Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Edelman
Trust Barometer
2017
Brasil
1
2
O que é confiança?
REPUTAÇÃO CONFIANÇA
A confiança ocorre quando as partes que
possuem certas percepções favoráveis entr...
3
O que é confiança?
SENTIMENTO
INDICADOR
ATIVO
REPUTAÇÃO CONFIANÇA
PRESENTE
4
O cenário é de desconexão
indivíduos instituições
Público Informado
9 anos em mais de 20 mercados
Representa 13% do público total
500 entrevistados nos Estados Unidos e
na ...
Retrospectiva da Confiança
6
Influência
crescente
das ONGs
2001
Empresas devem
ser parceiras do
governo para
recuperar
con...
2016: A inversão da pirâmide de influência
7
Público
Geral
85%
da
população
48 Índice de
Confiança
15%
da
população
60 Índ...
2017: Globalmente, disparidade na confiança aumenta
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média d...
2016: A inversão da pirâmide de influência
9
Público
Geral
82%
da
população
48 Índice de
Confiança
18%
da
população
58 Índ...
2017: O panorama de desconfiança no Brasil é geral
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média da...
45 Global
70 Índia
67 Indonésia
62 China
59 Singapura
59 EAU
52 Holanda
50 Colômbia
50 México
47 Brasil
47 Canadá
47 Itáli...
Índice de Confiança
O mundo está
desconfiado
Confiança média nas instituições
Público Total, 2016 X 2017
12
47 Global
72 Í...
2017: Público Geral rejeita autoridade estabelecida
13
O Público Geral agora tem influência
e autoridade
O establishment f...
Confiança
em crise
Quanto você confia
que cada instituição
fará o que é certo?
50% 55 53
48
42
53 52
43 41
Cai a confiança nas quatro instituições
Fonte: : Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. Abaixo ...
43 43
25
29
31 31 32 32 32 33 33
39 40 40
42 42 42
44 44 45 45
47 47 48 48
54 54
65 66 67
Global28
PIB5
Turquia
Irlanda
Po...
41
47
15
20
24 24 25 25
28
31 32 32 33
36 37 37 37 38 40
43 44 45 47
51 51
69 71
75 75 76
Global28
PIB5
ÁfricadoSul
Polôni...
53
47
21
23
31
39
43
46 46
48
52 53 54 55 56
58 58 58 59 59 59 60 60 60 61 61
64 64
71 71
Global28
PIB5
Rússia
Suécia
Japã...
52 51
29
34
39 40 41 41 43 43 45 45 46 46 48 50 50
55 56 56 58 58 60 61
64 64
67 67
74 76
Global28
PIB5
CoreiadoSul
HongKo...
62 64
54
21
60 61
48
24
Cai a confiança em três das quatro instituições
Fonte: : Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. Aba...
82%
76% 74% 74% 73% 73% 72% 69% 68% 66% 65% 63% 63% 62%
55%
TECNOLOGIA
ENTRETENIMENTO
SERVIÇOSPROFISSIONAIS
(incluiempresa...
2012 2013 2014 2015 2016 2017
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q45-429. Por favor, indique o quanto você confia que emp...
30
32 32
34
43
48 48
55 56
60 61 61
64 64
68 68 68
MEX
BRA
IND
CHI
COR
ITA
ESP
EUA
FRA
JAP
HOL
GBR
AUS
ALE
CAN
SUE
SUI
Mar...
O sistema
em colapso
Sem confiança nas instituições,
cai crença no também no sistema
26
Quão verdadeira é
cada uma das frases?
Senso de injusti...
O quão
verdadeiro isso
é para você?
Senso de injustiça
Desesperança
Falta de confiança
Desejo de mudança
53%
32%
15%
Maior...
62%
25%
13%
28
Nada verdadeiro
9 8 7 6 5 4 3 2 1
1 em cada 4 não tem
certeza
Completamente
verdadeiro
Sistema está
falhand...
Mesmo os que estão no topo da pirâmide estão desiludidos
Porcentagem dos que acreditam que o sistema não está funcionando
...
Mesmo os que estão no topo da pirâmide estão desiludidos
Porcentagem dos que acreditam que o sistema não está funcionando
...
Confiança é essencial para a crença no sistema
Média de confiança nas instituições
31
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017....
Confiança é essencial para a crença no sistema
Média de confiança nas instituições
32
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017....
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q672-675, 678-680, 688-690.
Para detalhes sobre como foi mensurado o “sistema está fal...
Medos
pioram a
situação
35
GOVERNO
EMPRESAS
MÍDIA
ONGS
AÇÕES
POPULISTAS
MEDOS
ECONÔMICOS
E SOCIAIS
O ciclo do medo e da desconfiança
69% preocupados
40% com medo
Corrupção Globalização Desgaste de valores
sociais
Imigração Ritmo da inovação
Corrupção gene...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Globalização Q681-684, Desgaste de valores sociais Q676 e Q758, I...
Corrupção Globalização Desgaste de valores
sociais
Imigração Ritmo da inovação
Corrupção generalizada:
Compromete a segura...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Globalização Q681-684, Desgaste de valores sociais Q676 e Q758, I...
Desconfiança no sistema e medo
desencadeiam ações populistas
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Glob...
11
34
Caso em análise: EUA
41
Suplemento do Trust Barometer: sondagem pós-eleições nos EUA,
+1.000 entrevistados do Públic...
7
20
Caso em análise: Reino Unido
42
Suplemento do Trust Barometer: sondagem no Reino Unido,
1.150 entrevistados do Públic...
A caixa de
ressonância
44
A caixa de ressonância na prática
Fatos têm menos
importância
Parcialidade é o filtro Pessoas não são
necessárias
1 em ...
45
A caixa de ressonância na prática
Fatos têm menos
importância
Parcialidade é o filtro Pessoas não são
necessárias
2 em ...
43
2012 2017
Ferramentas de
busca*
61 64
Mídia tradicional 62 57
Mídia unicamente
on-line**
46 51
Mídia própria 41 43
Mídi...
2012 2017
Ferramentas de
busca*
71 83
Mídia tradicional 70 65
Mídia unicamente
on-line**
56 65
Mídia própria 54 60
Mídia s...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve um...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve um...
1
60 60 60
48 46
43
37 35
29
Umapessoa
comovocê
Especialista
técnico
Especialista
acadêmico
Funcionário
Analista
financeir...
1
78
67 65
53
48 47 47 46
22
Umapessoa
comovocê
Especialista
técnico
Especialista
acadêmico
Analista
financeiroou
daindúst...
37
18
23 23 24 25 26 27 27 27 28 28 28
31
34
36
38
40 40
42 43 44
48 48
51 52
55
61
70
Global
28países
Japão
Fraça
Polônia...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q130-747. Abaixo está uma lista de pessoas. Em geral, ao formar uma opinião sobre uma ...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q130-747. Abaixo está uma lista de pessoas. Em geral, ao formar uma opinião sobre uma ...
Empresas em
aviso prévio
Empresas ajudam a alimentar medos sociais
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q693-762. Algumas pessoas dizem estar preocu...
Empresas ajudam a alimentar medos sociais
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q693-762. Algumas pessoas dizem estar preocu...
Apoio a políticas antiempresariais
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q709-718 Em cada uma das afirmações abaixo, indique...
Apoio a políticas antiempresariais
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q709-718 Em cada uma das afirmações abaixo, indique...
Permissão para operar em risco
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q667-670. Em cada uma das afirmações abaixo, indique o ...
Permissão para operar em risco
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q667-670. Em cada uma das afirmações abaixo, indique o ...
62
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q249-757. Indique o quanto você concorda ou discorda de cada afirmação abaixo. (4 p...
63
É esperado que as empresas tenham uma agenda social
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q249-757. Indique o quanto você...
Empresas
devem agir
Mais confiáveis
O último muro de contenção:
confiança nas empresas é maior
entre os que não têm certeza
% confiança
em cad...
66
ONGs 62 59 53
Empresas 60 64 63
Mídia 45 54 48
Governo 20 28 34
Mais confiáveis
1 de cada 4 dos que não têm
certeza sob...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q732. O que as empresas podem fazer que prejudicaria mais sua confiança num futuro me...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q732. O que as empresas podem fazer que prejudicaria mais sua confiança num futuro me...
Integridade 56 39 17
Adota práticas empresariais éticas 56 40 16
Age com responsabilidade para resolver um problema ou cri...
Empoderamento dos funcionários 40 31 9
Empodera seus funcionários para que tomem decisões 41 32 9
Funcionários comuns têm ...
Integridade 69 66 3
Adota práticas empresariais éticas 70 68 2
Age com responsabilidade para resolver um problema ou crise...
Dimensões adicionais que influenciam a confiança em empresas
Importância X desempenho da empresa %
Desempenho
%
Importânci...
Quando o sistema falha,
empresas devem fazer mais
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-639. Quão importante é cada um d...
Quando o sistema falha,
empresas devem fazer mais
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-639. Quão importante é cada um d...
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017
75
Identifique a
necessidade
do negócio
E devem fazer de maneira diferente
Avalie a
ne...
Parcerias/programas
para abordar
questões sociais
Práticas empresariais/
gestão de crise
Ganhos financeiros &
desempenho
o...
Funcionários tem destaque como porta-voz
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q610. Em quem você confia MAIS para lhe forne...
O que tem mais credibilidade?
Fale com, não para
78
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q754. Aqui você tem uma série de d...
O que tem mais credibilidade?
Fale com, não para
79
Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q754. Aqui você tem uma série de d...
Com as pessoas,
não para as pessoas
Uma mudança fundamental
81
Tensão
atual
Modelo antigo:
para as pessoas
Novo modelo:
com as pessoas
As elites
administram a...
Com as pessoas:
modelo de interação
de propósitos entre
as instituições
82
EMPRESAS
GOVERNO
ONGS
MÍDIA
benefícios
econômic...
Acesse a íntegra
do estudo e
artigos nos
nossos canais
1
www.edelmansignifica.com
Apêndice Técnico
Edelman Trust Barometer 2017
1. Por que a Edelman estuda a confiança?
2. Os atributos de construção da confiança
3. Metodologia
4. A amostra
5. Como me...
Por que a Edelman estuda a confiança?
86
Na sociedade moderna, delegamos importantes aspectos de nosso bem-estar a quatro
...
Público Informado
9 anos em mais de 20 mercados
Representa 13% do público total
500 entrevistados nos Estados Unidos e
na ...
Tamanho da amostra, cotas e margem de erro
88
Edelman Trust Barometer 2017
Público Total Público Informado
Tamanho da
amos...
Idiomas e penetração da internet em cada país
O Edelman Trust Barometer é uma pesquisa on-line. Em países desenvolvidos, u...
Como mensuramos se as pessoas
acham que o sistema está falhando?
Quatro dimensões foram avaliadas para determinar se os en...
Como categorizamos as pessoas com base em
suas percepções sobre o sistema?
91
As pontuações totais de percepção do sistema...
Qual é a fiabilidade da mensuração de “o sistema está
falhando”?
92
País
Fiabilidade Alfa do
Público Total
Holanda 0,82
Ho...
No estudo Edelman Trust Barometer 2017, mensuramos cinco medos sociais conforme a definição abaixo.
Os entrevistados class...
94
Antoine Harary
Antoine é o diretor administrativo
global da Edelman Intelligence. Com sua equipe
de mais de 150 especia...
95
Steve Schmidt
Como vice-presidente de Public Affairs da
Edelman, Steve é um conselheiro estratégico para
diretores exec...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

2017 Edelman Trust Barometer - Brasil

10,827 views

Published on

Pesquisa anual, O Edelman Trust Barometer 2017 mensura a Confiança das sociedades de 28 países, incluindo o Brasil, nas instituições Governo, Empresas, ONGs e Mídia. A partir de 33.000 entrevistas, nesta edição, aponta os reflexos na política e nos negócios, aborda questões como a onda populista e discute como as lideranças empresariais podem operar e encontrar oportunidades nesse cenário. Aqui você vai encontrar os resultados voltados para o mercado brasileiro.

Published in: Business
  • Hello! Get Your Professional Job-Winning Resume Here - Check our website! https://vk.cc/818RFv
       Reply 
    Are you sure you want to  Yes  No
    Your message goes here

2017 Edelman Trust Barometer - Brasil

  1. 1. Edelman Trust Barometer 2017 Brasil 1
  2. 2. 2 O que é confiança? REPUTAÇÃO CONFIANÇA A confiança ocorre quando as partes que possuem certas percepções favoráveis entre si permitem que essa relação atinja os resultados esperados (Wheeless and Grotz 1977, 251). Uma pessoa, grupo ou instituição confiante estará "livre da preocupação e da necessidade de monitorar o comportamento da outra parte, parcial ou inteiramente” (Levi and Stoker 2000, 496). A confiança é um meio eficiente para reduzir os custos de transação em qualquer relação social, econômica e política (Fukuyama 1995). A confiança também é muito mais do que isso. É o suporte de todo contato humano e interação institucional (Tonkiss, Passe, Fenton and Hems 2000, Misztal 1996). PRESENTE
  3. 3. 3 O que é confiança? SENTIMENTO INDICADOR ATIVO REPUTAÇÃO CONFIANÇA PRESENTE
  4. 4. 4 O cenário é de desconexão indivíduos instituições
  5. 5. Público Informado 9 anos em mais de 20 mercados Representa 13% do público total 500 entrevistados nos Estados Unidos e na China; 200 em todos os outros países 4 critérios: Faixa etária entre 25 e 64 anos Formação universitária Estar entre os 25% de maior renda familiar por grupo etário em cada país Relatar consumo significativo de mídia e engajamento em notícias de negócios Público Total On-line 6 anos em mais de 25 mercados Idade +18 1.150 entrevistados por país Todos os slides mostram a População Total, exceto quando indicado de outra forma Edelman Trust Barometer 2017 Metodologia Margem de erro global de dados em 28 países: Público Total +/-0,6% (N=32.200), Público Informado +/- 1,2% (N=6.200), Público Geral +/- 0,6% (26.000+). Margem de erro de dados específica por país: Público Total +/- 2,9% ( N=1.150), Público Informado +/- 6,9% (N = min 200, varia por país), China e EUA +/- 4,4% (N=500), Público Geral +/- 3,0 a 3,6% (N =min 740, varia por país), Metade da amostra do Público Total on-line +/- 0,8% (N=16.100). 5 17 anos de dados +33.000 entrevistados Trabalho de campo realizado entre 13 de outubro e 16 de novembro de 2016 Pesquisa on-line em 28 países Público Geral O público total excluído do público informado Representa 85% da população total
  6. 6. Retrospectiva da Confiança 6 Influência crescente das ONGs 2001 Empresas devem ser parceiras do governo para recuperar confiança 2009 Declínio do CEO-celebridade 2002 Mídia espontânea tem mais credibilidade do que a publicidade 2003 Empresas dos EUA na Europa sofrem queda de confiança 2004 Confiança desloca-se de “Autoridades” para Pares 2005 “Pessoa como eu” surge como porta-voz de credibilidade 2006 Empresas são mais confiáveis do que governo e mídia 2007 Jovens influenciadores têm mais confiança nas empresas 2008 Confiança agora é uma linha de negócio essencial 2010 Ascensão de figuras de autoridade 2011 Declínio do governo 2012 Crise na liderança 2013 Empresas devem liderar o debate sobre mudanças 2014 Confiança é essencial para a inovação 2015 Confiança em crise 2017 Desigualdade crescente na confiança 2016
  7. 7. 2016: A inversão da pirâmide de influência 7 Público Geral 85% da população 48 Índice de Confiança 15% da população 60 Índice de Confiança Público Informado Diferença de 12 pontos Influência e Autoridade Influência Autoridade Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições Governo, Empresas, Mídia e ONGs. Público Informado e Público Geral, Brasil.
  8. 8. 2017: Globalmente, disparidade na confiança aumenta Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições Governo, Empresas, Mídia e ONGs. Público Informado e Público Geral, total global de 28 países. 8 Porcentual de confiança nas quatro instituições – Governo, Empresas, Mídia e ONGs – entre 2012 e 2017 21 pontos 19 pontos 18 pontos 53 60 60 44 48 45 2012 2016 2017 Público Informado Diferença de 9 pontos Aumento de 3 pontos no último ano Maiores diferenças Público Geral Diferença de 12 pontos Diferença de 15 pontos
  9. 9. 2016: A inversão da pirâmide de influência 9 Público Geral 82% da população 48 Índice de Confiança 18% da população 58 Índice de Confiança Público Informado Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições Governo, Empresas, Mídia e ONGs. Público Informado e Público Geral, Brasil. Influência e Autoridade Influência Autoridade Diferença de 10 pontos
  10. 10. 2017: O panorama de desconfiança no Brasil é geral Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições Governo, Empresas, Mídia e ONGs. Público Informado e Público Geral, Brasil. 10 21 pontos 19 pontos 18 pontos 51 58 51 44 48 47 2012 2016 2017 Público Informado Redução de 6 pontos no último ano Maiores diferenças Público Geral Diferença de 7 pontos Diferença de 10 pontos Diferença de 4 pontos Porcentual de confiança nas quatro instituições – Governo, Empresas, Mídia e ONGs – entre 2012 e 2017
  11. 11. 45 Global 70 Índia 67 Indonésia 62 China 59 Singapura 59 EAU 52 Holanda 50 Colômbia 50 México 47 Brasil 47 Canadá 47 Itália 47 Malásia 47 EUA 45 Argentina 42 Hong Kong 41 África do Sul 41 Espanha 41 Turquia 40 Austrália 39 Alemanha 38 França 37 Reino Unido 36 Coreia do Sul 36 Suécia 35 Irlanda 34 Japão 34 Polônia 31 Rússia Índice de Confiança Público Geral é mais cético Média de confiança nas instituições, Público Informado X Público Geral O Público Geral desconfia das instituições em 20 dos 28 países Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições Governo, Empresas, Mídia e ONGs. Público Informado e Público Geral, total de 28 países. Público Geral Público Informado 11 60 Global 80 Índia 79 China 78 Indonésia 77 EAU 71 Singapura 68 EUA 62 Canadá 62 Holanda 61 Itália 61 México 57 Malásia 57 Espanha 56 França 56 Reino Unido 55 Colômbia 54 Austrália 54 Alemanha 53 Hong Kong 51 Argentina 51 Brasil 50 Coreia do Sul 50 Turquia 49 Japão 49 África do Sul 47 Suécia 45 Rússia 44 Irlanda 43 Polônia Confiantes (60-100) Neutros (50-59) Desconfiados (1-49)
  12. 12. Índice de Confiança O mundo está desconfiado Confiança média nas instituições Público Total, 2016 X 2017 12 47 Global 72 Índia 69 Indonésia 67 China 60 Singapura 60 Emirados Árabes 53 Holanda 52 México 52 EUA 50 Colômbia 49 Canadá 48 Brasil 48 Itália 48 Malásia 45 Argentina 44 Hong Kong 44 Espanha 43 Turquia 42 Austrália 42 África do Sul 41 Alemanha 40 França 40 Reino Unido 38 Coreia do Sul 37 Suécia 36 Irlanda 35 Japão 35 Polônia 34 Rússia 2016 2017 50 Global 73 China 66 Emirados Árabes 65 Índia 64 Singapura 62 Indonésia 60 México 56 Canadá 55 Colômbia 52 Holanda 51 Argentina 51 Malásia 50 Brasil 49 Austrália 49 Itália 49 EUA 47 Hong Kong 46 Espanha 45 África do Sul 42 Alemanha 42 Coreia do Sul 42 Reino Unido 41 França 41 Irlanda 41 Turquia 39 Rússia 38 Japão 37 Suécia 35 Polônia Confiantes (60-100) Neutros (50-59) Desconfiados (1-49) Queda de 3 pontos no Índice de Confiança global Confiança cai em 21 dos 28 países – as maiores quedas desde o início do levantamento junto ao Público Geral, em 2012 2 de cada 3 países agora estão desconfiados Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições de governo, empresas, mídia e ONGs. Público Total de 28 países.
  13. 13. 2017: Público Geral rejeita autoridade estabelecida 13 O Público Geral agora tem influência e autoridade O establishment foi esvaziado Influência e Autoridade
  14. 14. Confiança em crise
  15. 15. Quanto você confia que cada instituição fará o que é certo?
  16. 16. 50% 55 53 48 42 53 52 43 41 Cai a confiança nas quatro instituições Fonte: : Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total em 28 países. 16 Porcentagem de confiança nas quatro instituições – governo, empresas, mídia e ONGs – 2016 X 2017 Empresas MídiaONGs Governo Desconfiança em duas das quatro instituições Neutros Confiantes Desconfiados -2 -1 -5 -1 20172016
  17. 17. 43 43 25 29 31 31 32 32 32 33 33 39 40 40 42 42 42 44 44 45 45 47 47 48 48 54 54 65 66 67 Global28 PIB5 Turquia Irlanda Polônia Rússia Austrália Japão ReinoUnido França Suécia ÁfricadoSul Argentina CoreiadoSul lemanha HongKong Malásia Espanha EAU Canadá Colômbia México EUA Brasil Itália Holanda Singapura China Índia Indonésia Confiança na Mídia despenca para o nível mais baixo da história Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. [RASTREAMENTO] [MÍDIA EM GERAL] Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total de 28 países. PIB 5 = EUA, China, Japão, Alemanha, Reino Unido 17 Porcentual de confiança na Mídia, e diferença entre 2016 e 2017 Desconfiança em 82% dos países 50% Índices mais baixos de todos os tempos em 17 países -5 -11 +3 +4+2 -8-6-1-2-60-10-10-15-5-3-6 -13 -3 -2 -5-10 -6 -4 +2-10 -3 -7-5 -5 Mudança em comparação a 2016 +− NeutrosDesconfiados Confiantes
  18. 18. 41 47 15 20 24 24 25 25 28 31 32 32 33 36 37 37 37 38 40 43 44 45 47 51 51 69 71 75 75 76 Global28 PIB5 ÁfricadoSul Polônia Brasil México França Espanha CoreiadoSul Itália Colômbia Irlanda Argentina ReinoUnido Austrália Japão Malásia Alemanha HongKong Canadá Rússia Suécia EUA Holanda Turquia Singapura Indonésia Índia EAU China Desconfiança em 75% dos países Confiança no Governo ainda é frágil Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. [RASTREAMENTO] [GOVERNO EM GERAL] Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, total global de 28 países. PIB 5 = EUA, China, Japão, Alemanha, Reino Unido 18 Porcentagem de confiança no Governo, e diferença entre 2016 e 2017 Queda em 14 países 50% 0 +8 +2 +9 +13 +100+700+1+1+3+1+1 -1 -7 -2 -2 -1 -5 -10 -9 -5 -5 -3-1 -8 -8-1 Mudança em comparação a 2016 +− NeutrosDesconfiados Confiantes
  19. 19. 53 47 21 23 31 39 43 46 46 48 52 53 54 55 56 58 58 58 59 59 59 60 60 60 61 61 64 64 71 71 Global28 PIB5 Rússia Suécia Japão Alemanha Irlanda Holanda ReinoUnido Polônia Austrália Turquia França EAU CoreiadoSul Malásia ÁfricadoSul EUA Canadá HongKong Itália Brasil Colômbia Espanha China Singapura Argentina Indonésia Índia México Confiança em ONGs diminui Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. [RASTREAMENTO] [ONGs EM GERAL] Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total de 28 países. PIB 5 = EUA, China, Japão, Alemanha, Reino Unido 19 Porcentagem de confiança em ONGs, e diferença entre 2016 e 2017 Desconfiança em 8 países 50% -2 +7 -3-6 +7-6-1-100-3+1+2-2+10-2 -2 -4 -2 -3-6 -3 -4 -5-3 -3 -6-2 -4 -2 Queda em 21 países ONGs têm menos credibilidade do que empresas em 11 países Mudança em comparação a 2016 +− NeutrosDesconfiados Confiantes
  20. 20. 52 51 29 34 39 40 41 41 43 43 45 45 46 46 48 50 50 55 56 56 58 58 60 61 64 64 67 67 74 76 Global28 PIB5 CoreiadoSul HongKong Rússia Polônia Irlanda Japão Alemanha Turquia Argentina ReinoUnido Espanha Suécia Austrália França Canadá Itália Malásia ÁfricadoSul Singapura EUA Holanda Brasil Colômbia EAU China México Índia Indonésia Empresas à beira da desconfiança Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. [RASTREAMENTO] [EMPRESAS EM GERAL] Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, total global de 28 países. PIB 5 = EUA, China, Japão, Alemanha, Reino Unido 20 Porcentagem de confiança em empresas, e diferente entre 2016 e 2017 Desconfiança em 13 países 50% -4 +4 -2 -2 -4 -2 +7 +4 -3 -6 -3 -3 -9 +5 +5-4 -5-1 0-8 -1 -2+1-2 -2 +1+1 +2 -6+1 Queda em 18 países Mudança em comparação a 2016 +− NeutrosDesconfiados Confiantes
  21. 21. 62 64 54 21 60 61 48 24 Cai a confiança em três das quatro instituições Fonte: : Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, Brasil. 21 Porcentagem de confiança nas quatro instituições – Governo, Empresas, Mídia e ONGs – 2016 X 2017 Empresas MídiaONGs Governo 50% Neutros Confiantes Desconfiados -2 -3 -6 +3 20172016 Desconfiança em duas da quatro instituições
  22. 22. 82% 76% 74% 74% 73% 73% 72% 69% 68% 66% 65% 63% 63% 62% 55% TECNOLOGIA ENTRETENIMENTO SERVIÇOSPROFISSIONAIS (incluiempresasdecontabilidade, consultoriaeadvocacia) VAREJO(incluie-commerce) MODA ALIMENTOSEBEBIDAS AUTOMOTIVO INDÚSTRIA ENERGIA EDUCAÇÃO BENSDECONSUMO TELECOMUNICAÇÕES TRANSPORTE SERVIÇOSFINANCEIROS SERVIÇOSDESAÚDE 22 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q45-429. Por favor, indique o quanto você confia que empresas de cada um dos segmentos a seguir façam a coisa certa. Utilize a escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, Brasil. Setor de tecnologia é o líder Nível de confiança em diferentes setores NeutroDesconfia Confia
  23. 23. 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q45-429. Por favor, indique o quanto você confia que empresas de cada um dos segmentos a seguir façam a coisa certa. Utilize a escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, Brasil. 23 Industry 2012 2013 2014 2015 2016 2017 6 yr. Trend Tecnologia 83% 80% 82% 81% 83% 82% 1 Alimentos e Bebidas 70% 73% 70% 73% 73% 73% 3 Automotivo 71% 74% 75% 74% 69% 72% 1 Energia 64% 69% 67% 65% 56% 68% 4 Bens de Consumo 60% 60% 62% 62% 63% 65% 5 Telecomunicações 54% 61% 58% 60% 57% 63% 9 Serviços Financeiros 49% 56% 56% 56% 56% 62% 12 Serviços financeiros crescem significativamente Nível de confiança em diferentes setores NeutroDesconfia Confia
  24. 24. 30 32 32 34 43 48 48 55 56 60 61 61 64 64 68 68 68 MEX BRA IND CHI COR ITA ESP EUA FRA JAP HOL GBR AUS ALE CAN SUE SUI Marcas brasileiras enfrentam o desafio de serem aceitas no exterior Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q26-Q422. Agora nós queremos foram em empresas globais com sede em países específicos. Por favor, indique o quanto você confia em empresas globais com sede nos seguintes países a fazerem o que é certo. Utilize a escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, 25 países, apresentada a metade da amostra. 24 Evolução 2013-2017 +1+4+7 +11-2 +8 0 +1n/a +6+7+5-3+3+2+2+4Tendência em 5 anos NeutroDesconfia Confia Tendência em 5 anos +−
  25. 25. O sistema em colapso
  26. 26. Sem confiança nas instituições, cai crença no também no sistema 26 Quão verdadeira é cada uma das frases? Senso de injustiça Desejo de mudança Líderes enérgicos e reformadores são necessários para gerar mudanças Falta de confiança Nenhuma confiança nos líderes atuais Desesperança Trabalho duro não é recompensado, crianças não terão uma vida melhor, o país não está na direção certa Sistema é parcial em prol das elites, elites são indiferentes ao povo, ficando mais ricas do que merecem GOVERNO EMPRESAS MÍDIA ONGS
  27. 27. O quão verdadeiro isso é para você? Senso de injustiça Desesperança Falta de confiança Desejo de mudança 53% 32% 15% Maioria das pessoas acha que o sistema está falhando com elas Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q672-675, 678-680, 688-690. Para detalhes sobre como foi mensurado “o sistema está falhando”, consulte o Apêndice Técnico. 27 Nada verdadeiro 9 8 7 6 5 4 3 2 1 1 em cada 3 não tem certeza Completamente verdadeiro Sistema está falhando Sistema está funcionandoAproximadamente
  28. 28. 62% 25% 13% 28 Nada verdadeiro 9 8 7 6 5 4 3 2 1 1 em cada 4 não tem certeza Completamente verdadeiro Sistema está falhando Sistema está funcionando Maioria das pessoas acha que o sistema está falhando com elas O quão verdadeiro isso é para você? Senso de injustiça Desesperança Falta de confiança Desejo de mudança Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q672-675, 678-680, 688-690. Brasil. Para detalhes sobre como foi mensurado o “sistema está falhando”, consulte o Apêndice Técnico.
  29. 29. Mesmo os que estão no topo da pirâmide estão desiludidos Porcentagem dos que acreditam que o sistema não está funcionando Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 S8. Considerando sua renda familiar anual em 2015, qual das categorias abaixo melhor descreve sua renda familiar total daquele ano? S7. Qual foi o último nível de escolaridade que você concluiu? S9. Com que frequência você acompanha questões de políticas públicas no noticiário? S10. Com que frequência você acompanha notícias e informações sobre negócios? Público Total, total global de 28 países, com corte na mensuração de “o sistema está falhando”. Para detalhes sobre como foi mensurado o “sistema está falhando”, consulte o Apêndice Técnico. Alta renda Nível superior Bem informados Quartil superior de renda Graduação ou mais Acompanham informações sobre negócios e política várias vezes por semana 48% 49% 51% 21
  30. 30. Mesmo os que estão no topo da pirâmide estão desiludidos Porcentagem dos que acreditam que o sistema não está funcionando Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 S8. Considerando sua renda familiar anual em 2015, qual das categorias abaixo melhor descreve sua renda familiar total daquele ano? S7. Qual foi o último nível de escolaridade que você concluiu? S9. Com que frequência você acompanha questões de políticas públicas no noticiário? S10. Com que frequência você acompanha notícias e informações sobre negócios? Público Total, Brasil, com corte nos segmentos “o sistema está falhando”. Alta renda Nível superior Bem informados Quartil superior de renda Graduação ou mais Acompanham informações sobre negócios e política várias vezes por semana 53% 61% 62% 7
  31. 31. Confiança é essencial para a crença no sistema Média de confiança nas instituições 31 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q11-Q14. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições de governo, empresas, mídia e ONGs. Público Total, total global de 28 países, com corte nos segmentos “o sistema está falhando”. A confiança distingue os que não têm certeza e os que acham que o sistema está falhando com eles Índice de Confiança 55 Índice de Confiança 55 Índice de Confiança 41 Entre os que acreditam que o sistema está funcionando Entre os que não têm certeza Entre os que acreditam que o sistema está falhando
  32. 32. Confiança é essencial para a crença no sistema Média de confiança nas instituições 32 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q11-Q14. O Índice de Confiança é a média da confiança de um país nas instituições de governo, empresas, mídia e ONGs. Público Total, Brasil, com corte nos segmentos “o sistema está falhando”. A confiança distingue os que não têm certeza e os que acham que o sistema está falhando com eles Índice de Confiança 50 Índice de Confiança 51 Índice de Confiança 47 Entre os que acreditam que o sistema está funcionando Entre os que não têm certeza Entre os que acreditam que o sistema está falhando
  33. 33. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q672-675, 678-680, 688-690. Para detalhes sobre como foi mensurado o “sistema está falhando”, consulte o Apêndice Técnico. A margem de erro para a pontuação dos países foi somada e subtraída da média global. Países foram considerados acima da média global quando sua pontuação foi maior do que a média global mais a margem de erro. Países foram considerados abaixo da média global quando sua pontuação foi menor que a média global menos a margem de erro. Todas as outras pontuações foram consideradas como dentro da média. 33 Global França Itália México ÁfricadoSul Espanha Polônia Brasil Colômbia Alemanha ReinoUnido Austrália Irlanda EUA Holanda Canadá Suécia Argentina Malásia Turquia Rússia CoreiadoSul Indonésia Japão Índia HongKong Singapura China EAU Sistema está falhando 53 72 72 67 67 67 64 62 62 62 60 59 59 57 56 55 55 53 52 51 48 48 42 42 36 35 30 23 19 Não têm certeza 32 22 24 25 24 25 25 25 27 26 29 30 26 33 33 30 29 29 37 31 28 41 40 45 45 50 43 47 40 Em 14 países, a porcentagem da população que perdeu a crença está acima da média global Perda da crença no sistema se restringe às democracias de estilo ocidental 1 em cada 2 países perdeu a crença no sistema Porcentagem da população que acha que o sistema não está funcionando Acima da média global Dentro da média global Abaixo da média global
  34. 34. Medos pioram a situação
  35. 35. 35 GOVERNO EMPRESAS MÍDIA ONGS AÇÕES POPULISTAS MEDOS ECONÔMICOS E SOCIAIS O ciclo do medo e da desconfiança
  36. 36. 69% preocupados 40% com medo Corrupção Globalização Desgaste de valores sociais Imigração Ritmo da inovação Corrupção generalizada: Compromete a segurança de nossos cidadãos Dificulta instituir as mudanças necessárias para solucionar nossos problemas Proteger nossos empregos da concorrência estrangeira Companhias/influência estrangeiras prejudicam nossa economia/cultura nacional Corporações estrangeiras favorecem seu país de origem Maioria dos países não é confiável para se envolver em práticas comerciais justas Valores que tornam o país grandioso estão desaparecendo A sociedade está mudando muito rápido e não de forma a beneficiar pessoas como eu Fluxo de pessoas de outros países prejudica nossa economia e a cultura nacional Inovações tecnológicas estão ocorrendo muito rápido e gerando mudanças que não são boas para pessoas como eu 55% preocupados 28% com medo 56% preocupados 25% com medo 62% preocupados 27% com medo 51% preocupados 22% com medo Preocupações viraram medos Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Globalização Q681-684, Desgaste de valores sociais Q676 e Q758, Imigração Q685, Ritmo da inovação Q677. Para detalhes sobre como os medos sociais foram mensurados, consulte o Apêndice Técnico. 36 Porcentagem de entrevistados que estão preocupados ou com medo em relação a cada questão
  37. 37. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Globalização Q681-684, Desgaste de valores sociais Q676 e Q758, Imigração Q685, Ritmo da inovação Q677. Sistema está falhando: Q672-675, 678-680, 688-690. Para detalhes sobre como os medos sociais e “sistema está falhando” foram mensurados, consulte o Apêndice Técnico. 37 Medos reduzem ainda mais a crença no sistema Porcentagem de entrevistados com medos diversos e que também acreditam que o sistema falhou com eles Quando os medos se juntam à crença de que o sistema está falhando, as condições ficam propícias para ações populistas Corrupção Globalização Desgaste de valores sociais Imigração Ritmo da inovação 77 79 83 72 68
  38. 38. Corrupção Globalização Desgaste de valores sociais Imigração Ritmo da inovação Corrupção generalizada: Compromete a segurança de nossos cidadãos Dificulta instituir as mudanças necessárias para solucionar nossos problemas Proteger nossos empregos da concorrência estrangeira Companhias/influência estrangeiras prejudicam nossa economia/cultura nacional Corporações estrangeiras favorecem seu país de origem Maioria dos países não é confiável para se envolver em práticas comerciais justas Valores que tornam o país grandioso estão desaparecendo A sociedade está mudando muito rápido e não de forma a beneficiar pessoas como eu Fluxo de pessoas de outros países prejudica nossa economia e cultura nacional Inovações tecnológicas estão ocorrendo muito rápido e gerando mudanças que não são boas para pessoas como eu Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Globalização Q681-684, Desgaste de valores sociais Q676 e Q758, Imigração Q685, Ritmo da inovação Q677. Brasil. Para detalhes sobre como os medos sociais foram mensurados, consulte o Apêndice Técnico. Porcentagem de entrevistados que estão preocupados ou com medo em relação a cada questão 87% preocupados 70% com medo 40% preocupados 19% com medo 55% preocupados 27% com medo 52% preocupados 22% com medo 48% preocupados 25% com medo Corrupção é o grande medo nacional 26
  39. 39. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Globalização Q681-684, Desgaste de valores sociais Q676 e Q758, Imigração Q685, Ritmo da inovação Q677. Sistema está falhando: Q672-675, 678-680, 688-690. Brasil. Para detalhes sobre como os medos sociais e “sistema está falhando” foram mensurados, consulte o Apêndice Técnico. 39 Medos reduzem ainda mais a crença no sistema Porcentagem de entrevistados com medos diversos e que também acreditam que o sistema falhou com eles Quando os medos se juntam à crença de que o sistema está falhando, as condições ficam propícias para ações populistas 75 86 88 75 75 Corrupção Globalização Desgaste de valores sociais Imigração Ritmo da inovação
  40. 40. Desconfiança no sistema e medo desencadeiam ações populistas Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Corrupção Q685-687, Globalização Q681-684, Desgaste de valores sociais Q676 e Q758, Imigração Q685, Ritmo da inovação Q677. Sistema está falhando: Q672-675, 678-680, 688-690. Para detalhes sobre como foi mensurado o “sistema está falhando”, consulte o Apêndice Técnico. A margem de erro para a pontuação dos países foi somada e subtraída da média global. Países foram considerados acima da média global quando sua pontuação foi maior do que a média global mais a margem de erro. 40 % que concorda que o sistema está falhando 53 72 72 67 67 67 64 62 62 62 60 59 59 57 56 55 55 53 52 51 48 48 42 42 36 35 30 23 19 Global França Itália México ÁfricadoSul Espanha Polônia Brasil Colômbia Alemanha ReinoUnido Austrália Irlanda EUA Holanda Canadá Suécia Argentina Malásia Turquia Rússia Coreiado Sul Indonésia Japão Índia HongKong Singapura China EAU Nível de medo acima da média Crença acima da média de que o sistema está falhando Países com muitos medos e sistema está falhando 10 países acima da média na crença de que o sistema está falhando e com muitos medos 4 países acima da média na crença de que o sistema está falhando – mas sem muitos medos Corrupção Imigração Globalização Desgaste de valores sociais Ritmo da inovação
  41. 41. 11 34 Caso em análise: EUA 41 Suplemento do Trust Barometer: sondagem pós-eleições nos EUA, +1.000 entrevistados do Público Total, 28 de novembro a 11 de dezembro de 2016 Eleitores de Trump Eleitores de Clinton 25 42 67% estão com medo 45% estão com medo Fonte: Edelman Trust 2017 – Sondagem EUA Q14. Em quem você votou? Público: Público Total nos EUA, agrupado nos segmentos de “o sistema está falhando” e nível de medo de acordo com o Trust Barometer. Para detalhes sobre como a desconfiança no sistema e os medos sociais foram mensurados, consulte o Apêndice Técnico. Os entrevistados foram enquadrados em “com medo” quando tinham medo de pelo menos uma das questões sociais: corrupção, imigração, globalização, desgaste de valores sociais e ritmo da inovação. Sistema falhando e com medo Com medo
  42. 42. 7 20 Caso em análise: Reino Unido 42 Suplemento do Trust Barometer: sondagem no Reino Unido, 1.150 entrevistados do Público Total, 23 de dezembro de 2016 a 7 de janeiro de 2017 Sair da UE Ficar na UE 54% estão com medo 27% estão com medo Fonte: Suplemento Trust Reino Unido 2017 Q15. Você votou…? Público: Público Total Reino Unido, agrupado nos segmentos de “o sistema está falhando” e nível de medo de acordo com o Trust Barometer. Para detalhes sobre como os medos sociais e “o sistema está falhando” foram mensurados, consulte o Apêndice Técnico. Os entrevistados foram enquadrados em “com medo” quando tinham medo de pelo menos uma das questões sociais: corrupção, imigração, globalização, desgaste de valores sociais e ritmo da inovação. SAÍDA 10 44 Sistema falhando e com medo Com medo
  43. 43. A caixa de ressonância
  44. 44. 44 A caixa de ressonância na prática Fatos têm menos importância Parcialidade é o filtro Pessoas não são necessárias 1 em 2 concorda “Eu apoiaria políticos que acho que vão melhorar as coisas para mim e minha família mesmo se exagerassem a verdade” 53% Não costumam escutar pessoas ou organizações das quais discordam com frequência Quase 4x mais propensos a ignorar informações que sustentem uma posição na qual não acreditam Mais propensos a acreditar em 59% Ferramentas de busca 41% Editores humanos 53% 52% nunca ou raramente mudam de opinião sobre questões sociais importantes Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q709-718. Em cada afirmação abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Q755 Você já mudou de opinião sobre uma questão social importante? (Soma de “Sim, mas raramente”, “Não, nunca”) Público Total, total global de 28 países. Q749. Quando alguém que você conhece lhe dá alguma informação que sustente uma posição na qual você NÃO acredita, qual das atitudes você normalmente tem em relação a ela? Q752. Com que frequência você lê ou escuta informações ou pontos de vista de pessoas, fontes de mídia ou organizações das quais você geralmente discorda? (Soma de “Nunca”, “Quase nunca”, “Várias vezes por ano”, “Uma ou duas vezes por mês”) Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve uma fonte diferente de informação, um formato diferente para apresentar a informação ou um estilo diferente de comunicar a informação. Em cada dupla, queremos que você escolha a que você está mais propenso a acreditar que lhe mostra a verdade. Embora saibamos que essas alternativas talvez não sejam fáceis, tente ao máximo selecionar apenas uma das duas alternativas – a que mais provavelmente for verdadeira com mais frequência. Público Total, total global de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. Quase
  45. 45. 45 A caixa de ressonância na prática Fatos têm menos importância Parcialidade é o filtro Pessoas não são necessárias 2 em 5 concordam “Eu apoiaria políticos que acho que vão melhorar as coisas para mim e minha família mesmo se exagerassem a verdade” 43% Não costumam escutar pessoas ou organizações das quais discordam com frequência 6,5x mais propensos a ignorar informações que sustentem uma posição na qual não acreditam Mais propensos a acreditar em 57% Ferramentas de busca 43% Editores humanos 53%42% nunca ou raramente mudam de opinião sobre questões sociais importantes Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q709-718. Em cada afirmação abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Q755 Você já mudou de opinião sobre uma questão social importante? (Soma de “Sim, mas raramente”, “Não, nunca”) Público Total, Brasil. Q749. Quando alguém que você conhece lhe dá alguma informação que sustente uma posição na qual você NÃO acredita, qual das atitudes você normalmente tem em relação a ela? Q752. Com que frequência você lê ou escuta informações ou pontos de vista de pessoas, fontes de mídia ou organizações das quais você geralmente discorda? (Soma de “Nunca”, “Quase nunca”, “Várias vezes por ano”, “Uma ou duas vezes por mês”) Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve uma fonte diferente de informação, um formato diferente para apresentar a informação ou um estilo diferente de comunicar a informação. Em cada dupla, queremos que você escolha a que você está mais propenso a acreditar que lhe mostra a verdade. Embora saibamos que essas alternativas talvez não sejam fáceis, tente ao máximo selecionar apenas uma das duas alternativas – a que mais provavelmente for verdadeira com mais frequência. Público Total, Brasil, Mais de
  46. 46. 43 2012 2017 Ferramentas de busca* 61 64 Mídia tradicional 62 57 Mídia unicamente on-line** 46 51 Mídia própria 41 43 Mídia sociais 44 41 Mídia enquanto instituição 46 43 57 51 41 64 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Mídia tradicional tem queda mais acentuada Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q178-182. Ao procurar por notícias e informações gerais, quanto você confiaria em cada tipo de fonte de informações e notícias gerais? Utilize uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nem um pouco" e nove significa que você "confia muito"(4 primeiros, Confiança) Público Total, total global de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. *De 2012-2015, “Ferramentas de busca on-line” foram incluídas como tipo de mídia. Em 2016, foram alteradas para “ferramentas de busca”. **De 2012-2015, “Mídia híbrida” foi incluída como um tipo de mídia. Em 2016, foi alterada para “mídia somente on-line”. Porcentagem que confia em cada fonte de notícias e informações gerais 46 Diferença, 2012 - 2017 +3 -5 +5 +2 -3 -3 Mídia própria agora é tão confiável quanto a mídia enquanto instituição Mídia tradicional cai 5 pontos 43
  47. 47. 2012 2017 Ferramentas de busca* 71 83 Mídia tradicional 70 65 Mídia unicamente on-line** 56 65 Mídia própria 54 60 Mídia sociais 58 55 Mídia enquanto instituição 52 48 Ferramentas de busca têm o maior aumento Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q178-182. Ao procurar por notícias e informações gerais, quanto você confiaria em cada tipo de fonte de informações e notícias gerais? Utilize uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nem um pouco" e nove significa que você "confia muito"(4 primeiros, Confiança) Público Total, Brasil, pergunta feita a metade da amostra. *De 2012-2015, “Ferramentas de busca On-line” foram incluídas como tipo de mídia. Em 2016, foram alteradas para “ferramentas de busca”. **De 2012-2015, “Mídia híbrida” foi incluída como um tipo de mídia. Em 2016, foi alterada para “mídia somente on-line”. Porcentagem que confia em cada fonte de notícias e informações gerais 47 Diferença, 2012 - 2017 +12 -5 +9 +6 -3 -4 Ferramenta de busca lidera, afrente 18 pontos do segundo colocado. 65 55 83 60 48 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Mídia tradicional tem queda expressiva de 5 pontos Mídia enquanto instituição atinge nível mais baixo de todos os tempos.
  48. 48. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve uma fonte diferente de informação, um formato diferente para apresentar a informação ou um estilo diferente de comunicar a informação. Em cada dupla, queremos que você escolha a que você está mais propenso a acreditar que lhe mostra a verdade. Embora saibamos que essas alternativas talvez não sejam fáceis, tente ao máximo selecionar apenas uma das duas alternativas – a que mais provavelmente for verdadeira com mais frequência. Público Total de 28 países, alternativas apresentadas para metade da amostra. 48 Fontes oficiais são suspeitas Porcentagem que considera cada fonte mais confiável em relação a outra 55% Indivíduos 45% Instituições 71% Reformador 29% Preservador do status quo 64% Informações vazadas 36% Comunicados para a imprensa de companhias
  49. 49. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve uma fonte diferente de informação, um formato diferente para apresentar a informação ou um estilo diferente de comunicar a informação. Em cada dupla, queremos que você escolha a que você está mais propenso a acreditar que lhe mostra a verdade. Embora saibamos que essas alternativas talvez não sejam fáceis, tente ao máximo selecionar apenas uma das duas alternativas – a que mais provavelmente for verdadeira com mais frequência. Público Total, Brasil, alternativas apresentadas para metade da amostra. 49 Fontes oficiais são suspeitas Porcentagem que considera cada fonte mais confiável em relação a outra 65% Indivíduos 35% Instituições 85% Reformador 15% Preservador do status quo 52% Informações vazadas 48% Comunicados para a imprensa de companhias
  50. 50. 1 60 60 60 48 46 43 37 35 29 Umapessoa comovocê Especialista técnico Especialista acadêmico Funcionário Analista financeiroou daindústria Representante deONG CEO Membrosda Diretoria Autoridadedo governo Pares agora têm a mesma credibilidade dos especialistas Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q130-747 Abaixo está uma lista de pessoas. Em geral, ao formar uma opinião sobre uma empresa, se você ouviu informações sobre uma empresa de cada pessoa, qual seria o nível de confiança na informação— extremamente confiável, muito confiável, pouco confiável, ou nada confiável? (2 primeiros, muito/extremamente confiável) Público Total de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. 50 Porcentagem que classifica cada porta-voz como muito/extremamente confiável, e diferença entre 2016 e 2017 Credibilidade dos CEOs é a que caiu mais, atingindo o índice mais baixo da história -7 -5 “O povo deste país já está cansado de especialistas.” – Michael Gove, Parlamentar, Reino Unido Uma pessoa como você agora é o porta-voz de maior credibilidade -3 -7 -5 -4 -7 -5 -12 -10 -6 Mudança em comparação a 2016 +−
  51. 51. 1 78 67 65 53 48 47 47 46 22 Umapessoa comovocê Especialista técnico Especialista acadêmico Analista financeiroou daindústria CEO Funcionário Representante deONG Membrosda diretoria Autoridadedo governo Pares ainda são vistos como os mais confiáveis Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q130-747 Abaixo está uma lista de pessoas. Em geral, ao formar uma opinião sobre uma empresa, se você ouviu informações sobre uma empresa de cada pessoa, qual seria o nível de confiança na informação— extremamente confiável, muito confiável, pouco confiável, ou nada confiável? (2 primeiros, muito/extremamente confiável) Público Total, Brasil, pergunta feita a metade da amostra. 51 Porcentagem que classifica cada porta-voz como muito/extremamente confiável, e diferença entre 2016 e 2017 Credibilidade dos CEOs e membros da diretoria foi a que mais caiu, sendo que os membros da diretoria tiveram a maior queda da história -7 -5 “O povo deste país já está cansado de especialistas.” – Michael Gove, Parlamentar, Reino Unido -4 -10 -7 -13 -18 -9 -9 -17 -6 Mudança em comparação a 2016 +−
  52. 52. 37 18 23 23 24 25 26 27 27 27 28 28 28 31 34 36 38 40 40 42 43 44 48 48 51 52 55 61 70 Global 28países Japão Fraça Polônia CoreiadoSul Canadá Austrália HongKong Irlanda Holanda Alemanha Itália ReinoUnido Suécia Rússia Singapura EUA Malásia Espanha Argentina Turquia China Brasil Colômbia Indonésia ÁfricadoSul EAU México Índia CEO tem a menor credibilidade de todos os tempos Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q130-747. Abaixo está uma lista de pessoas. Em geral, ao formar uma opinião sobre uma empresa, se você ouviu informações sobre esta empresa de cada pessoa, qual seria o nível de confiança na informação — extremamente confiável, muito confiável, pouco confiável, ou nada confiável? (2 primeiros, muito/extremamente confiável) Público Total, total global de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. PIB 5 = EUA, China, Japão, Alemanha, Reino Unido 52 Porcentagem dos que classificam CEOs como muito/extremamente confiáveis, 2016 X 2017 CEOs não são confiáveis em 23 países 50% -12 -15 -8-7 -12-16-6-16-18-13-17-10-16-5-14-10 -10 -12 -11 -15-12 -13 -19 -7-9 -12 -11-12 -16 Queda em todos os 28 países Mudança em comparação a 2016 +− NeutrosDesconfiados Confiantes
  53. 53. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q130-747. Abaixo está uma lista de pessoas. Em geral, ao formar uma opinião sobre uma empresa, se você ouviu informações sobre esta empresa de cada pessoa, qual seria o nível de confiança na informação — extremamente confiável, muito confiável, pouco confiável, ou nada confiável? (2 primeiros, muito/extremamente confiável) Público Total, total global de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. 53 Credibilidade de líderes em crise Porcentagem dos que classificam cada porta-voz como muito/extremamente confiável CEOs 37% Confiáveis Autoridades governamentais 29% Confiáveis
  54. 54. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q130-747. Abaixo está uma lista de pessoas. Em geral, ao formar uma opinião sobre uma empresa, se você ouviu informações sobre esta empresa de cada pessoa, qual seria o nível de confiança na informação — extremamente confiável, muito confiável, pouco confiável, ou nada confiável? (2 primeiros, muito/extremamente confiável) Público Total, Brasil, pergunta feita a metade da amostra. 54 Credibilidade de líderes em crise Porcentagem dos que classificam cada porta-voz como muito/extremamente confiável CEOs 48% Confiáveis Autoridades governamentais 22% Confiáveis
  55. 55. Empresas em aviso prévio
  56. 56. Empresas ajudam a alimentar medos sociais Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q693-762. Algumas pessoas dizem estar preocupadas com muitas coisas, enquanto outras afirmam ter poucas preocupações. Estamos interessados no que preocupa você. Especificamente, o quanto você se preocupa com cada um dos itens abaixo? Responda usando uma escala de nove pontos, em que um significa “Não me preocupo com isso de forma alguma” e nove significa “Estou extremamente preocupado com isso”. (4 primeiros, Preocupados). Q709-718. Para cada afirmação abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda (4 primeiros, Concordo). Público Total, total global de 28 países. Q349-671. Em relação às afirmações abaixo, pense sobre o ritmo do desenvolvimento e da mudança e selecione a alternativa que melhor representa sua opinião. (4 primeiros, Muito rápido) Público Total de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. 56 População global se preocupa em perder o emprego devido a: 50% a globalização está nos levando na direção errada 53% o ritmo da mudança nos negócios e na indústria é muito rápido 54% 55% 58% 60% 60% Automação Empregos indo para mercados mais baratos Imigrantes que trabalham por menos Concorrentes estrangeiros Falta de treinamento/competência
  57. 57. Empresas ajudam a alimentar medos sociais Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q693-762. Algumas pessoas dizem estar preocupadas com muitas coisas, enquanto outras afirmam ter poucas preocupações. Estamos interessados no que preocupa você. Especificamente, o quanto você se preocupa com cada um dos itens abaixo? Responda usando uma escala de nove pontos, em que um significa “Não me preocupo com isso de forma alguma” e nove significa “Estou extremamente preocupado com isso”. (4 primeiros, Preocupados). Q709-718. Para cada afirmação abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda (4 primeiros, Concordo). Público Total, Brasil. Q349-671. Em relação às afirmações abaixo, pense sobre o ritmo do desenvolvimento e da mudança e selecione a alternativa que melhor representa sua opinião. (4 primeiros, Muito rápido) Público Total, Brasil, pergunta feita a metade da amostra. 57 População se preocupa em perder o emprego devido a: 42% a globalização está nos levando na direção errada 60% o ritmo da mudança nos negócios e na indústria é muito rápido 56% 60% 63% 63% 78% Imigrantes que trabalham por menos Empregos indo para mercados mais baratos Automação Concorrentes estrangeiros Falta de treinamento/competência
  58. 58. Apoio a políticas antiempresariais Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q709-718 Em cada uma das afirmações abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Público Total de 28 países. 58 Quase 1 em 2 concorda 69%concordam 72%concordam Protecionismo Crescimento mais lento “O governo deve proteger nossos empregos e a indústria local, mesmo se nossa economia crescer mais devagar.” “Precisamos priorizar os interesses de nosso país em detrimento aos do restante do mundo.” “Nós não deveríamos entrar em acordos de livre comércio porque eles prejudicam os trabalhadores de nosso país.” Protecionismo
  59. 59. Apoio a políticas antiempresariais Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q709-718 Em cada uma das afirmações abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Público Total, Brasil. 59 Quase 2 em 5 concordam 67%concordam 71%concordam “O governo deve proteger nossos empregos e a indústria local, mesmo se nossa economia crescer mais devagar.” “Precisamos priorizar os interesses de nosso país em detrimento aos do restante do mundo.” “Nós não deveríamos entrar em acordos de livre comércio porque eles prejudicam os trabalhadores de nosso país.” Protecionismo Crescimento mais lentoProtecionismo
  60. 60. Permissão para operar em risco Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q667-670. Em cada uma das afirmações abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Q661- 664. Em cada uma das afirmações abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Q658. Em relação à afirmação abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (Todas as respostas, exceto 4 primeiros, Concordo) Público Total de 28 países, pergunta feita a um quinto da amostra. 60 82%concordam que a indústria farmacêutica precisa de mais regras 53%não concordam que as reformas no mercado financeiro aumentaram a estabilidade econômica Regulação ReformasPolítica fiscal 70%concordam que as autoridades devem taxar alimentos que impactam a saúde negativamente
  61. 61. Permissão para operar em risco Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q667-670. Em cada uma das afirmações abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Q661- 664. Em cada uma das afirmações abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (4 primeiros, Concordo) Q658. Em relação à afirmação abaixo, indique o quanto você concorda ou discorda. (Todas as respostas, exceto 4 primeiros, Concordo) Público Total, Brasil, pergunta feita a um quinto da amostra. 61 86%concordam que a indústria farmacêutica precisa de mais regras 54%não concordam que as reformas no mercado financeiro aumentaram a estabilidade econômica Regulação ReformasPolítica fiscal 76% concordam que as autoridades devem taxar alimentos que impactam a saúde negativamente
  62. 62. 62 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q249-757. Indique o quanto você concorda ou discorda de cada afirmação abaixo. (4 primeiros, Concordo). Público Total, total global de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. . 75% concordam “Uma empresa pode tomar medidas específicas que tanto elevem os lucros quanto melhorem as condições econômicas e sociais na comunidade onde opera.” É esperado que as empresas tenham uma agenda social
  63. 63. 63 É esperado que as empresas tenham uma agenda social Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q249-757. Indique o quanto você concorda ou discorda de cada afirmação abaixo. (4 primeiros, Concordo). Público Total, Brasil, pergunta feita a metade da amostra. . 86% concordam “Uma empresa pode tomar medidas específicas que tanto elevem os lucros quanto melhorem as condições econômicas e sociais na comunidade onde opera.”
  64. 64. Empresas devem agir
  65. 65. Mais confiáveis O último muro de contenção: confiança nas empresas é maior entre os que não têm certeza % confiança em cada instituição Mais confiáveis Entre os que acreditam que o sistema está funcionando Entre os que não têm certeza Entre os que acreditam que o sistema está falhando ONGs 51 57 52 Empresas 47 58 58 Mídia 37 50 47 Governo 29 53 62 Mais confiáveis 65 1 de cada 3 dos que não têm certeza sobre o sistema confiam mais nas empresas Fonte: : Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, total global em 28 países, com corte nos segmentos “o sistema está falhando”. Q672-675, 678-680, 688-690. Para detalhes sobre como foi mensurado “o sistema está falhando”, consulte o Apêndice Técnico. NeutrosDesconfiados Confiantes
  66. 66. 66 ONGs 62 59 53 Empresas 60 64 63 Mídia 45 54 48 Governo 20 28 34 Mais confiáveis 1 de cada 4 dos que não têm certeza sobre o sistema confiam mais nas empresas O último muro de contenção: confiança nas empresas é alta, independente do sistema % confiança em cada instituição Entre os que acreditam que o sistema está funcionando Entre os que não têm certeza Entre os que acreditam que o sistema está falhando Mais confiáveis Mais confiáveis Fonte: : Edelman Trust Barometer 2017 Q11-620. Abaixo está uma lista de instituições. Indique o quanto você confia em cada uma dessas instituições para fazer o que é certo, utilizando uma escala de nove pontos, em que um significa que você "não confia nela de forma alguma" e nove significa que você "confia muito nela". (4 primeiros, Confiança) Público Total, Brasil, com corte nos segmentos “o sistema está falhando”. NeutrosDesconfiados Confiantes
  67. 67. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q732. O que as empresas podem fazer que prejudicaria mais sua confiança num futuro melhor? (Selecione até cinco alternativas) Público Total, total global de 28 países, pergunta feita para metade da amostra. 67 Para começar, evite errar Atitudes que as empresas podem tomar que mais prejudicam a confiança em um futuro melhor (as cinco mais escolhidas) 1. Pagar propina a funcionários do governo para obter contratos 2. Pagar aos executivos centenas de vezes mais do que aos trabalhadores 3. Deslocar os lucros para outros países a fim de fugir dos impostos 4. Cobrar em excesso por produtos essenciais para a vida das pessoas 5. Reduzir custos piorando a qualidade dos produtos
  68. 68. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017. Q732. O que as empresas podem fazer que prejudicaria mais sua confiança num futuro melhor? (Selecione até cinco alternativas) Público Total, Brasil, pergunta feita a metade da amostra. 68 Para começar, evite errar Atitudes que as empresas podem tomar que mais prejudicam a confiança em um futuro melhor (as cinco mais escolhidas) 1. Pagar propina a funcionários do governo para obter contratos 2. Cobrar em excesso por produtos essenciais para a vida das pessoas 3. Reduzir custos cortando empregos 4. Reduzir custos piorando a qualidade dos produtos 5. Cortar benefícios de funcionários
  69. 69. Integridade 56 39 17 Adota práticas empresariais éticas 56 40 16 Age com responsabilidade para resolver um problema ou crise 55 39 16 Adota práticas empresariais transparentes e abertas 55 39 16 Engajamento 56 40 16 Trata bem os funcionários 62 43 19 Ouve as necessidades e o feedback do cliente 58 41 17 Coloca o cliente acima dos lucros 55 38 17 Comunica-se de forma frequente e honesta sobre a situação de seus negócios 52 37 15 Produtos 51 41 10 Oferece produtos ou serviços de boa qualidade 59 44 15 Inova em novos produtos, serviços ou ideias 44 39 5 Propósito 45 34 11 Trabalha para proteger e melhorar o meio ambiente 52 38 14 Cria programas que impactam positivamente a comunidade local 46 36 10 Atende às necessidades da sociedade em seus negócios rotineiros 46 35 11 Associa-se a ONGs, governo e terceiros para abordar questões sociais 37 30 7 Operações 40 34 6 Tem uma equipe de liderança altamente reconhecida e admirada 42 34 8 Está em uma lista global de melhores empresas, tais como as melhores para se trabalhar ou as mais admiradas 38 34 4 Proporciona retornos financeiros consistentes aos investidores 38 34 4 Os atributos de construção da confiança Importância X desempenho de empresas % Desempenho % Importância Diferença 69 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-95. Quão importante é cada um dos seguintes atributos para a construção de sua CONFIANÇA em uma empresa? Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que o atributo não é "nada importante para a construção de sua confiança" e nove significa que é “extremamente importante para a construção de sua confiança” em uma empresa. (2 primeiros, Importância) Q114-129. Classifique as empresas em geral em relação a quão bem você acha que estão desempenhando em cada um dos seguintes atributos. Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que estão “desempenhando extremamente mal” e nove significa que estão “desempenhando extremamente bem”. (2 primeiros, Desempenho). Público Total, total global de 28 países.
  70. 70. Empoderamento dos funcionários 40 31 9 Empodera seus funcionários para que tomem decisões 41 32 9 Funcionários comuns têm muita influência em como a empresa é dirigida 37 30 7 Apoia funcionários filiados a sindicatos de trabalhadores/de categoria ou outras organizações que representem seus interesses 42 31 11 Diversidade 37 31 6 Tem muita diversidade étnica em seu time de gestores 34 30 4 Tem muita diversidade de gênero em seu time de gestores 36 30 6 Tem muita diversidade no que se refere a atitudes, valores e pontos de vista em seu time de gestores 40 32 8 Cidadania 50 38 12 Cria muitos empregos novos 47 38 9 Os lucros que obtém neste país ficam neste país 46 36 10 Paga corretamente seus impostos 56 41 15 Liderança 38 31 7 O CEO se envolve pessoalmente em questões sociais 39 31 8 O CEO é remunerado com base em sua capacidade de gerar crescimento sustentável e de longo prazo 40 33 7 Eu sei quem é o CEO e o que ele ou ela defende 36 29 7 Construção de relacionamento 42 33 9 Convida o público para contribuir e ajudar a definir seus produtos, serviços ou políticas 40 32 8 Tem uma imagem pública ou um legado que admiro e com o qual me identifico 42 34 8 Estimula e promove ativamente conversas e interações com o público 43 34 9 Dimensões adicionais que influenciam a confiança em empresas Importância X desempenho da empresa % Desempenho % Importância Diferença 70 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-639. Quão importante é cada um dos seguintes atributos para a construção de sua CONFIANÇA em uma empresa? Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que o atributo não é "nada importante para a construção de sua confiança" e nove significa que é “extremamente importante para a construção de sua confiança” em uma empresa. (2 primeiros, Importância) Q114-654. Classifique as empresas em geral em relação a quão bem você acha que estão desempenhando em cada um dos seguintes atributos. Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que estão “desempenhando extremamente mal” e nove significa que estão “desempenhando extremamente bem”. (2 primeiros, Desempenho) Público Total, total global de 28 países.
  71. 71. Integridade 69 66 3 Adota práticas empresariais éticas 70 68 2 Age com responsabilidade para resolver um problema ou crise 69 66 3 Adota práticas empresariais transparentes e abertas 68 65 3 Engajamento 69 66 3 Trata bem os funcionários 75 70 5 Ouve as necessidades e o feedback do cliente 71 67 4 Coloca o cliente acima dos lucros 66 60 6 Comunica-se de forma frequente e honesta sobre a situação de seus negócios 66 66 0 Produtos 69 68 1 Oferece produtos ou serviços de boa qualidade 74 71 3 Inova em novos produtos, serviços ou ideias 64 65 -1 Propósito 62 61 1 Trabalha para proteger e melhorar o meio ambiente 70 65 5 Cria programas que impactam positivamente a comunidade local 67 63 4 Atende às necessidades da sociedade em seus negócios rotineiros 60 63 -3 Associa-se a ONGs, governo e terceiros para abordar questões sociais 53 52 1 Operações 58 61 -3 Tem uma equipe de liderança altamente reconhecida e admirada 60 61 -1 Está em uma lista global de melhores empresas, tais como as melhores para se trabalhar ou as mais admiradas 57 61 -4 Proporciona retornos financeiros consistentes aos investidores 58 61 -3 Os atributos de construção da confiança Importância X desempenho da empresa % Desempenho % Importância Diferença 71 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-639. Quão importante é cada um dos seguintes atributos para a construção de sua CONFIANÇA em uma empresa? Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que o atributo não é "nada importante para a construção de sua confiança" e nove significa que é “extremamente importante para a construção de sua confiança” em uma empresa. (2 primeiros, Importância) Q114-654. Classifique as empresas em geral em relação a quão bem você acha que estão desempenhando em cada um dos seguintes atributos. Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que estão “desempenhando extremamente mal” e nove significa que estão “desempenhando extremamente bem”. (2 primeiros, Desempenho) Público Total, Brasil.
  72. 72. Dimensões adicionais que influenciam a confiança em empresas Importância X desempenho da empresa % Desempenho % Importância Diferença 72 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-639. Quão importante é cada um dos seguintes atributos para a construção de sua CONFIANÇA em uma empresa? Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que o atributo não é "nada importante para a construção de sua confiança" e nove significa que é “extremamente importante para a construção de sua confiança” em uma empresa. (2 primeiros, Importância) Q114-654. Classifique as empresas em geral em relação a quão bem você acha que estão desempenhando em cada um dos seguintes atributos. Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que estão “desempenhando extremamente mal” e nove significa que estão “desempenhando extremamente bem”. (2 primeiros, Desempenho) Público Total, Brasil. Empoderamento dos funcionários 58 57 1 Empodera seus funcionários para que tomem decisões 66 63 3 Funcionários comuns têm muita influência em como a empresa é dirigida 51 53 -2 Apoia funcionários filiados a sindicatos sindicatos de trabalhadores/de categoria ou outras organizações que representem seus interesses 56 54 2 Diversidade 54 55 -1 Tem muita diversidade étnica em seu time de gestores 55 54 1 Tem muita diversidade de gênero em seu time de gestores 49 52 -3 Tem muita diversidade no que se refere a atitudes, valores e pontos de vista em seu time de gestores 57 59 -2 Cidadania 62 62 0 Cria muitos empregos novos 62 64 -2 Os lucros que obtém neste país ficam neste país 57 59 -2 Paga corretamente seus impostos 68 64 4 Liderança 53 53 0 O CEO se envolve pessoalmente em questões sociais 55 52 3 O CEO é remunerado com base em sua capacidade de gerar crescimento sustentável e de longo prazo 57 58 -1 Eu sei quem é o CEO e o que ele ou ela defende 48 51 -3 Construção de relacionamento 62 60 2 Convida o público para contribuir e ajudar a definir seus produtos, serviços ou políticas 60 60 0 Tem uma imagem pública ou um legado que admiro e com o qual me identifico 64 61 3 Estimula e promove ativamente conversas e interações com o público 61 60 1
  73. 73. Quando o sistema falha, empresas devem fazer mais Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-639. Quão importante é cada um dos seguintes atributos para construção de sua CONFIANÇA em uma empresa? Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que o atributo não é "nada importante para a construção de sua confiança" e nove significa que é “extremamente importante para a construção de sua confiança” em uma empresa. (2 primeiros, Importância) Dados exibidos são a média. Duas primeiras classificações dos itens listados. Os itens foram incluídos se tiverem sido considerados importantes por 50% ou mais daqueles que acreditam que o sistema está falhando. Público Total de 28 países, com corte nos segmentos “o sistema está falhando”. Q672-675, 678-680, 688-690. Para detalhes sobre como foi mensurado “o sistema está falhando”, consulte o Apêndice Técnico. 73 Porcentagem dos que classificam cada atributo como importante para a construção da confiança em uma empresa (5 mais importantes mostrados) 56 56 58 59 62 65 66 67 68 72 Adota práticas empresariais éticas Paga corretamente seus impostos Ouve os clientes Oferece produtos ou serviços de boa qualidade Trata bem os funcionários Entre os que perderam a crença no sistema, as expectativas são maiores em todos os sentidos Em média +9pontos de expectativa Sistema está falhando Público Total
  74. 74. Quando o sistema falha, empresas devem fazer mais Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q80-639. Quão importante é cada um dos seguintes atributos para construção de sua CONFIANÇA em uma empresa? Use uma escala de 9 pontos, em que um significa que o atributo não é "nada importante para a construção de sua confiança" e nove significa que é “extremamente importante para a construção de sua confiança” em uma empresa. (2 primeiros, Importância) Dados exibidos são a média. Duas primeiras classificações dos itens listados. Os itens foram incluídos se tiverem sido considerados importantes por 50% ou mais daqueles que acreditam que o sistema está falhando. Público Total, com corte nos segmentos “o sistema está falhando”, Brasil. 74 Porcentagem dos que classificam cada atributo como importante para a construção da confiança em uma empresa (5 mais importantes mostrados) 70 70 71 74 75 77 77 77 81 80 Adota práticas empresariais éticas Trabalha para proteger e melhorar o meio ambiente Ouve as necessidades e o feedback do consumidor Oferece produtos ou serviços de boa qualidade Trata bem os funcionários Entre os que perderam a crença no sistema, as expectativas são maiores em todos os sentidos Em média +6pontos de expectativa Sistema está falhando Público Total
  75. 75. Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 75 Identifique a necessidade do negócio E devem fazer de maneira diferente Avalie a necessidade face a medo(s) social(is) e econômico (s) 1 Aprenda sem parcialidade 2 contextua- lize Defenda Faça 3 Engaje-se abertamente
  76. 76. Parcerias/programas para abordar questões sociais Práticas empresariais/ gestão de crise Ganhos financeiros & desempenho operacional Funcionários são os mais confiáveis Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q610. Em quem você confia MAIS para lhe fornecer informações confiáveis e honestas sobre ganhos financeiros e desempenho operacional de uma empresa, e realizações da alta liderança? Q611. sobre as práticas de negócios de uma empresa, tanto positivas quanto negativas, e a gestão de uma crise? Q612. sobre programas, benefícios e condições de trabalho dos funcionários de uma empresa, e como a empresa atende a seus clientes e prioriza as necessidades do cliente à frente dos lucros da empresa? Q613. Sobre parcerias de uma empresa com ONGs e seu esforço para tratar de questões sociais, incluindo aquelas para impactar positivamente a comunidade local? Q614 Sobre os esforços de inovação e desenvolvimento de novos produtos de uma empresa? Q615. Sobre a posição de uma empresa sobre questões relacionadas com o setor em que opera? Público Total, total global de 28 países, pergunta feita a um quarto da amostra. 76 Porta-voz com mais credibilidade para comunicar cada assunto Esforços de inovação Trato com funcionários/clientes Perspectivas de questões do setor CEO da companhia Executivo sênior Funcionário Consumidor ativista Acadêmico Porta-voz da mídia 17 20 21 24 26 2121 22 23 31 26 23 53 38 37 33 32 30 28 29 29 25 22 29 16 22 22 21 23 22 9 9 11 11 13 14
  77. 77. Funcionários tem destaque como porta-voz Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q610. Em quem você confia MAIS para lhe fornecer informações confiáveis e honestas sobre ganhos financeiros e desempenho operacional de uma empresa, e realizações da alta liderança? Q611. sobre as práticas de negócios de uma empresa, tanto positivas quanto negativas, e a gestão de uma crise? Q612. sobre programas, benefícios e condições de trabalho dos funcionários de uma empresa, e como a empresa atende a seus clientes e prioriza as necessidades do cliente à frente dos lucros da empresa? Q613. Sobre parcerias de uma empresa com ONGs e seu esforço para tratar de questões sociais, incluindo aquelas para impactar positivamente a comunidade local? Q614 Sobre os esforços de inovação e desenvolvimento de novos produtos de uma empresa? Q615. Sobre a posição de uma empresa sobre questões relacionadas com o setor em que opera? Público Total, Brasil, pergunta feita a um quarto da amostra. 77 Porta-voz com mais credibilidade para comunicar cada assunto 26 29 33 36 34 35 29 30 37 33 34 32 57 44 35 34 44 32 12 12 14 14 11 1617 23 18 18 18 20 14 15 15 13 15 18 Parcerias/programas para abordar questões sociais Práticas empresariais/ gestão de crise Ganhos financeiros & desempenho operacional Esforços de inovação Trato com funcionários/clientes Perspectivas de questões do setor CEO da companhia Executivo sênior Funcionário Consumidor ativista Acadêmico Porta-voz da mídia
  78. 78. O que tem mais credibilidade? Fale com, não para 78 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve uma fonte diferente de informação, uma formato diferente para apresentar a informação ou um estilo diferente de comunicar a informação. Em cada dupla, queremos que você escolha a que você está mais propenso a acreditar que lhe mostra a verdade. Embora saibamos que essas alternativas talvez não sejam fáceis, tente ao máximo selecionar apenas uma das duas alternativas – a que mais provavelmente for verdadeira com mais frequência. Público Total, total global de 28 países, pergunta feita a metade da amostra. 51% Experiência pessoal 49% Dados 57% Fala espontânea 43% Fala ensaiada 54% Franco e direto 46% Diplomático e educado 62% Mídias sociais da empresa 38% Publicidade
  79. 79. O que tem mais credibilidade? Fale com, não para 79 Fonte: Edelman Trust Barometer 2017 Q754. Aqui você tem uma série de duplas de alternativas. Cada alternativa descreve uma fonte diferente de informação, uma formato diferente para apresentar a informação ou um estilo diferente de comunicar a informação. Em cada dupla, queremos que você escolha a que você está mais propenso a acreditar que lhe mostra a verdade. Embora saibamos que essas alternativas talvez não sejam fáceis, tente ao máximo selecionar apenas uma das duas alternativas – a que mais provavelmente for verdadeira com mais frequência. Público Total, Brasil, pergunta feita a metade da amostra. 49% Experiência pessoal 51% Dados 62% Fala espontânea 38% Fala ensaiada 60% Franco e direto 40% Diplomático e educado 58% Mídias sociais da empresa 42% Publicidade
  80. 80. Com as pessoas, não para as pessoas
  81. 81. Uma mudança fundamental 81 Tensão atual Modelo antigo: para as pessoas Novo modelo: com as pessoas As elites administram as instituições para fazer coisas “para” as pessoas A influência foi transferida para as pessoas; pessoas usam influência para rejeitar a autoridade estabelecida Instituições trabalham com as pessoas; silos institucionais são dissolvidos Influência e autoridade Influência e autoridade Influência e autoridade
  82. 82. Com as pessoas: modelo de interação de propósitos entre as instituições 82 EMPRESAS GOVERNO ONGS MÍDIA benefícios econômicos fluxo de informações políticas públicas benefícios sociais PESSOAS
  83. 83. Acesse a íntegra do estudo e artigos nos nossos canais 1 www.edelmansignifica.com
  84. 84. Apêndice Técnico Edelman Trust Barometer 2017
  85. 85. 1. Por que a Edelman estuda a confiança? 2. Os atributos de construção da confiança 3. Metodologia 4. A amostra 5. Como mensuramos: crença de que o sistema está falhando 6. Como mensuramos: medos sociais e econômicos 7. A equipe de Pesquisa 8. A equipe de Public Affairs Sumário 54 Apêndice Técnico Edelman Trust Barometer 2017
  86. 86. Por que a Edelman estuda a confiança? 86 Na sociedade moderna, delegamos importantes aspectos de nosso bem-estar a quatro instituições: empresas (bem-estar econômico), governo (segurança nacional e políticas públicas), mídia (informação e conhecimento) e ONGs (causas e questões sociais). Para que sintamos segurança em delegar esses importantes aspectos de nossa vida e de nosso bem-estar a terceiros, precisamos confiar que eles agirão com integridade e com nossos interesses em mente. A confiança, portanto, é o cerne do relacionamento de um indivíduo com uma instituição e, por associação, com sua liderança. Se a confiança nessas instituições se quebra, começamos a temer não estarmos mais em mãos seguras e confiáveis. Sem confiança, o tecido da sociedade pode se desfazer, para prejuízo de todos. Do ponto de vista institucional, a confiança é uma métrica prospectiva. Diferentemente da reputação, que é baseada no comportamento histórico de uma organização, a confiança é um indicador de se os stakeholders confiarão em você no futuro, se adotarão as inovações que você apresentar e se lhe darão apoio entusiásticamente. Por essas razões, a confiança é um ativo de valor para todas as instituições, e ações contínuas de construção de confiança devem ser uma das prioridades estratégicas mais importantes de toda e qualquer organização. Os atributos de construção da confiança A cada ano, pedimos que os entrevistados classifiquem a importância de uma série de atributos que geram confiança em uma empresa, e como as empresas estão desempenhando em relação a eles. Eles podem ser agrupados em cinco conjuntos: Integridade, Engajamento, Produtos, Propósito e Operações. Os 16 atributos originais de construção da confiança são mostrados no próximo slide. Em 2017, exploramos dimensões adicionais da construção da confiança em uma empresa. Essas novas dimensões se enquadram em cinco áreas, mostradas mais à frente: Engajamento dos Funcionários, Diversidade, Cidadania, Liderança e Construção de Relacionamento.
  87. 87. Público Informado 9 anos em mais de 20 mercados Representa 13% do público total 500 entrevistados nos Estados Unidos e na China; 200 em todos os outros países 4 critérios: Faixa etária entre 25 e 64 anos Formação universitária Estar entre os 25% de maior renda familiar por grupo etário em cada país Relatar consumo significativo de mídia e engajamento em notícias de negócios Público Total On-line 6 anos em mais de 25 mercados Idade +18 1.150 entrevistados por país Todos os slides mostram a População Total, exceto quando indicado de outra forma Edelman Trust Barometer 2017 Metodologia Margem de erro global de dados em 28 países: Público Total +/-0,6% (N=32.200), Público Informado +/- 1,2% (N=6.200), Público Geral +/- 0,6% (26.000+). Margem de erro de dados específica por país: Público Total +/- 2,9% ( N=1.150), Público Informado +/- 6,9% (N = min 200, varia por país), China e EUA +/- 4,4% (N=500), Público Geral +/- 3,0 a 3,6% (N =min 740, varia por país), Metade da amostra do Público Total on-line +/- 0,8% (N=16.100). 87 17 anos de dados +33.000 entrevistados Trabalho de campo realizado entre 13 de outubro e 16 de novembro de 2016 Pesquisa on-line em 28 países Público Geral O público total excluído do público informado Representa 85% da população total
  88. 88. Tamanho da amostra, cotas e margem de erro 88 Edelman Trust Barometer 2017 Público Total Público Informado Tamanho da amostra Cotas determinadas* Margem de erro Tamanho da amostra** Cotas determinadas *** Margem de erro Global 32.200 Idade, Gênero, Região +/- 0,6% amostra total +/- ,08% amostra repartida 6.200 Idade, Escolaridade, Gênero, Renda +/- 1,2% amostra total +/- 1,8% amostra repartida China e EUA 1.150 Idade, Gênero, Região +/- 2,6% amostra total +/- 4,1% amostra repartida 500 Idade, Escolaridade, Gênero, Renda +/- 4,4% amostra total +/- 6,2% amostra repartida Todos os outros países 1.150 Idade, Gênero, Região +/- 2,6% amostra total +/- 4,1% amostra repartida 200 Idade, Escolaridade, Gênero, Renda +/- 6,9% amostra total +/- 9,8% amostra repartida *Nos EUA, no Reino Unido e nos EAU, houve cotas adicionais de etnia. ** Algumas perguntas foram feitas a apenas metade da amostra. Consulte as notas de rodapé de cada slide para mais informações. *** Nos EAU, houve uma cota adicional de etnia.
  89. 89. Idiomas e penetração da internet em cada país O Edelman Trust Barometer é uma pesquisa on-line. Em países desenvolvidos, uma amostra on-line com representatividade nacional reflete bem a população total. Em países com níveis mais baixos de penetração da internet, uma amostra on-line com representatividade nacional será de uma população mais abastada e urbana e com maior escolaridade do que a população total. 89 Idiomas Penetração da internet* Global - 50% Argentina Espanhol regional 79% Austrália Inglês 92% Brasil Português 68% Canadá Inglês e francês canadense 93% China Chinês simplificado 52% Colômbia Espanhol regional 59% França Francês 84% Alemanha Alemão 88% Hong Kong Inglês e chinês tradicional 80% *Fonte dos dados: http://www.internet worldstats.com/stats.htm. Idiomas Penetração da internet* Índia Hindi e inglês 37% Indonésia Indonésio 51% Irlanda Inglês 83% Itália Italiano 62% Japão Japonês 91% Malásia Malaio 68% México Espanhol regional 56% Holanda Holandês e inglês 96% Polônia Polonês 68% Rússia Russo 71% Idiomas Penetração da internet* Singapura Inglês e chinês simplificado 81% África do Sul Inglês e africâner 53% Coreia do Sul Coreano 92% Espanha Espanhol 77% Suécia Sueco e inglês 95% Turquia Turco 60% Emirados Árabes Árabe e inglês 92% Reino Unido Inglês 92% EUA Inglês 89% Edelman Trust Barometer 2017
  90. 90. Como mensuramos se as pessoas acham que o sistema está falhando? Quatro dimensões foram avaliadas para determinar se os entrevistados acreditam que o sistema está falhando com eles ou não: 1) Um senso de injustiça que vem da percepção de que as elites da sociedade cooptaram o sistema para benefício próprio às custas das pessoas comuns, 2) Desesperança de que o futuro será melhor para si e sua família, 3) Falta de confiança nos líderes das instituições da sociedade para que solucionem os problemas do país, e 4) Um desejo de reformadores vigorosos em posições de poder, que sejam capazes de promover as mudanças necessárias. 90 Indique o quão verdadeira você acha cada frase, usando uma escala de 9 pontos, em que um significa “nada verdadeira” e nove significa “completamente verdadeira”. Itens de Senso de injustiça “As elites que dirigem nossas instituições não têm contato com pessoas comuns” Q678 “As elites que dirigem nossas instituições são indiferentes à vontade do povo” Q672 “Enquanto as pessoas comuns lutam para pagar as contas, as elites estão ficando mais ricas do que merecem” Q673 “O sistema é parcial em detrimento das pessoas comuns e em prol dos ricos e poderosos” Q674 Itens de Desesperança “Meu trabalho duro será recompensado” (pontuação inversa) Q688 “Meus filhos terão uma vida melhor que a minha” (pontuação inversa) Q689 “O país está na direção certa” (pontuação inversa) Q690 Item de Falta de confiança “Não acredito que nossos líderes atuais conseguirão abordar os desafios de nosso país” Q680 Item de Desejo de mudança “Precisamos de reformadores vigorosos em posições de poder para promover as mudanças necessárias” Q679 Perguntou-se aos entrevistados:
  91. 91. Como categorizamos as pessoas com base em suas percepções sobre o sistema? 91 As pontuações totais de percepção do sistema foram calculadas tirando a média das pontuações dos nove itens. Os entrevistados foram categorizados em três segmentos com base em suas pontuações médias: • Aqueles com média 6,00 ou mais acreditam que sistema está falhando com eles • Aqueles com média entre 5,00 e 5,99 foram classificados como não têm certeza • Aqueles com média abaixo de 5,00 acreditam que o sistema está funcionando Sistema está falhando Não têm certeza Sistema está funcionando Nada verdadeiroCompletamente verdadeiro 9 8 7 6 5 4 3 2 1
  92. 92. Qual é a fiabilidade da mensuração de “o sistema está falhando”? 92 País Fiabilidade Alfa do Público Total Holanda 0,82 Hong Kong 0,72 Índia 0,76 Indonésia 0,79 Irlanda 0,78 Itália 0,79 Japão 0,76 Malásia 0,75 México 0,68 Polônia 0,74 Reino Unido 0,79 Rússia 0,80 Singapura 0,77 Suécia 0,79 Turquia 0,80 País Fiabilidade Alfa do Público Total Média global 0,77 África do Sul 0,71 Alemanha 0,83 Argentina 0,77 Austrália 0,79 Brasil 0,67 Canadá 0,79 China 0,76 Colômbia 0,66 Coreia do Sul 0,75 EAU 0,77 Espanha 0,81 EUA 0,73 França 0,81 As análises de Fiabilidade Alfa foram realizadas globalmente e em cada um dos 28 países. Os resultados indicaram que a escala era fiável em todos os mercados e que todos os itens exploram diferentes aspectos do mesmo conceito subjacente. Observação: níveis Alfa acima de 0,6 são considerados como indicando boa fiabilidade interna.
  93. 93. No estudo Edelman Trust Barometer 2017, mensuramos cinco medos sociais conforme a definição abaixo. Os entrevistados classificaram o quão verdadeira cada afirmação é usando uma escala de 9 pontos, em que um significa “nada verdadeira” e nove significa “completamente verdadeira”. Itens de Corrupção Itens de Globalização Itens de Desgaste de valores sociais Item de Imigração Item de Ritmo da inovação Corrupção generalizada: Compromete a segurança de nossos cidadãos (Q686) Dificulta instituir as mudanças necessárias para solucionar nossos problemas (Q687) Proteger nossos empregos da concorrência estrangeira (Q681) Empresas/influência estrangeiras prejudicam nossa economia/cultura nacional (Q682) Empresas estrangeiras favorecem seu país de origem (Q683) Maioria dos países não é confiável para se envolver em práticas comerciais justas (Q684) Valores que fazem deste um país grande estão desaparecendo (Q676) A sociedade está mudando muito rápido e não de forma a beneficiar pessoas como eu (Q758) Fluxo de pessoas de outros países prejudica nossa economia e cultura nacional (Q685) Inovações tecnológicas estão ocorrendo muito rápido e gerando mudanças que não são boas para pessoas como eu (Q677) Pontuação em escala: Preocupados = % que respondeu 4 números mais altos nos dois itens. Com medo = % que respondeu os 2 números mais altos nos dois itens. Pontuação em escala: Preocupados = % que respondeu 4 números mais altos nos 3 ou mais itens. Com medo = % que respondeu os 2 números mais altos nos 3 ou mais itens. Pontuação em escala: Preocupados = % que respondeu 4 números mais altos nos dois itens. Com medo = % que respondeu os 2 números mais altos nos dois itens. Pontuação em escala: Preocupados = % que respondeu 4 números mais altos nos dois itens. Com medo = % que respondeu os 2 números mais altos nos dois itens. Pontuação em escala: Preocupados = % que respondeu 4 números mais altos nos dois itens. Com medo = % que respondeu os 2 números mais altos nos dois itens. Detalhes sobre as subescalas dos medos sociais 93
  94. 94. 94 Antoine Harary Antoine é o diretor administrativo global da Edelman Intelligence. Com sua equipe de mais de 150 especialistas em inteligência de mercado, ele conduz pesquisas internacionais e projetos de consultoria em mais de 50 países. Nos últimos quatro anos, seu trabalho foi reconhecido por dois grandes prêmios da comunicação: o Sabre EMEA 2011 de melhor campanha de relações públicas e o European European Excellence Award 2012 pela mensuração de RP. Antes da Edelman, Antoine trabalhou no setor automotivo (PSA PEUGEOT CITROEN) como gerente sênior de pesquisa. Antoine tem dois títulos de mestrado: RP Internacional pela CELSA/Sorbonne e Ciências Políticas pela Sciences Po Aix. David M. Bersoff, Ph.D. David comanda as pesquisas globais em liderança de pensamento da Edelman. Antes da Edelman Intelligence, atuou como Chief Insights Officer da The Futures Company. Lá, ele conduziu pesquisas, análises de dados, criação de propriedade intelectual e estratégias de desenvolvimento de produto para todos os estudos compartilhados sobre consumo, inclusive o Yankelovich MONITOR. David é Ph.D. em psicologia social e transcultural pela Universidade Yale. Sarah Adkins Sarah lidera o lado operacional de todos os projetos de propriedade intelectual da Edelman Intelligence. Antes de se juntar à equipe da EI, Sarah ficou oito anos da Nielsen (ex-Harris Interactive) desenhando pesquisas, supervisionando todas as partes do processo de gestão de projetos, conduzindo análise de dados e trabalhando com clientes de todos os setores. Ela tem mais de 16 anos de experiência em pesquisa de mercado, sendo mais da metade desse tempo em marcas e comunicação. Sarah se formou na Universidade Estadual de Fredonia, com bacharelado em administração e especialização em marketing e comunicação. A equipe de Pesquisa: Edelman Intelligence A Edelman Intelligence é uma consultoria global de pesquisa e análise. Ela trabalha para entender a mecânica de atitudes e comportamentos humanos, organizar e analisar conteúdos e conversas, e descobrir ligações e padrões em complexos conjuntos de dados. A equipe é formada por especialistas de diferentes experiências e competências. Isso permite que a Edelman Intelligence aborde os desafios de uma maneira original – colocando-se sob diversas perspectivas a fim de encontrar as melhores soluções e, assim, ajudar a promover o crescimento de seus clientes.
  95. 95. 95 Steve Schmidt Como vice-presidente de Public Affairs da Edelman, Steve é um conselheiro estratégico para diretores executivos e decisores sêniores de corporações globais, times esportivos profissionais, organizações sem fins lucrativos e instituições acadêmicas. Anteriormente, atuou como alto estrategista na reeleição de 2004 do presidente George W. Bush e como assistente adjunto e consultor do vice-presidente. Durante seu trabalho no governo, Steve desempenhou um papel importante na nomeação do chefe de Justiça John Roberts e do juiz Samuel Alito para a Suprema Corte dos EUA. Em 2006, Steve saiu da Casa Branca para liderar a campanha vitoriosa de reeleição de Arnold Schwarzenegger para o governo da Califórnia e, em seguida, atuou como conselheiro sênior na campanha presidencial do senador John McCain. Steve é formado pela Universidade de Delaware e membro sênior do Centro de Comunicação Política da instituição. Stephanie Lvovich Stephanie Lvovich é presidente global de Public Affairs da Edelman. Tem mais de 23 anos de experiência em Public Affairs e pesquisa política, com especialização em defesa de causas multimercados e posicionamento corporativo, incluindo comunicação baseada em causas, defesa de causas e criação, estratégia e gerenciamento de associações comerciais. Sua experiência contempla clientes como Mars, World Trade Organization, Unilever, Coca-Cola Company, Mead Johnson Nutrition, Danone Group, Danone Baby Nutrition, entre outros. Antes da Edelman, Stephanie trabalhou na APCO Worldwide em Londres por quase nove anos, onde construiu e gerenciou a divisão global de Alimentos & Bens de Consumo, além de novas unidades da agência na Europa, no Oriente Médio, na África e na Índia. Stephanie é autora de artigos na área de assuntos públicos internacionais e de reputação corporativa, e em 2003 recebeu da Rainha Elizabeth o título de Pioneer to the Life of the Nation. Ela também atua como apresentadora e moderadora em conferências internacionais. A equipe de Public Affairs O escritório de Public Affairs da Edelman usa pesquisas de opinião de stakeholders, análises profundas, narrativa criativa e campanhas digitais para criar um ambiente positivo para o engajamento de públicos e ajudar a definir melhores resultados de políticas. A equipe tem conhecimentos profundos e sofisticados sobre política global. Diversos especialistas em Public Affairs da Edelman compartilharam expertise e atuaram como consultores no desenvolvimento do modelo de Ação Populista. Gustavo Bonifaz Gustavo é gerente sênior de contas da divisão de assuntos públicos da Edelman, especializado em política comparativa global e análise de políticas. Gustavo é pesquisador no modelo global Edge para o escritório de Public Affairs. Tem PhD em Ciência Política pela London School of Economics, onde também fez mestrado em Política Comparativa (América Latina). Kristin Heume Kristin é gerente de desenvolvimento da equipe global de Public Affairs. Ela cria e fornece estratégias de defesa e engajamento multimercado, e aconselha os clientes em questões fundamentais para os negócios. Antes da Edelman, Kristin trabalhou na APCO Worldwide, onde focou em consultoria de causas e crise, bem como na gestão de campanhas multimercados nos setores de aviação, alimentação, turismo e setores públicos internacionais. Kristin tem dupla titulação de mestre em Mídia Global e Comunicação pela London School of Economics e pela Universidade do Sul da Califórnia, além de bacharelado em Estudos Europeus e Economia pela Universidade de Osnabrück, Alemanha, com um período de estudo na Universidade de Aarhus, Dinamarca.

×