SlideShare a Scribd company logo
1 of 26
HQ e Humor Gráfico na Escola
O EFEITO HQ
Sonia Luyten e José Alberto Lovetro JAL
HQ e Humor Gráfico na
Escola
O DESENHO FAZ PARTE DO INSTINTO
DO SER HUMANO.
A PRIMEIRA FORMA DE COMUNICAÇÃO
IMPRESSA DO HOMEM, PARA PASSAR
CONHECIMENTO, FOI PELAS
SEQUÊNCIAS GRÁFICAS DOS
DESENHOS NAS CAVERNAS.
www.efeitohq.com
A IMPORTÂNCIA DA LINGUAGEM DOS QUADRINHOS
A LINGUAGEM DOS QUADRINHOS É
RICA E ESTIMULA CRIANÇAS E
JOVENS À LEITURA.
EM PESQUISAS JÁ SE EVIDENCIA QUE
A LEITURA EM IMPRESSO AJUDA NA
CAPTAÇÃO DE INFORMAÇÕES EM 30%
A MAIS QUE A LEITURA EM
PLATAFORMA ELETRÔNICA. E O
VISUAL TRABALHA A MEMÓRIA DE
FORMA EFETIVA.
www.efeitohq.com
FORMAÇÃO
A PERSONALIDADE DA CRIANÇA É
FORMADA ATÉ OS SETE ANOS DE VIDA.
ESPECIALISTAS EM EDUCAÇÃO
GARANTEM QUE ESTIMULAR A
COORDENAÇÃO MOTORA, A MEMÓRIA,
A ATENÇÃO, OS REFLEXOS E A
INTELIGÊNCIA DOS PEQUENOS NESSE
PERÍODO É FUNDAMENTAL PARA O SEU
DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO E
FÍSICO.
www.efeitohq.com
PESQUISA VEJA
PESQUISA DA REVISTA VEJA
FEITA COM OS PROFESSORES E
PUBLICADA EM ABRIL DE 2006,
DEMONSTRA O PROBLEMA QUE
SE TORNOU O ENSINO PARA
ELES. NA VERDADE A
MELHORIA DO ENSINO COMEÇA
PELO PROFESSOR.
www.efeitohq.com
PESQUISA VEJA
AS MAIORES DIFICULDADES
QUE OS PROFESSORES
ENFRENTAM NA SALA DE
AULA
www.efeitohq.com
PESQUISA VEJA
A PESQUISA
DEMONSTROU TAMBÉM
QUE A DESMOTIVAÇÃO
PARA O TRABALHO É
GERAL. TANTO A
PSÍQUICA COMO A
FINANCEIRA.
www.efeitohq.com
MEDO DOS PROFESSORES
A FALTA DE ATENÇÃO
E DESRESPEITO AO
PROFESSOR FAZ COM
QUE O ENSINO SE
TORNE INÓCUO PARA
O ESTUDANTE.
www.efeitohq.com
MEDO DAS CRIANÇAS
AO MESMO TEMPO AS
CRIANÇAS, ACOSTUMADAS
AOS BRINQUEDOS
ELETRÔNICOS ACHAM,
CADA VEZ MAIS, UMA
CHATEAÇÃO IR À ESCOLA
www.efeitohq.com
MEDO DO GOVERNO
O GOVERNO TENTA
IMPLANTAR A
ESCOLA INTEGRAL
MAS ENCONTRA
DIFICULDADES ALÉM
DA FALTA DE VERBAS.
www.efeitohq.com
A SOLUÇÃO
APLICAR HISTÓRIAS EM
QUADRINHOS E HUMOR
GRÁFICO É A SAÍDA
INTELIGENTE, DIRETA,
FUNCIONAL E O ÚNICO CUSTO É
UM SIMPLES TREINAMENTO
DOS PROFESSORES. BASTA
PAPEL E LÁPIS PARA COMEÇAR.
www.efeitohq.com
APLICAÇÃO
MUITOS PROFESSORES JÁ USAM
A LINGUAGEM DOS
QUADRINHOS EM SALA DE AULA,
MAS DE MANEIRA EMPÍRICA.
SABEM QUE É ALGO QUE OS
APROXIMA DOS ALUNOS E GERA
UM ESPÍRITO DE COLABORAÇÃO.
ARREFECE A VIOLÊNCIA.
www.efeitohq.com
PRIMEIROS PASSOS
A PROFESSORA SONIA LUYTEN JÁ
ESCREVIA SOBRE ESSE PROCESSO EM
SEU LIVRO DE 1974 E EM SEU CURSO
DE QUADRINHOS NA ECA/USP.
JOSÉ ALBERTO LOVETRO-JAL
PARTICIPOU DE UMA PALESTRA EM
1993 NA FUNDAÇÃO PARA O
DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E
ESCREVEU UM TEXTO SOBRE O TEMA
NA REVISTA DA ENTIDADE DE SP.
www.efeitohq.com
ESTUDOS E APLICAÇÃO
DESDE ENTÃO O CARTUNISTA JAL
DESENVOLVEU EXERCÍCIOS
PRÁTICOS PARA A SALA DE AULA
ENQUANTO A PROFESSORA SONIA
LUYTEN FAZIA SUAS PESQUISAS EM
PAÍSES ONDE LECIONAVA ( JAPÃO,
HOLANDA, FRANÇA E PORTUGAL )
www.efeitohq.com
PROJETO FDE
NA FDE O PROCESSO DE
IMPLANTAÇÃO EM ESCOLA
PADRÃO RESULTOU EM
TRABALHOS DESENVOLVIDOS POR
PROFESSORES JUNTO AOS
ALUNOS DO ENSINO MÉDIO. O
PROGRAMA ‘OUTRAS PALAVRAS’
DUROU TRÊS ANOS.
www.efeitohq.com
OFICINAS CULTURAIS
A PARTIR DE ENTÃO HOUVE O
TRABALHO NA PERIFERIA DE
SÃO PAULO ATRAVÉS DAS
OFICINAS CULTURAIS COM
CURSOS QUE PROCURAVAM
DESENVOLVER UMA FORMA DE
COMUNICAÇÃO CULTURAL DE
ALUNOS CARENTES.
www.efeitohq.com
FEBEM
NA FEBEM FOI MINISTRADO
CURSO PARA OS MONITORES
DOS MENORES INFRATORES.
A IMPLANTAÇÃO DO
PROCESSO FOI UM SUCESSO
E MERECE UM PROGRAMA
CONSTANTE PARA A
REAPROXIMAÇÃO DOS
MENORES COM O MEIO
SOCIAL.
www.efeitohq.com
OUTROS PAÍSES
A PROFESSORA SONIA LUYTEN
PESQUISOU EM OUTROS PAÍSES
E MOSTROU QUE ATÉ PORTUGAL
JÁ ESTÁ MAIS ADIANTADO DO
QUE O BRASIL NESSA APLICAÇÃO
DA LINGUAGEM DOS
QUADRINHOS E HUMOR GRÁFICO
NA SALA DE AULA
www.efeitohq.com
NOSSA EXPERIÊNCIA
HÁ ALGUNS ANOS A SECRETARIA DA
EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO
NOS CEDEU DUAS ESCOLAS NA PERIFERIA
PARA APLICARMOS, EM TRÊS MESES,
NOSSO ESTUDO COM EXERCÍCIOS
PRÁTICOS PARA QUALQUER DISCIPLINA.
OS PROFESSORES NÃO SERIAM
OBRIGADOS A ACEITAREM ESSE AUXÍLIO.
TRABALHAMOS COM ENSINO BÁSICO E
MÉDIO.
www.efeitohq.com
A PRÁTICA EM
SALA DE AULA
FIZEMOS REUNIÕES COM OS
DIRETORES DAS ESCOLAS E DEPOIS
COM OS PROFESSORES. PASSAMOS A
FORMA QUE DEVERIAM APLICAR A
LINGUAGEM DOS QUADRINHOS NAS
DISCIPLINAS E APÓS OUVIR ONDE ELES
TINHAM MAIS DIFICULDADE ENTRE OS
ALUNOS, PASSAMOS OS EXERCÍCIOS.
CADA CLASSE DESENVOLVEU
HISTORINHAS EM GRUPOS DE QUATRO
ALUNOS CADA.
A PRÁTICA EM
SALA DE AULA
GEOGRAFIA, POR EXEMPLO,
TRABALHOU OS EFEITOS NATURAIS
DO TEMPO E PRESERVAÇÃO DA
NATUREZA. OS ALUNOS CRIARAM
HISTORINHAS QUE DEPOIS SE
TRANSFORMARAM EM EXPOSIÇÃO.
CADA GRUPO ALÉM DE CRIAR SOBRE
O TEMA TAMBÉM OBSERVOU O QUE
OS OUTROS GRUPOS FIZERAM. ASSIM
FIXARAM O ENSINAMENTO.
www.efeitohq.com
A PRÁTICA EM
SALA DE AULA
VAMOS DIZER QUE O PROFESSOR
DE MATEMÁTICA DIGA QUE NÃO
ESTÁ CONSEGUINDO FAZER OS
ALUNOS ENTENDEREM O QUE É O
“PI”. ENTÃO CRIA UM ‘BRAIN
STORM’ PARA TRANSFORMAR O
“PI” EM PERSONAGEM DE HQ. AO
FINAL SE PRODUZ UM GIBI COM
AS HISTORINHAS E NUNCA MAIS
OS ALUNOS ESQUECERÃO O QUE É
www.efeitohq.com
RESULTADOS
➢ APÓS OS TRÊS MESES DENTRO DAS ESCOLAS O
RESULTADO FOI O AUMENTO DA PRODUTIVIDADE E
APRENDIZADO DOS ALUNOS PARA MAIS DE 30%.
CHEGANDO A 100% EM ALGUNS CASOS.
➢ SEM CUSTOS DE EQUIPAMENTO. APENAS
TREINAMENTO DO PROFESSOR.
www.efeitohq.com
PROJETO
➢ NOSSA PROPOSTA É IMPLANTAR NAS ESCOLAS OS
EXERCÍCIOS PRÁTICOS ,COM ACOMPANHAMENTO, SOBRE
OS MAIORES PROBLEMAS QUE OS PROFESSORES
ENFRENTAM NA
DIDÁTICA DE ENSINO.
PARA ISSO ESTAMOS ABRINDO GRATUITAMENTE ESSAS
INFORMAÇÕES PARA IMPLANTAÇÃO IMEDIATA NAS
ESCOLAS. APLIQUE O EFEITO HQ: WWW.EFEITOHQ.COM
EFEITO HQ
Para ajudar na formatação e acompanhamento para cada escola
aconselhamos a contratação de um workshop de um profissional
de quadrinhos e humor gráfico para passar alguns ensinamentos
básicos aos professores e alunos. Caso queira a escola poderá
nos contatar para que indiquemos um profissional mais próximo
para esse trabalho.
www.efeitohq.com
SAIBA MAIS
www.efeitohq.com
contato@efeitohq.com

More Related Content

Similar to HQ e Humor Gráfico na Sala de Aula

Diario de bordo sociologia
Diario de bordo sociologiaDiario de bordo sociologia
Diario de bordo sociologianethleide
 
De Emilio A Emilia A Trajetaria Da Alfabetizacao
De Emilio A Emilia A Trajetaria Da AlfabetizacaoDe Emilio A Emilia A Trajetaria Da Alfabetizacao
De Emilio A Emilia A Trajetaria Da AlfabetizacaoEliane Almeida
 
Caderno 4 emerson
Caderno 4   emersonCaderno 4   emerson
Caderno 4 emersonLia Araújo
 
Comunicação corporal
Comunicação corporalComunicação corporal
Comunicação corporalCris Akemi
 
Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2
Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2
Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2Cíntia Dal Bello
 
Elza dias pacheco, 14 nov 2006 b
Elza dias pacheco, 14 nov 2006 bElza dias pacheco, 14 nov 2006 b
Elza dias pacheco, 14 nov 2006 bIsabel Santos
 
Pensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino Médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino MédioPensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino Médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino MédioCadernizando
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slidegueste2dceb
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slidegueste4bc84
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slidegueste4bc84
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slidegueste4bc84
 
Pensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médioPensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médioPIBID Geografia UNEAL CAMPUS I
 
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIIFolhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIIValter Gomes
 
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...erlonmoreira
 
Marcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdf
Marcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdfMarcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdf
Marcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdfAlineCALi
 
“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.
“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.
“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.Daniel S Fernandes
 

Similar to HQ e Humor Gráfico na Sala de Aula (20)

Portifolio 5 periodo slide
Portifolio 5 periodo slidePortifolio 5 periodo slide
Portifolio 5 periodo slide
 
Diario de bordo sociologia
Diario de bordo sociologiaDiario de bordo sociologia
Diario de bordo sociologia
 
De Emilio A Emilia A Trajetaria Da Alfabetizacao
De Emilio A Emilia A Trajetaria Da AlfabetizacaoDe Emilio A Emilia A Trajetaria Da Alfabetizacao
De Emilio A Emilia A Trajetaria Da Alfabetizacao
 
Apresentação - 1º semestre - Matutino 2011
Apresentação - 1º semestre - Matutino 2011Apresentação - 1º semestre - Matutino 2011
Apresentação - 1º semestre - Matutino 2011
 
Caderno 4 emerson
Caderno 4   emersonCaderno 4   emerson
Caderno 4 emerson
 
Comunicação corporal
Comunicação corporalComunicação corporal
Comunicação corporal
 
Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2
Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2
Guia do Projeto de 1º semestre de PP e JO - 2014-2
 
Elza dias pacheco, 14 nov 2006 b
Elza dias pacheco, 14 nov 2006 bElza dias pacheco, 14 nov 2006 b
Elza dias pacheco, 14 nov 2006 b
 
Gestar II - Sc
Gestar II -  ScGestar II -  Sc
Gestar II - Sc
 
Pensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino Médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino MédioPensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino Médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de Geografia para o Ensino Médio
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slide
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slide
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slide
 
ApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica SlideApresentaçãO De PráTica Slide
ApresentaçãO De PráTica Slide
 
Dissertação sobre teatro na escola
Dissertação sobre teatro na escolaDissertação sobre teatro na escola
Dissertação sobre teatro na escola
 
Pensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médioPensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médio
Pensando lugar e paisagem em aulas de geografia para o ensino médio
 
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXIIFolhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXII
Folhetim do Estudante - Ano II - Núm. XXII
 
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
Refletindo sobre o ensino da arte na educação infantil...
 
Marcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdf
Marcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdfMarcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdf
Marcadores sociais da diferença e interseccionalidade.pdf
 
“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.
“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.
“Câmeras subjetivas”: imagens em trânsito sobre o Nordeste paraense.
 

Recently uploaded

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Recently uploaded (20)

Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 

HQ e Humor Gráfico na Sala de Aula

  • 1. HQ e Humor Gráfico na Escola O EFEITO HQ Sonia Luyten e José Alberto Lovetro JAL
  • 2. HQ e Humor Gráfico na Escola O DESENHO FAZ PARTE DO INSTINTO DO SER HUMANO. A PRIMEIRA FORMA DE COMUNICAÇÃO IMPRESSA DO HOMEM, PARA PASSAR CONHECIMENTO, FOI PELAS SEQUÊNCIAS GRÁFICAS DOS DESENHOS NAS CAVERNAS. www.efeitohq.com
  • 3. A IMPORTÂNCIA DA LINGUAGEM DOS QUADRINHOS A LINGUAGEM DOS QUADRINHOS É RICA E ESTIMULA CRIANÇAS E JOVENS À LEITURA. EM PESQUISAS JÁ SE EVIDENCIA QUE A LEITURA EM IMPRESSO AJUDA NA CAPTAÇÃO DE INFORMAÇÕES EM 30% A MAIS QUE A LEITURA EM PLATAFORMA ELETRÔNICA. E O VISUAL TRABALHA A MEMÓRIA DE FORMA EFETIVA. www.efeitohq.com
  • 4. FORMAÇÃO A PERSONALIDADE DA CRIANÇA É FORMADA ATÉ OS SETE ANOS DE VIDA. ESPECIALISTAS EM EDUCAÇÃO GARANTEM QUE ESTIMULAR A COORDENAÇÃO MOTORA, A MEMÓRIA, A ATENÇÃO, OS REFLEXOS E A INTELIGÊNCIA DOS PEQUENOS NESSE PERÍODO É FUNDAMENTAL PARA O SEU DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO E FÍSICO. www.efeitohq.com
  • 5. PESQUISA VEJA PESQUISA DA REVISTA VEJA FEITA COM OS PROFESSORES E PUBLICADA EM ABRIL DE 2006, DEMONSTRA O PROBLEMA QUE SE TORNOU O ENSINO PARA ELES. NA VERDADE A MELHORIA DO ENSINO COMEÇA PELO PROFESSOR. www.efeitohq.com
  • 6. PESQUISA VEJA AS MAIORES DIFICULDADES QUE OS PROFESSORES ENFRENTAM NA SALA DE AULA www.efeitohq.com
  • 7. PESQUISA VEJA A PESQUISA DEMONSTROU TAMBÉM QUE A DESMOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO É GERAL. TANTO A PSÍQUICA COMO A FINANCEIRA. www.efeitohq.com
  • 8. MEDO DOS PROFESSORES A FALTA DE ATENÇÃO E DESRESPEITO AO PROFESSOR FAZ COM QUE O ENSINO SE TORNE INÓCUO PARA O ESTUDANTE. www.efeitohq.com
  • 9. MEDO DAS CRIANÇAS AO MESMO TEMPO AS CRIANÇAS, ACOSTUMADAS AOS BRINQUEDOS ELETRÔNICOS ACHAM, CADA VEZ MAIS, UMA CHATEAÇÃO IR À ESCOLA www.efeitohq.com
  • 10. MEDO DO GOVERNO O GOVERNO TENTA IMPLANTAR A ESCOLA INTEGRAL MAS ENCONTRA DIFICULDADES ALÉM DA FALTA DE VERBAS. www.efeitohq.com
  • 11. A SOLUÇÃO APLICAR HISTÓRIAS EM QUADRINHOS E HUMOR GRÁFICO É A SAÍDA INTELIGENTE, DIRETA, FUNCIONAL E O ÚNICO CUSTO É UM SIMPLES TREINAMENTO DOS PROFESSORES. BASTA PAPEL E LÁPIS PARA COMEÇAR. www.efeitohq.com
  • 12. APLICAÇÃO MUITOS PROFESSORES JÁ USAM A LINGUAGEM DOS QUADRINHOS EM SALA DE AULA, MAS DE MANEIRA EMPÍRICA. SABEM QUE É ALGO QUE OS APROXIMA DOS ALUNOS E GERA UM ESPÍRITO DE COLABORAÇÃO. ARREFECE A VIOLÊNCIA. www.efeitohq.com
  • 13. PRIMEIROS PASSOS A PROFESSORA SONIA LUYTEN JÁ ESCREVIA SOBRE ESSE PROCESSO EM SEU LIVRO DE 1974 E EM SEU CURSO DE QUADRINHOS NA ECA/USP. JOSÉ ALBERTO LOVETRO-JAL PARTICIPOU DE UMA PALESTRA EM 1993 NA FUNDAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E ESCREVEU UM TEXTO SOBRE O TEMA NA REVISTA DA ENTIDADE DE SP. www.efeitohq.com
  • 14. ESTUDOS E APLICAÇÃO DESDE ENTÃO O CARTUNISTA JAL DESENVOLVEU EXERCÍCIOS PRÁTICOS PARA A SALA DE AULA ENQUANTO A PROFESSORA SONIA LUYTEN FAZIA SUAS PESQUISAS EM PAÍSES ONDE LECIONAVA ( JAPÃO, HOLANDA, FRANÇA E PORTUGAL ) www.efeitohq.com
  • 15. PROJETO FDE NA FDE O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO EM ESCOLA PADRÃO RESULTOU EM TRABALHOS DESENVOLVIDOS POR PROFESSORES JUNTO AOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO. O PROGRAMA ‘OUTRAS PALAVRAS’ DUROU TRÊS ANOS. www.efeitohq.com
  • 16. OFICINAS CULTURAIS A PARTIR DE ENTÃO HOUVE O TRABALHO NA PERIFERIA DE SÃO PAULO ATRAVÉS DAS OFICINAS CULTURAIS COM CURSOS QUE PROCURAVAM DESENVOLVER UMA FORMA DE COMUNICAÇÃO CULTURAL DE ALUNOS CARENTES. www.efeitohq.com
  • 17. FEBEM NA FEBEM FOI MINISTRADO CURSO PARA OS MONITORES DOS MENORES INFRATORES. A IMPLANTAÇÃO DO PROCESSO FOI UM SUCESSO E MERECE UM PROGRAMA CONSTANTE PARA A REAPROXIMAÇÃO DOS MENORES COM O MEIO SOCIAL. www.efeitohq.com
  • 18. OUTROS PAÍSES A PROFESSORA SONIA LUYTEN PESQUISOU EM OUTROS PAÍSES E MOSTROU QUE ATÉ PORTUGAL JÁ ESTÁ MAIS ADIANTADO DO QUE O BRASIL NESSA APLICAÇÃO DA LINGUAGEM DOS QUADRINHOS E HUMOR GRÁFICO NA SALA DE AULA www.efeitohq.com
  • 19. NOSSA EXPERIÊNCIA HÁ ALGUNS ANOS A SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO NOS CEDEU DUAS ESCOLAS NA PERIFERIA PARA APLICARMOS, EM TRÊS MESES, NOSSO ESTUDO COM EXERCÍCIOS PRÁTICOS PARA QUALQUER DISCIPLINA. OS PROFESSORES NÃO SERIAM OBRIGADOS A ACEITAREM ESSE AUXÍLIO. TRABALHAMOS COM ENSINO BÁSICO E MÉDIO. www.efeitohq.com
  • 20. A PRÁTICA EM SALA DE AULA FIZEMOS REUNIÕES COM OS DIRETORES DAS ESCOLAS E DEPOIS COM OS PROFESSORES. PASSAMOS A FORMA QUE DEVERIAM APLICAR A LINGUAGEM DOS QUADRINHOS NAS DISCIPLINAS E APÓS OUVIR ONDE ELES TINHAM MAIS DIFICULDADE ENTRE OS ALUNOS, PASSAMOS OS EXERCÍCIOS. CADA CLASSE DESENVOLVEU HISTORINHAS EM GRUPOS DE QUATRO ALUNOS CADA.
  • 21. A PRÁTICA EM SALA DE AULA GEOGRAFIA, POR EXEMPLO, TRABALHOU OS EFEITOS NATURAIS DO TEMPO E PRESERVAÇÃO DA NATUREZA. OS ALUNOS CRIARAM HISTORINHAS QUE DEPOIS SE TRANSFORMARAM EM EXPOSIÇÃO. CADA GRUPO ALÉM DE CRIAR SOBRE O TEMA TAMBÉM OBSERVOU O QUE OS OUTROS GRUPOS FIZERAM. ASSIM FIXARAM O ENSINAMENTO. www.efeitohq.com
  • 22. A PRÁTICA EM SALA DE AULA VAMOS DIZER QUE O PROFESSOR DE MATEMÁTICA DIGA QUE NÃO ESTÁ CONSEGUINDO FAZER OS ALUNOS ENTENDEREM O QUE É O “PI”. ENTÃO CRIA UM ‘BRAIN STORM’ PARA TRANSFORMAR O “PI” EM PERSONAGEM DE HQ. AO FINAL SE PRODUZ UM GIBI COM AS HISTORINHAS E NUNCA MAIS OS ALUNOS ESQUECERÃO O QUE É www.efeitohq.com
  • 23. RESULTADOS ➢ APÓS OS TRÊS MESES DENTRO DAS ESCOLAS O RESULTADO FOI O AUMENTO DA PRODUTIVIDADE E APRENDIZADO DOS ALUNOS PARA MAIS DE 30%. CHEGANDO A 100% EM ALGUNS CASOS. ➢ SEM CUSTOS DE EQUIPAMENTO. APENAS TREINAMENTO DO PROFESSOR. www.efeitohq.com
  • 24. PROJETO ➢ NOSSA PROPOSTA É IMPLANTAR NAS ESCOLAS OS EXERCÍCIOS PRÁTICOS ,COM ACOMPANHAMENTO, SOBRE OS MAIORES PROBLEMAS QUE OS PROFESSORES ENFRENTAM NA DIDÁTICA DE ENSINO. PARA ISSO ESTAMOS ABRINDO GRATUITAMENTE ESSAS INFORMAÇÕES PARA IMPLANTAÇÃO IMEDIATA NAS ESCOLAS. APLIQUE O EFEITO HQ: WWW.EFEITOHQ.COM
  • 25. EFEITO HQ Para ajudar na formatação e acompanhamento para cada escola aconselhamos a contratação de um workshop de um profissional de quadrinhos e humor gráfico para passar alguns ensinamentos básicos aos professores e alunos. Caso queira a escola poderá nos contatar para que indiquemos um profissional mais próximo para esse trabalho. www.efeitohq.com