Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo

446 views

Published on

A mudança é inevitável
Tudo e todos que conhecemos estão em um constante estado de fluxo.
Por mais que busquemos estabilidade no conforto da rotina, logo chegamos a conclusão de que o mundo à nossa volta está mudando a um ritmo cada vez mais rápido.
Há três aceleradores que impulsionam a maioria das mudanças.
O que é Tecnologia?
Em economia, a tecnologia é o estado atual de nosso conhecimento de
como combinar recursos para produzir produtos desejados (e nosso conhecimento do que pode ser produzido) ou seja
Tecnologia é a maneira como os insumos são transformados em produto no processo produtivo ou ainda é a aplicação do conhecimento empírico e científico para uma finalidade prática.

Tecnologias em Saúde

Medicamentos
Equipamentos e dispositivos médicos
Procedimentos médicos e cirúrgicos
Modelos de organização
Sistemas de apoio

Depois ampliou-se para incluir todas tecnologias na atenção das pessoas (doentes ou não) nos casos comprovados de relação com a saúde humana incluiu-se também as
tecnologias relacionadas ao meio ambiente.

A tecnologia tem o potencial de ser um fator-chave na transformação da saúde no Brasil.

Ajudando a enfrentar os desafios de gerenciar o ambiente da saúde em mudança e com crescente demanda.

********Envelhecimento da população
Afecções crônicas
As enfermidades associadas e concomitantes
Problemas de saúde associados
Pandemias
Colocando o paciente ou usuário dos serviços como centro dos cuidados
Melhorando a eficiência e produtividade
Reduzindo custos

****Pontos essenciais
Mas existem incertezas
Quais tecnologias serão desenvolvidas?
Em qual o ritmo elas evoluirão?
Em que fase em que elas serão adotadas no setor saúde?
Como o sistema de saúde deve se preparar para as mudanças resultantes da inovação e da adoção de novas tecnologias?
Como os trabalhadores da saúde e a própria sociedade brasileira terão que evoluir para assegurar a adoção e difusão bem sucedida dos novos equipamentos, técnicas e procedimentos para que os os cidadãos brasileiros, os trabalhadores, os pacientes, os usuários dos serviços, possam usufruir dos maiores benefícios?

O que é certo é que sua implementação terá implicações significativas para aqueles que trabalham na saúde e assistência social e para os cidadãos brasileiros

Horizonte tecnológico

Assim devemos fazer um “monitoramento do horizonte”
Identificação sistemática precoce das tecnologias
Gerar informações subsidiar a tomada de decisão quanto à incorporação
de tecnologias novas por parte dos gestores
Segurança
Eficácia
Desenvolvimento
Indicações de uso
Custos
Impacto potencial

O objetivo não é prever a evolução tecnológica!

Mas tentar identificar possíveis áreas de mudança
Estimulando a reflexão em torno do impacto das novas tecnologias

Direcionamento futuro
Diagnóstico precoce e prevenção
Maior uso de métodos de imagem (TI e comunicação)

Diagnóstico precoce e prevenção
Maior uso de diagnósticos in-vitro

  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

Horizonte Tecnológico para o setor saúde - Marcelo

  1. 1. S Horizonte Tecnológico para o setor saúde
  2. 2. S Tudo e todos que conhecemos estão em um constante estado de fluxo S Por mais que busquemos estabilidade no conforto da rotina, logo chegamos a conclusão de que o mundo à nossa volta está mudando a um ritmo cada vez mais rápido A mudança é inevitável http://www.maurilioamorim.com/2012/01/are-you-adapting-to-the-change-accelerators/
  3. 3. A mudança é inevitável http://www.maurilioamorim.com/2012/01/are-you-adapting-to-the-change-accelerators/ S As pessoas S A tecnologia Há três aceleradores que impulsionam a maioria das mudanças S A informação
  4. 4. SEm economia, a tecnologia é o estado atual de nosso conhecimento de como combinar recursos para produzir produtos desejados (e nosso conhecimento do que pode ser produzido) ou seja STecnologia é a maneira como os insumos são transformados em produto no processo produtivo ou ainda SÉ a aplicação do conhecimento empírico e científico para uma finalidade prática O que é Tecnologia?
  5. 5. Tecnologias em Saúde S Inicialmente se referiu S Medicamentos S Equipamentos e dispositivos médicos S Procedimentos médicos e cirúrgicos S Modelos de organização S Sistemas de apoio S Depois ampliou-se para S Incluir todas tecnologias na atenção das pessoas (doentes ou não) S Nos casos comprovados de relação com a saúde humana incluiu-se também as tecnologias relacionadas ao meio ambiente
  6. 6. TECNOLOGIA BIOFARMACEUTICA Farmacêutica Diagnóstica Pesquisa Ferramentas Indústria Elétrico Estrutural Biomédico NANO TECNOLOGIA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Hardware Software Comunicação Convergência de revoluções Transplante de órgãos e tecidos Implantes para ortopedia Implantes vasculares Neuro implantes TECNOLOGIA CIRÚRGICA Administração de Drogas Terapia Medicamentosa Baseada em Dispositivos Dispositivos Terapêuticos Ativo Genômica Bioinformática Proteômica Dispositivos Inteligentes Dispositivos Sem Fio Biosensores Biochips Nano Dispositivos Nano Sensores Bioeletrônicos Microfluídos Nano Biotecnologia Administração de Droga
  7. 7. Os cuidados de saúde não acontecem por acaso!
  8. 8. Os cuidados de saúde não acontecem por acaso! Pessoas Tecnologias Technology: A World History
  9. 9. S A tecnologia tem o potencial de ser um fator-chave na transformação da saúde no Brasil S Ajudando a enfrentar os desafios de gerenciar o ambiente da saúde em mudança e com crescente demanda S Envelhecimento da população S Afecções crônicas S As enfermidades associadas e concomitantes S Problemas de saúde associados S Pandemias S Colocando o paciente ou usuário dos serviços como centro dos cuidados S Melhorando a eficiência e produtividade S Reduzindo custos Pontos essenciais
  10. 10. S Mas existem incertezas S Quais tecnologias serão desenvolvidas? S Em qual o ritmo elas evoluirão? S Em que fase em que elas serão adotadas no setor saúde? S Como o sistema de saúde deve se preparar para as mudanças resultantes da inovação e da adoção de novas tecnologias? S Como os trabalhadores da saúde e a própria sociedade brasileira terão que evoluir para assegurar a adoção e difusão bem sucedida dos novos equipamentos, técnicas e procedimentos para que os os cidadãos brasileiros, os trabalhadores, os pacientes, os usuários dos serviços, possam usufruir dos maiores benefícios? Pontos essenciais
  11. 11. S O que é certo é que sua implementação terá implicações significativas para aqueles que trabalham na saúde e assistência social e para os cidadãos brasileiros Pontos essenciais
  12. 12. Horizonte tecnológico S Assim devemos fazer um “monitoramento do horizonte” S Identificação sistemática precoce das tecnologias S Gerar informações subsidiar a tomada de decisão quanto à incorporação de tecnologias novas por parte dos gestores S Segurança S Eficácia S Desenvolvimento S Indicações de uso S Custos S Impacto potencial
  13. 13. O Processo Identificação sistemática e precoce ‘monitoramento do horizonte’ Obter informação Filtro e seleção Priorização DisseminaçãoAvaliação
  14. 14. Mas para onde vamos ?? BIOFARMA Farmacêutica Diagnóstica Pesquisa/Informação Ferramentas Indústria Elétrico Estrutural Biomédico NANO TECNOLOGIA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Hardware Software Comunicação Transplante de órgãos e tecidos Implantes para ortopedia Implantes vasculares Neuro implantes TECNOLOGIA CIRÚRGICA Administração de Drogas Terapia Medicamentosa Baseada em Dispositivos Dispositivos Terapêuticos Ativo Genômica Bioinformática Proteômica Dispositivos Inteligentes Dispositivos Sem Fio Biosensores Biochips Nano Dispositivos Nano Sensores Bioeletrônicos Microfluídos Nano Biotecnologia Administração de Droga
  15. 15. S O objetivo não é prever a evolução tecnológica! Horizonte tecnológico S Mas tentar identificar possíveis áreas de mudança S Estimulando a reflexão em torno do impacto das novas tecnologias
  16. 16. Direcionamento futuro S Diagnóstico precoce e prevenção S Maior uso de métodos de imagem (TI e comunicação)
  17. 17. Direcionamento futuro S Diagnóstico precoce e prevenção S Maior uso de diagnósticos in-vitro S POC está em expansão em adição aos avanços da tecnologia móvel, a nanotecnologia e genômica estão convergindo para produzir equipamentos portáteis independentes que podem ser operados por pessoas não especializadas
  18. 18. Direcionamento futuro S Diagnóstico precoce e prevenção S Biossensores S Biossensores são dispositivos analíticos que utilizam respostas biológicas para criar sinais elétricos e assim analisar uma substância/ parâmetro Concentração de eletrólitos no suor Temperatura, FC, PA, SaO2
  19. 19. Direcionamento futuro S Propensão genética a doenças – genes - BRCA1 e BRCA2 S Susceptibilidade em responder ao tratamento com um determinado medicamento – HER2 S Personalização do tratamento !!!! S Diagnóstico precoce e prevenção S Genômica, farmacogenômica, farmacogenética
  20. 20. Direcionamento futuro S As tecnologias assistivas S Dispositivos menores, mais leves
  21. 21. Direcionamento futuro S As tecnologias assistivas S Monitores de saúde que podem ser vestidos
  22. 22. Direcionamento futuro S Tecnologias para uma população que está envelhecendo S Implantes ortopédicos
  23. 23. Direcionamento futuro S Tecnologias para uma população que está envelhecendo S Tecnologias para a regeneração de nervos Lesão FNTrófico Del Supressor GF Del Supressor GF + FNTrofico
  24. 24. Direcionamento futuro S Combinações droga / dispositivo S Stents Farmacológicos
  25. 25. Direcionamento futuro S Combinações droga / dispositivo S Sensores de glicose no sangue e bombas de infusão
  26. 26. E mais … S Engenharia de Tecidos S Células-tronco Experimentos para estudo e desenvolvimento de controle gênico Cultura de células tronco pluripotentes Desenvolvimento de drogas e testes de toxicidade Promessa da pesquisa com células tronco Células/ tecidos para terapia Medula óssea Células nervosas Músculo cardíaco Céls Ilhotas pancreáticas
  27. 27. E mais … S Engenharia de Tecidos S Bioprinting S Substituição de tecido corneano, vasos sanguíneos, células sanguíneas S Substituição para o rim, fígado e pâncreas Molde 3D Cartilagem Bioimpressa
  28. 28. E mais … S Engenharia de Tecidos S Olho biônico S Combinar tecnologias biológicas e eletromecânicas
  29. 29. E mais … S Engenharia de Tecidos S Aparelhos auditivos implantados S Combinar tecnologias biológicas e eletromecânicas
  30. 30. E mais … S Nanotecnologia S Nano superfícies estimulam a organização de tecidos Estas superfícies tem baixa energia, adaptam a morfologia e as propriedades químicas o que é importante para utiliza-las como modelos para estudar a dependência de crescimento, a divisão e diferenciação de células sobre a energia de superfície do substrato de cultura, bem como usá-las moldes para a regeneração do tecido
  31. 31. E mais … S Robótica e engenharia de tecidos S Combinar tecnologias biológicas e eletromecânicas
  32. 32. E mais … S Robôs e cirurgia
  33. 33. E mais … S Tecnologia de informação e comunicação S Marca-passos, desfibriladores
  34. 34. E mais … S Tecnologia de informação e comunicação S Suporte de vida e equipamentos de monitoramento
  35. 35. E mais … S Tecnologia de informação e comunicação S Integração do “Big Data” Mas S 20% Estruturado S Análise tradicional S 80% ou mais não estruturados S Anotações clínicas, monitorização de dados, imagens, pesquisas, e- mails, telefonemas, fotos, vídeos, localização, contexto S Altamente complexos S Várias regulamentações, léxicos, diferenças de precisão, integridade, disponibilidade, confiabilidade, usabilidade
  36. 36. E mais … S Tecnologia de informação e comunicação S Integração do “Big Data” S Os conjuntos de dados muito grandes para ferramentas de dados padrão Limite Atual: ~ 3PB
  37. 37. E mais … S Tecnologia de informação e comunicação S Integração do “Big Data” S Os conjuntos de dados muito grandes para ferramentas de dados padrão S Volume: excede os limites de armazenamento de baixo custo e escalabilidade vertical, S Velocidade: rápida mudança cenários de negócios com janelas de decisão curtas sobrecarregando os sistemas de dados convencionais S Variedade: vários formatos de dados tornam a integração cara S Variabilidade: variabilidade da estrutura de dados torna a análise difícil
  38. 38. O mundo da medicina como nós a conhecemos logo terminará
  39. 39. Inquietação Cochrane expressou sua percepção de que "não haveria recursos monetários suficientes para fornecer todos os procedimentos diagnósticos e terapêuticos que os médicos podem inventar, e, portanto, é imperativo testar e validar como investimos o dinheiro, proveniente de fundos públicos ou privados, para assegurar uma morbidade e / ou mortalidade reduzidas "
  40. 40. Inquietação Noyce R. Ch. 11. Project strategy. In: Matheson D et al. The smart organisation: creating value through strategic R&D. Boston (MA): Harvard Business School Press, 1998:221 “Muitas coisas são tecnologicamente possíveis, mas somente produtos economicamente viáveis se tornarão realidade”
  41. 41. OBRIGADO! marcelo.fonseca@axia.bio.br marcelo.fonseca@unifesp.br

×