O Bullying Nas Escolas

4,264 views

Published on

Feito por Vera

Published in: Career, Technology
  • Be the first to comment

O Bullying Nas Escolas

  1. 1. pelo resto da vida.<br />O Bullying nas Escolas<br />
  2. 2. Bullying<br />Actos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por uma pessoa (bully ou "valentão")<br />Ou então…<br />Grupo de pessoas com o objectivo de intimidar ou agredir outra pessoa (ou grupo de pessoas) incapazes de se defender.<br />
  3. 3. Indicadores de Bullying<br /><ul><li>Falta de vontade de ir à aula
  4. 4. Pedir para trocar de escola
  5. 5. Baixo rendimento escolar</li></ul>Voltar da escola repetidamente com:<br /><ul><li>Roupa livros rasgados
  6. 6. Feridas inexplicáveis</li></ul>Tornar-se uma pessoa :<br /><ul><li> fechada
  7. 7. Angustiada
  8. 8. Ansiosa
  9. 9. Deprimida
  10. 10. Baixa auto-estima
  11. 11. Perder varias vezes as suas coisas </li></ul>Dinheiro<br /><ul><li>Pedir sempre mais dinheiro ou começar a tirar dinheiro da família
  12. 12. Evitam falar sobre o que está a acontecer
  13. 13. Dar desculpas pouco convenientes para tudo
  14. 14. Tentar suicídio</li></li></ul><li>Consequências do Bullying<br />A vitima torna-se uma pessoa frágil devido a pressão que o bullying passa . Uma vez fragilizada, a vítima apresenta dificuldades de comunicação com as outras pessoas, isto tudo influencia de uma maneira muito ma na capacidade de desenvolvimento em termos sociais, profissionais e emocionais.<br />As vítimas normalmente sentem que ninguém as compreende.<br />As consequências do bullying para a vítimasão muitas<br />
  15. 15. <ul><li>Baixa auto-estima,
  16. 16. Medo
  17. 17. Angústia
  18. 18. Pesadelos
  19. 19. Falta de vontade de ir à escola
  20. 20. Ansiedade
  21. 21. Dificuldades de relacionamento com as outras pessoas
  22. 22. Dificuldade de concentração / diminuição do rendimento escolar
  23. 23. Dores de cabeça / dores de estômago e dores não - especificadas
  24. 24. Mudanças de humor
  25. 25. Vómitos
  26. 26. Urinar na cama
  27. 27. Falta de apetite ou apetite a mais
  28. 28. Choro
  29. 29. Insónias
  30. 30. Medo do escuro
  31. 31. Ataques de pânico sem motivo
  32. 32. Sensação de aperto no coração
  33. 33. Aumento do pedido de dinheiro aos pais e familiares
  34. 34. Furto de objectos em casa / surgimento de material escolar e pessoal danificado
  35. 35. Desaparecimento de material escolar,
  36. 36. Abuso de álcool e/ou estupefacientes,
  37. 37. Auto-mutilação
  38. 38. Stress
  39. 39. Suicídio. </li></ul>VITIMA<br />
  40. 40. Agressor<br /> Não tem a noção que também pode ser afectado pelas consequências dos seus actos, ao longo dos anos tem , muitas tendências de comportamentos de risco. <br />Destacam-se os seguintes:<br /><ul><li>Consumo de álcool e de estupefacientes
  41. 41. Fraco envolvimento escolar e familiar
  42. 42. Abandono escolar
  43. 43. Comportamentos que coloquem a sua integridade física em risco e dos outros</li></ul>Condução com excesso de velocidade<br />Manobras consideradas perigosas <br />Actividades desportivas de risco<br /> Suicídio <br />
  44. 44. Quem sofre com o bullying fica<br /><ul><li>Depressivo
  45. 45. Sem contacto social
  46. 46. Sem vontade de ir a escola(ou a voltar ao local onde sofreu o bullying)
  47. 47. Fica sem vontade de aproveitar as coisas boas da vida</li></li></ul><li>Se sofres com o bullying<br /><ul><li>Se sofres com o bullying não fiques calado , conta à alguém que possa tomar as medidas necessárias ao que esta a acontecer.</li></li></ul><li>Praticante do Bullying <br />És praticante do bullying muda as tuas atitudes, brincadeiras são boas , mas quando não deixam as pessoas com problemas pelo resto da vida.<br />“Para que apareceres pelo mal,<br />A Humilhar os outros…<br />Se podes aparecer pelo bem, <br />Ajudando as pessoas?”<br />BULLYING<br />As marcas ficam para sempre!<br />
  48. 48. Notícia que chocou o país<br />
  49. 49. Sábado, 6 de Março de 2010<br />Criança de 12 anos suicida-se em Mirandela por sofrer de Bullying<br />“Sofreu até se atirar ao rio”<br />Família revoltada com a tragédia que vitimou Leandro. Pais de colegas de escola denunciam outros casos de bullying.'Ele faltou à última aula da manhã. Quando saímos, encontrámo-lo num canto. Tinham-lhe batido. Durante a hora do almoço, voltaram a bater-lhe. Ele não aguentou, saiu a correr e disse que ia saltar da ponte. Segurámo--lo, mas ele foi mais forte, correu, tirou a roupa e atirou-se', descreve o primo de Leandro, Ricardo Nunes, de 14 anos.<br />A estrutura pequena e franzina de Leandro Pires, residente em Cedainhos, Mirandela, tornava-o no principal alvo das agressões. Era uma criança calma, carinhosa e sensível e, ao contrário do irmão gémeo, nunca se conseguiu defender. Há cerca de um ano, esteve internado três dias no hospital depois de ter sido brutalmente pontapeado. 'Só espero que quem fez isto ao nosso menino passe por muito na vida, porque o nosso Leandro sofreu muito, sofreu tanto que até se atirou ao rio', desabafa Paula Nunes, tia da criança. Leandro não era a única vítima de bullying (violência física ou psicológica entre crianças no espaço escolar). Ao Correio da Manhã, pais de alunos confessaram que também os filhos, que frequentam a mesma escola, foram já alvo de agressões. 'A minha filha ligou-me para o trabalho a chorar, desesperada. Só me pedia que a fosse buscar à escola porque lhe tinham batido', conta Maria da Luz, mãe de uma aluna agora com 14 anos.<br />A poucos metros do local onde o pequeno Leandro decidiu pôr termo ao seu sofrimento, Amália e Armindo, pais da criança, choravam em desespero a morte do filho. Em choque, deixavam apenas as lágrimas correrem pela face, questionando as razões que deram origem à tragédia.<br />'Não entendo como é que isto foi acontecer. Há um ano, ele esteve internado no hospital porque lhe bateram muito, mas nunca mais soube de nada assim tão grave. A água levou o meu filho, levou o meu menino', lamenta Amália, recusando-se a aceitar o que aconteceu. <br />DISCURSO DIRECTO<br />
  50. 50. O que pensas sobre isto?<br />
  51. 51. Nesta altura possivelmente todo mundo já tem uma opinião formada a cerca desta trágica e dramática situação…<br />Eu pergunto-me onde estava a relação desta criança com os:<br /><ul><li>PAIS/FAMILÍA
  52. 52. AMIGOS
  53. 53. PROFESSORES</li></ul>Como uma escola que tem tantos alunos ninguém percebeu ninguém fez nada?<br />Para uma criança desta idade suicidar-se o sofrimento devia ser muito mas muito grande.<br />
  54. 54. Professores e o bullying<br />As mesmas pessoas que "maldosamente" agridem e maltratam os colegas, no intervalo, dentro da sala de aula, "ofendem os professores, chamam-lhes nomes e ameaçam-nos, não com agressões físicas, mas com avisos de que, por exemplo, lhes vão destruir o carro". <br />Em alguns casos os professores são repetitivamente:<br /><ul><li> Denegridos
  55. 55. Rebaixados
  56. 56. Humilhados pelos alunos </li></li></ul><li>Como “ defesa “ os professores pouco podem fazer <br /><ul><li>Dão queixa contra os estudantes no conselho executivo – os estudantes podem ou não ser suspensos
  57. 57. Os pais são chamados à escola</li></ul>De todas as formas de bullying, as que mais parecem deixar marcas nos professores são:<br /><ul><li>Rebaixamento junto de colegas e alunos
  58. 58. Observações maldosas sobre o aspecto físico ou a forma de vestir dos professores</li></li></ul><li>
  59. 59. Webgrafia<br />http://pt.wikipedia.org/wiki/Bullying<br />http://www.bullyingescola.com/sobre/<br />http://tv1.rtp.pt/noticias/?article=59151&visual=3&layout=10<br />http://www.youtube.com/watch?v=EmgxeUh7GmA<br />http://www.youtube.com/watch?v=Z2UKBSVol_c<br />

×