Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
OS
QUATRO
LIVROS BIOGRÁFICOS
DE
JESUS
[ 2 ]
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
FINALIDADE DESTA OBRA
Os materiais literários do autor não tê...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
AUTOR: Valdemir Mota de Menezes é licenciado em
Ciências Biol...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
(AO ENCONTRAR ERROS GRAMATICAIS NESTE
LIVRO, FAVOR AVISAR AO ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
CLASSIFICAÇÃO DOS LIVROS PUBLICADOS DO AUTOR:
CIÊNCIAS
Biolog...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
História do Universo comentada
O que é Igreja Católica Romana...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
É com imensa satisfação que iniciamos a série de
comentários ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
A palavra ''Evangelho'' é de origem grega (
evaggelion) e era...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
C - O Evangelho do Novo Testamento
Todos os livros do Novo Te...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
caracterizado que o evangelho não é a biografia de Cristo
poi...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
as Cartas aos Romanos, Aos Coríntios, Aos Efésios, Aos
Gálata...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
C- A traição de Judas.
D- Pedro negando Jesus.
E- O julgament...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
temos em nossas mãos, entretanto é importante nós
analisarmos...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
4º século Manuscrito Vaticano 1209
4º século Versão Armênia
G...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
5º século Versão Siríaco Curetoniano
5º século Códice Ephraem...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
O autor desta biografia de Jesus demonstra ter um
profundo co...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
O ano preciso em que foi escrito este livro bem
como os demai...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
pois tais palavras quer mostrar que transcorreu-se
bastante t...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
morreu tinha escrito o título “Rei dos Judeus” sobre sua
cabe...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
02:19-23 – A volta do Egito.
03.01-12 – Ministério de João Ba...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
06.02-04 – A caridade.
06.05-08 – A oração.
06.09-13 – Pelo q...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
08.23-27 – Jesus acalma a tempestade.
08.28-34 – Os endemonin...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
12.01-08 – Jesus e o sábado.
12.09-13 – A cura do homem da mã...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
13.53-58 – Jesus é rejeitado em Nazaré.
14.01-12 – A morte de...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
18.15-17 – Quando expulsar um membro da
congregação.
18.21-22...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
21.23-27 – Controvérsia sobre o batismo de João Batista.
21.2...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
26.14-16 – Judas vende Jesus.
26.17-19 – Jesus manda preparar...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
MATEUS
1.19 - Repudiá-la em secreto ( πολ σαι =ἀ ῦ
apolusai)....
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
2.01 – Uns (homens da Média pertencente a tribo
dos Magos) (µ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
TNM, Almeida Contemporânea, Français Courant,
Almeida Atualiz...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
9.14 – “Por que jejuamos nós e os fariseus muitas
vezes”. O t...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
12.17-21 – Se cumprisse ( να πληρωθ = inaἵ ῇ
plerothe) Mateus...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Pode ser que algum copista por negligência esqueceu de
copiá-...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
por sua vez não está levando em conta o lado da saúde,
pois o...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Códice Sináitico Siríaco e da versão Siríaco Curetoniano.
Des...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
tradução seja “77 vezes” dizendo que está relacionado
com Gên...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
inferiores dizem: “Bom mestre que farei para... Por que
me ch...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
20.30 – Dois cegos (δ ο τυφλο = duo tuphloi). Há 3ύ ὶ
pontos ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
“Senhor”, já Marcos e Lucas dizem que ele clamava
“Jesus”. Es...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
judeus que apoiavam o governo da dinastia de Herodes
na regiã...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
esquecerem das coisas mais importantes. Isto é um alerta
para...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
26.28 – Aliança (διαθ κης = diathekes). O textoή
original de ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Gospel, Vulgata, Códices Bezae e o Códice Sinaítico
Siríaco)....
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
II – LIVRO DE MARCOS
Dos 4 livros biográficos de Jesus este é...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
seguinte testemunho: “Marcos, tendo-se feito intérprete de
Pe...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Pedro quase nunca saia de Jerusalém, somos levados a
crer que...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Mateus desenvolveu-se como uma novela lenta e
progressivament...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
02.23-28 – Jesus e o sábado.
03.01-06 – A cura do homem da mã...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
06.07-13 – Os doze e a sua missão.
06.14-29 – A morte de João...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
09.38-41 – Jesus condena rivalidade entre
grupos de discípulo...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
10.32-34 – Jesus prediz mais uma vez sua
morte e ressurreição...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
13.28-37 – O Arrebatamento.
14.01-02 – Reunião no sinédrio.
1...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
16.12-13 – Jesus aparece a dois discípulos no
caminho de Emaú...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
1.41 – Jesus com afeto (σπλαγχνισθε ς = splagknistheis).ὶ
Par...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
mãos os melhores e mais antigos manuscritos trazem
corretamen...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Euzebio nos informa que este lugar estava no lado
oriental do...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
6.45 – “Passar Adiante, para o outro lado” assim
narram os me...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
7.04 – E camas (κα κλιν ν = kai klinon) váriosὶ ῶ
manuscritos...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
9.04 – Elias com Moisés ( λ ας σ ν Μωϋσε = EliasἨ ί ὺ ῖ
sun M...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
vez por todas que Jesus era superior a todos os profetas.
Com...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
“golpista” tinha em mente Genesis 2.24. Sem nenhuma
má intenç...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
11.10 – “Bendito é o reino do nosso pai Davi
Hosana nas maior...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
segunda vigília segundo a divisão grega e romana da
noite com...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
15.22 – Golgota (Γολγοθ ν = golgotha). Palavraᾶ
oriunda do ar...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
16.69.20 – Chegamos no final do livro biográfico de
Jesus seg...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
disso, Jesus mesmo enviou por meio deles, desde o
oriente até...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
houve algum impedimento que não permitiu concluir seu
livro.
...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
a inspiração de Aristão por ele não ser apóstolo, pois
Marcos...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
de Paulo o livro biográfico já havia sido concluído ou pelo
m...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
mais polêmicos Lucas procurou esclarecer como o
nascimento e ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
02.36-38 – Ana anuncia que o Messias nasceu.
02.39-52 – Jesus...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
06.12-16 - Os doze apóstolos.
06.17-49 – O sermão da montanha...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
08.18 – A responsabilidade de ter conhecimento.
08.19-21 – A ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
09.23-27 – A cruz do cristão.
09.28-36 – A transfiguração.
09...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
12.01-03 – A hipocrisia.
12.04-12 – A perseguição.
12.13-21 –...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
14.15-24 – Grande ceia.
14.25-35 – A cruz do cristão.
15.01-0...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
17.01-02 – O escândalo.
17.03-04 – O perdão.
17.07-10 – O esc...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
20.09-18 – A parábola dos agricultores maus.
20.19.26 – César...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
22.63-65 – Jesus é torturado.
22.66-71 – Jesus perante o siné...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
era um escravo, pois em geral os médicos eram escravos
(Col 4...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
O trabalho de cada sacerdote no dia do seu turno era
determin...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
2.14 – Paz na Terra aos homens que lhe agrada
( νθρ ποις ε δο...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
o acúmulo de sujeira e bactérias no órgão reprodutor,
portant...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
revelações e sonhos iam ocorrendo, Maria ia guardando
cada de...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
3.23-38 – A genealogia de Jesus no livro de Lucas
tem algumas...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Abias Meleá
Asa Eliaquim
Jonã
Josafá José
Jorão Judá
Simeão
L...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Joanã
Abiude Judá
José
Semei
Eliaquim Matatias
Máate
Azor Nag...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Finalmente é bom que se diga que Maria e José
eram primos, po...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
3.36 – “(Filho) de Arfaxade, (Filho) de Sem, (Filho)
de Noé, ...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
Escrituras, mas um hábito de expressão de Lucas que
chamava J...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
sábado do primeiro mês era comum os pobres colherem
as espiga...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
7.11 – “Logo depois disso”. Assim narram os
manuscritos: Bodm...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
8.42 – Uma filha única (θυγ τηρ µονογεν ς =ά ὴ
thugater monog...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
9.54 – Como o fez Elias (kathos kai o Elias ekeme). Esta
fras...
Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir
10.34 – “Azeite e vinho” ( λαιον κα ο νον = elaionἔ ὶ ἶ
kai o...
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS

1,639 views

Published on

Os livros biográficos de Jesus são quatro fantásticos livros que registrou e passou para a posteridade as informações sobre a vida e obras de Jesus Cristo, salvador de todos os que nele creem. Esta é uma singela obra que faz uma analise simples dos textos antigos, posto que algumas passagens dos livros de Mateus, Marcos, Lucas e João não fazem parte do original, e devem ser retirados da Bíblia, ou no máximo ser mantido, mas com ressalvas. Estes livros são chamados de Evangelhos, mas não devemos restringir o uso do termo evangelho aos quatros livros biográficos de Jesus.

Published in: Spiritual
  • Be the first to comment

OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS

  1. 1. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir OS QUATRO LIVROS BIOGRÁFICOS DE JESUS [ 2 ]
  2. 2. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir FINALIDADE DESTA OBRA Os materiais literários do autor não têm fins lucrativos, nem lhe gera quaisquer tipo de receita. Os custos do livro são unicamente para cobrir despesas com produção, transporte, impostos e revendedores. Sua satisfação consiste em contribuir para o bem da educação, uma melhor qualidade de vida para todos os homens e seres vivos, e para glorificar o único Deus Todo-Poderoso. AUTORIZAÇÃO O livro pode ser reproduzido e distribuído por quaisquer meios, usado por qualquer entidade religiosa, educacional ou cultural sem prévia autorização do autor. [ 3 ]
  3. 3. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir AUTOR: Valdemir Mota de Menezes é licenciado em Ciências Biológicas e História pela Universidade Metropolitana de Santos; possui curso superior em Gestão de Empresas pela UNIMONTE de Santos; é Bacharel em Teologia pela Faculdade das Assembleias de Deus de Santos; tem formação Técnica em Polícia Judiciária pela USP e dois diplomas de Harvard University dos EUA sobre Epístolas Paulinas e Manuscritos da Idade Média. Radialista profissional pelo Senac de Santos, reconhecido pelo Ministério do Trabalho. Nasceu em Itabaiana/SE, em 1969. Em 1990 fundou o Centro de Evangelismo Universal, a qual preside; hoje se dedica a escrever livros e ao ministério de intercessão. Não tendo interesse em dar palestras ou participar de eventos, evitando convívio social. [ 4 ]
  4. 4. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir (AO ENCONTRAR ERROS GRAMATICAIS NESTE LIVRO, FAVOR AVISAR AO AUTOR PARA CORREIÇÃO – GRATO) CONTATOS: https://www.facebook.com/centrodeevangelismouniversal/ Dados Internacionais da Catalogação na Publicação (CIP) CENTRO DE EVANGELISMO UNIVERSAL -CGC 66.504.093/0001-08 [ 5 ] M543 Menezes, Valdemir, 1969 Os quatro livros biográficos de Jesus, /Valdemir Mota de Menezes, Itabaiana/SE, Amazon.com Clubedesautores.com.br, 2016 150 p. ; 21 cm ISBN-13: 978-1530990955 ISBN-10: 1530990955 1.Jesus Cristo 2. Evangelhos 3. Mateus 4. Marcos 5. Lucas 6. João 7. Exegese Bíblica I - Titulo CDD 010/230/920 CDU 01 / 22
  5. 5. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir CLASSIFICAÇÃO DOS LIVROS PUBLICADOS DO AUTOR: CIÊNCIAS Biologia – O mito da Evolução Sexologia cristã TEOLOGIA Juízo Final - Parapsicologia Bíblica O Fim do Mundo Compêndio teológico sobre o véu Guia de Estudo Bíblico Dogmatologia Apocalipse comentado Entenda a CCB – Volume I Entenda a CCB – Volume II Javé, o Deus da Bíblia Como fundar uma Igreja O Diabo está ao seu lado HISTÓRIA Introdução a Arqueologia [ 6 ]
  6. 6. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir História do Universo comentada O que é Igreja Católica Romana? O anjo de quatro patas Vida de Antão com comentários POLÍTICA Memorial criminoso do PT – Volume I Memorial criminoso do PT – Volume II PT X Cristianismo DIREITO Escrivão de Polícia é cargo técnico científico EM OUTROS IDIOMAS Archéologie Biblique (Françes) Juicio Final (Espanhol) Biology, the myth of Evolution (Inglês) Indossare il velo (Italiano) 生物学 – 進化の神話 (Japonês) INTRODUÇÃO [ 7 ]
  7. 7. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir É com imensa satisfação que iniciamos a série de comentários das Escrituras da Nova Aliança, e neste livro examinaremos os quatro livros biográficos de Jesus: Mais do que em qualquer outro livro das Escrituras gregas, estes quatro livros possuem vários acréscimos posteriores por isso fazemos uma depuração tirando tudo àquilo que não pertencem ao original: Este nosso livro também ajudará a entender o pano de fundo cultural geográfico e político do mundo na época de Jesus, pois há várias coisas que pertencem a um mundo diferente do nosso tais como calendários e costumes. Finalmente é importante estudar os livros biográficos para que possamos compreender e harmonizar as diferenças existentes entre eles. 1 - Os Evangelhos? Um dos maiores erros da bibliologia é chamar os quatro primeiros livros do Novo Testamento de "Evangelhos" distinguindo-os dos demais livros das Escrituras Sagradas, como se estes fossem melhores ou mais inspiradores do que os outros livros. O fato de chamarem os livros de Mateus, Marcos, Lucas e João de Evangelhos, passa uma ideia errônea ao povo de que o termo evangelho está ligado somente aos escritos destes quatro livros. Portanto, nos achamos no dever de desfazer este erro doutrinário. A- Etimologia da Palavra [ 8 ]
  8. 8. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir A palavra ''Evangelho'' é de origem grega ( evaggelion) e era largamente empregada referindo-se a dar notícias espetaculares de modo que a mensagem das Escrituras é chamada de Evangelho que quer dizer: "Boas Novas" ou "Boas Notícias", popularmente essa palavra era empregada para anunciar a vitória nos campos de batalhas ou quando se anunciava o nascimento de um descendente da família real. Biblicamente "Evangelho" é empregado como sendo as boas notícias de Deus a humanidade. B - O Evangelho do Antigo Testamento Toda a mensagem de Deus é o evangelho, portanto, de Gênesis a Apocalipse todos os livros são o Evangelho de Deus. Por exemplo: a mensagem que Moisés deu aos israelitas era o “Evangelho” por isso em Hebreus 4.6 é dito que o povo de Israel foram os primeiros a receberem o evangelho na época de Moisés, assim sendo os livros de Moisés fazem parte do evangelho, isto é, as boas novas de Deus. Neste ponto Jesus não trouxe outro evangelho, mas a sequência da Revelação de Deus. [ 9 ]
  9. 9. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir C - O Evangelho do Novo Testamento Todos os livros do Novo Testamento são chamados de evangelho, mas erroneamente as traduções bíblicas trazem somente no cabeçalho de Mateus, Marcos, Lucas e João o termo “Evangelho” e desta maneira dão a entender que somente estes quatro livros são evangelho. Entretanto vemos que vários outros escritos do Novo Testamento é chamado de Evangelho. Paulo diz que o Evangelho lhe foi confiado anunciar (I Timóteo 1.11), contudo, Paulo não escreveu nenhuma biografia de Cristo como fez Mateus, Marcos, Lucas e João. Também fica claro que o termo evangelho empregado em Romanos 1.16 não quer dizer os quatro primeiros livros do Novo Testamento, ficaria incoerente interpretar esta passagem assim: “Não me envergonho do livro de Mateus, Marcos, Lucas e João, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê: primeiro do judeu: e também do grego.” Em Mateus 4.23 é dito que Jesus pregava o evangelho. Desta maneira fica [ 10 ]
  10. 10. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir caracterizado que o evangelho não é a biografia de Cristo pois como Jesus poderia pregar sobre o que ainda nem fora escrito? Em Efésios 1.13 Paulo nos diz que a palavra da verdade é o evangelho, agora perguntamos; será que só os livros de Mateus, Marcos, Lucas e João é a palavra de verdade? Meditemos também em Marcos 13.10 e veremos que Jesus fala que o “Evangelho deve ser pregado a todas as nações” a que Jesus está se referindo? Aos livros escritos por Mateus, Marcos, Lucas e João ou a toda a mensagem de salvação? Em uma exposição da palavra “Evangelho” em Gal 1.6 se diz que os Gálatas estavam se deixando levar por outro evangelho e era obvio que não era por que estavam lendo outros livros biográficos de Jesus. Mas sim porque estavam se deixando levar por outras mensagens Nos Versículos 11 e 12 Paulo deixa bem claro que o “Evangelho” não era um grupo de quatro livros, mas a mensagem divina, as boas notícias de Deus a qual ele diz que não recebeu nem aprendeu de homem algum, portanto se o evangelho fosse os 4 livros biográficos de Jesus, então Paulo estaria rejeitando os evangelhos dos homens Mateus, Marcos, Lucas e João. Finalmente em Romanos 2.16 Paulo fala do “Seu Evangelho”, mas ao que nos consta Paulo nunca escreveu uma biografia de Cristo. Desta maneira devemos de uma vez por toda desassociar o termo “Evangelho” como se referindo exclusivamente aos quatro livros biográficos de Cristo. Por isso podemos dizer que [ 11 ]
  11. 11. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir as Cartas aos Romanos, Aos Coríntios, Aos Efésios, Aos Gálatas, Aos Filipenses, Aos Colossenses, Aos Tessalonicenses, e as cartas a Timóteo, a Tito e aos Hebreus são também o evangelho assim como todos os outros livros do Novo Testamento. Das mais de 20 versões bíblicas que examinamos somente a Edição Contemporânea de João Ferreira de Almeida é a única que não traz o termo evangelho. Até mesmo a Tradução do Novo Mundo ainda reza. Segundo Mateus, Segundo Marcos, e etc. A versão virtual do Centro de Evangelismo Universal, a T.E.S (Tradução das Escrituras Sagradas) diz simplesmente: Mateus, Marcos Lucas e João. 2 - Os Biográficos Mateus, Marcos, Lucas e João escreveram a biografia de Jesus Cristo, cada um analisando de um ponto de vista diferente, entretanto, sem nenhuma contradição. O mais diferente dos quatro é o de João que certamente por saber do conteúdo dos outros três evitou falar daquilo que já havia sido escrito, então procurou focalizar outros pontos da vida e obra de Jesus Cristo da qual os outros não haviam registrados. Os pontos mais importantes da vida de Cristo foram escritos pelos quatros biógrafos entre estes temas estão os seguintes: A- João Batista. B- A multiplicação dos pães. [ 12 ]
  12. 12. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir C- A traição de Judas. D- Pedro negando Jesus. E- O julgamento e a crucificação de Cristo. F- A ressurreição corporal. G- Fatos depois da ressurreição. H- A promessa da segunda vinda. I- A promessa de dar poder aos seus seguidores. J- Os milagres de Jesus. Deus sem dúvida tinha um propósito muito importante em dirigir as coisas para que houvesse quatro testemunhas sobre o Salvador do mundo. Primeiro o número quatro simboliza perfeição, firmeza, alicerce e justamente era isso que Deus queria demonstrar sobre a vinda do Salvador. É interessante que Deus designou quatro homens diferentes para escrever sobre Jesus para que os homens também pudessem vê-lo por todos os ângulos. 3 - Manuscritos dos Livros Biográficos O Novo Testamento possui vários problemas de divergências nos manuscritos antigos, na verdade essas variações não implicam na fidelidade das Escrituras que [ 13 ]
  13. 13. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir temos em nossas mãos, entretanto é importante nós analisarmos estes detalhes para que não seja acrescentado nada e nem colocado qualquer coisa no texto original, pois o inspirado por Deus são as palavras do texto original escrita pelos homens de Deus: Neste capítulo do nosso livro investigaremos os textos que estão sob dúvida e para isto citaremos a relação dos manuscritos, códices e papiros antigos e para aceitarmos um texto como correto levaremos em consideração o idioma e a idade do manuscrito. Se o manuscrito está na língua em que o livro foi originalmente escrito ele terá mais valor do que uma tradução em outra língua, também é considerado de maior valor os manuscritos mais antigos do que os mais recentes, pois o mais antigo se aproxima mais do texto original do que as cópias mais recentes. Resolvemos dar uma lista dos manuscritos descobertos para que você próprio tire suas conclusões. Tempo Documento 2º século Papiro Chester Beatty 2 2º século Papiro Bodmer 2 2º século Papiro Bodmer 14 e 15 2º século Antigas versões latinas, Ítala 3º século Papiro Chester Beatty 1 3º século Papiro Chester Beatty 3 4º século Códice Sinaítico [ 14 ]
  14. 14. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 4º século Manuscrito Vaticano 1209 4º século Versão Armênia Gravura na Catacumba de Marcelino em Roma, Jesus ao centro; 4º século Códice Sinaítico Siríaco 5º século Códice Alexandrino 5º século Freer Gospels (Washington) 5º século Vulgata Latina de Jeronimo 5º século Peshitta (Siríaca, Aremaica) 5º século Códices Bezae [ 15 ]
  15. 15. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 5º século Versão Siríaco Curetoniano 5º século Códice Ephraemi Rescriptus 6º século V. Siríaco Filoxeniana-Harcleana 6º século V. de Jerusalém (Hierosolymi tanum) 7º século Papiro Bodmer 17 I - LIVRO DE MATEUS Primeiro dos livros do Novo Testamento, o livro biográfico de Mateus foi segundo um líder cristão que viveu nos primeiros séculos da nossa era chamado Papias, escrito em hebraico, contudo tudo o que existe hoje de mais antigo do Novo Testamento está em grego. 1- Autor [ 16 ]
  16. 16. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir O autor desta biografia de Jesus demonstra ter um profundo conhecimento dos escritos sagrados do Antigo Testamento, principalmente os profetas e os Salmos, e constantemente relaciona os fatos com as Escrituras. Intrinsicamente não há a maior indicação do nome do autor. É certo que o autor não conhece as leis modernas de direitos autorais e da obrigatoriedade de publicar o nome do autor. Mas devemos reconhecer que a intenção do autor não era se promover e sim divulgar a obra de Cristo. Mas de qualquer maneira o nome do autor chegou até nós pela tradição que imediatamente tiveram o cuidado de anotar. Mateus é o autor. Temos o testamento de Irineu que em 185 d.C. aproximadamente, escreveu: “Mateus divulgou entre os Hebreus o evangelho na própria língua deles.” Panteno de Alexandria também nos dá algumas informações sobre este livro: “Bartolomeu um dos apóstolos, havia pregado (na Índia) e deixou em letras hebraicas o evangelho de “Mateus.” Mateus era judeu, e antes de seguir a Cristo era chamado de Levi (Mat 9;9; Mar 2.14, Lucas 5.27) e era até possível que o seu nome fosse Mateus Ben Levi, trabalhava como coletor de impostos na Judéia para o governo romano, foi ele quem deu uma festa para Jesus e por Jesus aceitar tal convite foi criticado pelos fariseus (Mat9.10; Mar 2.15-7; Lucas 5.29-32). 2- Data [ 17 ]
  17. 17. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir O ano preciso em que foi escrito este livro bem como os demais livros biográficos de Jesus é difícil de saber, os comentaristas não chegam a nenhum acordo preciso sobre isto. Vejamos o que diz alguns comentaristas: A- Carlo Johansson e Ivan Hellstrom – ano 60. B- Introdução ao livro de Mateus da versão Mattos Soares das edições Paulinas – ano aproximadamente 42 ao 48. C- Scofield – ano 50. D- Os editores do livro “Equipado para toda boa obra” (Watchtower) de 1946 dá a entender que seja o ano de 41. E- O Dicionário Jonh Davis – ano 60-70. F- Alfred Wikenhauser – autor de Introdução ao Novo Testamento, Barcelona, 1960 – aproximadamente ano 70. G- Floyd V. Filson, Abriendo El Nuevo Testamento México de 1958 - ano 70 a 80. Como se vê a variação vai do ano 41 aos anos 80 do primeiro século da era cristã, entretanto o ano 60 parece-nos o mais indicado. Não foi tão cedo, isto é, nas primeiras décadas, porque em 27.8 e 28.15 usa-se expressão “Até o dia de hoje” o que indica que os anos 40 e 50 não são viáveis, [ 18 ]
  18. 18. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir pois tais palavras quer mostrar que transcorreu-se bastante tempo. Não foi tão tarde como os anos 70 e 80 porque a passagem em 24.1-2 perderia o seu cunho profético, pois no ano 70 ocorreu o que estava ali predito. Desta maneira é a década de 60 a mais apropriada. Neste tempo Mateus escreveu a biografia de Cristo. 3- Finalidade É indiscutível que Mateus ao escrever a biografia de Cristo, tinha em vista os judeus como os seus futuros leitores. Vejam que no primeiro capítulo é dada a genealogia de Cristo até Abraão e Mateus não escreveu por acaso, ele tinha em vista provar a descendência de Jesus como filho de Abraão e da família real, isto é, do rei Davi. As Escrituras da Antiga Aliança são citadas 63 vezes nesta biografia de Jesus. Desta maneira o elemento judaico é bem forte no livro. Mateus certamente antes de escrever este livro também analisou os detalhes da vida de Cristo comparando com as Escrituras, por isso, neste livro aparece 19 vezes a expressão: “Então Cumpriu-se”. Mateus com este livro nos mostra Jesus como Messias prometido que deveria salvar o povo dos seus pecados, Jesus é apresentado como o Rei dos judeus, e Mateus não poderia deixar de registrar Jesus entrando em Jerusalém como um rei (Mat 21:1-11), e mesmo quando [ 19 ]
  19. 19. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir morreu tinha escrito o título “Rei dos Judeus” sobre sua cabeça. Mateus apresenta Jesus e a severidade do seu juízo aos desobedientes. Há várias citações do inferno (Mat 5.22,29,30;13.42;23.15,33). O autor conta como Jesus foi severo com os comerciantes no templo (24.12- 17). Mateus mostra Jesus como um mestre superior a todos os rabinos por isso ele registrou o sermão na montanha e tantos outros ensinos de Jesus. 4 - Plano do Livro O livro de Mateus não apresenta os fatos em sequência ele não teve a preocupação de Lucas (Luc 1.3) de expor a biografia de Cristo em ordem cronológica. Entretanto a forma de apresentação do livro torna sua leitura agradável para qualquer um. O livro apresenta-se assim: 01:01-17 – A genealogia de Jesus. 01:18-25 – O nascimento de Jesus. 02:01-12 – A visita dos orientais ao Salvador recém- nascido. 02:13-16 – A fuga para o Egito. 02:17-18 – A matança das crianças de Belém. [ 20 ]
  20. 20. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 02:19-23 – A volta do Egito. 03.01-12 – Ministério de João Batista. 03.13-17 – O batismo de Jesus. 04.01-11 – Jesus e o Diabo. 04.12-17 – Jesus vai morar em Cafarnaum. 04.18-22 – A chamada dos primeiros discípulos. 04.23-25 – Início do ministério na Galileia. 05-07 – O sermão da montanha. 05.01-12 – As bem-aventuranças. 05.13-16 – O cristão é sal e Luz. 05.17-18 – A lei. 05.19 – A recompensa celestial. 05.20 – A obediência. 05.21-27 – O assassinato. 05.28-30 – O adultério. 05.31-32 – O divórcio. 05.33-37 – Os juramentos. 05.38.42 – A vingança. 05.43-48 – Amor aos inimigos. 06.01 – A humildade. [ 21 ]
  21. 21. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 06.02-04 – A caridade. 06.05-08 – A oração. 06.09-13 – Pelo que devemos orar. 06.14-15 – O perdão. 06.16-18 – Jejum. 06.19-21 – Os tesouros. 06.22-23 – A luz e as trevas. 06.24 – O dinheiro. 06;25-34 – A ansiedade. 07.01-05 – O hábito de julgar os outros. 07.07-12 – Os pedidos a Deus. 07.13-14 – Os dois caminhos. 07.15-20 – Os falsos profetas. 07.21-23 – Os falsos crentes. 07.24-29 – Os dois fundamentos. 08.01-04 – A cura de um leproso. 08.05-13 – Jesus cura o escravo de um centurião. 08.14-15 – A cura da Sogra de Pedro. 08.16-17 – Jesus cura e expulsa demônios. 08.18-22 – A renuncia. [ 22 ]
  22. 22. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 08.23-27 – Jesus acalma a tempestade. 08.28-34 – Os endemoninhados gadarenos. 09.01-08 – O paralítico de cafarnaum. 09.09-13 – A chamada de Mateus. 09.14-15 – Porque os discípulos de Jesus não jejuavam. 09.16-17 – A parábola do remendo e dos odres. 09.18-26 – A ressurreição da filha de Jairo e a cura da mulher com hemorragia. 09.27-31 – A cura de dois cegos. 09.22-35 – A cura de um mudo. 09.36-38 – A seara e os ceifeiros. 10.01-15 – Os doze e a sua missão. 10.16-42 – Jesus previne sobre a perseguição. 11.01-06 – João Batista envia dois discípulos a Jesus. 11.07-19 – Jesus elogia João Batista. 11.20-24 – Advertência para os que não aceitam a graça. 11.25-27 – Jesus agradece pelos pequenos que se converterão. 11.28-30 – O jugo e o fardo de Jesus. [ 23 ]
  23. 23. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 12.01-08 – Jesus e o sábado. 12.09-13 – A cura do homem da mão seca. 12.14-21 - A mansidão de Jesus. 12.22-32 – A blasfêmia dos fariseus e escribas. 12.33-37 – A árvore e o fruto. 12.38-40 – O sinal do profeta Jonas. 12.41-22 – O juízo final. 12.43-45 – A obra dos demônios. 12.46-50 – A família de Jesus. 13.01-09 – A parábola do semeador. 13.10-17 – Porque Jesus falava em parábolas. 13.18-23 – Jesus explica a parábola do semeador. 13.24-30 – A parábola do joio e do trigo. 13.31-32 – A parábola do grão de mostarda. 13.33 – A parábola do fermento. 13.34-35 – Porque Jesus falava por parábolas. 13.36-43 – Jesus explica a parábola do joio e do trigo. 13.44 – A parábola do tesouro escondido. 13.45-46 – A parábola da pérola. 13.47-52 – A parábola da rede lançada ao mar. [ 24 ]
  24. 24. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 13.53-58 – Jesus é rejeitado em Nazaré. 14.01-12 – A morte de João Batista. 14.13-21 – A primeira multiplicação dos pães. 14.22-33 – Jesus anda sobre as águas. 14.34-36 – Jesus cura em Genezaré. 15.01-20 – Controvérsias sobre a tradição. 15.21-28 – A mulher Cananéia. 15.29-39 – A segunda multiplicação dos pães. 16.01-12 – O fermento doutrinário. 16.13-20 – A confissão de Pedro. 16.21-23 – Jesus prediz sua morte e ressurreição. 16.24-28 – A cruz do Cristão. 17.01-13 – A transfiguração. 17.14-21 – A cura de um jovem possesso. 17.22-23 – Jesus prediz outra vez sua morte e ressurreição. 17.24-27 – Jesus paga o tributo. 18.01-05 – A humanidade. 18.06-10 – O escândalo. 18.11-14 – A ovelha desgarrada. [ 25 ]
  25. 25. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 18.15-17 – Quando expulsar um membro da congregação. 18.21-22 – O perdão. 18.23-35 – A parábola do credor incompassivo. 19.01-02 – Jesus deixa a Galileia. 19.03-09 – O divórcio. 19.10-12 – O celibato. 19.13-15 – Jesus abençoa as crianças. 19.16-24 – O rico não deve se apegar ao dinheiro. 19.25-26 – Salvação pela graça. 19.27-30 – A recompensa eterna. 20.01-16 – A parábola dos trabalhadores. 20.17-19 – Jesus prediz mais uma vez sua morte e ressurreição. 20.20-24 – O pedido de Tiago, João e sua mãe. 20.25-28 – Como ser um líder cristão. 20.29-34 – Os dois cegos de Jericó. 21.01-11 – Entrada triunfal em Jerusalém. 21.12-17 – Jesus expulsa os comerciantes do templo. 21.18-22 – Jesus seca uma figueira. [ 26 ]
  26. 26. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 21.23-27 – Controvérsia sobre o batismo de João Batista. 21.28-32 – A parábola dos dois filhos. 21.33-46 – A parábola dos agricultores maus. 22.01-14 – A parábola dos convidados para o casamento. 22.15-22 – César e Deus. 22.23-33 – A questão da ressurreição. 22.34-40 – Os dois grandes mandamentos. 22.41-46 – Cristo, Senhor de Davi. 23.01-39 – Jesus critica os escribas, fariseus. 24.01-14 – O Princípio das Dores. 24.15-28 – A Grande Tribulação. 24.29-31 – Armagedom. 24.32-35 – A parábola da figueira. 24.36-51 – O Arrebatamento. 25.01-13 – A parábola das 10 virgens. 25.14-30 – A parábola dos talentos. 25.31-46 - O Juízo das nações. 26.01-02 – Jesus prediz sua morte mais uma vez. 26.0-05 – Reunião no sinédrio. 26.06-13 – Refeição em Betânia. [ 27 ]
  27. 27. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 26.14-16 – Judas vende Jesus. 26.17-19 – Jesus manda preparar a páscoa judaica. 26.20-25 – Jesus indica o traidor. 26.26-30 – A primeira cerimônia da Ceia do Senhor. 26.31-35 – Jesus prediz que os discípulos o negarão. 26.36-46 – Jesus no Getsêmani. 26.47-56 – Jesus é preso. 26.57-68 – Jesus perante o sinédrio. 26.69-75 – Pedro nega a Jesus. 27.01-02 - Reunião no sinédrio. 27.03-05 – O suicídio de Judas. 27.06-10 – Compra de um cemitério. 27.11-26 – Jesus perante Pilatos. 27.27-31 – Jesus é torturado. 27.32-56 – A crucificação. 27.57-66 – O sepultamento de Jesus. 28.01-08 – O anjo anuncia a ressurreição. 28.09-10 – Jesus aparece a duas mulheres. 28.11-15 – Os chefes dos judeus subornam os guardas. 28.16-20 – Jesus aparece aos discípulos na Galiléia. [ 28 ]
  28. 28. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir MATEUS 1.19 - Repudiá-la em secreto ( πολ σαι =ἀ ῦ apolusai). Maria era noiva de José, mas entre os judeus já havia um documento de comprometimento que só poderia ser dissolvido com o divórcio. 1.23 – E o Chamarão pelo nome de Emanuel (καλ σουσιν = kalesousin). Citação da versão gregaέ septuaginta do texto de Isaías 7.14. O texto hebraico diz: “E será o seu nome Emanuel”. 1.25 – Ela deu à luz um Filho (υ ν·=uion).ἱό Manuscritos de menor valor trazem: “Um filho, seu primogênito”. O presente versículo afirma que Maria não continuou virgem depois que Jesus nasceu: “E não a conheceu (sexualmente) até que...” [ 29 ]
  29. 29. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 2.01 – Uns (homens da Média pertencente a tribo dos Magos) (µ γοι =magoi). A tradição tem chamadoά estes homens de Gaspar, Melquior e Baltazar e que eram reis. Estes magos eram gentios da tribo dos Magos da média e não praticavam a magia, em contato com os judeus eles também esperavam a vinda do Messias. A tradução que traz “Astrólogos” está errada. Quanto ao sinal que eles viam no céu não era uma estrela literal, mas um anjo, afinal uma estrela não tem como ficar sobre uma casa (Mateus 2.9). 2.23 – “Ele será nomeado de Nazareno” (Ναζαρ τ =έ nazoraios). No rodapé da versão “Français Courant” se diz: “Se ignora o texto a qual Mateus faz alusão neste versículo”, entretanto uma análise mais detalhada nos leva a Isaías 11.1 onde se diz que o Messias será um “Rebento” o que em hebraico chama-se “Netzer”. 3.03 – Isaías ( σα ου = Isaiou). Essa citação deἨ ΐ Isaías 40.3 foi copiada da versão Grega Septuaginta. Com isso vemos como a Septuaginta era bastante usada nos tempos dos apóstolos. 5.22 – “Sem motivo se irar contra seu irmão”. Os melhores manuscritos não contam a expressão “sem motivo” e de fato a ideia de Deus é que mesmo havendo motivos ninguém deve guardar mágoa dos outros. 5.44 – “Bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que odeiam”. Os melhores textos das Escrituras Gregas não constam esta frase, por isso as versões modernas não trazem este texto (ver as versões: BIH, [ 30 ]
  30. 30. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir TNM, Almeida Contemporânea, Français Courant, Almeida Atualizada e Dios Habla Hoy). 6.04 – “Te recompensará Publicamente” a palavra publicamente não consta nos melhores manuscritos. 6.13 – “Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, amém” esta frase não consta nos melhores textos das Escrituras gregas, algum copista acrescentou-a em tempos posteriores, vários séculos depois de Cristo. 7.01 – Não Julgueis (Μ κρ νετε =ὴ ί me krinete) Jesus recrimina o hábito de ficar falando dos outros pronunciando sentenças de certo e errado ao que os outros fazem ou deixam de fazer. 8.02 – Senhor (Κ ριε = kyrie) aqui é a primeira vezύ que Jesus é assim identificado. Cerca de 650 vezes aparece o termo kyrios no N.T. como título divino atribuído a Jesus. 8.29 – Que temos nós contigo? ( Τ µ ν κα σο = Tiί ἡ ῖ ὶ ί emin kai soi) expressão idiomática que demonstra desconsideração e repulsa. 9.10 – Estando ele em casa [de Mateus] ( ν τ ο κἐ ῇ ἰ ίᾳ = en te oikia), a primeira impressão que se tem é que Jesus está em sua casa, mas em Lucas 5.27-32 que é uma passagem paralela a esta, fica claro que Jesus estava na casa de Mateus. [ 31 ]
  31. 31. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 9.14 – “Por que jejuamos nós e os fariseus muitas vezes”. O texto grifado não faz parte dos melhores manuscritos. 9.15 – O Noivo lhe será tirado totalmente (νυµφ οςί = numphios), no noivado judaico após a cerimônia, o noivo se retirava para se dedicar ao trabalho da preparação do casamento. Da mesma forma Jesus fez uma aliança com a sua noiva retirou-se por algum tempo e virá para levá-la as núpcias (João 14.3). 9.30 – “Ninguém venha a saber disso”, ao contrário de muitos líderes pentecostais, Jesus evitava o estardalhaço e do propagadíssimo barato. Só o tempo pode mostrar a diferença de uma cura pela fé de uma sugestão hipnótica de 3ª classe. Por isso Jesus não queria divulgação imediatamente após o milagre. 10.28 – “Temei aquele que pode destruir no Geena (γε νν = geenne), tanto a alma como o corpo”. Quandoέ ῃ alguém morre e não está salvo ele vai em espírito para o hades inferior (Lucas 16.19-31), mas no Geena será lançado todos os que não serviram a Deus, depois de saírem do Hades, ressuscitarão, e então ,irão de corpo e alma para o Geena, ou lago de fogo (Apoc 20.11-15). 11.2 – João ( ω ννης = Ioannes) JoãoἸ ά anteriormente tinha dado testemunho eloquente da missão de Jesus (João 1.29-34), mas agora na prisão e tendo um futuro sombrio pela frente a sua fé oscila e passa por alguns instantes de dúvidas (Mt 11,3), contudo Jesus procura reanimar sua fé. [ 32 ]
  32. 32. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 12.17-21 – Se cumprisse ( να πληρωθ = inaἵ ῇ plerothe) Mateus ao citar o cumprimento da profecia de Isaías 42.1-4 cita mais uma vez a versão Septuaginta em vez da versão hebraica. 12.24 – Belzebu (Βεελζεβο λ = Beelzeboul),ὺ etimologicamente significa “Senhor das fezes”, os judeus criaram esta palavra como uma variante do nome do deus de Ecrom: Baal–Zebube, isto é, “Senhor das moscas.” 12.32 – Falar contra o Espírito Santo (ε π κατ =ἴ ῃ ὰ eipe kata). Este é o pecado imperdoável e muito se tem escrito sobre isto. Nós o consideramos como sendo a rebelião contra Deus, desta maneira só quem já conhece a verdade é que pode cometer tal pecado. As injurias que as pessoas do mundo falam contra o Espírito Santo são consideradas apenas como pecado de ignorância, já não é o caso de Coré, que desafiou na verdade o Espírito Sando quando se opôs a Moisés. Sobre o perdão deste pecado Jesus disse: “Nem nesta era nem na futura” a igreja Católica ensina que há possibilidade de ser perdoados os pecados presentes na era futura tanto que para isso criou a doutrina do purgatório. Mas o que Jesus quis dizer é que Deus não tolera nem hoje nem no futuro qualquer blasfêmia contra o Espírito Santo. 12.47 – “Disse-lhe alguém: tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar-te” este texto aparece em alguns manuscritos antigos, mas em outros não aparece, por exemplo este não consta no códice Alexandrino, no manuscrito Vaticano 1209, no Siríaco Curetoniano e no códice Sinaítico Siríaco. [ 33 ]
  33. 33. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Pode ser que algum copista por negligência esqueceu de copiá-lo e outras copias tiradas deste acabou também omitindo-o, mas pode-se notar que o contexto indica que originalmente este texto estava incluído. 13.14-15 Mateus cita o profeta Isaías 6.9-10 versão grega Septuaginta. 13.36 – joio (ζιζαν ων = zizanion) conhecida como Cizâniaί peluda (Lolium Temulentum) enquanto pequena é muito parecida com o trigo, mas quando cresce é fácil distinguir um do outro. O joio é venenoso. 14.24 – “Muitos estádios” (σταδ ους πολλο ς = stadíousί ὺ pollous). Outros manuscritos inferiores trazem “tetarte phulake”, 14.25 – Vigília (φυλακ = Phulake). Sistema romano deῇ anotar o tempo 1ª vigília era das 6 às 9, 2ª vigília das 9 às 12, 3ª vigília das 12 às 3 e a 4ª vigília das 3 às 6 da manhã. No sistema judaico só havia 3 vigílias (Luc 12.38). 15.6 – “Não pode honrar (nem) seu pai (nem) Sua mãe”. Alguns manuscritos do mesmo período não trazem “Sua mãe”. 15.7-9 – Jesus cita Isaías 29.13 na versão Septuaginta. 15.17 – “Lançado na latrina? ” ( φεδρ να =ἀ ῶ aphedrona). Jesus disse que o fato de comer sem lavar as mãos, não contamina espiritualmente ninguém, entretanto o hábito higiênico dos fariseus é correto. Jesus [ 34 ]
  34. 34. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir por sua vez não está levando em conta o lado da saúde, pois os germes das mãos muitas vezes ao ser ingerido não são lançados na latrina. 15.22 – Mulher Cananéia (Χανανα α = Khananaia).ί A nomeação “Cananéia” se empregava a população Fenícia e era natural que aqueles vizinhos gentios ficassem sabendo do que ocorria entre os judeus. 15.39 – “Magadã” não se sabe com certeza onde ficava, mas ao que parece situava-se na praia Ocidental do mar da Galileia. Talvez neste território incluia-se a cidade de Magdala. Marcos chama este território de Dalmanute (Mar 8.10). 16.2-3 – Em resposta disse-lhes”: O ( ποκριθε ςἀ ὶ ε πεν α το ς = apokrithe eipe autous). As demais palavrasἶ ὐ ῖ não fazem parte dos seguintes manuscritos: Códice Sinaítico, Manuscrito Vaticano 1209, versão Armênia, [ 35 ]
  35. 35. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Códice Sináitico Siríaco e da versão Siríaco Curetoniano. Desta maneira preferimos não inserir em nossa tradução. 16.17 – Barjonas (Βαριων = Bariona) aqui temosᾶ um exemplo de estrangeirismo, pois o termo “Bar” é do idioma arameu e significa filho. 16.18 – Tu és Pedro e sobre esta pedra ( τι σ εὅ ὺ ἶ Π τρος, κα π τα τ τ π τρ = oto su ei Petros kai epiέ ὶ ἐ ὶ ύ ῃ ῇ έ ᾳ tautes te petra). Na língua grega “Petros” é masculino e significa “Um pequeno pedaço de pedra”, já a palavra “Petra” significa “Um penhasco, uma grande pedra, um rochedo”. Portanto, a pretensão do catolicismo de fazer de Pedro a pedra do cristianismo é totalmente ilegítima. 17.21 – “Mas esta casta não expulsa senão por meio de oração e jejum” este versículo não consta nos seguintes manuscritos: Códice Alexandrino, Manuscrito Vaticano 1209, Versão Siríaco Curetoniano, Códice Sináitico Siríaco, portanto é de se suspeitar que alguém tenha acrescentado este texto para reforçar o ensino da oração e do jejum. 18.11 – “Porque o filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido”. Este texto não faz parte dos manuscritos mais antigos como o Códice Sinaítico Siríaco, o Alexandrino e o Vaticano 1209. 18.15 – “Contra ti” os melhores e mais antigos manuscritos não trazem estas palavras. 18.22 – Setenta vezes sete ( βδοµηκοντ κις πτ =ἑ ά ἑ ά ebdomekontakis epta). Alguns têm sugerido que a melhor [ 36 ]
  36. 36. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir tradução seja “77 vezes” dizendo que está relacionado com Gênesis 4.24, entretanto, a ideia de Cristo é que devemos perdoar sempre. 18.34 – O entregou aos torturadores (ασανιστα ς =ῖ basanistas). Quando alguém contraía uma dívida e não podia pagar, tinha que trabalhar como escravo para pagá- la. 19.06 – “Deus ajuntou” (θε ς συν ζευξεν = theosὸ έ sunezeuxen). O matrimônio foi instituído por Deus como indissolúvel e Jesus não se baseou na Lei que deu concessão ao divórcio, mas no plano original de Deus na criação. 19.09 – Não sendo prostituição (µ π πορνε =ὴ ἐ ὶ ίᾳ me epi porneia). Aqui no livro de Mateus é dito qual o único motivo pela qual se permite o divórcio, ou seja, a traição sexual, fazendo sexo com outra pessoa. Ocorrendo esta falta, o ofendido está livre para contrair novo casamento. 19.14 – Crianças (παιδ α = paidia). O escritorί Mateus faz questão de tratar os seguidores de Cristo como crianças humildes, sem ideias pré-concebidas e que tem pré-disposição para crer (Mat 18.1-6), além de enfatizar os ensinos Jesus nesses termos, Mateus sempre registra a classe dos servos de Deus como justos. 19.16-17 – “Mestre, que devo fazer de bom por que me perguntas a respeito do que é bom? Bom só há um”. Assim narram os melhores manuscritos. Os manuscritos [ 37 ]
  37. 37. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir inferiores dizem: “Bom mestre que farei para... Por que me chamas bom? Não há bom se não um só”. Conforme o texto fiel, o jovem pergunta que tipo de ação boa poderia fazer para alcançar a vida eterna, Jesus retruca- lhe dizendo que não há nenhum objeto, ou ação que tenha a essência para ser bom, só Deus é essencialmente bom. 19.24 – “É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”. Alguns intérpretes por acharem que Jesus foi muito duro, interpretam que esta agulha é uma referência a entrada estreita que havia nas cidades muradas, entretanto, camelo (κ µηλον = camelon) e agulha, que Jesus seά refere são literais, pois trata-se de uma expressão hiperbólica usada como recurso de comunicação para causar impacto no ouvinte. 19.28 – “Regeneração” (παλιγγενεσ , =ίᾳ paliggenesia). Jesus promete aos seus apóstolos poder para julgarem Israel quando ele vier para reinar. O retorno de Cristo visivelmente ao mundo dará início ao processo de regeneração do mundo, novo céu e da nova Terra. 20.11 – “Reclamavam contra” ( γ γγυζον κατ =ἐ ό ὰ egogguzon kata). Nesta parábola Jesus mostra o caráter dos homens que muitas vezes são tratados com honestidade, mas reclamam porque outros são tratados como generosidade. [ 38 ]
  38. 38. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 20.30 – Dois cegos (δ ο τυφλο = duo tuphloi). Há 3ύ ὶ pontos com aparentes dificuldades na interpretação desta passagem. Primeiro porque aqui é dito que são dois cegos enquanto Marcos e Lucas dizem que foi um cego. A conclusão é que havia dois cegos, mas um deles, Bartimeu era quem mais se manifestava e chamava a atenção (Mar 10.46). Segundo: O momento de cura possui um ponto de dificuldade. Mateus e Marcos diz que Jesus estava “saindo” de Jericó enquanto Lucas diz que ele estava “chegando” em Jericó. Mas há duas explicações racionais para isto. Pode ser que Jesus estava “saindo” da velha Jericó e ia “chegando” na nova Jericó que tinha sido construída por ordem de Herodes, o Grande e, era próxima da cidade velha. Também pode ser que eles clamavam quando Jesus ia “entrando”, mas Jesus só os curou quando ia “saindo”. A Terceira: Era como eles clamavam, Mateus diz que eles clamavam [ 39 ]
  39. 39. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir “Senhor”, já Marcos e Lucas dizem que ele clamava “Jesus”. Esta explicação é fácil eles clamavam “Senhor, senhor Jesus” e cada um dos biógrafos escreveu o que quis. 21.09 – Hosana ( σανν = Osanna). PalavraὩ ὰ derivada de uma expressão hebraica significando: “Venha nos salvar”. Mais tarde esta expressão tornou-se uma aclamação de louvor. 21.16 – Nunca Lestes? (Να · ο δ ποτε ν γνωτε =ί ὐ έ ἀ έ nai oudepote anegnote). Jesus pergunta aos seus interlocutores se eles não leram o Salmo 8.3. A citação que Jesus faz aqui é da versão grega Septuaginta. 21.43 – O reino de Deus vos será tirado, e será dado a uma gente ( θνει = ethnei) que produza os seusἔ frutos. A parábola dos agricultores maus retrata o que deveria acontecer aos judeus que foram privilegiados com a mensagem do reino, mas como desprezaram o Messias agora seriam os gentios os beneficiados. 21.44 – Este versículo não consta em vários manuscritos antigos. 22.02 – Casamento do meu filho (γ µους τ υά ῷ ἱῷ α το = gamous to uio autou) do v.1-14 Jesus conta aὐ ῦ parábola dos convidados do casamento e nela é revelada que os judeus foram os primeiros convidados, mas rejeitaram o convite de Deus. 22.16 – Herodianos ( ρ διαν ν = Erodianon) nãoἩ ῳ ῶ se tratava de uma seita, mas de um partido político de [ 40 ]
  40. 40. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir judeus que apoiavam o governo da dinastia de Herodes na região, geralmente eram da classe dos ricos. 23.14 – “Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas. Devorais as casas das viúvas, sob pretexto de prolongadas orações. Por isso recebereis mais rigoroso juízo. Este versículo foi acrescentado por algum escriba, pois não consta nos mais diversos e antigos manuscritos, tais como o Alexandrino, Versão armênia, Vulgata, Códices Bezae, Manuscrito Vaticano 1209, Códice Sinaítico e Siríaco. 23.23 – Da hortelã, do endro e do caminho ( δ οσµον κα τ νηθον κα τ κ µινον = eduosmon kaiἡ ύ ὶ ὸ ἄ ὶ ὸ ύ to anethon, kai to cuminon). Os fariseus eram religiosos metódicos e se preocupavam em dar o dízimo até de coisas mínimas como o endro (anethum graveolens) e do caminho (cunimum cyminum), mas cometiam a falha de [ 41 ]
  41. 41. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir esquecerem das coisas mais importantes. Isto é um alerta para nós os conservadores. 24.03 – O fim dos tempos (συντελε ας το α νοςί ῦ ἰῶ = sunteleias tou aionos) a palavra “aionos” está sempre relacionado com o tempo e as coisas por isso alguns traduzem aqui como “Tempos”, “Séculos”, “Sistema de coisas”, nós preferimos traduzir como “tempos”. Também “aionos” representando “as coisas” e é bem figurado pelos corpos celestes que são as maiores expressões das coisas criadas. Haverá o fim. 24.36 – Nem o Filho alguns manuscritos não constam estas palavras, mas com certeza ele fazia parte do texto original, pois se encontra nos manuscritos mais antigos: Talvez a omissão tenha sido feita por algum copista cujo fervor pela crença na divindade de Cristo o levou a cometer tal ato inescrupuloso: Quanto a Jesus não saber o dia e hora da sua própria vinda não esta em contradição com a sua divindade, mas em harmonia com a sua encarnação na qual covinha que ele fosse feito como homem (Heb 2.9; Fil 2.5-10) e por isso com conhecimento limitado temporariamente. 25.32 – Como o pastor aparta os bodes das ovelhas (πρ βατα π τ νό ἀ ὸ ῶ ρ φωνἐ ί = probata apo ton eriphon). Trecho bíblico de Mateus 25.31-46 fala de juízo das nações que ocorrerá na vinda de Cristo quando as nações que ajudarem Israel serão chamadas de “ovelhas” e as nações que forem contra Israel serão chamadas de “bodes”. As ovelhas entrarão no reino milenar como humanos que serão reinados por Cristo e a igreja. [ 42 ]
  42. 42. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 26.28 – Aliança (διαθ κης = diathekes). O textoή original de Mateus não consta “nova”, mas apenas “O sangue da aliança”. Algum copista deve ter acrescentado a palavra “nova” a fim de harmonizar esta passagem com a biografia de Cristo segundo Lucas (Luc 22.20). 27.9-10 – A profecia aqui citada é a de Zacarias 11.12-13, mas por que Mateus diz que a profecia pertence a Jeremias? É que muitos manuscritos antigos traziam no rolo dos profetas a seguinte ordem: Jeremias, Ezequiel, Isaías etc... Daí que Mateus cita o rolo dos profetas. 27.17 – Barrabas (Βαραββ ν = Barabban). Unsᾶ poucos manuscritos sem valor significativo trazem “Jesus Barrabas.” 27.28 – Manto vermelho (χλαµ δα κοκκ νην =ύ ί khlamuda kokkinen). O manto dos soldados romanos era vermelho e era de fato parte do uniforme do exército de Roma. 27.49 – “Outro homem tomou uma lança e furou- lhe o lado, e saiu sangue e água”. Este texto não consta em quase todos os manuscritos antigos como o Códice Alexandrino, Códice Bezae, Vulgata, Versão Armênia, Freer Gospel, antigas versões Latinas e quase todas as versões Siríacas antigas. 27.56 – “José” ( ωσ φ = Iosef). Alguns manuscritosἸ ὴ dizem “Josés”, mas Maria foi mãe de um só José (Marcos 6.3). Além do mais são bons manuscritos os que trazem o nome José no singular. (Códice Alexandrino, Freer [ 43 ]
  43. 43. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Gospel, Vulgata, Códices Bezae e o Códice Sinaítico Siríaco). 28.19 – Fazei Discípulos (µαθητε σατε =ύ matheteusate). Cada um de nós temos o dever de discipular, essa é a maneira mais correta de conseguirmos súditos para o reino. [ 44 ]
  44. 44. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir II – LIVRO DE MARCOS Dos 4 livros biográficos de Jesus este é o mais curto como Mateus e Lucas é também um livro sinóptico. 1 - Autor Este livro foi escrito por João Marcos, mais conhecido pelo sobrenome “Marcos” (Atos 12.12,25; 15.37). Este sobrenome é latino. Como alguns judeus tinham por costume acrescentar sem, contudo, ser filho de pai ou mão gentia. Marcos era primo de Barnabé. Foi ele que naquela primeira viagem missionária voltou deixando Paulo e Barnabé prosseguir sozinhos. Apesar deste fracasso no início da sua carreira, Marcos veio a se tornar alguém muito importante mais para frente: “Toma a Marcos e traze-o contigo, porque é útil para o ministério” (II Tim 4.11). O livro em si não traz o nome do autor, isto chegou até nós por meio do ensino e dos escritos dos primeiros líderes da igreja. Por exemplo, Papias nos dá o [ 45 ]
  45. 45. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir seguinte testemunho: “Marcos, tendo-se feito intérprete de Pedro, escrever com exatidão, se bem que sem respeitar a ordem dos fatos, quando ele se lembrava das coisas que o Senhor disse e fez. Por que ele não acompanhou o Senhor, nem o ouviu falar, porém, mais tarde, como já disse, ele acompanhou a Pedro, que dava as suas instruções conforme o exigiam as circunstâncias e sem cogitar da ordem sistemática dos ensinos do Senhor. Por isso, Marcos não errou em dar por escrito a narração das coisas de que ele se lembrava. Uma coisa tinha ele em vista, era não deixar de escrever nenhuma das coisas que ele tinha ouvido e dizê-las com a maior exatidão”. (Euzébio, Historia Eclesiástica 3.39). Como vimos Marcos ao escrever este livro tinha como principal fonte as experiências de Pedro, agora quanto a maneira que ele narra idêntica a Mateus e Lucas, fica evidente que Marcos fez uso do manuscrito “Q”, aquele documento que não existe cópias, nos dias de hoje, mas que serviu de base para os “livros biográficos sinópticos”. 2 - Data O ano e o local onde foi escrito são de difícil esclarecimento. Os comentaristas trabalham somente em cima de hipóteses sem muito fundamento, por isso que as datas variam do ano 40 a década de 80. Quanto ao local em que foi escrito sugere-se entre Jerusalém e Roma. Levando em conta a afinidade de Marcos com Pedro conforme diz a história e como sabemos que o [ 46 ]
  46. 46. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Pedro quase nunca saia de Jerusalém, somos levados a crer que Marcos também estava em Jerusalém onde morava (Atos 12.12) e lá na década de 60 escreveu este livro. Com a sua morte, Aristão concluiu o livro (Marcos 16.9-20) não parece ser verídica a tradição que diz ter Marcos fundado a igreja de Alexandria. 3 - Finalidade Neste livro Jesus é apresentado em continua atividade como o servo do Senhor. O livro busca enfatizar as obras de Cristo e não os ensinos (só há quatro parábolas neste livro). Cerca de 30 vezes aparece as palavras ”Logos” e “imediatamente”. Como “Servo” não foi necessário colocar a genealogia de Jesus. 4 - Plano do livro O livro de Marcos é característico pelas mudanças rápidas de uma cena para outra. Enquanto Lucas e [ 47 ]
  47. 47. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Mateus desenvolveu-se como uma novela lenta e progressivamente, Marcos apresenta a biografia de Cristo rapidamente como um filme de curta metragem. 01.01 – Introdução. 01.02-08 – O ministério de João Batista. 01.09-11 – O batismo de Jesus. 01.12-13 – O ministério de Jesus. 01.16-20 – A chamada dos primeiros discípulos. 01.21-28 – Jesus prega e expulsa demônio da sinagoga. 01.29-31 – Cura da sogra de Pedro. 01.32-34 – Jesus cura e expulsa demônios. 01.35-39 – Jesus prepara-se para realizar seu ministério. 01.40-45 – A cura de um leproso. 02.01-12 – O paralítico de Cafarnaum. 02.13-17 – A chamada de Levi. 02.18-20 – Porque os discípulos de Jesus não jejuavam. 02.21-22 – A parábola dos remendos e dos odres. [ 48 ]
  48. 48. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 02.23-28 – Jesus e o sábado. 03.01-06 – A cura do homem da mão seca. 03.07-12 – Jesus cercado por multidões. 03.13-19 – Os doze apóstolos. 03.20-30 – A blasfêmia dos fariseus e escribas. 03.31-35 – A família de Jesus. 04.01-09 – A parábola do semeador. 04.10-12 – Porque Jesus falava em parábolas. 04.13-20 – Jesus explica a parábola do semeador. 04.21-23 – A luz veio para manifestar a verdade. 04.24-25 – A responsabilidade de ter conhecimento. 04.26-29 – A parábola da semente. 04.30-34 – A parábola do grão de mostarda. 04.35-41 – Jesus acalma a tempestade. 05.01-20 – O endemoninhado Geraseno. 05.21-43 – A ressurreição da filha de Jairo e a cura da mulher com hemorragia. 06.01-06 – Jesus é rejeitado em Nazaré. [ 49 ]
  49. 49. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 06.07-13 – Os doze e a sua missão. 06.14-29 – A morte de João Batista. 06.30-44 – A primeira multiplicação dos pães. 06.45-52 – Jesus anda sobre as águas. 06.53-56 – Muitos milagres. 07.01-23 – Controvérsias sobre a tradição. 07.24-30 – A mulher Cananéia. 07.31-37 – A cura de um surdo e gado. 08.01-13 – A segunda multiplicação dos pães. 08.14-21 – O fermento doutrinário. 08.22-26 – A cura de um cego em Betsaida. 08.27-30 – A confissão de Pedro. 08.31-33 – Jesus prediz a sua morte e repreende Pedro. 08.34-9.1 – A cruz do cristão. 09.02-13 – A transfiguração. 09.14-29 – A cura de um jovem possesso. 09.30-32 – Jesus prediz outra vez sua morte. 09.33-37 – A humildade. [ 50 ]
  50. 50. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 09.38-41 – Jesus condena rivalidade entre grupos de discípulos. 09.42-50 – O escândalo. 10.01-12 – O divórcio. 10.13-16 – Jesus abençoa as crianças. 10.17-25 – O rico não deve se apegar ao dinheiro. 10.16-27 – A salvação pela graça. 10.28-31 – A recompensa eterna. [ 51 ]
  51. 51. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 10.32-34 – Jesus prediz mais uma vez sua morte e ressurreição. 10.35-45 – O pedido de Tiago, João e sua mãe. 10.46-52 – O cego de Jericó. 11.01-10 – Entrada triunfal em Jerusalém. 11.11-14 – Jesus seca uma figueira. 11.15-19 – Jesus expulsa os comerciantes do templo. 11.20-26 – A fé, a palavra, o acontecimento. 11.27-33 – Controvérsia sobre o batismo de João Batista. 12.01-12 – A parábola dos agricultores maus. 12.13-17 – César e Deus. 12.18-27 – A questão da ressurreição. 12.28-34 – Os dois grandes mandamentos. 12.35-37 – Cristo, Senhor de Davi. 12.38-40 – Jesus critica os escribas. 12.41-44 – A oferta da viúva pobre. 13.01-10 – O Princípio das Dores. 13.11-23 – A Grande Tribulação. 13.24-27 – O Armagedom. [ 52 ]
  52. 52. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 13.28-37 – O Arrebatamento. 14.01-02 – Reunião no sinédrio. 14.03-09 – A refeição em Betânia. 14.10-11 – Judas vende Jesus. 14.12-16 – Jesus manda preparar a páscoa judaica. 14.17-21 – Jesus indica o traidor. 14.22-26 – A primeira cerimônia da Ceia do Senhor. 14.27-31 – Jesus prediz que os discípulos o negarão. 14.32-40 – Jesus no Getsêmani. 14.43-52 – Jesus é preso. 14.53-65 – Jesus perante o sinédrio. 14.66-72 – Pedro nega a Jesus. 15.01-15 – Jesus perante Pilatos. 15.16-20 – Jesus é torturado. 15.21-41 – A crucificação. 15.42-47 – O sepultamento de Jesus. 16.01-08 – A ressurreição. 16.09-11 – Jesus aparece a Maria Madalena. [ 53 ]
  53. 53. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 16.12-13 – Jesus aparece a dois discípulos no caminho de Emaús. 16.14-18 – Jesus aparece aos onze. 16.19-20 – A ascensão de Jesus. MARCOS 1.01 – Filho de Deus (υ ο θεο =ἱ ῦ ῦ yiou theou) os melhores e mais antigos manuscritos não trazem estas palavras. 1.02 – Meu mensageiro ( γγελ ν µου =ἄ ό aggelon mou). Conforme a nossa regra de tradução a palavra “Aggelon” quando se aplica aos seres espirituais nós transliteramos, mas quando se trata de homens nós traduzimos como “mensageiro”. 1.03 – A citação desta profecia de Isaías 40.3 está de acordo com a versão grega Septuaginta. 1.09 – E foi batizado (κα βαπτ σθη = kaiὶ ἐ ί ebaptisthe). Parece estranho que alguém perfeito como Jesus tenha que receber um batismo em sinal de arrependimento, como era o que João batizava, entretanto, o batismo de Jesus não indicava arrependimento, mas o nascimento para o ministério, da mesma forma que os sacerdotes de Israel tinham que participar de uma cerimônia com água para iniciar seus serviços sagrados (Êxodo 29.4-7). [ 54 ]
  54. 54. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 1.41 – Jesus com afeto (σπλαγχνισθε ς = splagknistheis).ὶ Parece estranho como um manuscrito antigo podia trazer “E Jesus cheio de ira contra ele...” é evidente que os melhores manuscritos trazem “afeto”. 2.04 – Telhado (στ γην = stegen). As casas noέ tempo de Cristo, em Israel, eram construídas com terraço e esses terraços eram feitos de madeira e depois as cobriam com terra batida. 2.16 – “Bebe” manuscrito de menor valor trazem adicional a palavra “Come”. 2.19 – Convidados para o casamento (υ ο τοἱ ὶ ῦ νυµφ νος = uioi tou numphonos). Literalmente estasῶ palavras gregas significam “Filhos da sala nupcial”. 3.14 – “Aos quais também chamou de apóstolos”. As mais recentes traduções das Escrituras tendo em [ 55 ]
  55. 55. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir mãos os melhores e mais antigos manuscritos trazem corretamente este trecho que não aparece em traduções como a João Ferreira de Almeida (português), Figueiredo (português), Casiodoro de Reina (espanhol) e King James. 4.12 – Jesus cita Isaías 6.9-10 de acordo com a versão grega Septuaginta que ele usava. 4.19 – “Mas a ansiedade desta era” (κα α µ ριµναιὶ ἱ έ το α νος =ῦ ἰῶ kai ai merimnai tou aionos) desde a introdução da maldade na espécie humana, nós temos que conviver com a ansiedade desta era em que todos buscam a sobrevivência e um lugar ao sol. 5.01 – “Gerasenos” é como traz o Códice Sinaítico, Vaticano, Bezae e a Vulgata, já o Alexandrino, o Ephraem Siríaco Filoxeniana-Harcleans e o Peshitta trazem Gadareno. Obviamente os que trazem Gerasenos são mais antigos e consequentemente mais digno de confiança. Em Lucas 8.26 que é uma passagem paralela a esta os manuscritos trazem: Gadarenos (no Alexandrino, Peshitta e Sinaítico Siríaco); Geroesenos (aparece no Sinaítico) e Gerasenos (no papiro Dobmer 14 e 15, no Itala, Vulgata, Bezae e Vaticano). Como se vê o termo Gerasenos aparece em Lucas 8.26 nos documentos mais antigos. Também em Mateus 8.26 os manuscritos não apresentam uniformidade, entretanto o que significa tudo isso? - Conforme o contexto este lugar localiza-se na margem do mar da Galiléia. Já o historiador do IV século [ 56 ]
  56. 56. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Euzebio nos informa que este lugar estava no lado oriental do Jordão quase defronte de Tiberíades. Nesta região há uns despenhadeiros onde teriam se precipitado os porcos (Marcos 5.13). 5.11 – “Porcos” (χο ρων =ί khoiron). O fato destes Gerasenos estarem criando porcos indica que eles não eram israelitas, pois o porco está na lista dos animais impuros (Lev 11.7; Deut 14.8). 5.41 – Talita Cumi (Ταλιθα κουµ = Talitha Coum). Expressão da Língua aramaica falada pelos israelitas nos dias de Jesus. 6.14 – Ele dizia (κα λεγον = kai elegon). Assimὶ ἔ narram os seguintes documentos, Sinaítico, Alexandrino, Ephraemi Peshitta, Sinaítico Siríaco e o Filoxeniana- Haroleana, portanto, achamos melhor esta tradução do que “as pessoas diziam” conforme outros manuscritos. 6.18 – Teu irmão ( δελφο σου = adelphou sou). Oἀ ῦ tetrarca Herodes Antipas estando em Roma se apaixonou pela mulher do seu irmão Herodes Filipe. 6.22 – A filha de Herodias. Assim narram os melhores manuscritos, mas outros documentos dizem: “Herodias, filha de Herodes”. Este último está errado, pois o nome da filha de Herodes era Salomé. [ 57 ]
  57. 57. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 6.45 – “Passar Adiante, para o outro lado” assim narram os melhores manuscritos, outros manuscritos em vez disso traz: “Cruzaram o lago, antes dele”. 7.02 – “Como os fariseus ensinavam ao povo, e os repreendiam”. Estas palavras não constam em muitos manuscritos antigos. 7.03 – Sem lavar as mãos e os braços. Algumas traduções trazem assim: sem lavar as mãos “muitas vezes”. [ 58 ]
  58. 58. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 7.04 – E camas (κα κλιν ν = kai klinon) váriosὶ ῶ manuscritos antigos não consta esta palavra. 7.6-8 – Jesus cita Isaías 29.13 segundo a versão grega Septuaginta. 7.16 – “Se alguém tem ouvidos para ouvir ouça”. Dois dos mais fiéis e antigos Códices, o Sinaítico e o Vaticano, não trazem este trecho, várias traduções modernas já não o trazem. 8.26 – “Não o diga a pessoa alguma”. Manuscritos recentes e de menor valor trazem este acréscimo. Só as traduções cheias de erros como a Figueiredo (português), Casiodoro de Reina (espanhol) e a King James (Ingês) trazem estas palavras. Este acréscimo foi escrito por algum copista que quis esclarecer o texto original, pois de fato era comum Jesus logo após curar alguém pedir silêncio até que o tempo servisse de grande prova da cura. 8.29 – Pedro (Π τρος = Petros) assim está escritoέ no Códice Sinaítico, Vaticano e Alexandrino. Simão aparece no Peshitta e Cefas no Códice Sinaítico Siríaco. A palavra mais correta é Pedro pois os manuscritos mais antigos e do idioma original trazem assim. 8.35 – Salvar a sua alma (τ ν ψυχ ν α το σ σαιὴ ὴ ὐ ῦ ῶ = ten psykhen autou sosai). Mais uma vez aparece a palavra alma no sentido de sede da inteligência, vontade e sentimentos, ou seja, a vida. [ 59 ]
  59. 59. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 9.04 – Elias com Moisés ( λ ας σ ν Μωϋσε = EliasἨ ί ὺ ῖ sun Moisei). O fato de ali estar Moisés e não Enoque pode indica que será Moisés uma das testemunhas que estará na Grande Tribulação conforme predito em Apocalipse 11. Provavelmente Zacarias estava se referindo a Moisés e a Elias no capítulo 14 do seu livro. A trajetória do corpo de Moisés mostra que o seu corpo foi teletransportado para o mundo paralelo (Judas 9) e em Deuteronômio 34.6 é dito que “Ninguém sabe até hoje onde fica a sua sepultura”. Ora é impossível que os contemporâneos de Moisés que tanto o admiravam não sabiam onde o corpo dele foi sepultado, a menos que o corpo dele tenha desaparecido da Terra. O diálogo de Moisés e Elias com Jesus na presença dos apóstolos como testemunhas, tinha como intuito convencer de uma [ 60 ]
  60. 60. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir vez por todas que Jesus era superior a todos os profetas. Como os apóstolos sabiam que aqueles dois personagens era Moisés e Elias só se explica pela percepção extra- sensorial em que se sabe algo sem ser pelo uso das faculdades normais. 9.29 – Jejum (nesteias) esta palavra só se encontra nos manuscritos mais recentes o que indica que não faz parte do texto original. É certo que devemos jejuar, mas não se deve acrescentar nada ao texto original só para reforçar uma crença. 9.44,46 – “Onde o seu verme não morre, e o fogo não se apaga”. Em nenhum dos manuscritos do século IV vem este texto (ver o Sinaítico, Vaticano e Freer Gospel (que é chamado de Washington) portanto não deve fazer parte do original, pois só os manuscritos do quinto século em diante é que aparece este texto. 9.49 – “E cada sacrifício será salgado com sal”. Alguém acrescentou este texto pois não faz parte dos manuscritos mais antigos, algum copista inseriu isto tirando-o de Levítico 2.13. 10.06 – Ele os fez macho e fêmea. Os manuscritos mais antigos como Sinaítico, o Vaticano e o Códice Ephraemi trazem “Ele”. Os outros manuscritos principalmente as versões antigas para outra língua trazem “Deus” como uma interpretação óbvia do contexto. 10.7 – “E se unirá a sua mulher” os melhores manuscritos não trazem esta frase. Algum copista [ 61 ]
  61. 61. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir “golpista” tinha em mente Genesis 2.24. Sem nenhuma má intenção de alterar a mensagem de Marcos, mas ninguém está autorizado por Deus de alterar os textos sagrados. 10.19 – “Não defraudarás” (Μ ποστερ σ ς = meὴ ἀ ή ῃ apostereses). Estas palavras ditas por Jesus não foram anotadas por Mateus nem Lucas, de certo Jesus deve ter dado uma grande lista, pois Mateus também cita um mandamento da qual os outros biógrafos não anotaram que é: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo” (Mat 19.19). 10.24 – “E para os que confiam nas riquezas” esta frase não se encontra nos melhores manuscritos certamente algum copista acrescentou-a no texto. 10.51 – Mestre (Ραββουνι = rabouni). Nome pela qual os judeus chamavam os seus líderes espirituais. [ 62 ]
  62. 62. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 11.10 – “Bendito é o reino do nosso pai Davi Hosana nas maiores alturas”. Assim é como está nos melhores manuscritos e adotados nesta tradução (Sinaítico, Vaticano, Bezae e Ephraemi). 11.26 – Este versículo não consta nos seguintes manuscritos: Sinaíticos, Vaticano, Washington (Freer Gospel) e no Códice Sinaítico Siríaco. 12.26 – Livro de Moisés (β βλ Μωϋσ ως = Bibloί ῳ έ Moiseos). Jesus atestou a autoria do livro de Genesis como sendo de Moisés. 12.41 – Cofre da Tesouraria (γαζοφυλ κιον =ά gazophylacion). Conforme W.C Taylor era “o vaso a que ficava ajustada treze caixas na forma de trombetas nas quais o povo lançava suas contribuições para a manutenção do templo e o sustento dos pobres”. 13.33 – “E orai”. Os melhores e mais antigos manuscritos não constam estas palavras. A tradução das Escrituras de João Ferreira de Almeida em português em duas edições já trazem-na em colchetes (Ver a Revista e Atualizada e a Edição Contemporânea). 13.35 – tarde...meia-noite...ao cantar do galo...manhã ( ρχεται, µεσον κτιον λεκτοροφων αςἔ ύ ἢ ἀ ί ἢ πρω = erketai... mesonuktion... alektorophonias... proi).ΐ Uma nota na tradução do Novo Mundo com referência comenta o seguinte: Tarde “Esta era a primeira vigília segundo a divisão grega e romana da noite, desde o pôr- do-sol até por volta das 21 horas”. Meia-Noite “Esta era a [ 63 ]
  63. 63. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir segunda vigília segundo a divisão grega e romana da noite começava por volta das 21 horas até a meia-noite”. Ao cantar do galo: “Esta era a terceira vigília segundo a divisão grega e romana da noite, desde Meia-Noite até por volta das 3 horas da madrugada”. Manhã: “Esta era a quarta vigília segundo a divisão grega e romana da noite, desde por volta das 3 horas da madrugada até o nascer do sol”. 14.24 – Nova os melhores e mais antigos manuscritos não constam esta palavra, algum copista a acrescentou para harmonizar com Lucas 22.20. 14.25 – “Em que beberei o (produto da videira) novo” ( ταν α τ π νω καιν ν = otan auto pino kainon).ὅ ὐ ὸ ί ὸ Jesus promete aos seus seguidores dar-lhe de beber de um novo vinho. Abingdon comenta esta passagem assim: “Significa que Jesus gozaria uma comunhão de índole espiritual com seus discípulos em condições inteiramente novas”. 14.26 – Cantando um hino ( µν σαντες =ὑ ή ymnesantes). Este hino que Jesus cantou era os Salmos por ocasião da cerimônia da páscoa. 14.36 – Aba, Pai (Αββα πατ ρ = abba, o pater).ὁ ή Aba é uma palavra aramaica que significa pai. Podemos ver Jesus cansado e esgotado dizendo: Pai...Pai... 14.68 – E o galo cantou. Estas palavras faltam em vários manuscritos antigos. [ 64 ]
  64. 64. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 15.22 – Golgota (Γολγοθ ν = golgotha). Palavraᾶ oriunda do aramaico (gulgalta) e do hebraico (gulgeleth) e significa caveira. 15.28 – “E cumpriu-se a Escritura que diz. Com ou sem lei foi contado”. Este texto foi acrescentado por volta do quinto século, pois não aparece em nenhum manuscrito anterior ao quarto século como o Sinaítico, e o Vaticano. 15.40 – José ( ωσ τος =Ἰ ῆ Iosetos). A Tradução do Novo Mundo traz “Josés”, mas o correto é no singular conforme o mais antigo registro, a Ítala (Antigas versões latinas), do segundo século. Conclusão longa [ 65 ]
  65. 65. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 16.69.20 – Chegamos no final do livro biográfico de Jesus segundo Marcos e aqui nos deparamos com este acréscimo da qual trataremos agora levando em conta tudo o que se sabe sobre esta conclusão. A - Os Manuscritos Os manuscritos que trazem a conclusão longa são: -Vulgata (ano 400) -Códice Washington (4º século) cita-o, mas com variantes. -Códice Alexandrino (5º século) -Códice Ephraemi Rescriptus (5º século) -Códice Bezae (5º século) -Versão siríaco Curetoniano (5º século) -Versão Peshitta (5º século) Como se vê este texto só foi encaixado no livro de Marcos alguns séculos depois. Portanto está descartada a autoria de Marcos. B - A conclusão curta Uns manuscritos de menor importância trazem a conclusão curta (Conforme os manuscritos L, T e K) nestes aparecem o seguinte texto: “Mas todas as coisas se lhes mandaram, relatando brevemente a Pedro e aos seus companheiros. Depois [ 66 ]
  66. 66. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir disso, Jesus mesmo enviou por meio deles, desde o oriente até o ocidente, a mensagem santa e incorruptível da salvação eterna”. C - Reconhecimento da conclusão longa Que a conclusão longe estava separada do texto original de Marcos o próprio historiador Euzébio concorda, dizendo sobre os versículos 9 ao 20: “eles faltam em quase todos os manuscritos” (Quaest. AD, Marinum I). Jerônimo declara que este texto faltava em vários manuscritos (Epist 120.3). Mesmo com estes testemunhos fracos sobre os vs 9-20 conforme Euzebio e Jerônimo, há vários testemunhos convincentes do valor deste texto, por exemplo Taciano em seu “Diatessaron” traz uma versão arábica (271-297) na qual consta os vs 9 ao 20, Irineu que foi discípulo de Policarpo e este por sua vez do apóstolo João em seus escritos faz uma citação deste texto o que comprova a sua antiguidade e reconhecimento em cartas as comunidades cristãs antigas. D - O autor da conclusão longa Com certeza não foi intenção de Marcos terminar seu livro dizendo: “Tremendo e assombradas, as mulheres saíram e fugiram do sepulcro. Nada disseram a ninguém, porque temiam”. Marcos com certeza não terminaria com uma expressão tão derrotista como esta. Por isso alguns acham que o texto original da conclusão tenha se perdido, mas nós somos levados a pensar que [ 67 ]
  67. 67. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir houve algum impedimento que não permitiu concluir seu livro. A linguagem e o estilo também diferem do livro em comparação com os vs 9 ao 20. O surpreendente também é que o v.9 começa com uma introdução falando de Maria Madalena como se os leitores não estivessem familiarizados com ela, quando em Marcos 15.40 e 16.1 cita-se esta mulher. É como se o autor quisesse ligar o livro com a conclusão propositadamente. Afinal então, quem escreveu esta conclusão? Aristão, pelo menos é o que um antigo manuscrito Armênio diz em um apêndice na margem deste texto. Possivelmente este é o mesmo Aristão citado por Papias, pois Papias diz que Aristão era um discípulo de Cristo (História Eclesiástica III, 39 de Euzébio). Portanto, até que novas descobertas iluminem as sombras do passado, Aristão deve ser considerado o autor desta conclusão. Como ele era uma testemunha ocular dos feitos de Jesus e possivelmente foi testemunha da ressurreição de Cristo sendo uma daquelas mais de 500 pessoas que o viram (I Cor 15.6). Talvez alguns cristãos que tinham o livro de Marcos sem a conclusão tenham solicitado a Aristão como testemunha ocular dos eventos que fizesse esta conclusão, daí ela foi lentamente conseguindo notoriedade, foi-se anexando ao livro de Marcos, incorporando aos Códices e finalmente fazendo parte de todas as edições das Escrituras. Não podemos contestar [ 68 ]
  68. 68. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir a inspiração de Aristão por ele não ser apóstolo, pois Marcos também não era. III – LIVRO DE LUCAS Este livro apresenta Jesus segundo as pesquisas concretas de um homem de espírito crítico, o médico Lucas. 1 - Autor O livro não diz quem é o autor, mas a história eclesiástica desde cedo diz que é Lucas o autor. No ano 170 o fragmento Muratori já trazia no cabeçario o nome de Lucas neste livro biográfico. E desde o começo era lido nas igrejas. Para saber mais sobre Lucas veja o comentário de Luc 1.1-3. 2 - Data Este livro foi escrito primeiro do que o livro de Atos que por sua vez foi escrito no ano 64 D.C. levando em conta que Lucas acompanhou uma boa parte da história de Atos e que desde este ponto em que ele surge do lado [ 69 ]
  69. 69. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir de Paulo o livro biográfico já havia sido concluído ou pelo menos já estava sendo escrito. Achamos que a década de 50 seja a mais apropriada para datar este livro. 3 - Finalidade Lucas apresenta Jesus como o homem perfeito tanto desejado pelos gregos (Mateus apresenta Jesus como o Messias). Dos 4 livros biográficos este é o mais clássico. Lucas mostra em Jesus o sábio que os gregos procuravam. São 18 parábolas neste livro. Em assuntos [ 70 ]
  70. 70. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir mais polêmicos Lucas procurou esclarecer como o nascimento e a infância de Cristo. 4 - Plano do livro A biografia de Cristo segundo Lucas é a mais técnica das quatro obras. Lucas procurou apresentar as coisas em ordem cronológica, e para isto pesquisou como ele mesmo diz (1.3). Lucas também sabia das muitas lendas que circulavam envolvendo o nascimento de Jesus por isso ele nos dá informações minuciosas usando para isso 127 versículos. 01.01-04 – Introdução. 01.05-25 – O anuncio do nascimento de João. 01.26-38 – O anuncio do nascimento de Jesus. 01.39-45 – Maria visita Isabel. 01.46-56 – O cântico de Maria. 01.57-66 – O nascimento de João Batista. 01.67-80 – O cântico profético de Zacarias. 02.01-07 – O nascimento de Jesus. 02.08-20 – Os pastores de Belém. 02.21-24 – Circuncisão e apresentação de Jesus. 02.25-35 – Simeão apresenta Jesus. [ 71 ]
  71. 71. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 02.36-38 – Ana anuncia que o Messias nasceu. 02.39-52 – Jesus no meio dos mestre do judaísmo. 03.01-20 – O ministério de João Batista 03.21-22 – O batismo de Jesus. 03.23-38 – A genealogia de Jesus. 04.01-13 – Jesus e o Diabo. 04.14-32 – Jesus é expulso de Nazaré. 04.33-36 – Jesus prega e expulsa demônio na sinagoga. 04.37-39 – A cura da sogra de Pedro. 04.40-41 – Jesus cura e expulsa demônios. 04.42-44 – Jesus prepara-se para realizar seu ministério. 05.01-11 – A chamada dos primeiros discípulos, a pesca milagrosa. 05.12-16 – A cura de um leproso. 05.17-26 – O paralítico de Cafarnaum. 05.27-32 – A chamada de Mateus. 05.33-35 – Porque os discípulos de Jesus não jejuavam. 05.36-39 – A parábola do remendo e dos odres. 06.01-05 – Jesus e o sábado. 06.06-11 – A cura do homem da mão seca. [ 72 ]
  72. 72. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 06.12-16 - Os doze apóstolos. 06.17-49 – O sermão da montanha. 06.17-23 – As bem-aventuranças. 06.24-26 – Os três ais. 06.27-38 – Amor aos inimigos. 06.39-40 – O guia cego. 06.41-42 – O hábito de julgar os outros. 06.43-45 – O homem é conhecido pelas suas ações. 06.46-49 – Os dois fundamentos. 07.01-10 – Jesus cura o escravo de um centurião. 07.11-17 – Jesus ressuscita o filho da viúva de Naim. 07.18-22 – João Batista envia dois discípulos a Jesus. 07.23-35 – Jesus elogia João Batista. 07.36-50 – Jesus na casa de Simão, o fariseu. 08.01-03 – As mulheres que serviam e financiavam o ministério de Jesus. 08.04-08 – A parábola do semeador. 08.09-10 – Porque Jesus falava em parábolas. 08.11-15 – Jesus explica a parábola do semeador. 08.16-17 – A luz veio para manifestar a verdade. [ 73 ]
  73. 73. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 08.18 – A responsabilidade de ter conhecimento. 08.19-21 – A família de Jesus. 08.22-25 – Jesus acalma a tempestade. 08.26-39 – O endemoninhado Geraseno. 08-40-36 – A ressurreição da filha de Jairo e a cura da mulher com hemorragia. 09.01-06 – Os doze e a sua missão. 09.07-09 – As suspeitas de Herodes. 09.10-17 – A primeira multiplicação dos pães. 09.18-21 – A confissão de Pedro. 09.22 – Jesus prediz a sua morte e ressurreição. [ 74 ]
  74. 74. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 09.23-27 – A cruz do cristão. 09.28-36 – A transfiguração. 09.37-45 – A cura de um jovem possesso. 09.46-48 – A humildade. 09.49-50 – Jesus condena rivalidade entre grupos de discípulos. 09.51-56 – Os samaritanos não recebem Jesus. 09.57-62 – A renuncia. 10.01-24 – A missão dos setenta e dois. 10.25-37 – O caso do bom samaritano. 10-38-42 – Marta e Maria. 11.01-04 – Pelo que devemos orar. 11.05-13 – Os pedidos a Deus. 11.14-22 – A blasfêmia dos fariseus e escribas. 11.23-26 – A obra dos demônios. 11.27-28 – Os verdadeiros bem-aventurados. 11.29-32 – Juízo mais severo para os contemporâneos de Jesus. 11.33-36 – A luz e as trevas. 11.37-54 – Jesus critica os fariseus, escribas e interpretes da lei. [ 75 ]
  75. 75. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 12.01-03 – A hipocrisia. 12.04-12 – A perseguição. 12.13-21 – A parábola do rico insensato. 12.22-34 – A ansiedade. 12.35-46 – O arrebatamento. 12.47-48 – Os graus de sofrimento eterno. 12.49-53 – A conversão trará conflitos na vida do seguidor de Cristo. 12.54-59 – Os sinais dos tempos. 13.01-05 – A necessidade de arrependimento. 13-06-09 – A parábola da figueira infrutífera. 13-10-17 – A cura da mulher encurvada. 13.18-19 – A parábola do grão de mostarda. 13.20-21 – A parábola do fermento. 13.22-30 – O arrebatamento. 13.31-35 – Jerusalém, lugar de martírio. 14.01-06 – A cura de um hidrópico. 14.07-11 – A parábola dos primeiros assentos e dos convidados. 14.12-14 – Festa de caridade. [ 76 ]
  76. 76. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 14.15-24 – Grande ceia. 14.25-35 – A cruz do cristão. 15.01-02 – Murmurações dos fariseus. 15.03-07 – A parábola da ovelha perdida. 15.08-10 – A parábola da dracma. 15.11-32 – O filho pródigo. 16.01-13 – O mordomo infiel. 16.14-18 – A autoridade da lei. 16.19-31 – O rico e Lázaro. [ 77 ]
  77. 77. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 17.01-02 – O escândalo. 17.03-04 – O perdão. 17.07-10 – O escravo infiel. 17.11-19 – A cura de dez leprosos. 17.20-37 – A vinda de Cristo e do reino. 18.01-08 – A parábola do juiz e da viúva. 18.09-14 – A parábola do fariseu e do cobrador de impostos. 18.15-17 – Jesus abençoa as crianças. 18.18-25 – O rico não deve se apegar ao dinheiro. 18.26-27 – Salvação pela graça. 18.28-30 – A recompensa eterna. 18.31-34 – Jesus prediz sua morte e ressurreição. 18.35-43 – O cego de Jericó. 19.01-10 – Zaqueu, o cobrador de impostos. 19.11-27 – A parábola dos dez escravos e das dez minas. 19.28-40 – A entrada triunfal em Jerusalém. 19.41-44 – Jesus prediz sobre a destruição de Jerusalém. 19.45-48 – Jesus expulsa os comerciantes do templo. 20.01-08 – Controvérsia sobre o batismo de João Batista. [ 78 ]
  78. 78. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 20.09-18 – A parábola dos agricultores maus. 20.19.26 – César e Deus. 20.27-40 – A questão da ressurreição. 20.41-44 – Cristo, Senhor de Davi. 20.45-47 – Jesus critica os escribas. 21.01.04 – A oferta da viúva pobre. 21.05-19 – O princípio das dores. 21.20-28 – A Grande Tribulação. 21.29.32 – A parábola da figueira. 21.33-38 – O arrebatamento. 22.01-06 – Judas vende Jesus. 22.07-13 – Jesus manda preparar a páscoa judaica. 22.14-20 – A primeira cerimônia da ceia do Senhor. 22.21-23 – Jesus indica o traidor. 22.24-27 – Como ser um líder cristão. 22.28-30 – Promessa aos doze apóstolos. 22.31-38 – Jesus adverte Pedro e os demais apóstolos. 22.39-46 – Jesus no Getsemâni. 22.47-53 – Jesus é preso. 22.54-62 – Pedro nega a Jesus. [ 79 ]
  79. 79. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 22.63-65 – Jesus é torturado. 22.66-71 – Jesus perante o sinédrio. 23.01-25 – Jesus perante Pilatos e Herodes. 23.26-49 – A crucificação. 23.50-56 – O sepultamento de Jesus. 24.01-12 – A ressurreição. 24.13-35 – Jesus aparece a dois discípulos no caminho de Emaús. 24.36-49 – Jesus aparece aos discípulos. 24.50-53 – A ascensão. LUCAS 1.1 – Muitos (πολλο = polloi). Lucas ao escrever aὶ biografia de Cristo, afirma que muitos outros antes dele já haviam empreendido esta missão. Possivelmente ele até esteja se referindo ao famoso manuscrito “Q” que infelizmente não há nenhuma cópia dele nos nossos dias. 1.3 – Teófilo (Θε φιλε = Theophile). O fato dos doisό livros de Lucas (este e o de Atos) serem dirigidos a Teófilo indica que o relacionamento dos dois não era somente de amizade fraternal, podia ser um parente ou dono dele. Também a profissão de Lucas sugere que ele [ 80 ]
  80. 80. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir era um escravo, pois em geral os médicos eram escravos (Col 4.14). Apesar de história não nos dá maiores informações, supomos que Teófilo era um cristão rico e dono de Lucas que o encarregou de investigar e escrever sobre a vida de Cristo. 1.5 – Judéia ( ουδα ας = Ioudaias). Nome pela qualἸ ί se chamava a província romana onde residia os judeus. A primeira citação das Escrituras está em Esdras 5.8. O limite ao norte pode ser considerado o Jope, o rio Jordão e ao sul. A Judéia ficava 13km abaixo de Gaza até o Mar Morto. 1.19 – E fui enviado para falar-te e para disso Evangelizar-te (ε αγγελ σασθα =ὐ ί ί evaggelisasthai). Apesar dos anjos não trabalharem diretamente na missão de pregar, eles na verdade desempenham um importante papel em levar o evangelho até as pessoas, na maioria das vezes trabalham secretamente, na Grande Tribulação a obra dos anjos em levar o evangelho será mais intensa, conforme Apocalipse 14.6. Gabriel (Γαβρι λ = Gabriel)ὴ segundo a literatura judaica é um dos sete arcanjos que estão diante de Deus, Gabriel aparece nas Escrituras Sagradas desempenhando funções semelhantes à de Miguel. Em Apocalipse 8.2 esses seres celestiais não são chamados de arcanjos, mas subentende-se tal posição, pois afinal um arcanjo tem a natureza de um anjo. 1.23 – Serviço (λειτουργ ας = leitourgias). Zacarias,ί que viria a ser o pai de João Batista, era um dos sacerdotes que segundo a tradição sacerdotal havia 24 turmas, veja Lucas 1.8; I Crônicas 24.19; II Crônicas 8.14. [ 81 ]
  81. 81. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir O trabalho de cada sacerdote no dia do seu turno era determinado por sorteio. 1.37 – Porque nenhuma palavra falada será impossível para Deus ( µα = rema). O anjo Gabriel nosῥῆ faz esta declaração. Segundo este anúncio, uma palavra dita com fé por um servo de Deus torna possível a manifestação de milagre. Entretanto o “rema” aqui é da própria “palavra falada” do anjo. 1.42 – Abençoada és tu entre as mulheres (Ε λογηµ νη = eulogemene). Maria não está aquiὐ έ recebendo nenhum atributo divino, apenas se reconhece que ela foi abençoada e escolhida entre as mulheres da linhagem de Davi para ser a mãe do corpo físico de Jesus. 1.55 – Assim como falou aos nossos pais (καθ ςὼ λ λησεν πρ ς το ς πατ ρας = kathos elalesen pros tousἐ ά ὸ ὺ έ pateras). Esta frase falta em alguns manuscritos, mas pelo jeito foi omissão de algum copista. 2.1 – Augusto (Α γο στου = Augouston). Augustoὐ ύ César foi imperador do ano 29 A.C a 14 D.C, este era o nome pessoal do imperador romano e este ordenou o recenseamento de todo o mundo habitado (ο κουµ νην =ἰ έ oikoumente), obviamente uma referência ao território do governo romano. [ 82 ]
  82. 82. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 2.14 – Paz na Terra aos homens que lhe agrada ( νθρ ποις ε δοκ ας =ἀ ώ ὐ ί anthropois eudokias). Este texto é muito usado durante a festividade pagã e idolátrica do Natal, bem como deu origem ao nome de uma seita: A Legião da Boa Vontade. Mas voltando ao texto, ele quer dizer que os homens que agrada a Deus, o Senhor traz paz em sua vida. 2.21 – Circuncidar o menino (περιτεµε ν α τ ν =ῖ ὐ ό peritemei auton). A lei dada por Deus a Moisés mandava que as crianças ao oitavo dia do nascimento fossem circuncidadas. A circuncisão é uma operação em que se faz um corte na pele que cobre a glande do órgão sexual masculino, além do símbolo espiritual, esta operação evita [ 83 ]
  83. 83. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir o acúmulo de sujeira e bactérias no órgão reprodutor, portanto tem também um valor higiênico. 2.29 – Agora, (Meu) Dono... (Ν ν,ῦ δ σποτα = nun,έ despota). Simeão se identifica com Deus como sendo escravo e cujo dono é Deus. 2.38 – Deus (θε =ῷ Theou). Assim narram os melhores manuscritos tais como o Sinaítico, Alexandrino e Vaticano 1209. Outros de menor valor em comparação a estes trazem: “Senhor”. Veja a vulgata, Peshita e Códice Sinaítico Siríaco. 2.42 – Doze anos ( τ ν δ δεκα = eton dodeka) noἐ ῶ ώ judaísmo a pessoa alcançava a maturidade religiosa aos 12 anos. 2.49 – Na (casa) de meu pai? ( τι ν το ς τοὅ ἐ ῖ ῦ πατρ ς µου = oti en tois tou patros mou). José era paiό adotivo de Jesus, visto que Jesus só tinha as características físicas de Maria que como José era também descendente de Davi. Jesus aos 12 anos já tinha consciência da sua obra messiânica por isso ele já demonstra certa independência dos seus pais físicos. Quanto a palavra que está em colchete, ela não consta no original, por isso alguns tradutores trazem aqui. “...não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu pai?” 2.51 – Guardava todas estas palavras faladas (διετ ρει π ντα τ µατα = dieterei panta ta remata). Aή ά ὰ ῥή medida que as coisas iam acontecendo e as profecias, [ 84 ]
  84. 84. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir revelações e sonhos iam ocorrendo, Maria ia guardando cada detalhe no seu coração esperando o cumprimento. 3.01 – César...Governador...Tetrarca (Κα σαρος...ί γεµονε οντος... τετρααρχο ντοςἡ ύ ῦ = Caisaros... egemoneue... tetrankhes). Aqui temos o título de três autoridades no império romano. César era o imperador, o Governador era o responsável por uma região, e quanto ao Tetrarca, cabia-lhe governar sobre a quarta parte de uma província e as vezes por cortesia era chamado de rei. 3.02 – Anás e Caifás ( ννα κα Καϊ φαἍ ὶ ά = Anna kai caiapha). A lei mosaica só permitia a existência de um só sumo sacerdote em atividade. Neste período era Caifás, que era genro de Anás que por sua vez era sumo sacerdote antes de Caifás. Anás, este foi nomeado sumo sacerdote no ano 7 D.C, e foi deposto deste cargo no ano 16 pelo procurador da Judéia Valerius Gratus. Anás também participou do julgamento de Cristo (Jo 18.13) e do julgamento de Pedro e João (Atos 4.6). Caifás, eleito sumo sacerdote por Valarius Gratus e deposto deste oficio no ano 36 por Vitélio, governador romano na Síria, este Caifás profetizou sobre a morte de Cristo (Jo 11.49-53; 13.14) e ele mesmo participou ativamente da morte do Cristo (Mat 26.3-5). 3.4-6 – Esta citação de Isaías 40.3-5 que Lucas faz está de acordo com a versão grega septuaginta. [ 85 ]
  85. 85. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 3.23-38 – A genealogia de Jesus no livro de Lucas tem algumas diferenças de genealogia apresentada por Mateus. Um dos motivos da diferença é que Mateus traça a genealogia de Jesus a partir de Salomão (Mat 1.6) enquanto Lucas traça a genealogia de Jesus segundo o filho de Davi, Natã (Luc 3.31). Mateus também se preocupou em registras os ancestrais de Jesus segundo a realeza a fim de provar o direito monárquico dele. Outra diferença nas duas genealogias consiste no avô de Jesus. Mateus diz que é Jacó e Lucas diz que é Heli. O desacordo se resolve quando compreendemos que Jacó era o avô paterno de Jesus e Heli o avô materno. Quando comparamos as duas genealogias vemos que a de Lucas contém mais nomes do que a lista de Mateus, 41x28. Esta diferença existe pela omissão de alguns nomes na lista de Mateus. Quanto a origem destas informações os biógrafos de Cristo obtiveram através do oficial de registro, pois os judeus tinham o cuidado de registrar e conservar os registros genealógicos. Vejam onde estão as omissões na genealogia de Mateus bem como a comparação das duas Listas: Lista de Mateus Lista de Lucas Davi Davi Salomão Natã Matatá Roboão Mená [ 86 ]
  86. 86. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Abias Meleá Asa Eliaquim Jonã Josafá José Jorão Judá Simeão Levi Natã Ozias Jordim Joatão Eliezer Acaz Josué Ezequias Er Manassés Elimadã Amom Cosã Josias Adi Jeconias Helqui Neri Salatiel Salatiel Zorobatel Zorobatel Resá [ 87 ]
  87. 87. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Joanã Abiude Judá José Semei Eliaquim Matatias Máate Azor Nagati Esli Sadoque Naum Amós Aquim Matatias José Eliúde Janai Meloqui Eleazar Levi Matã Matã Jacó Heli José (Maria esposa de) José [ 88 ]
  88. 88. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Finalmente é bom que se diga que Maria e José eram primos, pois, seus pais eram irmãos, isto é, Jacó e Heli eram filhos do mesmo Matã. 3.29 – “(Filho) de Jesus, (Filho) de Eliézer, (Filho) de Jorim, (Filho) de Matate, (Filho) de Levi”. Os melhores manuscritos como o Sinaítico, Alexandrino, Vaticano, Vulgata e o Códice Sinaítico Siríaco trazem “De Jesus”. O mais antigo manuscrito que traz “José” é o Peshitta. Em algumas versões bíblicas aparece o nome de Josué, mas não tem importância porque Josué é o nome hebraico de Jesus. 3.32 – “(Filho) de Jessé, (Filho) de Obede, (Filho) de Boaz, (Filho) de Salmon, (Filho) de Nason”. Alguns manuscritos trazem Jobel e Sala. Veja o Sinaítico, Vaticano e Códice Sinaítico Siríaco. Outros manuscritos antigos dizem “Obede e Salomon”. Levando em consideração o contexto das demais partes das Escrituras resolvemos trazer aqui “Obede e Salomon” veja Mateus 1.4-5 e I Crônicas 2.11-12. 3.33 – “Filho) de Aminadabe, (Filho) de Arã, (Filho de Esrom, (Filho) de Perez, (Filho) de Judá.” O Códice Vaticano 1209 traz também “De Admin, (Filho) de Arão...” mas os manuscritos: Vulgata, Peshitta e o Códice Alexandrino omitem o “Admin”. E se compararmos esta cronologia com a de I Crônicas 2.9-10 fica claro que não existe nenhum Admin: Quanto a este Arã é o mesmo que Rão (I Crônicas 2.9; Mat 1.3-4) o nome Arã ( ρν = arni)Ἀ ὶ aparece nesta forma nos seguintes manuscritos: Alexandrino, Vulgata, Peshitta e o Códice Bezae. [ 89 ]
  89. 89. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 3.36 – “(Filho) de Arfaxade, (Filho) de Sem, (Filho) de Noé, (Filho) de Lameque. Quase todas as Bíblias em circulação iniciam o versículo dizendo “De Cainã” (τοῦ Καϊν µ = tou Cainam), pois assim narrava quase todos osὰ manuscritos só um dizia o contrário o Códice Bezae. Entretanto a descoberta do papiro Bodmer 14.15 em grego datado do ano 200 comprovou que não havia mesmo o “De Cainã”. 4.04 – Mas de toda a palavra de Deus ( alla me panta logon Theou) estas palavras não constam no Códice Sinaítico e nem no Vaticano. Entretanto a versão Itala Latina tem estas palavras e muitos outros manuscritos o confirmam como o Alexandrino, Bezae, Vulgata, Peshitta, Siríaco Filoxeniana-Haroleana e etc.... 4.18-19 – Jesus abriu o livro de Isaías na versão grega Septuaginta no capítulo 61 versículos 1 e 2. 4.21 – “Hoje se cumpriu está escritura em vossos Ouvidos ( τι = oti) isto é, na hora que Jesus leu estáὅ Escritura se cumpriu aquela profecia sobre a sua missão. 4.44, - E pregava nas sinagogas da Judéia (κα νὶ ἦ κηρ σσων ε ς τ ς συναγωγ ς τ ς ουδα ας. =ύ ἰ ὰ ὰ ῆ Ἰ ί kai en kerusson eis tas synagogas tes loudaias). Os mais antigos e melhores manuscritos trazem Judéia, mas algum copista do passado, notando que o contexto indicava que Jesus estava na Galileia, tentou corrigir o que ele supostamente pensou ser um erro das Escrituras Sagradas, mas na verdade não se trata de um erro das [ 90 ]
  90. 90. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir Escrituras, mas um hábito de expressão de Lucas que chamava Judéia a todos os territórios judeus sem fazer distinção. Da mesma forma que os brasileiros de São Paulo tem o hábito de chamar os costumes dos nordestinos de “Baiano” sem distinguir a Bahia dos outros estados. 5.39 – “O velho é saboroso” assim narram os manuscritos Sinaítico, Vaticano 1209 e o Peshitta. Já o Alexandrino, Ephraemi e Vulgata trazem “O velho é melhor”. Como os do 4º século trazem “É saboroso” temos que aceitá-lo em vez do “É melhor”. 6.01 – “Em um sábado” assim narram os melhores e mais antigos manuscritos, mas outros de menor valor histórico dizem: “Em um sábado, o segundo primeiro” ( de to deuteroproton sabbaton). Mais uma vez algum copista tentou explicar o texto, pois no segundo [ 91 ]
  91. 91. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir sábado do primeiro mês era comum os pobres colherem as espigas da serra. 6.10 – Disse ao homem (α το ς ε πεν α τ = autosὐ ὺ ἶ ὐ ῷ eipen auto). Assim narram os mais antigos manuscritos. Outros inferiores dizem: “E em seguida disse com ira ao homem”. 6.15 – “Chamado Zelote” (καλο µενον Ζηλωτ ν =ύ ὴ kaloumenon Zeloten). Entre os discípulos de Cristo estava Simão que anteriormente a sua decisão de seguir ao Senhor, era conhecido como “Zelote”, nome de um partido ultranacionalista, este grupo fazia resistência ao imperialismo romano em Israel. Os zelotes exerciam uma política terrorista, eram os Sicários que matavam os que apoiavam os césares. 6.17 – E descendo com eles (Κα καταβ ςὶ ὰ µετ’α τ ν = kai katabas met’ auton). Lucas diz queὐ ῶ Jesus desceu, Mateus diz que Jesus subiu um monte (Mat 5.1) apesar da aparente contradição, na verdade há uma harmonia. Jesus subiu por um lado do monte e desceu pelo outro lado até chegar em uma planície onde estava o povo. Alguns comentaristas têm discutido sobre a possiblidade do Sermão da Montanha ter sido dois sermões um para os apóstolos e outro para a multidão, tendo em vista as diferenças que há entre eles, contudo é provável que este sermão foi muito comprido e por isso há muitos elementos diferentes e entrelaçados nas anotações de Mateus e Lucas. [ 92 ]
  92. 92. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 7.11 – “Logo depois disso”. Assim narram os manuscritos: Bodmer 14 e 15, Sinaítico, Alexandrino e Vaticano. Os manuscritos Ephraemi e o Bezae dizem: “No dia seguinte”. Obviamente temos que seguir a regra e ficar com a primeira frase. 7.19 – Esperar alguém diferente? Assim narram os mais antigos manuscritos. O Sinaítico e o Vaticano. Já o Códice Alexandrino e o Bezae dizem: Esperar outro? 7.20 – Esperar outro? ( λλον προσδοκ µεν = allonἄ ῶ prospodocomen). Assim narram os mais fiéis manuscritos deste texto (Veja o Bodmer 14,15, Alexandrino e o Vaticano). O Sinaítico e o Bezae dizem: “Alguém diferente?” 7.44 – Tu não me deste água para os meus pés ( δωρ µοι π π δας ο κ δωκας = ydor moi epi podasὕ ἐ ὶ ό ὐ ἔ ouk den edokas). Jesus reclamou com o fariseu Simão que o recebia em sua casa pois este não recebeu-o com a devida educação, pois era uma indelicadeza chegar um visita em uma casa e não oferecer-lhe água para se lavar. 8.10 – Esta citação que Jesus faz de Isaias 6.9 está de acordo com a versão grega Septuaginta. 8.22 - Outro lado do lago (π ραν τ ς λ µνης =έ ῆ ί peran tes limnes). A população que habitava no outro lado do lago da Galileia eram gentios inclusive criavam porcos, animal considerado imundo pela Lei Mosaica. [ 93 ]
  93. 93. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 8.42 – Uma filha única (θυγ τηρ µονογεν ς =ά ὴ thugater monogenes). O texto sagrado diz que ela tinha uma única filha gerada. 8.43 – “E que gastara com os médicos todos seus haveres”. Os melhores e mais antigos manuscritos não constam esta frase. 8.55 - E seu espírito voltou (κα π στρεψεν τὶ ἐ έ ὸ πνε µα α τ ς = kai epestrepsen to pneuma autes). Estaῦ ὐ ῆ declaração comprova que cada ser humano possui um espírito, e este não era o Espírito de Deus, nem se tratava do “seu vento”, mas era a parte imaterial do ser humano. 9.31 – Sua saída ( ξοδον α το = exodos autou).ἔ ὐ ῦ Jesus falava com Moisés e Elias sobre a sua morte por isso alguns copistas mudaram a palavra “Partida” por “morte” (thanaton). [ 94 ]
  94. 94. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 9.54 – Como o fez Elias (kathos kai o Elias ekeme). Esta frase não faz parte do texto original, algum copista acrescentou-a para exemplificar o pedido dos discípulos. 9.55-56 – Destes dois versículos não contam as seguintes palavras: “E disse: Vós não sabeis de que espírito sois, Pois, o filho do Homem não veio para destruir as almas dos homens, mas para salva-las. 10.1 – Setenta e dois assim está escrito nos seguintes documentos: Papiro Bodmer 14,15, Códice Vaticano, Bezae, Vulgata, Siríaco Sinaítico, Siríaco Curetoniano e na versão Armênia. Setenta ( bdomeconta), assim encontramos nos documentos: Sinaítico, Alexandrino, Washington, Peshitta e Ephraemi. Segundo a nossa regra de tradução devemos aceitar como autêntico os documentos mais antigos. Por isso 72 é o número verdadeiro, pois o Papiro Bodmer do ano 200 é o mais antigo destes e ele traz 72 como o número de discípulos enviados por Cristo. 10.17 – “Setenta e dois” veja o comentário de Lucas 10.1. Além dos esclarecimentos anteriores, aqui também aparece uma nova testemunha o Papiro Chester Beatty 1 que também diz 72. 10.21 – “Alegrou-se no Espírito Santo”. Assim narram os melhores textos. Entretanto alguns manuscritos trazem. “Pelo espírito” e outros manuscritos dizem: “Em seu espírito”. [ 95 ]
  95. 95. Os quatro livros biográficos de Jesus, por: Escriba Valdemir 10.34 – “Azeite e vinho” ( λαιον κα ο νον = elaionἔ ὶ ἶ kai oinon). O azeite era usado como uma substância farmacológica para diminuir a dor, enquanto o vinho era aplicado em feridas a fim de desinfetá-la. 10.35 – Entretanto, uma coisa é necessária”. Esta frase consta nos seguintes manuscritos: Papiro Chester Beatty 1, Bodmer 14,15, Alexandrino, Vulgata, Washington, Siríaco Curetoniano. Já o Códice Sinaítico, Vaticano e Ephraemi diz. “Entretanto, poucas coisas são necessárias”. 11.2 – Quando orardes ( ταν προσε χησθε = otanὍ ύ proseukhesthe). Jesus não ensinou nenhuma reza mágica, mas um modelo de oração com a lista das coisas que devemos pedir. Mateus registrou algo a mais do que Lucas: “Seja feito a tua vontade assim na terra como no céu” (Mat 6.10). 11.25 – Varrida e Adornada (σεσαρωµ νον καέ ὶ κεκοσµηµ νον = sesaromenon kai kekosmenon). Assimέ está escrito nos documentos: Sinaítico, Alexandrino e no Bezae. O Códice Vaticano diz: “desocupada e varrida”. 11.33 – Nem debaixo de um (recipiente de medidas) o módio (ο δ π τ ν µ διον = oude upo tonὐ ὲ ὑ ὸ ὸ ό modion), alguns manuscritos não trazem esta frase. 12.6 – Duas (moedas de) Assario ( σσαρ ων δ ο =ἀ ί ύ assarion duo). Essa moeda romana feita de cobre equivale a 1/16 de um denário. [ 96 ]

×