Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Universidade Federal de Campina Grande UFCG       Departamento de Sistemas e Computação DSCPrograma de Pós-Graduação em Ci...
Tópicos1.   O que é2.   Objetivos3.   Importância4.   Onde surgiu5.   Fases e Procedimentos6.   Documentação7.   Apresenta...
1. O que é uma Revisão Sistemática?É um método de revisão bibliográfica do estado da arte...      Processo de apoio à con...
2. Quais os objetivos de uma RS ?Buscar fundamentação teórica !      Levantar o estado da arte.      Resumir e confronta...
2. Quais os objetivos de uma RS ?Fornecer um quadro geral a fim de:      Amadurecer o conhecimento sobre o tema a ser ata...
3. Qual a importância ?Gera uma revisão bibliográfica de forma:      Robusta e consistente           Maior cobertura de ...
4. Onde surgiu ?Na medicina ...      Método desenvolvido por uma rede de colaboração para       que médicos pudessem se a...
5. Quais são as fases e procedimentos ?Basicamente 3 fases de estudo, e muito procedimentos...      Fase I – Planejamento...
5. Quais são as fases e procedimentos ?Fase I – Planejamento e Formalização                                              ...
5. Quais são as fases e procedimentos ?Fase I – Planejamento e Formalização        Execução dos Estudos Primários.       ...
5. Quais são as fases e os procedimentos ?Fase 2 – Condução/Execução         Condução do estudo seguindo o Protocolo de R...
5. Quais são as fases e os procedimentos ?Fase 3 – Sumarização         Produção de conhecimento                          ...
6. Precisa mesmo de documentação ?Ahã !A documentação constante é a base deste             método S I S T E M Á T I C O ! ...
7. Na prática funciona ?Ahã !       Apresentação de um estudo baseado em Revisão        Sistemática                      ...
ReferênciasProtocolos completos para leitura nos anexos de:      Barcellos, Monalessa Perini. “Uma Estratégia Para       ...
ReferênciasFerramenta de execução da RS:      Start [http://lapes.dc.ufscar.br/ferramentas/start-tool]Ferramentas de cata...
ReferênciasLinks com guias e cursos online:      Curso de Revisão Sistemática On-line da       Univesp/Cochrane:       [h...
ReferênciasBibliografia:       Kitchenham,B.A.; Dyba,T.; Jorgensen,M. (2004).        Evidence-based Software Engineering,...
ReferênciasGuias da metodologia:    (i) Cochrane Collaboration. Cochrane Reviewers’ Handbook. Version        4.2.1. Decemb...
Universidade Federal de Campina Grande UFCG       Departamento de Sistemas e Computação DSCPrograma de Pós-Graduação em Ci...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Revisão Sistemática

58,837 views

Published on

Revisão Sistemática é uma metodologia de estudo secundário que visa estabelecer um levantamento formal do estado da arte, de forma robusta e consistente, a partir de um planejamento e execução criteriosos. O processo de pesquisa é conduzido segundo uma série metodologicamente bem definida de etapas, de acordo com um protocolo de estudo previamente planejado.

Published in: Education

Revisão Sistemática

  1. 1. Universidade Federal de Campina Grande UFCG Departamento de Sistemas e Computação DSCPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Computação COPINRevisão Sistemática Elizabete Munzlinger Orientadores: Prof. Dr. José Eustáquio Rangel de Queiroz Profa. Dra. JoseanaMacêdoFechine Régis de Araújo
  2. 2. Tópicos1. O que é2. Objetivos3. Importância4. Onde surgiu5. Fases e Procedimentos6. Documentação7. Apresentação de um estudo 2/14
  3. 3. 1. O que é uma Revisão Sistemática?É um método de revisão bibliográfica do estado da arte...  Processo de apoio à condução de estudos.  É um meio de identificar, avaliar e interpretar todas as pesquisas disponíveis e relevantes para uma questão de pesquisa específica, área temática, ou fenômeno de interesse.  É uma forma de estudo secundário.  Os estudos individuais que contribuem para uma revisão sistemática são chamados de estudos primários.  Análise exploratória que visa fornecer subsídios para planejar a RS. 3/14
  4. 4. 2. Quais os objetivos de uma RS ?Buscar fundamentação teórica !  Levantar o estado da arte.  Resumir e confrontar as evidências existentes sobre um dado assunto, tema, problema.  Buscar novas linhas de investigação, evitando abordagens infrutíferas.  Identificar recomendações e lacunas para pesquisas futuras. 4/14
  5. 5. 2. Quais os objetivos de uma RS ?Fornecer um quadro geral a fim de:  Amadurecer o conhecimento sobre o tema a ser atacado.  Posicionar adequadamente novas atividades de investigação.  Subsidiar conteúdo para a delimitação do problema de pesquisa para Tese/Dissertação.  Fornecer conteúdo para a produção científica (publicações). 5/14
  6. 6. 3. Qual a importância ?Gera uma revisão bibliográfica de forma:  Robusta e consistente  Maior cobertura de publicações pertinentes.  Oferece melhores resultados do processo de revisão da literatura.  Íntegra e confiável  Permite que a RS seja auditada, reproduzida e continuada.  Justa e não tendenciosa  Sintetiza todos os trabalhos relacionados sem preconceitos.  Inclui também as publicações cujas hipóteses são contrárias às defendidas. 6/14
  7. 7. 4. Onde surgiu ?Na medicina ...  Método desenvolvido por uma rede de colaboração para que médicos pudessem se atualizar acerca do novos procedimentos sem necessariamente fazer um curso ou especialização, acompanhando a evolução da medicina.  Método proposto em diversos guias:  CochraneReviewersHandbook [i]  Australian National Health and Medical Research Council [ii]  Systematic Reviews Group [iii]  CRD Guidance [iv] 7/14
  8. 8. 5. Quais são as fases e procedimentos ?Basicamente 3 fases de estudo, e muito procedimentos...  Fase I – Planejamento e Formalização  Fase 2 – Condução/Execução  Fase 3 – Sumarização  Todas as fases devem ser organizadas e documentadas... 8/14
  9. 9. 5. Quais são as fases e procedimentos ?Fase I – Planejamento e Formalização  o (reflexão). Falta embasamento ao defender Explorar uma idéia uma idéia Não tem certeza Cansado do óciosobre o que resolver ou como resolver Rever o estado Necessidade de da arte publicação 9/14
  10. 10. 5. Quais são as fases e procedimentos ?Fase I – Planejamento e Formalização  Execução dos Estudos Primários. Pesquisa e leitura sobre Muita conversa o tema com o orientador Coleta de material identificado com o orientador Definição do problema, Desenvolvimento de um DOC objetivos e questões de pesquisa DOC Protocolo de Revisão (projeto) Sistemática 10/14
  11. 11. 5. Quais são as fases e os procedimentos ?Fase 2 – Condução/Execução  Condução do estudo seguindo o Protocolo de RS. Planejamento da execução Execução do do protocolo protocoloDOC Calibração Execução Download dos dados DOC DOC da busca da busca das publicações Catalogação das Leitura e extração Seleção das de dados das publicaçõesDOC publicações em DOC DOC publicações selecionadas ferramenta 11/14
  12. 12. 5. Quais são as fases e os procedimentos ?Fase 3 – Sumarização  Produção de conhecimento Produção de artigo(s) Sumarização Publicação dos dados de artigo(s) Gerar Gerar indicadores Organizar a indicadores qualitativos Informação adquiridaDOC DOC DOC quantitativos (textos, gráficos, (mapas mentais, (gráficos) tabelas) mapas conceituais) Transferir Redigir os Condensar e conhecimento paraDOC Resultados da RSDOC publicar resultados DOC um capítulo da (relatório) (artigo) Tese/Dissertação/TCC 12/14
  13. 13. 6. Precisa mesmo de documentação ?Ahã !A documentação constante é a base deste método S I S T E M Á T I C O !  Ao final teremos:  “Proposta de Projeto I.doc”  “Protocolo de Revisão Sistemática.doc”  “Artigos Catalogados.start”  “Relatório de Revisão Sistemática.doc”  “Mapa Mental.mm”  “Artigo para Publicação.doc”  “Capítulo de Tese.doc”  Execução/desenvolvimento do trabalho proposto 13/14
  14. 14. 7. Na prática funciona ?Ahã !  Apresentação de um estudo baseado em Revisão Sistemática 14/14
  15. 15. ReferênciasProtocolos completos para leitura nos anexos de:  Barcellos, Monalessa Perini. “Uma Estratégia Para Medição De Software E Avaliação De Bases De Medidas Para Controle Estatístico De Processos De Software Em Organizações De Alta Maturidade”. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Sistemas e Computação, COPPE, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2009.  Souza. Gleison dos Santos. “Ambientes De Engenharia De Software Orientados A Corporação”. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Sistemas e Computação, COPPE, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008.
  16. 16. ReferênciasFerramenta de execução da RS:  Start [http://lapes.dc.ufscar.br/ferramentas/start-tool]Ferramentas de catalogação de artigos:  Mendeley [http://www.mendeley.com/]  EndNote [http://www.endnote.com/]Ondepublicar (Qualis A1):  ACM Computing Surveys (CSUR) [http://csur.acm.org/]  Information Sciences [http://www.journals.elsevier.com/information-sciences/]  ACM Transactions on Information Systems (TOIS) [http://tois.acm.org/]
  17. 17. ReferênciasLinks com guias e cursos online:  Curso de Revisão Sistemática On-line da Univesp/Cochrane: [http://www.virtual.epm.br/cursos/metanalise/]  Alvaro NagibAtallah, AldemarAraujoCastroRevisãoSistemáticada LiteraturaeMetanálise: [http://www.centrocochranedobrasil.org.br/apl/artigos/artig o_530.pdf]  Estudos De Revisão Sistemática: Um Guia Para Síntese Criteriosa Da Evidência Científica [http://www.scielo.br/pdf/rbfis/v11n1/12.pdf]
  18. 18. ReferênciasBibliografia:  Kitchenham,B.A.; Dyba,T.; Jorgensen,M. (2004). Evidence-based Software Engineering, Proceedings of the 26th International Conference on Software Engineering (ICSE’04), Scotland.  Biolchini,J., Mian, P. G., Natali, A. C. C., and Travassos, G. H. (2005). Systematic review in software engineering. Technical report, RT–ES 679/05 System Engineering and Computer Science Dept., COOPE/UFRJ.  Mafra, S. N., Travassos, G. H. (2006). riosapoiando a buscaporevidênciaemEngenharia de Software. cnico, RT-ES 687/06, Travassos, G. H.
  19. 19. ReferênciasGuias da metodologia: (i) Cochrane Collaboration. Cochrane Reviewers’ Handbook. Version 4.2.1. December 2003 (ii) Australian National Health and Medical Research Council. How to review the evidence: systematic identification and review of the scientific literature, 2000. IBSN 186-4960329. (iii) Pai, Madhukar., McCulloch, Michael., and Colford, Jack. Systematic Review: A Road Map Version 2.2. Systematic Reviews Group, UC Berkeley, 2002. [www.medepi.org/meta/guidelines/Berkeley_Systematic_Reviews_ Road_Map_ V2.2.pdf viewed 20 June 2004]. (iv) Khan, Khalid, S., terRiet, Gerben., Glanville, Julia., Sowden, Amand a, J. and Kleijnen, Jo. (eds) Undertaking Systematic Review of Research on Effectiveness. CRD’s Guidance for those Carrying Out or Commissioning Reviews. CRD Report Number 4 (2nd Edition), NHS Centre for Reviews and Dissemination, University of
  20. 20. Universidade Federal de Campina Grande UFCG Departamento de Sistemas e Computação DSCPrograma de Pós-Graduação em Ciência da Computação COPIN Elizabete Munzlinger, elizabete@copin.ufcg.edu.br

×