Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Drama como método de ensino

Baseado no livro de Beatriz Ângela Vieira Cabral

  • Be the first to comment

Drama como método de ensino

  1. 1. Drama como método de ensino Beatriz Ângela Vieira Cabral
  2. 2. Drama    Atividade criativa em grupo onde os participante assumem determinados comportamentos em situações diversas. Exploração de questões e problemas inerentes a condição humana. Processo contínuo de exploração de formas e conteúdos relacionados a um determinado foco.
  3. 3. CARACTERÍSTICAS BÁSICAS Contexto e circunstâncias de ficção  Processo (Pacote de estímulos)  Episódios  Pré-texto  Professor personagem 
  4. 4. Pacote de estímulo composto    Recurso pedagógico para envolver os participantes no contexto dramático. A teoria do estímulo composto foi desenvolvido por John Somers (1994) Reúne um conjunto de artefatos: objetos, fotografias, cartas, documentos, livros, etc.
  5. 5. Professor personagem Classificados quanto a sua função e a seu status: Alto, intermediário ou baixo.  Estabelece as convenções teatrais: tempo, espaço e presença.  Conduz e articula o processo, intervindo na dramatização como participante. 
  6. 6. Pressupostos metodológicos Ações que criam o contexto: definem a cena. (mapas, diários, imagens congeladas)  Ações poéticas: enfatizam o potencial poético. (rituais, analogias, máscara)  Ações reflexivas: enfatizam a reflexão. (narração, testemunhos, expressão do subtexto) 
  7. 7. Posturas e atitudes 1 Participante (o estudante participa sem assumir papéis) 2 Guia (dar informações sobre um evento real ou imaginário) 3 Agente (cria situações convincentes para a compreensão dos fatos) 4 Autoridade (exige atitudes ou providências) 5 Relator (Narra os fatos, classifica os acontecimento a media em que ocorrem)
  8. 8. Posturas e atitudes 6 . Imprensa (Comentar um fato empregando um ponto de vista) 7 . Pesquisador (Descobre as razões ou detalhes da situação) 8 . Critico (Julga as situações ou ações) 9 . Artista (Transforma o evento a partir do texto básico)
  9. 9. Episódios Questionamentos e problemas e serem resolvidos.  Pergunta – chave.  Perguntas abertas ou fechadas. 
  10. 10. Perguntas - chave Perguntas que esclarecem a situação (é verdade que veio nos prender por causa da manifestação?)  Perguntas que informam e exigem resposta (sem armas, como nos defenderemos?)  Perguntas que sugerem implicações (será que isso porá um fim em suas exigências?) 
  11. 11. Palavras - chave Perguntas que constroem tensão (Posso lhes confiar um segredo muito sério)  Perguntas que induzem o pensamento dedutivo (Que evidência temos que o andarilho não é perigoso? 
  12. 12. Implicações pedagógicas       Autonomia e auconfiança (para resolver os problemas) Aprendem a pensar por meio da linguagem. Interação de conhecimentos. Desenvolvem o contexto social e o simbólico. Trabalham elementos da linguagem teatral. Desenvolvimento do pensamento complexo.
  13. 13. REFERÊNCIA  CABRAL, Beatriz Ângela Vieira. Drama como método de ensino. Hucitec, São Paulo, 2006.

×