Projeto e proinfo

794 views

Published on

Projeto "Geometria Espacial" utilizando as novas tecnologias.

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
794
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Projeto e proinfo

  1. 1. PROGRAMA NACIONAL DE FORMAÇÃO CONTINUADA EM TECNOLOGIA EDUCACIONAL PROINFO INTEGRADO FIGURAS GEOMÉTRICAS ESPACIAIS VER E ENXERGAR HELENAALICE S. B. V. BARCELOS SANTANA DE PARNAÍBA-SP 2013
  2. 2. Figuras geométricas Planas e Espaciais
  3. 3. JUSTIFICATIVA Este Projeto tem a finalidade de mostrar a importância da visualização no processo de ensino-aprendizagem da Geometria Espacial e tornar este conteúdo interessante com o uso da tecnologia. OBJETIVO O projeto “Figuras Geométricas Espaciais – Ver e Enxergar” tem o objetivo de proporcionar uma reflexão sobre a importância de se promover um ensino dinâmico que leve em consideração as necessidades de aprendizagem dos alunos, utilizar o conhecimento geométrico e matemático em benefício das demandas cotidianas, utilizando a tecnologia para tornar este estudo criativo e interessante. DESENVOLVIMENTO 1. Conceitos Estudos comprovam que as pessoas aprendem de maneiras diferentes. Estes estilos de aprendizagem se dividem em: visual, auditivo e cinestésico. Outro fator que influencia na aprendizagem é a enorme quantidade de informações que são facilmente disponibilizadas: internet, TV, rádio, revistas, etc. A educação no método tradicional não é mais interessante aos alunos. Estes por sua vez, com a facilidade de acesso as tecnologias e a grande quantidade de informação estão ficando cada vez mais entediados nas aulas tradicional.
  4. 4. Estilos de aprendizagem: visual, auditivo e cinestésico É provado cientificamente que as pessoas aprendem de maneiras diferentes: observando, ouvindo, fazendo, interagindo com outros. Aluno visual: vê, olha, observa. Alunos visuais aprendem através da visão. Aprendem através de leitura de texto, imagens, gráficos, diagramas, etc. O professor deve fornecer material de leitura, usar a linguagem corporal ao ensinar, e instruí-lo sobre como tomar notas. Usar instruções escritas, ao invés de orais, e manter os ruídos de fundo reduzidos. Lembrar que estes alunos memorizam usando pistas visuais, portanto podem preferir escrever algo mesmo em tarefas orais. Alunos visuais tendem a recordar melhor as informações se eles as leem silenciosamente para si mesmos antes de lerem em voz alta ou discutirem. Pode ser benéfico fornecer ao aluno visual um resumo geral do material que será abrangido numa discussão ou leitura. Usar mapas conceituais também ajuda a criar conexões sobre o material. Aluno auditivo: ouve, escuta, sons. Essas são as crianças que irão se beneficiar lendo um texto em voz alta, ouvindo uma história gravada em áudio, ou participando de uma discussão. Para o aluno auditivo deve-se considerar usar histórias online com áudio gravado, audiobooks, ou fazer um revezamento nas leituras em voz alta. Alunos auditivos funcionam bem com música instrumental tocando ao fundo enquanto estudam. Pode ser proveitoso para o auditivo usar o dedo ou algo para apontar durante a leitura, a fim de evitar pular linhas. O aluno auditivo também se beneficia repetindo as instruções recebidas, realizando avaliações orais, e usando associação de palavras para relembrar um conteúdo
  5. 5. Aluno cinestésico: sente, toca, aperta Alunos cinestésicos aprendem melhor através de uma abordagem “mão na massa”. Eles aprendem movendo, tocando e fazendo. Deve-se considerar aulas de campo, experimentos de laboratório, e técnicas de memorização que envolvam gestos. Cinestésicos precisam trabalhar em curtos períodos de tempo e fazer pausas frequentes enquanto estiverem estudando. Eles tendem a precisar de espaço para ler ou escrever, como deitar no chão ou na cama, ao invés de se sentar em uma mesa. Alunos cinestésicos tendem a preferir livros que tragam orientações de ações/tarefas. Para encorajar os aluno cinestésico, é importante o uso de modelos, projetos, ou demonstrações, ao invés do tradicional relatório escrito. As inteligências múltiplas de Gardner A teoria das inteligências múltiplas foi desenvolvida pelo psicólogo norte-americano Howard Gardner. Depois de muitos anos de pesquisas com a inteligência humana, o psicólogo concluiu que o cérebro do homem possui oito tipos de inteligência. Porém, a maioria das pessoas possui uma ou duas inteligências desenvolvidas. Isto explica porque um indivíduo é muito bom com cálculos matemáticos, porém não tem muita habilidade com expressão artística. De acordo com Gardner, são raríssimos os casos em que uma pessoa possui diversas inteligências desenvolvidas. Podemos citar Leonardo da Vinci como um destes casos raros de genialidade. Ele foi um excelente pintor, botânico, matemático, anatomista e inventor. Por outro lado, o psicólogo afirma que são raros também os casos em que uma pessoa não possui nenhuma inteligência. Gardner ainda afirma que estas inteligências apresentam-se de duas formas. Algumas pessoas já nascem com determinadas inteligências, ou seja, a genética contribui. Porém, as experiências vividas também contribuem para o
  6. 6. desenvolvimento de determinadas inteligências. Os estímulos e o ambiente social são importantes no desenvolvimento de determinadas inteligências. Se uma pessoa, por exemplo, nasce com uma inteligência musical, porém as condições ambientais (escola, família, região onde mora) não oferecem estímulos para o desenvolvimento das capacidades musicais, dificilmente este indivíduo será um músico. As inteligências são: · Lógica – voltada para conclusões baseadas em dados numéricos e na razão. As pessoas com esta inteligência possuem facilidade em explicar as coisas utilizando-se de fórmulas e números. Costumam fazer contas de cabeça rapidamente. · Lingüística – capacidade elevada de utilizar a língua para comunicação e expressão. Os indivíduos com esta inteligência desenvolvida são ótimos oradores e comunicadores, além de possuírem grande capacidade de aprendizado de idiomas. · Corporal – grande capacidade de utilizar o corpo para se expressar ou em atividades artísticas e esportivas. Um campeão de ginástica olímpica ou um dançarino famoso, com certeza, possuem esta inteligência bem desenvolvida. · Naturalista – voltada para a análise e compreensão dos fenômenos da natureza (físicos, climáticos, astronômicos, químicos). · Intrapessoal – pessoas com esta inteligência possuem a capacidade de se autoconhecerem, tomando atitudes capazes de melhorar a vida com base nestes conhecimentos.
  7. 7. · Interpessoal – facilidade em estabelecer relacionamentos com outras pessoas. Indivíduos com esta inteligência conseguem facilmente identificar a personalidade das outras pessoas. Costumam ser ótimos líderes e atuam com facilidade em trabalhos em equipe. · Espacial – habilidade na interpretação e reconhecimento de fenômenos que envolvem movimentos e posicionamento de objetos. Um jogador de futebol habilidoso possui esta inteligência, pois consegue facilmente observar, analisar e atuar com relação ao movimento da bola. · Musical – inteligência voltada para a interpretação e produção de sons com a utilização de instrumentos musicais. De uma maneira geral, observando os conceitos acima, faz-se necessário a adequação dos profissionais da educação as novas tecnologias, para tornarem suas aulas mais atrativas e atingirem um número maior de alunos com aprendizagem significativa . No caso da geometria espacial nota-se também que existe por parte dos alunos uma grande dificuldade na visualização e compreensão de conceitos, demonstrações e aplicações do referido conteúdo. Estudos demonstram que o ensino da Geometria tem se apresentado rigorosamente abstrato, com transmissão de regras e memorização de fórmulas através de intensivos exercícios técnicos. Para desenvolver o pensamento geométrico a visualização é uma das habilidades mais importantes. Esta poderá ser melhor desenvolvida com o uso das diversas tecnologias. Recursos didáticos • Laboratório de informática; • Uso de softwares de simulação e construção de figuras geométricas; • ZUL Régua e Compasso: Simula construções geométricas (linhas,
  8. 8. segmentos, círculos, etc). Utilizando régua e compasso virtual. (Gratuito) • Shape Calculator 1: Calcula áreas, perímetro e volume de diversas figuras planas e espaciais.(Gratuito) • s3d: Permite construir e observar secções geradas em diversaos de sólidos geométricos.(Gratuito) • Poly 1.10: Permite a investigação de sólidos tridimensionalmente com possibilidade de movimento (Compartilhado). Os softwares podem ser baixados no site: http://www.somatematica.com.br/softwares.php# • Montagem de figuras com canudos de plástico; • Origami; • Games; • Vídeos de animação; Público-Alvo • Ensino fundamental e médio. Período • 3 meses Bibliografia Estilos de aprendizagem: visual, auditivo e cinestésico http://www.educacaodecriancas.com.br/desenvolvimento-infantil/estilos-de- aprendizagem-visual-auditivo-e-sinestesico
  9. 9. As inteligências múltiplas Howard Gardner http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/inteligencias_multiplas.htm A geometria dos Origamis http://w3.ufsm.br/ceem/eiemat/Anais/arquivos/PO/PO_Bussolotto_Debora.pdf Fíguras geométricas http://www.youtube.com/watch?v=WofecMPc2DQ curso: http://cejarj.cecierj.edu.br/pdf_mod3/matematica/Unid2_MAT_Matematica_M odulo_3.pdf
  10. 10. As inteligências múltiplas Howard Gardner http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/inteligencias_multiplas.htm A geometria dos Origamis http://w3.ufsm.br/ceem/eiemat/Anais/arquivos/PO/PO_Bussolotto_Debora.pdf Fíguras geométricas http://www.youtube.com/watch?v=WofecMPc2DQ curso: http://cejarj.cecierj.edu.br/pdf_mod3/matematica/Unid2_MAT_Matematica_M odulo_3.pdf

×