Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador

24,737 views

Published on

Slide Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador
Slide Lição 3 4 t - 2017 - cpad

Published in: Spiritual

Lição 03 - A Salvação e o Advento do Salvador

  1. 1. A Salvação e o Advento do Salvador
  2. 2. 4º Trimestre Ano 2017 15 Outubro A Obra da Salvação Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida
  3. 3. Lição 01 – Uma Promessa de Salvação Lição 02 – A Salvação na Páscoa Judaica Lição 03 – A Salvação e o advento do Salvador Lição 04 – Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus Lição 05 – A Obra Salvifíca de Jesus Cristo Lição 06 – A Abrangência Universal da Salvação Lição 07 – A Salvação pela Graça Lição 08 – Salvação e Livre-Arbítrio Lição 09 – Arrependimento e Fé para a Salvação Lição 10 – O Processo da Salvação Lição 11 – Adotados por Deus Lição 12 – Perseverando na Fé Lição 13 – Glorificados em Cristo Lição 14 – Vivendo com a mente de Cristo
  4. 4. Objetivo Geral Mostrar que o nascimento de Jesus Cristo se deu dentro do plano divino para salvar a humanidade. ❷ ❶ ❸ Apresentar como se deu o anúncio do nascimento do Salvador; Explicar a respeito da concepção do Salvador; Mostrar que "o Verbo se fez carne e habitou entre nós".
  5. 5. João 1:1-14 1 NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio com Deus. 3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5 E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam. 6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. 7 Este veio para testemunho, para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele. 8 Não era ele a luz, mas para que testificasse da luz.
  6. 6. João 1:1-14 9 Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo. 10 Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. 11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. 12 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; 13 Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. 14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.
  7. 7. "E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade." (João 1:14)
  8. 8. O nascimento de Jesus Cristo se deu dentro do plano divino para salvar a humanidade.
  9. 9. Jesus Cristo veio ao mundo na plenitude dos tempos para salvar a humanidade.
  10. 10. Deus não abandonou o ser humano no pecado. O NASCIMENTO DE JESUS marca o início de uma nova era para a humanidade, A promessa de PERDÃO e de SALVAÇÃO foi efetuada por Ele na CRUZ a fim de nos redimir.
  11. 11. Estudaremos nesta Lição
  12. 12. 1. No Antigo Testamento (Lc 24:27) O Antigo Testamento dá abundantes predições sobre a vinda do Messias ao mundo:  na queda dos nossos primeiros pais, a vinda do Salvador foi apontada (Gn 3.15);  no sangue de animais no umbral das portas na noite da Páscoa (Êx 12.1-13);  no êxodo do povo judeu do Egito (Êx 12.37-51; 13.17-22);  nos 26 salmos messiânicos (SI 2.7; 16.10; 22.1ss; 35.19; 72.1ss; 118.22 e outros);  na volta do exílio babilônico;  e nos profetas, especialmente o livro de Isaías, denominado o livro messiânico do Antigo Testamento (Is 9; 11; 50).
  13. 13. 2. Anunciado pelos anjos O anjo Gabriel apareceu a Maria e lhe deu instruções de como ela conceberia milagrosamente o menino Jesus (Lc 1.30-38)
  14. 14. 2. Anunciado pelos anjos Quando os anjos anunciaram o nascimento do Salvador aos pastores, estes foram tomados de grande alegria e glória do Senhor (Lc 2.9)
  15. 15. 3. Desfrutado pela humanidade A visita dos pastores e dos sábios simboliza toda a raça humana à procura de Deus. Essa visita não se deu num belo palácio ornado de ouro, mas numa simples manjedoura cheia de animais e palha; um lugar inóspito para o grande Rei e Salvador.
  16. 16. Mistério da Encarnação “A doutrina da encarnação de Jesus excede tudo o que o entendimento humano possa compreender; porém, desse milagre depende a substância do Evangelho da salvação e a doutrina da redenção.” Teologia Sistemática Eurico Bergstén
  17. 17. Salvação nos foi prometida pelo Pai no Éden. O anúncio do nascimento do Salvador se deu no Antigo e no Novo Testamento.
  18. 18. 1. Um plano concebido desde a fundação do mundo Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que foi morto desde a fundação do mundo (Ap 13.8), pois antes de o homem pecar, o Pai, em sua presciência, já havia provido um salvador.
  19. 19. ❶ De fato Deus é onisciente, e isto significa que Ele sabe de tudo, nada sai de seu controle. ❷ A GLÓRIA DE DEUS é o objetivo principal da criação. ❸ Deus deu o livre-arbítrio para que seja glorificado e adorado por livre e espontânea vontade. ❹ Sabendo que Adão e Eva pecariam, não desistiu do seu projeto de criação porque mesmo diante da queda haveria uma maneira de manifestar a Sua GLÓRIA em toda a plenitude. ❺ A maior exposição da GLÓRIA DE DEUS foi na cruz. Se Deus sabia que Adão e Eva pecariam, por que Ele os criou ? Vamos Pensar ?
  20. 20. 2. O nascimento do Salvador Vemos a demonstração da humildade divina, pois o Filho se esvaziou de sua glória para habitar de maneira humilde entre os homens (Fp 2.7). Que belo gesto de doação de si mesmo, pois não poderia haver maior entrega para mostrar esta verdade: Deus é amor (1 Jo 4.8)!
  21. 21. 3. Um roteiro divino de vida Desde a fundação do mundo, Jesus foi o Salvador e, a partir de seu nascimento, essa realidade foi confirmada (Lc 2.10,11)
  22. 22. Roteiro divino da vida de Jesus Cristo  Ele foi concebido por uma virgem, o que atesta o fato milagroso de ser o Filho de Deus encarnado e gerado como homem pelo Espírito Santo (Lc 1.35);  Jesus nasceu num contexto de pobreza, o que mostra sua humilhação e serviço aos desafortunados (Lc 4.18-21);  o Filho de Maria cresceu numa família, o que mostra a importância que Deus dá à célula mater da sociedade (Lc 2.40).  O ministério terreno de Jesus foi abrangente (Lc 2.49), mostrando que o Reino de Deus já havia chegado à Terra (Lc 10.9,11).
  23. 23. Salvação nos foi prometida pelo Pai no Éden. A concepção do Salvador foi um plano concebido desde a fundação do mundo.
  24. 24. 1. A encarnação do “Verbo” A Bíblia afirma, reiteradas vezes, que o Filho de Deus se tornou "carne" (1Tm 3.16; 1 Jo 4.2; 2 Jo v.7; 1 Pe 3.18; 4.1), ou seja, uma pessoa inteira, de carne e osso, em pleno uso de suas funções psíquicas.
  25. 25. 1. A encarnação do “Verbo” Jesus quando se fez "carne" e habitou entre os homens, assumiu a humanidade juntamente com as fragilidades próprias dela Há abundantes e incontestáveis provas de sua humanidade, ou seja, de que Ele nasceu, cresceu e viveu entre nós.
  26. 26. Em relação as provas da natureza humana de Cristo, a Bíblia revela que Jesus :  chorou em público (Jo 11.35),  admitiu perdas e sentiu saudades (Jo 11.36),  experimentou dor (Mt 27.50),  sentiu tristeza de morte (Mt 26.38),  sentiu-se cansado (Jo 4.6),  teve sede (Jo 19.28),  teve dificuldades familiares (Jo 7.3-5),  foi tido como louco (Mc 3.21),  mostrou que a privacidade e a oração são períodos essenciais para a sobrevivência espiritual (Mc 1.35; 6.30- 32,45,46; Lc 5.16).
  27. 27. 2. A humilhação do servo Sua humilhação está relacionada :  aos seus sofrimentos: como ao ser perseguido, desprezado pelas autoridades, discriminado (Jo 1.46),  ao ser silenciado diante de seus acusadores  ao ser açoitado impiedosamente  ao ser injustamente julgado diante de Pilatos e Caifás  ao ser Morto na Cruz Assim se cumpriu cada detalhe da profecia a respeito do Servo Sofredor (Is 53).
  28. 28. 2. O exemplo a ser seguido Quando andou na Terra, Jesus nos ofereceu o melhor exemplo, fazendo a vontade do Pai e amando o próximo com um amor sem igual (Jo 4.34; Lc 4.18,19).
  29. 29. Salvação nos foi prometida pelo Pai no Éden.Jesus é o "Verbo de Deus"
  30. 30. Você está preparado para refutar as seitas ?  Muitas seitas negam a divindade ou a humanidade de Jesus, ou rebaixam Jesus de alguma forma  Para evangelizar pessoas adeptas de seitas é necessário estar preparado para refutar as heresias à luz da Bíblia  Os adeptos de seitas estudam nossas doutrinas e formulam questionamentos que muitos crentes não estão prontos para responder.  Os crentes que conhecem a Fé Reformada não ficam em apuros quando for confrontado por um adepto de seita.  Se você tem um conhecimento básico dos princípios de fé protestante, o adepto de uma seita não terá muito chão para caminhar, as “fortalezas” heréticas são frágeis.
  31. 31. Trechos de Literatura Legião da Boa Vontade “Jesus não poderia nem deveria (...) revestir-se do corpo material do homem, mas [tinha] um corpo fluídico.” (A Saga de Alziro Zarur II, 10a. edição, página 108.) “Agora, o mundo inteiro pode compreender que, Jesus, o Cristo de Deus, não é Deus, nem jamais afirmou que fosse Deus.” (Doutrina do Céu da LBV, página 108) Negando a Natureza Humana de Jesus Cristo Negando a Natureza Divina de Jesus Cristo
  32. 32. Trechos de Literatura Testemunha de Jeová “As Testemunhas de Jeová não negam a deidade, ou divindade, de Cristo. Mas não partilham o entendimento filosófico dos trinitaristas quanto a tais termos. Ao se referirem à “divindade de Jesus”, os trinitaristas não querem dizer que ele seja “um deus”, ou “semelhante a Deus”, mas que ele é “Deus”, uma das três pessoas coeternas da “Divindade”. (Revista Despertai – página 20 - Fevereiro/1985) Negando a Natureza Divina de Jesus Cristo Para o TJ Jesus é um “deus” com d minúsculo ou “semelhante a Deus”, mas Ele não é Deus com D maiúsculo
  33. 33. Trechos de Literatura Espíritas Kardecistas “Se Jesus, ao morrer, entrega sua alma às mãos de Deus, é que ele tinha uma alma distinta de Deus, submissa a Deus. Logo, ele não era Deus”. “…é que ele não é Deus, mas, apenas, seu enviado, seu messias e seu subordinado.” Obras Póstumas. Estudo sobre a natureza do Cristo, ponto III. Edição da FEB Negando a Natureza Divina de Jesus Cristo
  34. 34. Trechos de Literatura Mórmons (Misericórdia!) “Quando a virgem Maria concebeu o menino Jesus, o Pai o tinha gerado à própria semelhança. Jesus não foi gerado pelo Espírito Santo.” Journal of Discourses, Volume 1, 1852, página 51." “Jesus foi polígamo, Marta e Maria irmãs de Lázaro eram suas esposas e Maria Madalena era outra. Dizem também que a festa nupcial de Caná da Galileia onde Jesus transformou água em vinho, foi a ocasião de seus casamentos” (Brigham Young, Wife, nº 19, 384)
  35. 35. Para não se Esquecer !
  36. 36. As boas novas do Evangelho se materializaram em Jesus quando de seu nascimento em Belém. Sua obra salvadora foi profetizada no AT e ecoa por todo o Universo. Ele se encarnou, se humilhou, e finalmente, triunfou gloriosamente mediante a sua RESSURREIÇÃO para, assim, nos garantir a salvação.
  37. 37. Lição 4 – Salvação, O Amor e a Misericórdia de Deus

×