra,onde lança sua secreçãoatravés de uma série depequenos dutos.
  34. 34. As glândulas de Coowper São duas pequenas glândulas situadas por baixo da próstata. Segregam um pouco de líquido que limpa a uretra, neutralizando os resíduos da urina. Esta emissão de líquido produz-se antes da ejaculação, e pode conter espermatozóides vivos. Isto quer dizer que, mesmo que o coito seja interrompido antes da ejaculação (coito interrompido também é possível que se produza uma gravidez. Portanto, se utilizar o preservativo como método contraceptivo, é necessário colocá-lo desde o princípio da ereção).
  35. 35. EjaculaçãoNo clímax do ato sexual, o espermaou sêmen, constituído pelosespermatozóides e pelas secreçõesdas glândulas acessórias, é expulsodo corpo por contrações rítmicas daparede dos dutos espermáticos. Aeliminação dos espermatozóides échamada ejaculação.
  36. 36. TESTOSTERONAÉ o grande responsável pelo desenvolvimento tanto dos caracteresprimários como os secundários no sistema reprodutor masculino.Já mesmo antes do nascimento, durante a vida embrionária,desenvolvem-se as células produtoras de testosterona. Sob estímulo deum hormônio placentário - gonadotropina coriônica - tais células iniciam aprodução de testosterona. A partir de então dá-se início aodesenvolvimento dos órgãos que constituirão, ao nascimento, oscaracteres sexuais primários masculinos: Pênis, bolsa escrotal, testículos,canais deferentes, próstata, etc.A partir do nascimento, ao ser separado da placenta, as células de Leydiginterrompem a produção de testosterona e somente retornarão a produzí-lo a partir da puberdade, desta vez sob estímulo do hormônio Luteinizante(LH).Sob estímulo do LH, durante todo o restante da vida, ocorrerá produçãode testosterona pelos testículos do homem. Durante a puberdade estehormônio promove um significativo desenvolvimento nos órgãos doaparelho reprodutor: Aumento de volume do pênis, da bolsa escrotal, doscanais deferentes e das demais estruturas internas. Desenvolvem-setambém os caracteres sexuais secundários do homem: Hipertrofia dalaringe, tornando a voz mais grave; crescimento dos ossos longos;aparecimento de pêlos na face e em diversas outras regiões do corpo;maior deposição protéica na pele, tornando-a mais espessa; maior sínteseprotéica muscular, tornando estes tecidos mais hipertrofiados; calvíciequando houver predisposição genética para tal.

×