Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

Aula - planejamento e cronograma - Produção para Cinema e Vídeo

7,646 views

Published on

Disciplina: Produção para Cinema e Vídeo
Curso de Cinema e Audiovisual
Instituto de Comunicação e Artes
Centro Universitário UNA

Published in: Education
  • Be the first to comment

Aula - planejamento e cronograma - Produção para Cinema e Vídeo

  1. 1. CRONOGRAMA O QUE É PLANEJAMENTO? Produção para Cinema e Vídeo
  2. 2. CRONOGRAMA O QUE É PLANEJAMENTO? Produção para Cinema e Vídeo "Planejamento é o esboço do futuro e a criação e seleção de meios para atingi-lo" (ACKOFF, 1996). "É o processo que implica na formulação de um conjunto de decisões sobre as ações futuras. Planejar é decidir, antecipadamente, o que fazer" (FARIA, 1997). "Planejar é escolher um curso de ação e decidir adiantadamente o que deve ser feito, em que seqüência, quando e como. O bom planejamento procura considerar a natureza do futuro em que as decisões e as ações de planejamento visam a operar, bem como o período corrente em que são feitos os planos" (MEGGINSON; MOSLEY; PIETRI JR., 1998).
  3. 3. CRONOGRAMA O QUE É PLANEJAMENTO? Produção para Cinema e Vídeo O que fazer? Como fazer? Quando fazer? Onde fazer? Com que meios fazer? Para que fazer?
  4. 4. CRONOGRAMA O QUE É PLANEJAMENTO? (Chiavenato ) -Processo permanente e contínuo; -Voltado para o futuro, antecipando e desencadeando ações; -Foco na racionalidade da tomada de decisões -Leva em consideração os diversos contextos (sistêmico) -É interativo – deve ser flexível para caber ajuste e correções necessárias em função de variáveis internas e externas Produção para Cinema e Vídeo
  5. 5. CRONOGRAMA O QUE É PLANEJAMENTO? (Marta Valentim) Produção para Cinema e Vídeo O planejamento abrange o todo ou apenas uma unidade de trabalho. [...] O planejamento deve considerar tanto o sistema como os subsistemas que o compõem, bem como as relações e compromissos internos e externos. [...] Como o planejamento se projeta para o futuro, ele deve ser flexível para aceitar ajustes e correções, isto é, o planejamento deve ser dinâmico, pois pressupõe avanços e recuos, alterações e modificações em função de novos ou diferentes eventos que ocorram, tanto no ambiente interno, quando no ambiente externo.
  6. 6. CRONOGRAMA O QUE É UM CRONOGRAMA? Produção para Cinema e Vídeo
  7. 7. CRONOGRAMA O QUE É UM CRONOGRAMA? -Ferramenta de gerenciamento de tempo de um projeto -Lista de atividades interligadas e/ou interdependentes organizada em função de um calendário Produção para Cinema e Vídeo
  8. 8. CRONOGRAMA COMO MONTAR UM CRONOGRAMA? -Listar atividades, identificando as que são evento único e as que serão repetidas -Realizar estimativa de duração para cada atividade -Prever recursos – humanos e materiais – para cada atividade -Definir datas cruciais, incluindo início e término do projeto Produção para Cinema e Vídeo
  9. 9. CRONOGRAMA CRONOGRAMA GERAL DO PROJETO (cronograma físico-financeiro) Ferramenta de planejamento de todas as atividades do projeto Inclui desembolsos com valores compatíveis com o previsto/aprovado no orçamento geral do projeto Produção para Cinema e Vídeo
  10. 10. CRONOGRAMA CRONOGRAMA GERAL DE PRODUÇÃO Divisão semanal de atividades • datas de início de cada departamento/membro da equipe, • número de semanas de filmagem • Número de semanas de pós-produção (edição, tratamentos, mixagem de som, finalização) • Datas de lançamento Produção para Cinema e Vídeo
  11. 11. CRONOGRAMA ANÁLISE DO ROTEIRO / DESMEMBRAMENTO Número da cena . Locação . Dia ou noite . Número da página Listar elementos presentes no roteiro Elenco principal, de apoio e figuração Pessoal extra (direção de elenco, segurança, etc) Figurino e objetos de cena Efeitos e equipamentos especiais Veículos e animais Produção para Cinema e Vídeo
  12. 12. CRONOGRAMA O QUE CONSIDERAR PARA ELABORAÇÃO DE CRONOGRAMA DE FILMAGEM (manual USP) Locações . Elenco . Filmagem DIA/NOITE . EXTERIOR/INTERIOR Necessidade de filmar em seqüência . Uso de atores menores de idade Mudanças em períodos de tempo, épocas distintas. Época do ano . Condições climáticas . Efeitos especiais e dublês Segunda câmera ou segunda unidade . Equipamento especial Geografia das locações . Fatores diversos Produção para Cinema e Vídeo
  13. 13. CRONOGRAMA LOCAÇÃO: planejar tempo/recursos para que não seja necessário voltar a uma mesma locação. ELENCO: concentrar as datas e tentar manter o mínimo de hold (intervalo entre as gravações em que atorxs ficam sem gravar, mas à disposição do filme) DIA/NOITE: é necessário dar intervalo de descanso entre noite e dia. “Se a equipe está estourada no dia seguinte, ela não vai render 100% de sua capacidade. O que parece um ganho torna-se uma perda, com o adicional de implicar alterações no restante do cronograma. O seu orçamento deve sofrer com isso também.” Produção para Cinema e Vídeo
  14. 14. CRONOGRAMA EXTERIOR/INTERIOR: planeje rodar os exteriores antes das internas. SEQUENCIA (ORDEM): quando numa mesma locação, rode as cenas na ordem sequencial do roteiro. Isso “ajuda os atoras e se eles precisam construir até chegar ao clímax emocional eles seguem pela progressão”. Nem sempre isso é possível em função de questões específicas de cada locação. MENORES DE IDADE: autorizações específicas, pessoal especializado para cuidar, área específica de espera e restrições quanto a duração de jornada de trabalho. Produção para Cinema e Vídeo
  15. 15. CRONOGRAMA TEMPO/ÉPOCAS DISTINTAS: quando o roteiro prevê épocas distintas para elenco e/ou locação, negociar com departamento de arte. Ex. casa que envelhece no filme – se a locação já apresentar a casa decaída, filmar a época da casa envelhecida para, depois, restaurar e filmar o passado. ÉPOCA DO ANO: condições climáticas e duração da luz do dia (implicações, especialmente, para filmagem externa) CONDIÇÕES CLIMÁTICAS: previsão do tempo sempre à mão para planejar filmagens externas. Além disso, inverno rigoroso e verão extremo deixam as pessoas mais lentas. Produção para Cinema e Vídeo
  16. 16. CRONOGRAMA EFEITOS ESPECIAIS/DUBLÊS: exige uma pré-produção específica, dependendo do tipo de efeito. Ex.: personagens, fundos e ações para interação com live-action. SEGUNDA CÂMERA OU SEGUNDA UNIDADE: é mais econômico trabalhar com uma segunda unidade que vai filmar simultaneamente em outra locação (inclui equipamento, operadorxs e direção) EQUIPAMENTO ESPECIAL:o que está previsto no roteiro e pode impactar no cronograma? Ex.: helicóptero, maquinária que necessite de aluguel Produção para Cinema e Vídeo
  17. 17. CRONOGRAMA GEOGRAFIA DAS LOCAÇÕES “Mudar a equipe durante o dia de filmagem de um local para o outro leva tempo e sempre implica riscos”. Como ordenar locações que caibam juntas em um mesmo período? Produção para Cinema e Vídeo
  18. 18. CRONOGRAMA FONTES CLEVE, Bastian. Film production management. Oxford: Focal Press/Elsevier, 2006. RODRIGUES, Chris. O cinema e a produção. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007. STRADLING, Linda. Productin Management for TV and Film: the professional’s guide. Londres: Methuen, 2010. Portal Educação: http://www.portaleducacao.com.br/contabilidade/artigos/51677/o-que- e-planejamento-e-para-que-serve Profa. Dra. Marta Valentim / Grupo de pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional: http://www.valentim.pro.br Produção para Cinema e Vídeo

×