Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Lição 10 - O Culto Racional

44,604 views

Published on

Slide Lição 10 - O Culto Racional
Slide Licao 10 2 t - 2019 - betel

Published in: Spiritual

Lição 10 - O Culto Racional

  1. 1. O Culto Racional
  2. 2. A relevância de conhecermos sua origem, propósito, fundamento, história e missão. Igreja, povo escolhido e nomeado por Deus 2º Trimestre Ano 2019
  3. 3. Lição 1 – A Igreja e o Plano Divino Lição 2 – O Fundamento e a Edificação da Igreja Lição 3 – Conhecendo a Igreja a partir dos Títulos e Símbolos Bíblicos Lição 4 – A história da Igreja até a Reforma Protestante Lição 5 – Avivamento e Missões na história da Igreja Lição 6 – A Igreja Atual e alguns desafios Lição 7 – O desafio das novas Teologias e Modismos Lição 8 – A Igreja e sua Influência na sociedade Lição 9 – A Igreja e sua Organização Lição 10 – O Culto Racional Lição 12 – A Igreja de Filadélfia, um Modelo para os nossos dias Lição 13 – A Igreja e as Últimas Coisas
  4. 4. EXPLICAR os aspectos de uma pregação relevante. EXPLICAR o que é adoração; DESCREVER os elementos do culto racional;
  5. 5. “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifícios vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” (Romanos 12.1)
  6. 6. Tanto o intelecto como nossas emoções devem estar envolvidos no culto oferecido a Deus, de acordo com a Sua Palavra.
  7. 7. 15 – Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, 18 – E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito, 19 – Falando entre vós em salmos, e hinos e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, 20 – Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, 21 – Sujeitando-vos uns ao outros no temor de Deus. Efésios 5.15,18-21
  8. 8. Ore ao Senhor agradecendo pelo Privilégio de pertencer a um país livre.
  9. 9. e trazer mudanças ao cristão através de uma pregação relevante e transformadora. Os elementos do culto devem sempre centralizar a Deus como objeto do nosso culto racional
  10. 10. 1 – A Adoração Deus deve ser adorado não somente pelo que Ele pode nos dar ou oferecer, mas, sim, pelo que Ele é, por Sua grandeza e Seus atributos (Sl 48.1; 145.1-3).
  11. 11. 1.1 – Adorar Adorar a Deus é inclinar-se diante de Sua grandeza e bendizer o Seu santo nome. É um grande privilégio termos a capacidade e a graça de enaltecer o nosso Criador. LOUVORES ORAÇÕES DÍZIMOS OFERTAS ADORAR AO SENHOR ATRAVÉS DE
  12. 12. 1.2 – Louvor O Louvor é uma expressão de admiração e apreciação. Quando elogiamos uma pessoa, estamos declarando apreço por ela, deferência, e reconhecemos suas qualidades e que suas realizações são grandiosas.
  13. 13. 1.3 – Dízimos e Ofertas A Adoração não está limitada ao louvor, dentre estas ações de adoração registradas na Bíblia encontramos: dizimar e ofertar. Ambas expressam o reconhecimento da soberania de Deus em relação a todos os recursos e riquezas (Sl 24.1; Ag 2.8)
  14. 14. 2 – Os Elementos do Culto O culto deve seguir uma liturgia, e essa liturgia possui elementos distintos, que têm sua importância e significados.
  15. 15. 2.1 – A Oração Profeta Amós Nosso momento de oração não pode se resumir somente ao culto, temos que ter uma vida de oração. É preciso que a igreja local, em seus cultos, resgate o ensino sobre a relevância da oração.
  16. 16. 2.2 – A Música A musica tem o poder de influenciar na nossa vida de maneira profunda. O livro de Salmos era o hinário do povo de Israel no Antigo Testamento e no período da Igreja Primitiva.
  17. 17. 2.2 – A Música A musica deve contribuir para que haja aprendizado bíblico e na promoção de um ambiente propício para avivar a fé e ... inspirar na busca de uma maior comunhão com Deus.
  18. 18. 2.3 – O Centro do Culto Muitos dão ênfase em demasia aos anjos, sem contar o antropocentrismo exacerbado. Certamente que o centro da adoração deve ser Deus Uno e Trino. Infelizmente, não é isso que às vezes vemos.
  19. 19. 2.3 – O Centro do Culto Em muitas letras de canções evangélicas, Deus tem ficado em segundo plano e até mesmo esquecido. Muitos louvores têm enaltecido o homem, a bênção material e financeira, como o centro do culto.
  20. 20. 3 – A Pregação Relevante A pregação para ser relevante deve seguir o padrão das Sagradas Escrituras. Tanto os primeiros pregadores como o próprio Jesus utilizavam o Antigo Testamento. Os discípulos pregavam a verdade e tinham a vida e os ensinamentos de Cristo como paradigma.
  21. 21. 3.1 – Bíblica Um dos desafios para pregar na atualidade é o pregador manter-se fiel aos ensinamentos bíblicos. A explanação da Bíblia não pode se resumir a testemunhos e estórias da nossa vida. A pregação para ser relevante precisa ter como base a Palavra de Deus.
  22. 22. 3.2 – Contextualização A Contextualização ou aplicação, é a ligação da mensagem bíblica com a realidade dos ouvintes. Precisamos considerar a realidade dos ouvintes, suas demandas, necessidades, dialetos e costumes. Após uma interpretação responsável ...
  23. 23. 3.2 – Contextualização Se não houver contextualização não há boa pregação. É necessário unir duas eras : Bíblica Atual
  24. 24. 3.3 – Cristocêntrica Assim como o centro do culto deve ser Deus, não devemos esquecer que Jesus Cristo é a revelação máxima de Deus ao homem. Sendo assim, JESUS deve ser o centro da pregação.
  25. 25. O Culto Racional é aquele que oferecemos a Deus de forma integral. Todo elemento e liturgia do culto serve ao propósito de enaltecer e engrandecer o nome do Senhor.
  26. 26. O que é adorar a Deus ? É inclinar-se diante de Sua grandeza e bendizer o Seu santo nome (Sl 103.1).
  27. 27. O que é Oração ? É uma atividade indispensável na vida do discípulo de Cristo (Sl 106.23).
  28. 28. Quando a música teve início ? No céu (Jó 38.4-7)
  29. 29. Quem deve ser o centro da pregação ? Jesus Cristo (Cl 1.26).
  30. 30. O que o próprio Jesus afirmou ? Que toda a Escritura testemunhava dEle (Lc 24.27)
  31. 31. Lição 11 – A Igreja no poder do Espírito Santo
  32. 32. Deus Abençoe !

×