Successfully reported this slideshow.
We use your LinkedIn profile and activity data to personalize ads and to show you more relevant ads. You can change your ad preferences anytime.

TCC Cortador de Grama

Trabalho de Conclusão de Curso
UTESC - Joinville / SC - 2003
Dirk Henning e Edson Wolf

  • Login to see the comments

  • Be the first to like this

TCC Cortador de Grama

  1. 1.   <ul><li>   </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li> </li></ul>– –
  2. 2.  Este trabalho de conclusão de curso tem como objetivo: <ul><li>      </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li>   </li></ul><ul><li>   </li></ul>
  3. 3.    Desenho Industrial – Projeto de Produto  Bordadeira Roçadeira Cortador de Grama Manual Tipo Carretel Cortador de Grama Giratório
  4. 4.   Desenho Industrial – Projeto de Produto  Regulagens: - Altura do Corte - Altura do Cabo <ul><li>Movimento para a Lâmina do Corte: </li></ul><ul><li>- Motor elétrico; </li></ul><ul><li>Motor a gasolina; </li></ul><ul><li>Motor a bateria. </li></ul>Desenho Industrial – Projeto de Produto
  5. 5.   Desenho Industrial – Projeto de Produto  Desenho Industrial – Projeto de Produto <ul><li>Possui área de gramado em algum imóvel. </li></ul><ul><li>Pessoas de situação familiar definida. </li></ul><ul><li>Quem faz uso do produto além da necessidade deve gostar de atividades ao ar livre e que valoriza os espaços. </li></ul>
  6. 6.   <ul><li>Alcance fácil </li></ul><ul><li>Trabalho em alturas apropriadas </li></ul><ul><li>Redução de forças excessivas </li></ul><ul><li>Trabalho em posturas adequadas </li></ul><ul><li>Redução a repetição excessiva </li></ul><ul><li>Minimizar a fadiga </li></ul><ul><li>Minimizar a pressão direta </li></ul><ul><li>Fornecer a mudança da postura </li></ul><ul><li>Fornecer o afastamento e alcance </li></ul><ul><li>Manter um ambiente confortável </li></ul><ul><li>Realçar a claridade e a compreensão </li></ul><ul><li>Melhorar a organização do trabalho </li></ul>Desenho Industrial – Projeto de Produto Muitas partes do corpo têm movimentos repetitivos e que são provocados na maioria das vezes por uso inadequado de um equipamento ou por um mau projeto, sem princípios de ergonomia.
  7. 7.    Desenho Industrial – Projeto de Produto Usuário utilizando um cortador de Grama Usuário canhoto utilizando um cortador de Grama Seqüência de movimentos no corte da grama
  8. 8.   Desenho Industrial – Projeto de Produto Segundo Iida (1990), as medidas antropométricas devem ser realizadas diretamente, tendo uma amostra significativa de sujeitos que serão usuários ou consumidores do objeto a ser projetado. Desenho Industrial – Projeto de Produto (Contini e Drillis apud Iida, 1990).
  9. 9.   Desenho Industrial – Projeto de Produto Desenho Industrial – Projeto de Produto
  10. 10.    Desenho Industrial – Projeto de Produto Desenho Industrial – Projeto de Produto
  11. 11.       Desenho Industrial – Projeto de Produto Desenho Industrial – Projeto de Produto
  12. 12.    Desenho Industrial – Projeto de Produto Desenho Industrial – Projeto de Produto
  13. 13.    Desenho Industrial – Projeto de Produto Os requisitos de maior relevância, são aqueles cuja relação é maior com os itens de maior valor do consumidor. Ao lado a classificação dos requisitos do projeto fornecidas pelo QFD. Desenho Industrial – Projeto de Produto
  14. 14.    Desenho Industrial – Projeto de Produto Segundo Baxter (1998), deve-se selecionar a função principal do produto, do ponto de vista do consumidor, para que as demais funções sejam agrupadas sob ela, de forma lógica e hierárquica. Desenho Industrial – Projeto de Produto
  15. 15.   Sistema de regulagem Empurrador: um eixo de giro Sistema de reciclagem Ventilação por sucção Entrada de ar frontal Alavanca horizontal Passa fio Design automotivo
  16. 16.   Regulagem embutida Empurrador: telescópico e articulado Sistema de Reciclagem Ventilação por sucção Entrada de ar traseira Alavanca por barral Arco unindo as rodas Dois eixos de giro
  17. 17.   Regulagem por mola Empurrador: sistema com parafuso Sistema de Reciclagem Ventilação por sucção Acionamento bicomando Entrada de ar frontal Passa fio Formas Geométricas
  18. 18.    Desenho Industrial – Projeto de Produto
  19. 19.      Desenho Industrial – Projeto de Produto
  20. 20.     Desenho Industrial – Projeto de Produto
  21. 21.   
  22. 22.   
  23. 23.   
  24. 24.   
  25. 25.   
  26. 26.   
  27. 27.    
  28. 28.    
  29. 29.   
  30. 30.  <ul><li>O objetivo de Desenvolver um cortador de grama para áreas de 30m 2 a 60m 2 foi alcançado; </li></ul><ul><li>O cortador desenvolvido atende aos requisitos de projeto estabelecidos; </li></ul><ul><li>A metodologia, assim como as ferramentas utilizadas no desenvolvimento do projeto se mostraram adequadas, pois auxiliaram nas etapas de desenvolvimento estruturando as informações e auxiliando nas tomadas de decisão; </li></ul><ul><li>As empresas, cada vez mais, têm a necessidade de inovar; </li></ul><ul><li>O processo de desenvolvimento de produto desempenha um papel de grande importância na inovação e as etapas iniciais são as que produzem maiores efeitos sobre os resultados do processo; </li></ul><ul><li>O processo de desenvolvimento de produto é um processo de solução de problemas; </li></ul><ul><li>Os projetos além de soluções visuais necessitam promover perfeita integração de forma com função. </li></ul>

×